Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Blog Páginas Heróicas Digitais



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

16/11/2006 | Voz da Arquibancada
O dia seguinte...

Por Eduardo Gomes Faria

Dúvida deve ser um dos sintomas, menos nocivo, de quem acorda, após a ingestão na noite anterior de uma quantidade excessiva de DROGAS. Sejam lícitas ou não, o que se sabe é que devem ter um efeito verdadeiramente destruidor. Você tem questionamentos de tudo, de todos... sobre você, amigos, conhecidos ou desconhecidos. Você sabe que sozinho não estava, mas quais são os outros? Mas nesta altura do campeonato, já não importa seus nomes, a certeza única e definitiva é que foi DROGA PESADA e até então, jamais consumida. Entretanto esta certeza é muito pouco para o mal que está sentindo, quer melhorar e não consegue. Está péssimo, desnorteado!

A lembrança ainda é de momentos felizes, embora distantes, eles marcaram para sempre aqueles que participaram daquelas “RODADAS” extasiantes, parece até que a pessoa está delirando, pois tudo mistura em sua cabeça. O máximo que se consegue, é lembrar de algumas datas. A mais marcante, lógico, foi a da PRIMEIRA VEZ, 1.966, Há quarenta anos atrás, neste mesmo período, nov/dez daquele ano. Tudo perfeito, jovem ainda e com muita saúde, experimentava pela primeira vez uma alegria desmedida, uma sensação inebriante, de força, conquista e poder... Experimentava ali o gosto pela “coisa”, um vício que, tenho certeza, levará para eternidade.

Muitas “RODADAS” aconteceram ao longo desses quarenta anos, cada uma com sabores diferentes, entretanto de igual felicidade e prazer. Mudavam os personagens responsáveis pelos eventos, os “Traficantes” eram escassos, os produtos ainda eram de qualidade farta e a legião de adeptos crescia de forma comparável apenas com a da CHINA. “Rodadas Internacionais” foram as de maior sucesso 1976-1997-1998-1991-1992-1995, entretanto as Nacionais de 1966, 1993, 1996, 2000, 2003 foram de emoção maior. Apesar deste intervalo de lucidez, a pessoa continua ainda muito confusa, necessitando de um descanso... talvez para esquecer a noite anterior, ou se preparar para novas “Rodadas”.

Por conhecer bem esta pessoa, posso afirmar que o seu sofrimento maior é a desesperança por dias melhores, pois os “Traficantes” dominam o “Mercado Distribuidor” sendo considerados especialistas, talvez os melhores do país. Lembro ainda de sua fala recente em que dizia que os “Traficantes” culpam ser a “DROGA” o mal maior, entretanto jamais concordou, pois seu vício único/maior era torcer e amar um time chamado CRUZEIRO ESPORTE CLUBE!

Eduardo Gomes Faria
Passos-MG

Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 tcelo | Belo Horizonte | 16-11-06 11h09min
Pessoal, apenas uma sugestão. Caso os moderadores achem que não se deve divulgar isso, favor deletar minha msg. Solicito uma campanha ostensiva à toda nação 5 estrelas. Boicote geral à Rádio Itatiaia. É insuportável a maneira como eles tratam a cachorrada e nos tratam. Cansei! Sugiro faixas no Mineirão e se possível em toda BH com os dizeres: "Cruzeirense, não ouça a Itatiaia." Quero ver se eles passarão ou não a nos respeitar.
 alberto raposão | BELO HORIZONTE | 17-11-06 22h36min
O futebol mineiro nada seria sem as conquistas do Cruzeiro. Não teria um título de Libertadores, não teria um título de copa do Brasil, uma taça Brasil, não ostentaria o título da supercopa e muito menos seria reconhecido internacionalmente. Sem o Cruzeiro, Minas estaria disputando apenas a 2a. divisão, nuito longe do topo das grandes conquistas. Minas sem o Cruzeiro é como um rio sem peixe; uma luz apagada; um túnel sem saída. Aí me lembro da solenidade dos 40 anos do Mineirão. A festa foi tod
 alberto raposão | BELO HORIZONTE | 17-11-06 22h52min
montada para homenagear os "gloriosos" como dizem alguns jornalista provincianos. Ofereceram uma camisa tipo "pano de caixão" para o nosso Governador e só depois de um bom tempo o narrador da TV Minas percebeu que um dos goleiros era o Raul e não o João Leite que defendia um dos gols à sua direita! Forjaram a história dos 40 anos do Mineirão. Os verdadeiros protagonistas da história não apareceram, mas os "gloriosos" sem títulos lá estavam de rabos emplumados como se fossem os donos da festa.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/11 - 12h33 [1 coment.]
Sada Cruzeiro FA vira nos minutos finais e garante-se no Brasil Bowl 

19/11 - 11h46 [1 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [1 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [1 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [1 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [1 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [1 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster