Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
VBR Artes Gráficas



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

27/02/2015 | Voz da Arquibancada
O Cruzeiro Tem Pouco a Perder

Por Filipe Braga ( CLIQUE AQUI PARA LER E COMENTAR )

Uma crítica para ser minimante aceitável precisa ser coerente e equilibrada.

Li a coluna do "Crítico Celeste" e resolvi fazer uma contra-argumentação, onde algumas opiniões são convergentes, mas, no geral, a discordância com a abordagem parcial e desequilibrada do "Crítico" sobre o assunto é o principal.

Penso que foi equivocada, e sem muita lógica, a reintegração do Charles ao clube (assim como o seu afastamento e de outros jogadores, diferente de 2013 - que abordarei em outro momento).

O jogador teve uma grande primeira passagem, fez alguns bons jogos em 2011, apesar da ruindade do time que justificaram sua contratação em definitivo no ano posterior, mas não vinha bem e penso que seu ciclo no Cruzeiro já havia acabado, principalmente pela geração de garotos na posição.

Dito isso, é bom vermos as possibilidades do Eurico e Bruno Edgar e outros que venham a subir (ou mesmo jovens apostas que poderiam ser contratadas) perdendo espaço para jogadores como Seymor e Charles. O primeiro ainda vai lá, pois na época não haviam fechado com o bom Willians, mas o sangue novo dos garotos é algo a ser trabalhado na temporada. Alguns diriam que o Charles é a única opção como 2° volante no lugar do Henrique, mas penso que Willians e B.Edgar podem fazer esse papel.

Outra questão que me incomoda, como torcedor do Cruzeiro, são as seguidas negativas em ser emprestado para alguns clubes, embora isso não tenha se dado no Palmeiras onde ele chegou a ir bem a ponto de ser titular e fazer gol na Libertadores. Me incomoda porque fica inativo e o clube o custeando, mas pensando menos parcialmente é uma via de mão dupla: se o contrato do cara acaba e o clube não quer continuar, tchau... por outro lado o jogador pode não querer sair naquele período.

Fora isso acho que tem muito chilique em torno dos acontecimentos com ele, o que acaba por cisma ou perseguição. E quando esse nível de SUBJETIVIDADE entra em cena fica difícil haver argumentação idônea ou sequer equilibrada.

O Crítico Celeste olha apenas um lado da moeda e utiliza uma lupa para ampliar qualquer coisa possível ou mesmo inexistente para denegrir o jogador e reafirmar sua opinião, de antemão. Torce contra o jogador independente da verdade ou (se ele jogar) do desempenho.

Particularmente, não me lembro dessa péssima partida dele em 2011, contra o Vasco, mas lembro que, naquele ano, o time jogou mal várias partidas. E a tônica eram as vaias em várias delas. No jogo em questão ele chegou a ter um bom lance, com direito a chapéu e um chute perigoso. Mas não lembro e vi nada dele pedindo para sair devido as vaias. Muito menos gestos. Na partida contra a Ponte sim, ele foi pego para Cristo em uma partida muito ruim, pediu para a torcida vaiar mais na hora da cabeça quente e pediu para sair.

Isso são fatos, com registros de vídeos e fotos. Não vi nada mostrando ele fazer gestos obscenos para a torcida presente durante esses dois jogos. Eu só quero uma foto ou vídeo para ver tal "fato" que considerando a mídia tendenciosa que temos em Minas seria repercutido com diversas repetições durante a semana ou mesmo agora.

Existe, em minha opinião, um exagero ao imputar o cara querer ficar no Palmeiras onde estava bem e era titular como um ataque ao Cruzeiro, mesmo que el tenha utilizado a comparação de títulos das duas equipes.

Como disse no início, não aceitei como apropriada a sua reintegração, penso que não deveriam ter inscrito ele na Libertadores mas, pelas palavras do técnico Marcelo Oliveira, ele decidiu dar uma chance após o jogador procurar ele para conversar.

Se for verdade, o Cruzeiro tem pouco a perder: se ele não for bem quando entrar em algum jogo terá fechado sua passagem pelo time de maneira melancólica; se for bem, melhor, o clube ainda tem chance de negociá-lo.

É assim que penso.

Filipe Braga.

Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 27-02-15 20h51min
Filipe, concordo contigo. Não quero comentar os fatos ocorridos nos 2 jogos e no Palmeiras. Prefiro pensar que ele quer jogar e ser útil, assim sendo será bom para o time. Devemos levar em conta o início dele no Clube. Foram boas temporadas e com sucesso, tanto que foi vendido e por bom valor.
 CriticoCeleste | Não definido | 28-02-15 11h00min
Meu caro, respeito a sua opinião, mas pra mim não basta ser bom jogador, tem que respeitar a instituição e a torcida. Agora, se você e outros gostam de ser achincalhados por jogador e está tudo bem, só lamento. É preciso ter vergonha na cara antes de mais nada. A instituição Cruzeiro e a sua torcida é infinitamente maior e mais importante do que qualquer jogador. Não respeito, cuspiu no prato que comeu...TCHAU!
 pyxis | BHZ | 28-02-15 23h07min
Discordo completamente da opinião do Filipe... aliás, vejo que a torcida está num dilema e apoia algumas coisas MUITO ESTRANHAS. A reincorporação do Charles é a coisa MAIS ABSURDA da administração do GPT.
Desautorizou o M.Oliveira, a despeito do técnico ter amenizado e o jogador está desfilando o sorrisinho cínico para tudo quanto é lado. Esta dele sentir "incômodo" quando foi relacionado para jogo em Juiz de Fora foi o coroamento do cinismo.
QUem te conhece que te compre !!!!
 Wanderley Moreira | Indaiatuba | 01-03-15 00h30min
Cada torcedor deve ter seus motivos para defender ou discordar da reentegração do Charles. Eu considerei estranha esta reintegração, por diversos fatores, exemplos: elenco numeroso, dispensa do R.Souza, Eurico e B.Edgar pedindo passagem, em 2 anos M.Oliveira jamais deu pistas de que contaria com o Charles, etc. Embora gostasse do futebol dele no passado, particularmente, não vejo espaço pro Charles neste elenco, que aliás, não joga nada há mto tempo. Mha última boa lembrança foi c/ a 10 nos 6x1!
 Zero Sempre | Belo Horizonte | 01-03-15 08h11min
Filipe, concordo até o ponto em que não teremos a perder se ele ficou. Primeiro que até agora parece um ovo descendo atravessado na garganta faltou a diretoria apontar uma lógica, segundo a ocupação da vaga do Bruno Edgar, terceiro como fica o convívio com os colegas e comissão técnica, quarto ele não era a melhor opção, quinto ele é meio desequilibrado emocionalmente, sexto a torcida vai lembrar de tudo isso e de cada declaração dada quando ele entrar em campo.
 pyxis | BHZ | 01-03-15 10h28min
Estes casos EXIGEM que o torcedor tenha conhecimento de muitos FATOS.
A história começa quando o A.Mattos chegou ao Cruzeiro e sabedor das histórias do Charles o DISPENSOU. Ninguém quis o jogador até ele ser devolvido pelos suínos (deve ter sido "perseguição"). Como o A.Mattos ainda estava no Cruzeiro, ele ficou à disposição. Mandava A.Mattos e M.Oliveira.
Com a saída do A.Mattos, voltaram práticas nocivas e voltou o Charles. Simples.
 PHDF | Brasília | 01-03-15 18h39min
Não sei nada do Charles para reprova-lo, mas o que não concordo é ele depois de tempos fora ficar na vaga que seria do Bruno Ramires. Este está pedindo passagem e em breve será titular, se o empresariado deixar, é claro.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 14h21min
Aloísio, também prefiro esperar para dizer o que vai ocorrer, mas confio no Marcelo. O jogador pode sequer jogar e o fato de estar reintegrado ajudar na negociação dele. Se jogar e bem não há motivos para reclamar e se jogar mal vai embora, como esperado.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 14h27min
"Critico" Celeste, respeito a opinião que você tenta sustentar, mas não posso concordar com os métodos que usa. Quando escrevi essa argumentação esperava que você esclarecesse alguns pontos nos elementos que você destila contra o jogador. Concordo com você do erro da reintegração e não ser nenhum fã do jogador, mas onde estão as suas "provas" pelos tais gestos obscenos? Que gestos foram esses? Onde está a repercussão disso contra a Ponte? Sem sustentar isso sua coluna fica sem credibilidade.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 14h33min
E veja bem, sequer estou olhando do ponto de vista técnico, pois não posso afirmar que ele (ainda) é bom jogador, como em tempos passados. Do ponto de vista de desrespeitar a torcida ou a instituição, não concordo com seu ponto de vista, embora aberto a comprovação deste, então não tenho porque ter vergonha ou ficar perseguindo o jogador. Baseado em "fatos" assim poderíamos ter (com justiça ou não) torcedores anti- Montillo, Roger, Dida, Maldonado, AB, Gilberto, Kleber, Wágner, etc...
 estrelado campeão | Ubá  | 02-03-15 14h37min
Felipe Braga, o Charles não deveria ter sido agregado ao grupo. Se isso acontecesse ele teria que entrar na fila, ou seja,primeiro ir para o grupão e depois ganhar a vaga na Libertas. Mas, pra mim, nem isso. Fico muito com a opinião dos que acopanham a vida cotidiano do clube, dos que moram em BH e frequentam as duas Tocas( ou a três, pois o Mineirão é nosso). Mas, no caso do Charles, nem precisaria dessa "assessoria", pois o Charles publicizou a situação para todos.
 estrelado campeão | Ubá  | 02-03-15 14h39min
Fico pensando mesmo se o Cruzeiro tem pouco a perder.O Charles tirou lugar do Bruno Edgar e Neilton. Acrescenta pouco ao grupo, ou quase nada, na medida em que pode até gerar instasisfação com o restante do grupo. Então perdemos, sim.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 19h58min
Wanderley, concordo contigo inclusive na últimas lembranças boas dele jogando, em uma ou outra partida em 2011. E como você não achei bom a reintegração, porque acho que o ciclo dele no Cruzeiro já se encerrou. Não se trata de uma opinião por pura "mágoa" ou perseguição, mas por considerar mais importante valorizar o que temos. Ainda se não tivessem Seymour, W.Farias, quem sabe.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h02min
Zêro Sempre, aí temos uma questão de ponto de vista mesmo, onde você pode estar certo. Não vejo tantos problemas, porque estão fazendo uma tempestade em torno da inscrição dele na Libertadores como se não fossem 30 inscritos. Em 2009 a lista continha 25 nomes e ainda sim era possível jogador nem sequer ser relacionado durante a competição, quanto mais com 30. Ele pode sequer jogar (como qualquer outro inscrito no lugar dele), mas o fato de ter a "oportunidade" sirva para dar destaque e negociar.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h04min
Evandro, ainda acho estranha a reincorporação, do ponto de vista de ter demorado tanto tempo, mas eu já achava errado o afastamento, não só dele como de outros jogadores fora dos planos. O próprio Mattos teve dois comportamentos diferentes nas duas últimas temporadas: na primeira não houve "lista de dispensa" ou afastados e ele defendia não desvalorizar o patrimônio do clube. Já em 2014 a maldita lista voltou a tona. Penso que somente casos de indisciplina grave merecem esse tipo de solução.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h08min
O problema disso tudo é o tal da teoria conspiratória que chega e ter roteiros quase dignos de Óscar, mesmo que contraditórios. Seria a reintegração prova de interesses de mercado de dirigente do Cruzeiro desautorizando o MO? Nesse caso, ele não daria o grito, como no caso do Dagoberto ou ao menos não iria dizer algo em outro sentido, como se a ideia tivesse vindo da diretoria? Assumiria como proposta e decisão sua?
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h15min
Acontece que por causa de um histórico de atrito/perseguição com a torcida(cada um enquadra a proporção de cada como preferir), existe uma demonização de tudo em relação a ele. Mesmo uma natural fadiga/dor muscular não pode ser verídica por se tratar do jogador. Coincidência ou não, Seymour, outro jogador a muito tempo sem jogar também sentiu "desconforto" muscular e também foi cortado. É meio contraditório pensar que o Charles iria perder a oportunidade contra o fraco Tupi longe da torcida.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h20min
PHDF, também preferia o Bruno Ramires na vaga, embora ache que alguns jogadores não irão jogar na Libertadores provavelmente e os principais candidatos a isso serão a 5-6 opção de volante e a 5 de zagueiro. Os motivos (perfil, experiência e característica) estão sobre-estimados mesmo nas palavras do Marcelo, mas penso que isso pode mudar até a segunda fase da Libertadores, com base nos jogos do Mineiro.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h25min
Estrelado, também sou de Belo Horizonte, frequentador assíduo do Mineirão e tenho lá meus contatos no Cruzeiro, mas não vou dizer que sou tão envolvido quanto outros aqui no site. Só que existem diferenças na abordagem de uns e outros, mesmo entre os que são totalmente contra a reintegração. Quando o Charles realmente cometeu o "pecado capital" imputado a ele? Da forma que é colocado, considerar ele como persona non grata no clube é um exagero completo.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h27min
O autor da coluna fala em fatos, mas onde estão os REGISTROS DOS FATOS? Onde estão os gestos obscenos durante o jogo? Onde estão sequer os registros do pedido de saída no jogo contra o Vasco? Não sei se é por aí, o MO tem como grande competência a gestão do grupo, vem demonstrando isso a dois anos e se fosse algo guéla abaixo poderia até aceitar, mas não elogiaria os esforços do jogador nos treinamentos. E sinceramente o único jogador que poderia questionar a opção era o B.Ramires.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 02-03-15 20h30min
Considerando a posição do Charles, pois parte do planejamento do treinador pode considerar um número ideal de jogadores por posição/função. Mas até nisso existe uma hierarquia e perfil e o jogador da base dificilmente pode reclamar de não ser inscrito quando foi recém integrado ao elenco profissional. Aliás, esse tipo de "crise" é mais falada por torcedor do que vista em campo. Se o Charles não fizer jus a reintegração não deve durar nem até o Brasileiro... de toda forma o salário tá sendo pago.
 zuloobas | varginha | 05-03-15 08h47min
Não tem como, o cara desdenhou o clube, ninguém está me contando, eu vi, não joga NADA, ocupa o lugar da mulecada. Caro Filipe, aprecio algumas de suas observações mas esmiuçando Charles Barbosa você tá enfiando mão em cumbuca e garimpando mina desativada. Tomara que esteja errado e que algum dia possamos contar com ele e ele servir para alguma coisa.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
17/11 - 08h26 [0 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [0 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [0 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [0 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

16/11 - 17h30 [0 coment.]
Zagueiro Léo lançara livro ´A Quinta Estrela` sobre a CopaBr´17 

15/11 - 22h22 [6 coment.]
Retorno de Judivan é único motivo de comemoração contra o Avaí 

15/11 - 12h51 [2 coment.]
Cruzeiro pode decretar o rebaixamento do Avaí na 36a rodada do Br´17 

15/11 - 07h46 [13 coment.]
Diogo Barbosa pode atuar pelo Palestra Paulista em 2018 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster