Rolou purpurina

Por Jorge Angrisano Santana | Em 27 de novembro de 2014

Dez componentes da organizada Galo Queer se esconderam na fronteira da torcida do Cruzeiro como setor de imprensa, mas foram descobertas ao comemorar o gol das frangas.

A torcida celeste partiu pra agressão, mas foi contida pela PM, que protegeu a moçada LGBT, com cerca de 30 policiais.

O intervalo foi de provocações e ameaças até que as torcedores de dois sexos num só foram evacuados e acomodados o setor de imprensa, e onde foram levados pra delegacia.

Seria interessante a diretoria do AtléticoMG providenciar um espaço pra essas militantes no seio de sua “massa” evitando assim que elas levem pau dos demais torcedores.

Marcelo Oliveira, o desmotivador

Por Jorge Angrisano Santana | Em 27 de novembro de 2014

Atuações dos celestes e seus adversários no CRUZEIRO 0×1 ATLÉTICO-MG, no Mineirão, Belo Horizonte, jogo de volta das finais da Copa do Brasil 2014 às 22h de 26nov14.

TORCIDA CELESTE deixou 23 mil lugares vazios (um Magelão inteiro) no Mineirão. Tentou incentivar, mas o time, que já entrou derrotado e justificado por seu treinador, não reagiu. Restou bater boca e sacanear as duas mil frangas presentes, lembrando-as de sua passagem pela segunda divisão.

FÁBIO evitou uma goleada.

CEARÁ esforçou-se mas criou coisa alguma pelo seu setor.

LEO SIMÕES perdeu bolas importantes, não conseguiu parar os atacantes adversários, enfim, jogou mal.

BRUNO RODRIGO foi o melhor da defesa.

EGÍDIO foi um dos poucos a tentar jogar a vera. Mas não encontrou parceiros do meio pra frente.

HENRIQUE, apesar de um outro erro, era o melhor marcador do time. Saiu baleado.

NÍLTON só fez lambança.

EVERTON RIBEIRO, desanimado, não criou nada que prestasse.

RICARDO GOULART fez sua pior partida com a camisa do Cruzeiro. Nada criou e recompôs mal.

WILLIAN tentou alguma coisa, mas esbarrou num coletivo desanimado.

MARCELO MORENO, aliou preguiça à técnica deficiente de sempre.

JÚLIO BAPTISTA entrou no fim, com a vaca deitada, e nada fez pra levantá-la.

DAGOBERTO foi o melhor do time, partindo pra cima e chamando o jogo. Mas sem apoio dos demais meiatacantes sucumbiu à marcação da boa defesa das frangas.

MARCELO OLIVEIRA foi o maior responsável pelo vexame, por conta de seu chororô interminável. Reclamou tanto do calendário e do cansaço, que instalou essa besteira na cabeça oca de seus atletas transformando-os em perdedores, acomodados e covardes. Não compartilho dessa idiotice típica de torcedor dizer que ele não sabe disputar matamata, mas o acuso de ser jeca e despreparado pra comandar uma equipe de futebol em momentos decisivos. É muita burrice puxar o time que treina pra baixo. com desculpas esfarrapadas, como se o calendário fosse diferente pros adversários. E ele fez isto o ano todo até botar tudo a perder nestes jogos contra as frangas.

CRUZEIRO entrou derrotado e se comportou como tal durante toda a partida. Armou contrataques pro adversário, não criou chances de gol decentes, não fez jogadas pelas pontas, muito menos, pelo meio do ataque. Não venceria nem o Icasa ou o Vila de Goiânia jogando de forma tão medíocre e descompromissada. Sujou o tetra, escreveu uma página vergonhosa. Lamentável.

FRANGAS podem bater no peito e se dizerem o melhor time do país. Venceram 4 vezes o campeão brasileiro e isto não permite discussão sobre qual time é superior. Neste RapoCota, em especial, sua superioridade técnica, tática, anímica, física foi descomunal.

GPT rasgou dinheiro e tropeçou no caneco. Foi amador.

COMBO DE ARBITRAGEM, VTNOD*!

Cruzeiro 0×1 Atlético-MG: Desídia

Por Jorge Angrisano Santana | Em 26 de novembro de 2014

CRUZEIRO contra AtléticoMG, no Mineirão, Belo Horizonte, jogo de volta das finais da Copa do Brasil 2014, às 22h de 26nov14.

BANCO do Cruzeiro: Elisson, Samudio, Alex, Manoel, Willian Farias, Eurico, Lucas Silva, Marlone, J Baptista, Dagoberto e Neilton.

AUSENTES no Cruzeiro: Tinga, Alisson, Borges, Rafael Monteiro e Dedé, Samudio, lesionados, Marquinhos e Bruno Lopes, que já atuaram nesta CB 2014 por Vitória e Paraná Clube, respectivamente.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Nosso grupo é muito forte. Quem entrar vai ajudar muito, está todo mundo preparado. O que dá confiança é isso, olhar pra quem está do lado e ver que todo mundo pode entrar. É ver que o cara também está com vontade. Temos a chance de fazer história. Confio muito no nosso elenco pra reverter o resultado.”

BANCO da Cocota: Giovanni, Uilson, Alex Silva, Pedro Botelho, Réver, Tiago, Pierre, Eduardo, Dodô, Maicosuel e Marion.

AUSENTE na Cocota: Maicosuel (A).

LEVIR CULPI, técnico da Cocota: “ ”.

TRANSMISSÃO: TV Globo pra todo o Brasil,  menos pro estado de São Paulo, com Rogério Corrêa, Bob Faria, Juninho Pernambucano e Márcio Rezende Freitas. SporTV exibe pra todo o  país com Luiz Carlos Jr, Lédio Carmona e Juliano Belletti.

HISTÓRICO: Foi o 451º RapoCota, segundo as duvidosas estatísticas oficiais. O Cruzeiro venceu 153, empatou 120 e perdeu 178, com 581 gols a favor e 639 contra. Pelo Campeonato Brasileiro foram 60 jogos. O Cruzeiro venceu 20, empatou 18, perdeu 22, marcou 81 gols, sofreu 78. Os dois clubes já se enfrentaram em 21 decisões do Mineiro. O Cruzeiro venceu 12 (40, 67, 72, 77, 87, 90, 98, 04, 08, 09, 11, 14), perdeu 8 (31, 54, 62, 76, 85, 00, 07, 13) e empatou uma (56), quando, por falta de atletas em condições de jogo pra decisão, após longa batalha judicial, os dois foram declarados campeões. Nas duas edições da Copa dos Campeões do Mineiro, a vitória foi do Cruzeiro. Em fases preliminares, o Cruzeiro foi eliminado pelo rival nas quartas-de-final do Brasileiro de 1999 e o eliminou nas semifinais da Copa SulMinas de 2001 e 2002 e do Mineiro de 2005 e 2006. Na Copa do Brasil o Cruzeiro perdeu uma final. Foram 230 clássicos no Mineirão. O Cruzeiro venceu 84, empatou 72, perdeu 74, marcou 271 gols, sofreu 250. Pelo Mineiro, foram 261 jogos, com 89 vitórias do Cruzeiro, 66 empates, 106 derrotas, 284 gols a favor, 332 contra.

O JOGO

CRUZEIRO 0×1 ATLÉTICO-MG, quarta-feira, 26nov14, 22h. TEMPO nublado, temperatura 22º, vento 9 Km/h, umidade 83%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: Jogo de volta das finais da Copa do Brasil 2014. TRANSMISSÃO: Globo, SporTV, ESPNdoB, Fox. PÚBLICO: 39.786 pagantes, R$7.855.510. ARBITRAGEM: Luiz Flavio de Oliveira (SP/AspFifa), juiz; Marcelo Carvalho Van Gasse (SP/Fifa) e Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa); Anderson Daronco (RS/AspFifa), 4º A; Raphael Claus (SP/AspFifa) e Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC), adicionais; Assessor Alicio Pena Junior (MG), assessor; Nilson de Souza Monção (SP); Atonio Pereira da Silva (GO), tutor; Guilherme Dias Camilo (MG/AspFifa), 5º A.. AMARELOS: Dátolo, Leonardo Silva, Maicosuel, Rafael Carioca e Luan (A); Bruno Rodrigo, Willian (C). VERMELHO: Leandro Donizete (A, 84) GOL: Tardelli, 45+2. CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Júlio Baptista, 78), Leo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique (Willian Farias, intervalo) e Nilton; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian (Dagoberto, 61); Marcelo Moreno. T: Marcelo Oliveira. ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca (Pierre, 71), Luan (Maicosuel, 31) e Dátolo; Diego Tardelli (Eduardo, 87) e Carlos T: Levir Culpi.

As únicas opções são vencer ou golear

Por Jorge Angrisano Santana | Em 26 de novembro de 2014

Molengas de espírito perdedor já começaram a listar justificativas pra uma possível derrota do tetracampeão brasileiro no RapoCota desta quarta:

  • Calendário desumano, time cansado, laterais contundidos, ressaca pós título brasileiro, falta de foco, adversário com time muito certinho, clima de férias e cousa e lousa.

Pois podem ir tirando o burrico da chuva. Pra clássico nenhuma desculpa serve. Tem é que entrar pra vencer de qualquer jeito.

Se quiserem experimentar o gosto de derrota torçam pra Chape pro Flu vencerem o Cruzeiro nas derradeiras rodadas do Morrinhão.

Clássico é pra fominhas, depenadores, alucinados, alfas, ignorantes, desajuizados, anormais e que tais.

E se algum titular não estiver com essa pegada toda, que se escale um júnior em seu lugar.

O que não pode é repetir o vexame do jogo de ida, no campo do América.

Semana 47: Dois jogos pra história

Por Jorge Angrisano Santana | Em 25 de novembro de 2014

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 47de 2014, por MAURO FRANÇA.

SEGUNDA, 17nov14. Delegação desembarcou em Confins no final da manhã; jogadores foram liberados. /// Sócio do Futebol atingiu 66 mil associados. NONATO foi o homenageado da vez.

TERÇA, 18nov14. Reapresentação do elenco, à tarde. Titulares contra o Santos fizeram atividades na academia. Os demais, incluindo EGÍDIO, participaram de treino técnico. TINGA fez fisioterapia em campo. /// Diretoria estipulou em R$1 mil o preço dos ingressos pra torcida visitante no jogo de volta da final da Copa do Brasil. Benecy Queiroz, representante do clube em reunião na FMF, informou que seriam disponibilizados no máximo 2.736 ingressos, número que dependeria de vistoria da PM no Mineirão. GILVAN DE PINHO TAVARES comentou: “O preço são iguais aos dos cruzeirenses que não é sócia. Nosso sócio paga mensalidade alta e tem ingressos a preços diferenciados. O Cruzeiro disponibilizou ingressos pra torcida do AtléticoMG numa proporção menor do que os 10% da capacidade do estádio, porque o presidente do AtléticoMG havia dito na reunião passada, que só faria jogos com torcida única e nós acreditamos. Então disponibilizamos ingressos em todos os setores pros nossos sócios e a compra foi imediata”.

QUARTA, 19nov14. Depois de longa conversa com os jogadores, MARCELO OLIVEIRA comandou treino tático. Titulares: Fábio; Ceará, Leo, Bruno Rodrigo e Samudio; Nilton e Willian Farias; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos; Júlio Baptista. Reservas: Elisson; Mayke, Alex, Manoel e Egídio, Eurico, Lucas Silva, Marlone e Judivan; Neilton e Willian. /// À noite, delegação viajou pra Porto Alegre com 21 jogadores: Fábio, Elisson, Ceará, Mayke, Egídio, Samudio, Bruno Rodrigo, Léo, Manoel, Eurico, Lucas Silva, Willian Farias, Nilton, Everton Ribeiro, Júlio Baptista, Marlone, Ricardo Goulart, Dagoberto, Judivan, Marquinhos, Willian. /// MARCO ANTÔNIO, meia do Sub15, foi convocado pela quarta vez pela Seleção Brasileira, agora pra disputa da BH Cup, torneio que será realizado em dezembro, na Toca I. /// Clube divulgou preços dos ingressos pro segundo jogo da final da Copa do Brasil, entre R$300 e R$1 mil. Setores Superior e Inferior Sul e Inferior Norte já estavam esgotados. /// Ministério Público propôs Ação Civil contra o Cruzeiro, por considerar abusivo o preço do ingresso pra visitantes, solicitando o limite de R$500. /// SUPERLIGA MASCULINA DE VÔLEI, 7ª rodada, Ginásio Chico Neto, Maringá, SADA CRUZEIRO 3×1 ZIOBER MARINGÁ (22-25, 25-15, 25-23, 25-17). Melhor em quadra: FILIPE. SADA CRUZEIRO: William, Wallace, Leal, Filipe, Douglas Cordeiro, Éder e Serginho. Entraram: Fernando Cachopa e PV. T: Marcelo Mendez. ZIOBER MARINGÁ: Ricardinho, Luan, Diogo, Piá, La Bomba, Matheus e o líbero Thiago Brendle. Entraram: Rafael Martins, Rivaldo, Gelinski. T: Horacio Dileo.

QUINTA, 20nov14. GRÊMIO 1×2 CRUZEIRO. Arena do Grêmio, Porto Alegre, 35ª rodada BR 2014, 40.497 pagantes, 43.012 presentes, R$1.441.011. Arbitragem: Vinicius Furlan(SP), juiz; Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP), bandeiras. Amarelos: Mayke, Samudio, Willian Farias (C); Zé Roberto, Riveros, Geromel, Pará (G). Gols: Riveros, 12, Ricardo Goulart, 65, Everton Ribeiro, 75. GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Zé Roberto; WalaceRiveros (Alan Ruiz), Ramiro, Luan (Giuliano) e Dudu; Barcos (Lucas Coelho). T: Luiz Felipe Scolari. CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke), Leo SimõesBruno Rodrigo e Samudio (Egídio); Willian Farias e Nilton; Everton RibeiroRicardo Goulart e Marquinhos (Willian); Júlio Baptista. T: Marcelo Oliveira. /// MARCELO OLIVEIRA: “No 1º tempo, lutamos muito, mas não conseguíamos joga. Por sua mobilidade, o Grêmio jogou bastante e aos 12 marcou o gol, após uma desatenção do nosso time. No 2º tempo, nos propusemos a fazer o que o Cruzeiro sabe, que é jogar à frente e retomar mais. O resultado foi fantástico, pois demos grande pra conquistar o campeonato. Ressalto que as substituições foram por conta de desgaste, culpa do calendário que atrapalha demais, e o resultado foi conquistado na raça”. /// ALEXANDRE MATTOS, sobre WILLIAN FARIAS: “Como é bom ver a superação de um homem que passou por um momento extremamente delicado, o filhinho dele nasceu com um problema gravíssimo, ficou quatro meses no CTI. Eu o liberei mais de 20 vezes de treinamento, concentração e viagem e ele nunca deixou de ir a um treinamento e a uma viagem”. /// Depois de vistoria no Mineirão, PM limitou a capacidade do setor destinado à torcida adversária em 1.854 lugares.

SEXTA, 21nov14. Delegação desembarcou em Confins no início da noite, recepcionada por centenas de torcedores. /// Esgotarm-se os ingressos pro jogo contra o Goiás. /// STJD concedeu liminar favorável ao AtléticoMG determinando disponibilização 6.217 lugares pra sua torcida, o que corresponde a 10% da capacidade do Mineir. José Maurício Cantarino Villela, juiz da 29ª Vara Cível, determinou que os ingressos pros visitantes não tenham valor superior a R$500.

SÁBADO, 22nov14. Centenas de torcedores acompanharam o único treino antes do jogo contra o Goiás. MARCELO OLIVEIRA relacionou 22 jogadores: Fábio, Elisson, Mayke, Egídio, Breno Lopes, Bruno Rodrigo, Léo, Alex, Manoel, Eurico, Lucas Silva, Henrique, Nilton, Everton Ribeiro, Marlone, Júlio Baptista, Ricardo Goulart, Dagoberto, Neilton, Judivan, Marcelo Moreno e Willian. /// ARISTOTELES LOREDO, gerente de tecnologia, sobre o problema dos ingressos: “Em função das ocorrências jurídicas em relação ao percentual de ingressos que o Cruzeiro vai liberar pro adversário, pedimos à Polícia Militar novo laudo, porque já estamos com 40 mil lugares ocupados e ainda tem os locais da Minas Arena. Vamos apresentar à PM o mapa de ocupação pelo sócio torcedor do Cruzeiro e ela vai emitir seu laudo, mostrando os espaços disponíveis. Esse é o objetivo desse laudo que solicitamos para segunda-feira, às 10h”.

DOMINGO, 23nov14. CRUZEIRO 2×1 GOIÁS. Mineirão, Belo Horizonte, 36ª rodada BR 2014. PÚBLICO: 56.729 pagantes, 57.129 presentes, R$3.609.142, média R$64. Arbitragem: Paulo H enrique Godoy Bezerra (SC), Carlos Berkenbrock (SC), Nadine Schramm Camara Bastos Fifa/SC). AMARELOS: Tiago Real, Welinton Júnior (G), Henrique (C). GOLS: Ricardo Goulart, 12, Samuel, 22, Everton Ribeiro, 62. ,   CRUZEIRO: FábioMayke (Eurico, 90), Leo Simões, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique e Lucas Silva (Nilton, 64); Everton Ribeiro, Ricardo GoulartWillian; Marcelo Moreno (Júlio Baptista, 79). T: Marcelo Oliveira. GOIÁS: Renan; Tiago Real, JacksonPedro Henrique e Felipe Saturnino (Lima, 64); Amaral, David (Wellinton Junior, 90), Thiago Mendes e Ramon (Esquerdinha, 82); Erik e Samuel. T: Ricardo Drubscky. /// CRUZEIRO TETRACAMPEÃO BRASILEIRO. Campanha (faltando duas rodadas): 36J, 23V, 7E, 6D, 64GF, 36GC, 70,4% de aproveitamento. ARTILHARIA: Ricardo Goulart, 15; Marcelo Moreno, 14; Everton Ribeiro, 6; Júlio Baptista e Marquinhos, 4; Alisson e Dagoberto, 3; Borges, Dedé, Leo, Nilton e Willian, 2; Egídio, Lucas Silva, Manoel, Souza, 1. ASSISTÊNCIAS: Everton Ribeiro, 10; Willian, 6; Marcelo Moreno e Egídio, 3. /// MARCELO OLIVEIRA:  “Foi um trabalho bem feito pela diretoria, que apostou no grupo e dá, mas também cobra. Temos boa sintonia e os jogadores são guerreiros. Nada veio de mão beijada, nada foi doado, tudo foi construído com sacrifício, superação e união. É um trabalho conjunto, onde não há separação entre diretoria, comissão e jogadores”. /// DAGOBERTO conquistou seu 5ª título brasileiro, igualando marca de Zinho e Andrade. /// Jogadores, comissão técnica e diretoria comemoraram o título em churrascaria na Savassi. /// Ex-jogadores postaram mensagens nas redes sociais. ALEX: “Parabéns ao Cruzeiro pelo bi (tetra) campeonato brasileiro. É um selo de um trabalho bem feito nos dois últimos anos”. RAMIRES: “Parabéns a todos os cruzeirenses por esse título! Um clube dessa grandeza e um trabalho bem feito só podem terminar assim! Orgulho eterno por ter jogado no clube e até ter o carinho de toda torcida! Para quem torceu contra, só lamento!!! Zeeeeroooooo!!!”. SORÍN: “Parabéns, China Azul, Nação Azul, jogadores, comissão e toda família Cruzeiro! Tetracampeão”. /// ATLETISMO: No sábado, Marcos Antônio Pereira venceu a 4ª Corrida de Maragogi, com 36:20 (12 km). Em Serra do Salitre, Ivamar de Oliveira venceu a 2ª Corrida da Consciência Negra, com 35:03 (11km). No domingo, Ivamar foi o 2º na 1ª BI RUN Vida Saudável de Mogi-Guaçu, com 26:12 (8 km).  Na 3ª Corrida Luziense de Santa Luzia, João Gari, com 14:55, e Claudete Maria de Souza e Silva, com 19:05 venceram as provas de 5 km. Na prova de 8,5, a equipe conquistou as oito primeiras colocações. Johannes Max Boa Morte foi o 1º, com 26:06, seguido por Ailton São Pedro, Mércio Silva Ferreira, Carlos Fonseca da Silva, Antônio Ferreira da Silva, Yuri Bonari, Paulo César e José Afonso Silva. Justino Pedro da Silva foi o 5º na etapa de Brasília do Circuito Caixa, com 30:57. Pablo Fagundes da Costa venceu a Meia Maratona de Palmas, com 1:06:56.

Máfia Azul: “A Deus toda glória”

Por Jorge Angrisano Santana | Em 25 de novembro de 2014

PItacos de blogueiros e protagonistas acerca do CRUZEIRO 2×1 GOIÁS, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 36ª rodada do Brasileiro 2014, às 17h de 23nov14.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: Houve uma boa combinação. O Cruzeiro sempre foi tido como academia de bom futebol, com times maravilhosos, que faziam muitos gols. Tenho colocado mais jogadores técnicos e tento fazer com que eles entendam que é possível marcar e atacar. Podemos ser eficientes na marcação sem deixar de ser criativos e ofensivos.

DAGOBERTO, atacante do Cruzeiro: Muitos conquistam títulos, agora mantê-lo na temporada seguinte é muito difícil, principalmente disputando contra times grandes, com altos investimentos. Mas a gente lutou muito pra isso se realizar.

EVERTON RIBEIRO, meia do Cruzeiro: “Tinha parte do gramado que estava impraticável, alagada. Esperamos que na final o campo não atrapalhe ninguém, mas, independentemente do gramado ou do tempo, vamos dar o nosso melhor. Nos apegamos ao nosso ano, nosso futebol, ao que temos apresentado diariamente. Isso nos dá confiança para virar qualquer resultado.

GILVAN DE PINHO TAVARES, presidente do Cruzeiro: A equipe começou a ser montada em outubro de 2012 e hoje, com muita alegria, emoção e felicidade, estamos colhendo frutos. Já sconquistamos dois títulos brasileiros, um mineiro e estamos na final da Copa do Brasil. Essa torcida maravilhosa, que lota estádio, gera receita com o Sócio do Futebol e que nos possibilita manter essa equipe por dois anos seguidos, merece as conquistas. O trabalho só tem sucesso por causa dela e espero que continue assim no meu próximo mandato de três anos.

RICARDO DRUBSCKY, técnico do Goiás: Não merecíamos perder. O Cruzeiro é o grande time do campeonato e tem seus méritos, mas jogamos de igual pra igual com ele.

MÁFIA AZUL, em seu bandeirão: A Deus toda glória.

MAURÍCIO GFARCIA VIEIRA, no PHD: Coloquei foto da faixa “A Deus toda Gloria”, no Facebook e convidei dois primos meus atleticanos doentes e também evangélicos pregadores para comentar a respeito. Vejam as respostas:<strong> 1) </strong>Muito legal mesmo!!! Nunca havia visto isso em um estádio! Parabéns à China Azul<strong> 2)</strong> Nossa que lindo…mas c fosse da torcida atleticana….ia ser mais apaixonante rsss

Everton Ribeiro, craque debaixo de sol ou de chuva

Por Jorge Angrisano Santana | Em 24 de novembro de 2014

Atuações dos celestes e seus adversários no CRUZEIRO 2×1 GOIÁS, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 36ª rodada do Brasileiro 2014, às 17h de 23nov14.

TORCIDA CELESTE, como toda grande torcida brasileira, compareceu em massa devido à perspectiva de título. Como toda grande torcida brasileira, fez muita festa antes e no começo do jogo. Como toda grande torcida brasileira, murchou quando seu time levou o gol de empate. Como toda grande torcida brasileira, voltou a fazer festa quando seu time desempatou. E, como toda torcida brasileira, comemorou moderadamente mais um título de campeonato por pontos corridos. Destaque pra recepção ao ônibus do time e ao fato de, finalmente após 30 rodadas na liderança, assumir o topo do pódio de público pagante no torneio.

FÁBIO fez dois milagres, garantindo a festa. Nos demais lances, esteve sempre correto.

MAYKE fez um cruzamento espetacular para o primeiro gol

LEO SIMÕES teve dificuldades com Samuel, mas se virou como foi possível e não comprometeu.

BRUNO RODRIGO foi melhor da defesa, com seu futebol sóbrio e eficaz.

EGÍDIO jogou na parte mais encharcada do gramado, na etapa inicial, sendo pouco acionado e tendo dificuldade na marcação. Na etapa final, voltou ao normal e esteve a pique de marcar ao cabecear bola cruazada da direita.

HENRIQUE quase põe a perder sua partida perfeita ao cometer pênalti, que o juiz não deu. Jogar em pé, quaisquer circunstâncias, é o melhor procedimento que um futebolista pode adotar.

LUCAS SILVA fazia boa partida, combatendo, tentando armar e chutando a gol. Não precisava sair, embora o substituto, Nílton, também tenha jogado bem.

NÍLTON entrou entusiasmado e deu duro em cima dos lépidos meiocampistas e atacantes goianos.

EURICO não teve tempo pra mostrar seu bom futebol.

EVERTON RIBEIRO joga bem debaixo de sol ou de chuva. Marca, arma e finaliza, com imensa qualidade. Fez  gol de centroavante, justamente quando a torcida recebia a má notícia do gol sãopaulino em Cuiabá.

RICARDO GOULART procura o jogo e o gol incessantemente. Igualou-se a Fred, Flu, e Henrique, do Palmeiras, ao abrir o caminho pra vitória. Mas não ficou só nisso. Deslocou-se, deu combate e trabalhou com os demais colegas, como mestre do jogo coletivo que é.

WILLIAN cruzou a bola do gol da vitória e trabalhou corretamente na canhota, atacando e voltando na marcação.

MARCELO MORENO, sem inspiração suficiente pra deixar seu gol, dedicou-se à causa como um trabalhador da marcação de saída de bola.

JÚLIO BAPTISTA entrou com o tal do sangue nos olhos, deu um pique rumo à área e desarmou um esmeraldino descomplicando a defesa celeste. Foi um indicativo de sua boa vontade, humildade e fé no grupo.

MARCELO OLIVEIRA apostou na habilidade e não no peso pra superar a cancha encharcada, escalando jogadores de movimentação. As dificuldades da etapa inicial pareciam lhe tirar a razão, mas o resultado indicou o contrário.

CRUZEIRO precisou ir além da técnica pra superar a cancha pesada e um adversário bem organizado e disposto.

GOIÁS, sem medo de rebaixamento, nem cobranças por uma posição melhor na tabela,  jogou relaxadamente. Deu trabalho à defesa celeste, com dois atacantes avançados, e segurou o ímpeto do líder com duas linhas de quatro bem postadas. Na de volantes, Ramon era quem tentava armar o time. O campo encharcado na primeira etapa não atrapalhou o time esmeraldino que foi mais prático e não tentou jogar com passes curtos. Sempre perigoso, obrigou Fábio a se desdobrar pra impedir um empate que não seria surpreendente, tendo em vista o rendimento das equipes.

COMBO DE ARBITRAGEM cometeu mais erros técnicos do que se deveria esperar de árbitros de ponta. Se bem que o Godoy Bezerra nem pode ser considerado de primeira linha. Os goianos reclamaram, com razão, de um pênalti cometido por Henrique e o Cruzeiro de um impedimento mal marcado pela bandeirinha Nadine. De resto, pequenos equívocos normais de jogo.

Everton Ribeiro, o craque da galera

Por Jorge Angrisano Santana | Em 24 de novembro de 2014

Escreva o nome do seu candidato em CAIXA ALTA e logo no início do comentário. E minúsculas, explique a escolha. Se quiser comentar outras atuações, use minúsculas também.

OS MELHORES

  • WILLIAN [1] => Estevão Moreno
  • TORCIDA CELESTE [2] => Nel Santana, Leandro Ribeiro
  • MARCELO OLIVEIRA [3] => Mariana Resende, Eduardo Arreguy Campos, Hiram Ferreira,
  • HENRIQUE [4] => José Gonçalves, JA Fagundes, Alexandre Campos, Adriano.
  • RICARDO GOULART [8] => Gil Campos, Fábio Schrier, Márcio Amaral, Minas Arena (voto da torcida), Beth Makkenel, UOL Esporte, Moema Fox, Jorge Angrisano Santana
  • FÁBIO [21] => Arísio França, Felipe Oliveira, Rosan Amaral, Ana Rocha, Rapoel, KMP, Fábio Velame, T8, Chiabi Jr, Maia, Miguel Tolentino, Celeste Campos, Magno Antunes, Flávio Carneiro, Machado, Equipe da 98 FM, Mônica TriMelo, Rapgol, Eloi Tavares, G1 (leitores), Silvim.
  • EVERTON RIBEIRO [32] => Agnaldo Morato, Tadeu Barreto Guimarães, JP Anchieta, MA Caldeira Nunes, AC Rossi, Mauro França, Walfrido Nascimento, Maria Luiza Sant’Ana Guidugli, Wallace Ferreira, Hendrix, MS Ramos, Sérgio Luiz, Wagner CPM, J dias, Renato, Rogério Potencial, Bruno 7LRJ, Evandro Oliveira, JP Mota, Charada, S@muel, Bruno Braga, Aloisio Mendes, Guibreis, Paulo Rafael, Mariana Paiva, Gabriel, Raher, Claudinei Vilela, Walterson Almeida, Globo Esporte, Dudu.

Cruzeiro 2×1 Goiás: É tetra! É tetra! É tetra! É tetra!

Por Jorge Angrisano Santana | Em 23 de novembro de 2014

CRUZEIRO  contra Goiás, no Mineirão, Belo Horizonte, pela 36ª rodada do Brasileiro 2014, às 17h de 23nov14.

CLASSIFICAÇÃO: O Cruzeiro é o 1º, com 73 pts, 22 v, 7 e, 6 d, 62 gp, 35 gc, 27 sd, 70% de aproveitamento. O Goiás é o 12º, com 44 pts, 12 v, 8 e, 15 d, 33 gp 5 gc, -2 sd, 42% de aproveitamento.

AUSENTES no Cruzeiro: Tinga (V), Rafael Monteiro (G), Alisson (M), Alan (G), Borges (A), Ceará (L), Marquinhos (A), lesionados, Samudio (L), Willian Farias (V), suspensos.

PENDURADOS no Cruzeiro: Dagoberto, Ceará, Egídio e Alisson.

BANCO do Cruzeiro: Elisson (G), Breno Lopes (L), Alex, Manoel (B), Eurico, Nílton (V), Júlio Baptista, Marlone (M), Dagoberto, Judivan, Neilton (A).

AUSENTES no Goiás: Valmir Lucas, Leo Veloso, Juliano e João Paulo, lesionados, Felipe Macedo, suspenso.

PENDURADOS no Goiás: Alex Alves, Amaral, Esquerdinha, Lima, Moisés, Samuel e Valmir Lucas.

BANCO do Goiás: Edson, Lima, Rodrigo, Esquerdinha, Assuerio, Murilo.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “A esperança é de ser campeão neste domingo. A possibilidade é boa, mas o adversário é muito difícil. Estava até comentando com os jogadores que saímos pra dois jogos importantes e dificílimos. Nos mobilizamos muito e não podemos achar que é uma coisa menor agora. Temos que ter a mesma determinação, ser envolventes e marcar pra concretizarmos o que construímos ao longo de sete meses. O que nos tranquiliza é o que apresentamos ao longo do campeonato.”

RICARDO DRUBSCKY, técnico do Goiás: “Vamos tentar ser ofensivos colocando mais um atacante. Todos sabem que temos alguns pontos críticos. Não podemos esquecer que estamos enfrentando adversários poderosos. Foi assim com Internacional e Corinthians, e será de novo contra o Cruzeiro. Porém, esperamos agredir mais.”

PAULO HENRIQUE GODOY BEZERRA, de Santa Catarina, apitou 8 jogos no Brasileiro. Médias: 5,25 amarelos, 0 vermelho, 0,38 pênalti, 38,5 faltas. Médias do campeonato: 4,36 amarelos, 0,19 vermelho, 0,21 pênalti, 32,7 faltas.

GOIÁS Esporte Clube, fundado por um grupo de amigos reunidos debaixo de um poste, em 06abr43, foi uma agremiação pequena até meados dos anos 60, quando começou sua coleção de 24 títulos estaduais que fazem dele, hoje em dia, o mais vitorioso e popular clube do Centro Oeste do Brasil. No Ranking de 2014 da CBF, o Goiás ocupa a 13ª posição, com 11.526 pontos.

PÚBLICO: A média do Brasileiro 2014 é de  16.144, com 40% ocupação dos estádios.O Cruzeiro é 0 3º, com 27.136. O Goiás é o 20º, 7.246. Hoje, mais de 50 mil torcedores estarão no Mineirão.

RANKING de 2014 da CBF: Cruzeiro é o 8º, com 13.502 pontos; Goiás é o 13º, com 11.526 pontos.

O JOGO

18h53. TIMES em campo, Cruzeiro, com uniforme tradicional. Goiás, com camisas e calções brancos e meias verdes.

16h57. HINO Nacional.

16h59. MACELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: Tem que ver se a bola rola. Se não estiver rolando, vamos jogar no Marcelo Moreno e esperar por uma segunda bola. Nosso time é de toque de bola, no chão.”

17h. COMEÇA o jogo. Cruzeiro, àdireita das tribunas, dá a saída.

01. Moreno recebe passe na intermediária, mas é desarmado.

02. Ricardo Goulart tenta cruzar da pontadiestra, mas é travado. Corner pro Cruzeiro.

02’30”. Samuel chuta de longe, bola sai à direita do arco celeste.

03. Juiz chama atenção de beques e atacantes por conta de agarrões na área.

04. Ribeiro cobra corner, Goulart desvia, Thiago Mendes limpa a área do Goiás.

05. BOB FARIA, comentarista da Globo: “Cruzeiro bateu mal os três escanteios”.

06. Egídio dribla Erik e sai jogando.

06’30”. Erik disputa pelo alto e comete falta em Bruno Rodrigo.

07. Everton Ribeiro cruza da direita, Marcelo Moreno cabeceia com perigo, bola sai rente o poste direito.

08. Marcelo Moreno cabeceia pra fora a 9ª bola levantada na área goiana.

09. Cruzeiro joga pela direita, pois o lado esquerdo está alagado dificultando o trabalho de Egídio.

10. Marcelo Moreno recebe bola na área esmeraldina, mas não consegue finalizar. Mayke fica coma bola e chuta. Renan defende.

11. TORCIDA CELESTE: “Nós somos o Cruzeiro / Tricampeão brasileiro / Nada mais interessa / Nós queremos o tetra”.

12. GOL. Mayke cruza da direita, Ricardo Goulart se adianta à bequeira e cabeceia enviesado. Bola entra no canto direito. CRUZEIRO 1×0.

13 BALANÇOU! Comemoração da torcida celeste faz o Mineirão balançar.

13’30”. ARTILHEIRO. Ricardo Goulart se iguala a Henrique na liderança dos goleadores do campeonato.

14. Samuel invade a área pela esquerda, cai e pede pênalti. Godoy Bezerra manda o jogo seguir.

15. BOB FARIA, comentarista da Globo: “Um pedacinho de campo basta ao Cruzeiro, que é muito técnico e encontrou esse espaço.”

16. Lucas Silva solta uma bomba na cobrança e falta. Renan defende.

17. Thiago Mendes cruza buscando Samuel, que não alcança. Bola atravessa área celeste, mas ninguém aparece pro arremate.

18, Everton Ribeiro chuta fraco, Renan defende.

19. BANHEIRA. Marcelo Moreno recebe livre na área, mas está impedido.

20. Goiás tem dificuldade pra chegar ao ataque.

21. POSSE DE BOLA: Cruzeiro, 56%.

22. GOL. David cobra falta na intermediária levantando a bola na área celeste. Ela cai atrás da bequeira e fica com Samuel, que ajeita e arremata com tiro forte, indefensável. GOIÁS 1×1.

23. FINLIZAÇÕES: Cruzeiro 6×2.

24. Goiás contrataca, Erik cabeceia bola cruzada, que para na grama encharcada.

25. AMARELO. Tiago Real.

26. Egídio cruza da esquerda, Renan corta de soco.

27. Fábio se antecipa a Thiago Mendes e fica com bola lançada na área celeste.

28. BOB FARIA, comentarista da Globo: “Goiás encontrou caminho pelo lado direito e está forçando por ali. Cruzeiro parou de usar o seu lado direito.”

29. Jogo parelho, neste momento. Gramado dificulta jogadas rápidas do estilo celste.

30. Ramon recebe na área, ajeita pra destra e arremata, Fábio salta e defende à sua direita.

31. AMARELO. Henrique, por falta em Ramon.

32. CHUVA. Após 14 horas seguidas, ela deixou o gramado encharcado, mas não impraticável. Lado esquerdo do cruzeiro é onde há mais água retida, dificultando o trabalho de Egídio. Mayke, pela direita, é a arma ofensiva mais utilizada pelo time azul.

33. Lucas Silva chuta de longe, bola passa muito acima do travessão.

34. Mayke e Everton Ribeiro não se entendem na cobrança de lateral e a bola fica com o Goiás.

35. Thiago Mendes é cercado por três cruzeirenses e recebe falta.

36. Jogo equilibrado. Goiás controlou a pressão inicial do Cruzeiro e já ameaça Fábio com jogadas buscando o veloz e irrequieto Samuel.

37. Egídio e Mayke cruzam. Saturnino afasta de cabeça o primeiro, Lucas Silva arremata pra fora o segundo.

38. Erik, artilheiro do Goiás, está sumidão. Campo encharcado não favorece seu jogo de velocidade.

39. Ramon faz boa joga na pontesquerda, invade a área, mas deixa a bola sair pela linha de fundo.

40. PASSES ERRADOS: Cruzeiro 28×20.

40’30”. David, com 6, e Egídio, com 5, foram os que mais erraram passes.

41. Bruno Rodrigo desarma Erik, dentro da área celeste.

42. Mayke cruza, bola sai com veneno, Renan manda pra escanteio.

43. É REDE! Everton Ribeiro cobra corner na esquerda, Leo Simões cabeceia, bola vai pra rede, mas elo lado de fora, à direita de Renan.

44. CHUVA para. Jogo segue equilibrado.

44’30”. Lucas Silva e Samuel, com 3 chutes a gols, foram os que mais finalizaram jogadas.

45. FIM de 1º tempo. Goiás se adaptou melhor ao gramado encharcado. Cruzeiro abusou da ligação direta.

NÚMEROS do 1º tempo: Posse de bola: Cruzeiro, 55%. Finalizações: Cruzeiro 10×4. Bolas levantadas: Cruzeiro 18×7. Cabeçadas: Cruzeiro 3×1. Faltas: 9×9. Passes errados: Cruzeiro 29×21. Roubadas de bola: Cruzeiro 12×0.

RICARDO GOULART, meia do Cruzeiro: “Ninguém nos deu nada de graça, até agora. Lutamos e mostramos nossa competência. Hoje não será diferente. Vamos buscar nosso objetivo.”

DAVID, volante do Goiás: “Estamos bem. Conseguimos igualar as ações ofensivas. A bola parada tem sido uma boa alternativa.”

INTERVALO

18h03. TIMES voltam a campo sem alterações.

18h05. COMEÇA o 2º tempo. Goiás dá a saída.

46. Ricardo Goulart recebe na área do Goiás e chuta forte. Renan encaixa.

47. Mayke recebe lançamento na área esmeraldina, mas não alcança a bola.

48. Thiago Mendes chuta de canhota, bola desvia em Erik e sai à direita de Fábio.

49. David chuveira na área do Cruzeiro, Ramon não alcança, Pedro Henrique não consegue cruzar.

50. Henrique recebe bola torta, que sai pela lateral.

51. Egídio cruza da esquerda, bola sai pela linha de fundo.

52. ORGANIZADAS do Cruzeiro: Geral Celeste, China Azul, FanatiCruz, Sangue Azul, Cachazeiros, Jovem, Motozeiros, Rapozama, Máfia Lafaiete, Nação Azul de Varginha, Força Azul de Lavras, Força Atuante Celeste.

53. FOI! David lança Samuel, que invade a área, Henrique carrinha, bola bete em seu braço, goianos pedem pênalti, juiz nega. Mas foi, segundo os critérios e recomendações da CBF.

54. MÁRCIO REZENDE DE FREITAS, comentarista de arbitragem da Globo: “Henrique traz o braço junto ao corpo e tenta tirá-lo da bola, mas eu marcaria o pênalti, pois ele assume o risco e fica com a posse de bola ao tocá-la com o braço.”

55.  Tentativa de lançamento para Willian no comando de ataque do Cruzeiro, mas Renan intercepta.

56. BOSCHILIA faz são Paulo 1×0 Santos, na Arena Pantanal, Cuiabá. Agora o Cruzeiro só campeona nesta rodada se vencer o Goiás.

57. BOB FARIA, comentarista da TV Globo: “Se o Samuel jogar com essa intensidade até o fim da partida, vou ficar espantado. Ele corre e está em todos os lugares do campo.”

58. MINAS ARENA não informou o gol do São Paulo por autofalantes, nem pelo telão.

59. Lucas Silva chuta de fora da área, defesa dá rebote, Marcelo Moreno não consegue dominar e concluir.

61. Everton Ribeiro tentar passar a Egídio na pontesquerda, mas a bola sai pela linha de fundo.

62. GOL. Willian cruza da esquerda, Everton Ribeiro se antecipa a Felipe Saturnino e cabeceia. Renan nada pôde fazer. CRUZEIRO 2×1.

63. Everton Ribeiro, que já fez 10 assistências (é líder neste quesito ao lado de Conca) marca seu 5º gol e 64º  do Cruzeiro no no campeonato.

64. TROCAS. Felipe Saturnino x Lima e Lucas Silva x Nilton.

65. FINALIZAÇÕES: Cruzeiro 13×5.

65. FINALIZAÇÕES: Cruzeiro 13×5.

66. DEFESAÇA. Bola desvia em Bruno Rodrigo, e obriga Fábio a busca-la no cantim direito.

67. Torcida grita nome do goleiro celeste.

68. BALIZA. Samuel acerta bolada no poste direito do arco celeste. Na volta, Erik enche o pé e Fábio faz outra defesaça. Bandeirinha Nadine marcou impedimento do ataque goiano. E errou feio.

69.

70. DESCALIBRADO. Samuel cruza da pontesquerda, bola sai pela linha de fundo.

71.

72. Egídio cruza da esquerda, Renan defende em dois tempos.

73. LÁ E CÁ. Jogo aberto. Cruzeiro pressiona, Goiás contrataca.

74.

75.

76. Samuel chuta de longe, Fábio defende.

77. Goiás se lança ao ataque. Cruzeiro recua pra garantir a vantagem.

79. TROCA. Marcelo Moreno x Júlio Baptista.

80. Marcelo Moreno só finalizou uma vez. E pra fora.

81. Ricardo Goulart recebe lançamento na área goiana, mas fura ao tentar o arremate.

82. TROCA, Ramon x Esquerdinha.

84. Erik recebe bola no ataque, mas é desarmado. Ele está decepcionando neste jogo.

85. Lima cobra falta com veneno, Fábio defende em dois tempos.

87. David cobra falta na barreira. No rebote, Fábio chega antes de Samuel e fica com a bola.

88. Mayke cai sentindo dores na coxa e pede pra sair. Willian, que iria sair, continua em campo.

89. TROCA. Mayke x Eurico.

90. Erik chuta forte, Fábio defende com dificuldade. Mas o lance já estava impugnado pela bandeirinha, que viu impedimento do jovem goiano.

91. TROCA, David x Welinton Junior.

92. AMARELO. Welinton Junior.

93. ACABOU! Acabou! Acabou! Ë tetra! É tetra! É tetra! É tetra!

94. EUFORIA. Jogadores reservas e comissão técnica do Cruzeiro invadem o gramado para celebrar o bicampeonato.

WILLIAN, atacante do Cruzeiro: A euforia era grande por parte do torcedor. Dentro de campo, sabíamos que teríamos que correr muito e lutar para conquistar esse título hoje. Muitos clubes buscam esse título há anos. Então, temos que comemorar muito. É um campeonato difícil. Mesmo assim, ficamos sempre na ponta.”

EVERTON RIBEIRO, meia do Cruzeiro: “Everton Ribeiro: Dia de festa. Um jogo prejudicado pela grama, mas superamos. Fomos por cima e faturamos este belo título.”

TRANSMISSÃO: TV Globo pra Minas Gerais, Santos e Goiás. Premiere e PFC HD, para todo o Brasil.

TEMPO em Belo Horizonte: Chuvoso, temperatura 21º, vento 9 Km/h, umidade 96%.

CRUZEIRO x GOIÁS, Jogo 356, Rodada 36, 23nov14, 17h, Mineirão, Belo Horizonte. ARBITRAGEM: Paulo H enrique Godoy Bezerra (SC), Carlos Berkenbrock (SC), Nadine Schramm Camara Bastos Fifa/SC), trio principal; Wanderson Alves de Sousa (MG), 4º A; Pablo dos Santos Alves (ES) e Felipe Duarte Varejão (ES), adicionais; Jose Alexandre Barbosa Lima (CBF) e Juliano Lopes Lobato (MG), delegados.

AMARELOS: Tiago Real, Welinton Júnior (G), Henrique (C).

PÚBLICO: 56.729 pagantes, 57.129 presentes, R$3.609.142, média R$64.

CRUZEIRO: Fábio; Mayke (Eurico, 90), Leo Simões, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique e Lucas Silva (Nilton, 64); Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Marcelo Moreno (Júlio Baptista, 79). T: Marcelo Oliveira.

GOIÁS: Renan; Tiago Real, Jackson, Pedro Henrique e Felipe Saturnino (Lima, 64); Amaral, David (Wellinton Junior, 90), Thiago Mendes e Ramon (Esquerdinha, 82); Erik e Samuel. T: Ricardo Drubscky.

36ª BR: Cruzeiro, tetracampeão brasileiro

Por Jorge Angrisano Santana | Em 22 de novembro de 2014

INTERNACIONAL 2×1 ATLÉTICO-MG, 22nov14sab19h30, BeiraRio (50 mil), Porto Alegre, 38.000 presntes, R$, média R$, gols de Rafael Moura, 20, Dodô, pênalti, 23, Fabrício, 94.

BAHIA 1×2 ATLÉTICO-PR, 22nov14sab21h, Fonte Nova (45 mil), Salvador, 7.471 pagantes, 15.353 presentes, R$194.875, gols de Willian Rocha, 61, Bady, 70, Henrique, 72.

ARTILHARIA. [15] Henrique (Porco) Fred (Flu) Ricardo Goulart [14] Marcelo Moreno (Cruzeiro) Barcos (Grêmio) [11] Guerrero (Gambá) [10] Erik (Goiás) Leandro (Chape) Tardelli (Cocota) [9] Dinei (Vitória) Cleo (Cap) Luis Fabiano, Pato (Bambi) [8] Eduardo da Silva (Fla) Conca, Cícero (Flu) Kardec, Ceni (Bambi) Gabriel (Peixe)  [7] Joel (Coxa) Douglas Coutinho (Cap) Alecsandro (Fla) Wagner (Flu) Rafael Moura (Inter) [6] Everton Ribeiro (Cruzeiro), Alex (Coxa) Zeballos, Sheik (Bota) Everaldo (Figueira) Luciano (Gambá) Kieza (Baêa) Aránguiz, Dalessandro (Inter) Patric (Sport) [5] Marquinhos (Cruzeiro) Edno, Caio (Vitória) Daniel (Bota) Neto Baiano (Sport) Clayton (Figueira) Ganso (Bambi) Tiago Luis (Chape) Alex (Inter) Nixon (Fla) Cleberson (Cap) Carlos, Datolo (Cocota) [4] Júlio Baptista (Cruzeiro) Gil, Robinho (Peixe) Diego Souza (Sport) Jadson (Gambá) Sasha, Alan Ruiz (Inter) Rodrigo Souza, Souza, Baier (Cri) Marcelo Cirino (Cap) Geuvânio, Damião (Peixe) Marquinhos, Giovani (Figueira), Camilo (Chape) Wallyson (Bota), Jackson (Goiá).

PÚBLICO: 1º São Paulo 28.728 /// 2º Corinthians 28.011 /// 3º Cruzeiro 27.136 /// 14º Flamengo 26.835 /// 5º Grêmio 21.438 /// 6º Internacional 20.829 /// 7º Fluminense 18.600 /// 8º Palmeiras 18.015 /// 9º Sport 16.736 /// 10º AtléticoMG 13.860 /// 11º Bahia 13.297 /// 12º AtléticoPR 12.093 /// 13º Botafogo 11.788 /// 14º Coritiba 11.472 /// 15º Vitória 10.375 /// 16º Chapecoense 9.881 /// 17º Criciúma 9.748 /// 18º Santos 8.124 /// 19º Figueirense 8.085 /// 20º Goiás 7.246. Média do Campeonato: 16.144. Ocupação: 40%.

34ª BR => LUGARES: 447.000. PUPAGANTE: 169.566. MÉDIA: 16.957. OCUPAÇÃO: 38%.

35ª BR => LUGARES: 430.000. PUPAGANTE: 194.929. MÉDIA: 19.493. OCUPAÇÃO: 45%.

15ª Est/Reg => LUGARES: 433.000. PUPAGANTE: 306.873. MÉDIA: 30.687. OCUPAÇÃO: 71%.