Olá visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

Cruzeiro.Org - o único espaço virtual onde o debate é privilegiado. Opinião "formada" fica para depois - Manifeste-se !!!
Blog Páginas Heróicas Digitais



Papo com Wilson Flávio
Wilson Flávio escreve às terças-feiras

04/10/2011 | Wilson Flávio
Os Desafios da Nova Presidência

“Quero pensar o Cruzeiro daqui a dez, quinze, trinta anos. Quem pensa só na temporada corrente vive de fugir da zona.”

Publico esta coluna antes da eleição para presidente do Cruzeiro; deve vencer a situação.

Não me anima muito o discurso de ambos os candidatos à presidência do Cruzeiro. Parece-me que teremos mais do mesmo. Isso significa que, na melhor das hipóteses, o Cruzeiro continuará um clube austero e com gestão do departamento de futebol acima da média nacional. Isso é bom, mas insuficiente para brigar pelos principais títulos. O passado recente nos mostra isso.

Nas últimas quatro temporadas, de 2007 a 2010, o Cruzeiro esteve presente no topo da tabela, mas sem fôlego para brigar por liderança. Fomos um time de G4 no brasileirão. Não é pouco, mas também não é o bastante.

O que mais assusta e nos distancia dos principais clubes do país são as receitas com cotas de TV e patrocínio. Muito difícil brigar com times do eixo Rio-São Paulo, principalmente os de maior torcida. No entanto, quando olhamos para as maiores receitas do país, encontramos o Internacional nesse meio, um “off-eixo”. O que eles fazem e que podemos copiar? Provavelmente não escolheram sentar no meio-fio e chorar.

Se não podemos convencer a Globo nem as empresas, que tal o torcedor? Esse foi um caminho escolhido pelo Inter de Porto Alegre. Para conseguirmos isso, teremos que ir além do “sócio do futebol” implantado pelo Cruzeiro, que nada mais é que um carnê de ingressos. Tanto que minguou sem Mineirão.

Deverá ser pensado o cruzeirense fora de BH, fora de Minas. Outras propostas, como voto para conselho ou presidente, modalidades com perfil para compra de produtos. Não estou falando nada de novo. Até o cartão cinco estrelas, iniciativa anterior do próprio Cruzeiro, tinha atrativos não cobertos pelo sócio do futebol.

Sonho com um sócio torcedor cuja parte do faturamento seja destinada a um fundo, e que o destino desses recursos seja decidido pelos sócios; orçamento participativo, mais uma vez, não falo nada de novo. Transparência e participação, duas palavrinhas que atraem o torcedor que não quer ser só cliente. Já pensou torcedor decidindo qual jogador contratar? Obviamente, só uma ponta, menos que 10%, das receitas funcionariam dessa forma, o objetivo aqui é mais simbólico, pois há riscos de decisões pouco profissionais. O objetivo, repito, é chamar, é clamar pelo torcedor cruzeirense. E chamar a atenção também, jogar o Cruzeiro nas notícias, atrair mais torcedor.

Aumentar a torcida, outro objetivo além dos títulos. A gestão atual não foi mal nesse item, aumentamos muito a torcida desde a década de 90. Quando reclamamos das maiores receitas de Flamengo, Corinthians e São Paulo, deveríamos nos perguntar: o que eles têm que nós não temos? Nas últimas pesquisas, o Cruzeiro oscila entre a 6ª e 8ª maior torcida do país, disputando espaço com Santos e Grêmio. Consolidar-se na 6ª colocação poderia ser uma meta viável. Se quiser ousadia, visar o 4º lugar como meta para 2021, à frente de Palmeiras e Vasco; difícil, mas possível. Temos um estado muito grande no centro do país, temos que aproveitar nossas vantagens.

Por falar em Minas, sentaria à mesa com dirigentes dos clubes mineiros e a FMF. O objetivo é fortalecer o Campeonato Mineiro. Quem acompanha meus textos há mais tempo sabe que defendo um calendário diferente, sem Cruzeiro no estadual, mas por achar essa uma guerra perdida (ao menos neste momento), investiria pesado na valorização do certame.

A questão estratégica seria chamar o estado para acompanhar o campeonato. Atualmente (ou desde sempre), as regiões limítrofes são muito assediadas pelos estados vizinhos. Sul e sudeste do estado pendem muito para São Paulo e Rio. Com mais times no Mineiro, com representantes dessas regiões, a atenção poderia ser voltada pra dentro, logo o Cruzeiro e seu rival ganhariam visibilidade com isso. O objetivo aqui não é tabela enxuta e bonitinha, mas sim maior participação do estado. Se preciso, que se divida em grupos, desde que tenha mais gente nessa festa.

Sentaria à mesa, também, para conversar com o rival doméstico e o governo do estado. Assunto: Mineirão. Boa parte do sucesso de um bom programa de sócio torcedor depende do estádio.

Em tempos de Copa, será que o Cruzeiro e suas instalações podem ser pontos turísticos? Para fazer um “tour” nas duas Tocas preciso ser amigo de alguém ou posso simplesmente pagar pelo passeio? Gostaria de ver uma galeria com fotos da seleção brasileira se preparando na Toca I para a Copa de 82, posso? São só exemplos de coisas que podem ser exploradas comercialmente.

Como já manifestei neste texto, não tenho vergonha de copiar coisas boas. Por isso, investigaria o que Santos, São Paulo e Inter têm feito para revelar bons jogadores. Estrutura nós também temos. O que nos falta? Talvez falte uma política mais bem definida para integração da base com o profissional. Por exemplo, será que um juvenil sonha em jogar no Cruzeiro ou aguarda uma chance no Goiás, Cabofriense, Ipatinga e franquiados?

Nesta coluna, como não poderia ser diferente, apenas levanto algumas questões de grande relevância, longe de esgotá-las. É menos uma questão de concordar ou discordar que de entrar ou não no debate. Debate que não deve acontecer só na eleição ou só nas más fases. Enquanto se dorme o adversário trabalha.

Quero pensar o Cruzeiro daqui a dez, quinze, trinta anos. Quem pensa só na temporada corrente vive de fugir da zona. Em BH há exemplo disso. O que pensa a nova presidência do Cruzeiro?

Wilson Flávio
wilsonflavio@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Papo com Wilson Flávio

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Marcos Mineiro | rio de janeiro | 03-10-11 17h22min
Perfeitas suas colocações. Não se esqueça, entretanto, que a continuar nesse ritmo, daqui a dez anos nem torcida teremos. Nossa torcida cresceu pelas vitórias, pelos sucessos. E esses devem ser imediatos. Em futebol vive-se o momento. Não se pode planejar só para daqui a 2, 3 anos. Deve-se planejar para agora. O campeonato só dura um ano. Aa zona do rebaixamento é agora. Tem que sair de lá, agora e não daqui a dez anos Sem vitória e sem torcida, não há patrocínio nem cota de TV.
 DERSON | LEME | 03-10-11 17h35min
Caro Wilson vc foi perfeito em sua coluna como sempre. Gostaria de fazer uma observaçao do que vejo(se estiver errado pode me corrigir). Penso que Zeze aceitou as negociaçoes da tv por algum favorecimento que saberemos em breve. Nosso clube poderia ter projeçoes maiores mas, nao temos pessoas competentes a sua administraçao. Apesar de acha FRACO os candidatos a presidencia tenho esperança que algo de bom acontecera ano que vem, pois se so tem tu vai tu mesmo, nao é.
 DERSON | LEME | 03-10-11 17h41min
Acho que a nova equipe que apossara do Cruzeiro ano que vem tem que ter pulso firme,ideais novas e acima de tudo COMPETENCIA para colocar o Cruzeiro no TOPO onde sempre esteve ate o inicio de ano. Espero que o novo diretor e gerente de futebol sejam capacitados para poderem regir com muito cuidado jogadores que entram e saem do clube e nao fazerem esta zona que fizeram este ano, muitas contrataçoes inuteis e venda inesplicaveis. Nos torcedores merecemos um pouco mais de respeito.
 DERSON | LEME | 03-10-11 17h48min
Pois somos nos que escolhemos o CRUZEIRO como nosso time, que amomos e o defendemos com toda a nossa garra, compramos camisa, vamos ao estadio e merecemos pelo menos um time digno para torcemos. Espero que esta eleiçao sirva de liçao para quem entrar saber que nos torcedores nao daremos treguas aos eleitos, vamos cobrar isso tenho certeza pois somas mais de 8 milhoes apaixonados por este time chamado CRUZEIRO que merece muito respeito, que zeze deixou faltar. Abraços.
 estrelado campeão | Ubá | 03-10-11 22h48min
Ótimos argumentos, Wilson. De fato a questão de boas campanhas, inlcuindo um vice do Brasileiro, não é pouco, mas não satisfaz. Moro na Zona da Mata, esquina do Rio, e meu filho de 8 anos está cansado de ver "cariocas" fazendo carreatas(comemoram até Taça Guanabara). Aí ele me pergunta: pai, quero ver o Cruzeiro ganhar um Brasileiro para gente fazer carreta. Então espero além da austeridade, um pouco de ousadia para montarmos times que vençam títulos com T maiúsculo(Brasilero, Libertas, Mundial)
 roberto luiz lima | Belo Horizonte | 03-10-11 23h16min
Caro Wilson, Saudações, também penso no futuro proximo, o ultimo ano VITORIOSO foi 2003,depois só foi desculpas daqui desculpas de lá e etc. . . . .
 roberto luiz lima | Belo Horizonte | 03-10-11 23h28min
Será que seu novo presidente vai segurar o MONTILLO ou daqui algumas semanas ja vai falar que o time não tem dinheiro e etc. então a vaca vai pro brejo ou melhor, sem o Montillo QUE JA DEVE TER SIDO NEGOCIADO COM O SANTOS, e nós não estamos sabendo ainda !!!
 torcedor1 | não definido | 04-10-11 08h18min
Muito boa Wilson, mais uma vez, sempre com uma visão destacada, ampla, objetiva, sem rodeios. Você sabe se realmente a instituição cruzeiro acompanha esse site? Há chance de verem essa matéria? Se você acha que não, quem sabe enviar o link para o twiter do gustavo perrela, dimas fonseca, guilherme mendes, e quem mais possa dar uma passada rápida aqui e abrir a cabeça...
 Edazul | Curitiba | 04-10-11 19h03min
Wilson, parabéns pela excelente coluna. Para mim, o que diferencia o Cruzeiro do Inter (poderia também ser colocado o Grêmio), além de estarem situados em um Estado com um padrão de vida mais alto, eles possuem bons estádios próprios.
 Rogerio DF | Brasília e Entorno | 04-10-11 20h47min
Nobre Wilson, concordo sempre no tratado em vossas colunas e em especial nesta, dou exclusividade na concordância ao assunto: Sentaria com os demais Clubes Mineiros e FMF, em busca de alternativas para salva-guardar o Futebol das Alterosas. ***Abraços e Saudações Celestes***
 AFernando | Varginha | 05-10-11 18h10min
Caro amigo Wilson, sensacional sua coluna, somente os boleiros não conseguem enchergar tais ninchos de mercado.
 AFernando | Varginha | 05-10-11 18h10min
Caro amigo Wilson, sensacional sua coluna, somente os boleiros não conseguem enchergar tais ninchos de mercado.
 alex | São Paulo | 05-10-11 20h42min
Caro Wilson, como cruzeirense morador em SP, tentei de alguma forma ma associar ao Cruzeiro. Quando criaram o sócio torcedor entrei em contato com o clube para que se cria-se alguma forma do torcedor longinquo participa-se, como ja tive antigamente o cartão de crédito Bradesco-Cruzeiro, mas não retornaram. Quanto as cidades mineiras longe de BH, o Cruzeiro poderia manter em parcerias com as prefeituras times de volei , basquete, futsal, natação para promover clube e a cidade.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
21/08 - 10h35 [22 coment.]
Cruzeiro joga no Mineirão buscando ampliar vantagem sobre rivais 

21/08 - 10h28 [1 coment.]
Paraguai convoca Samudio e aumenta lista de desfalques do Cruzeiro 

21/08 - 10h17 [4 coment.]
Decepção com Scolari, no Mineirão, existe desde que treinou o Cruzeiro 

21/08 - 10h01 [1 coment.]
Juniores empatam com Figueirense e avançam na Taça BH da categoria 

20/08 - 10h46 [10 coment.]
Previsão de público superior a 35 mil, contra o Grêmio, no Mineirão 

20/08 - 10h35 [3 coment.]
Goulart e Ribeiro agradecem ao Cruzeiro pela convocação para Seleção 

20/08 - 10h24 [3 coment.]
Entenda como o Cruzeiro conseguiu reduzir a dependência da Globo 

20/08 - 10h16 [2 coment.]
Com quatro convocados, Cruzeiro descarta pedir adiamento de jogos 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® 1999-2014 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster