Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home | Noticias | Blog PHD | Charges | Colunistas | Competicoes | Especiais | 

Cruzeirenses pelo Mundo | Torcedor do Futuro | Servicos | Quem Somos 

*** AVISO - PODCASTs, NOTÍCIAS E COLUNAS DE OPINIÃO ESTARÃO, a partir de 26 de JULHO de 2020 no Blog PHD ***

 Acesso mais recente em 23-09-20 00h00min  |  Fonte: Portal UAI |  Qtd Leituras: 329
COLAPSO: Torcida ajuda mas receita de jogos é aquém do necessário


Em grave crise financeira, o Cruzeiro tenta ampliar suas fontes de recursos para honrar compromissos imediatos, como quitar a folha salarial de janeiro (que vence amanhã) e pagar dívidas na Fifa, a partir de março. O clube praticamente não tem valores provenientes de direitos de transmissão de seus jogos a receber, pois foram antecipados pela administração que renunciou em dezembro. Os contratos de publicidade e fornecimento de material já haviam sido firmados, sendo que na Série B do Campeonato Brasileiro a exposição é bem menor. Para completar, as partidas não têm atraído a torcida: nos dois jogos como mandante até o momento, o clube arrecadou, bruto, R$ 271.688.

Assim todas as iniciativas são bem-vindas, ainda que muitas delas signifiquem pouco diante do grande volume envolvido em um clube da envergadura da Raposa. A principal tem sido o aporte de recursos de empresários que estão ou estiveram no Núcleo Dirigente Transitório (NDT). Foi com o dinheiro de Pedro Lourenço, por exemplo, que o clube exerceu o direito de compra dos direitos do lateral-direito Orejuela, emprestado ao Grêmio. E também efetuou o pagamento de salários atrasados de funcionários e dos atletas da base.

Já a torcida tem ajudado aderindo ao programa de sócio-torcedor, especialmente à categoria Reconstrução, que não dá contrapartida aos R$ 12 pagos por mês. O problema é que o volume movimentado tem sido pequeno: os cerca de 44 mil novos associados geram R$ 528 mil por mês ao clube, valor baixo mesmo com todos os cortes feitos pelo NDT, que afirma ter baixado a folha salarial do Departamento de Futebol de R$ 15 milhões para cerca de R$ 3 milhões por mês.

A expectativa é que os valores cresçam com o relançamento de outras modalidades, inclusive aquelas que dão acesso a todos os jogos em que a Raposa for mandante. O clube trabalha para que isso ocorra nos próximos dias, com direito a campanha publicitária e, principalmente, capacidade de gerenciamento, evitando falhas no sistema verificadas no Reconstrução.

Enquanto o ´novo sócio-torcedor` não sai, outras iniciativas são tentadas. Como a de um dos patrocinadores do clube, que trabalha com proteção de bens e está oferecendo o pagamento de um ano de sócio Reconstrução a quem adquirir seus produtos ou migrar de plano no caso de já ser cliente.

Os projetos são ambiciosos. ´Desde o início, acreditamos no processo de reconstrução do Cruzeiro. Renovamos o patrocínio e pensamos numa proposta para gerar receitas recorrentes para o Cruzeiro. Cada torcedor que fizer um plano ou migrar o seguro de outra empresa vai ser presenteado com um plano do sócio Reconstrução. Nossa expectativa é fazer com que metade da folha de pagamento do elenco seja bancada pelo projeto`, afirmou Gleidson Soares, diretor da empresa e que também anunciou ter adquirido 100 sócios, desafiando outros empresários a fazer igual ou mais para ajudar o Cruzeiro.

Levando em conta que cada cota contribui com R$ 144 (valor anual), será preciso que o plano seja muito bem-sucedido. Afinal, seria necessária a adesão de pelo menos 125 mil torcedores – R$ 18 milhões ao ano – para quitar metade dos vencimentos de jogadores.


Transparência

Para convencer os torcedores, a diretoria aposta em uma nova relação com a torcida. Diferentemente da gestão anterior, que renunciou depois da queda para a Série B do Brasileiro e em meio a denúncias, tudo deverá ser feito às claras. ´Chegaríamos à insolvência se não tivéssemos estancado a sangria. Mas estancamos. E vamos trabalhar com transparência. O muro da obscuridade foi derrubado. Vamos deixar para a próxima gestão um Cruzeiro limpo, talvez não financeiramente, pois é difícil`, afirma Carlos Ferreira, interlocutor do futebol no NDT.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 08-02-20 09h28min
Simpatizantes e torcedores de sofá e teclado... agente vê por aqui !!!
 Twitter 

 Notcias   rss
26/07 - 07h00 [1 coment.]
Cruzeiro.Org muda o foco de seu conteúdo e serviços 

10/07 - 11h07 [0 coment.]
COLAPSO: ´Má Gestão x Má Fé` por Sérgio Santos Rodrigues 

10/07 - 07h07 [0 coment.]
CENTENÁRIO: CBF marca jogo contra o Cuiabá (MT) dia 2 de janeiro 

10/07 - 06h49 [0 coment.]
COLAPSO: Aumento das despesas de salários em 50% com Wagner Pires 

09/07 - 19h34 [0 coment.]
CENTENÁRIO: Vinte anos do TRI na Copa do Brasil na Toca 3 

09/07 - 19h17 [0 coment.]
COVID-19: CBF define calendário. Série B encerrará em 30 de janeiro 

08/07 - 12h42 [0 coment.]
COVID-19: Cruzeiro prioriza Toca 3 mas avalia sede no interior 

07/07 - 19h29 [0 coment.]
COVID-19: FMF define retorno do Mineiro 2020 para 26 de julho 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster