Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** AVISO - Se sua SENHA não estiver funcionando, peça uma nova que será enviada para seu e-mail - Se seu e-mail atual não estiver cadastrado, CADASTRE ***

 Atualizado em 24-02-20 08h47min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 391
Cruzeiro vence BOA na estreia do Campeonato mineiro de 2020


O Cruzeiro iniciou a temporada da reconstrução vencendo o Boa por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. Os gols foram marcados por dois jogadores revelados nas categorias de base do clube. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Thiago, de 18 anos, subiu na segunda trave e completou para as redes o cruzamento de Maurício. Aos 41’ da etapa final, Welinton, de 20, correu de uma área até a outra, recebeu de Judivan e tocou na saída de Renan Rocha.

Com a vitória sobre o Boa, o Cruzeiro lidera o Mineiro ao lado do Patrocinense, que bateu o Villa Nova, também por 2 a 0, no estádio Pedro Alves Nascimento, em Patrocínio. No sábado, às 19h30, o time celeste pegará o Tombense, no estádio Antônio Guimarães de Almeida, em Tombos, pela segunda rodada do estadual. Assim como a Raposa, o Gavião-carcará estreou com resultado positivo: 1 a 0 em cima do Tupynambás, em Juiz de Fora.


O JOGO

Do rebaixamento à Série B até a estreia no Campeonato Mineiro, os torcedores do Cruzeiro experimentaram sentimentos de tristeza e esperança. Por um lado, viram a dívida total atingir patamar impagável em curto prazo, de R$ 800 milhões, consequência da desastrosa administração do ex-presidente Wagner Pires de Sá. Por outro, animaram-se com a promessa de transparência do núcleo de gestores que tentam salvar as finanças do clube.

No futebol, o elenco sofreu debandada, seja por iniciativa do próprio Cruzeiro ou recusa de jogadores em aceitar readequação salarial conforme as possibilidades financeiras. Saíram Dodô, Egídio, Fabrício Bruno, Éderson, Jadson, Henrique, Thiago Neves, David, Marquinhos Gabriel, Ezequiel, Pedro Rocha, Joel e Sassá. Ariel Cabral, Fred, Dedé e Manoel também devem deixar a Toca.

Os experientes que decidiram ficar - Fábio, Rafael, Edilson, Leo e, até o momento, Rodriguinho - ressaltaram a oportunidade de participar do processo de reconstrução do clube. Junto a eles, jovens remanescentes de 2019 e promovidos do time da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020. Logo na estreia, o técnico Adilson Batista escalou sete garotos: Cacá, Rafael Santos, Jadsom, Adriano, Maurício, Alexandre Jesus e Thiago.

Nos primeiros toques na bola, os pratas da casa aparentavam certa falta de sintonia, e o Boa parecia ameaçar. Entretanto, a partir dos 10 minutos, o Cruzeiro se encontrou. Aos 18’, Maurício arrancou pela esquerda e cruzou para a segunda trave. Principal surpresa de Adilson na equipe, o centroavante Thiago, de 1,88m, cabeceou no canto esquerdo e abriu o placar: 1 a 0.

A estreia só não foi perfeita para Thiago por causa de uma ‘puxada’ na coxa esquerda. Aos 23 minutos, ele se machucou sozinho ao correr para tentar alcançar bola lançada por Maurício e foi substituído por Judivan. No restante da etapa inicial, o time não criou chance clara, mas apresentou disposição, sobretudo com Maurício, bastante participativo no jogo.

No início do segundo tempo, o Cruzeiro teve duas boas oportunidades para ampliar o placar. Aos 6 minutos, Judivan conduziu a bola no ataque e soltou a bomba de pé direito, exigindo boa defesa de Renan Rocha. Na sequência, Maurício deu assistência a Rodriguinho, que girou e bateu de canhota, com muito perigo.

No decorrer da etapa final, o Cruzeiro administrou uma tentativa de pressão do Boa e deu números finais à partida em lance de contra-ataque. Aos 41 minutos, Judivan recebeu de Maurício no meio-campo e enfiou para Welinton, que usou sua principal virtude, a velocidade, para correr de ‘área a área’ e bater rasteiro na saída de Renan Rocha: 2 a 0.


ATUAÇÕES

Por GloboEsporte.Com

Jadsom - Ganhou a posição com poucos dias de treino entre os profissionais. Firme na marcação, conseguiu ainda aparecer como elemento surpresa em alguns momentos. Pediu substituição aos 10 do segundo tempo. Nota: 8,5

Maurício - Chamou para si a responsabilidade da armação. Jogando menos centralizado, criou boas oportunidades para os companheiros e parece ter evoluído fisicamente, em relação ao ano passado. Nota: 8,0

Thiago - Ficou em campo só por 23 minutos, mas fez o que se espera de um centroavante: gol. Movimenta-se sempre na linha de limite dos zagueiros, dando opções aos armadores. Nota: 8,0

Notas: Fábio(6,5), Edilson(6,5), Cacá(7,0), Léo (6,5), Rafael Santos(7,5), Adriano (7,0), Jadsom(8,5), Edu(6,5), Rodriguinho(6,5), Welinton(7,0), Maurício(8,0), Alexandre Jesus(7,0), Thiago(8,0), Judivan(7,5).


ESTATÍSTICAS DO CONFRONTO
Gols do Cruzeiro: 23
Gols do Boa: 7
Saldo de gols do Cruzeiro: 16

Jogos: 10

Vitórias: 09
Empates: 01
Derrotas: 00
Saldo: 08

Gols marcados: 25
Gols sofridos: 07
Saldo: 18

Partida Anterior (Jogo 09)
BOA 2 x 2 Cruzeiro - 30/abr/2019
Mineiro 2019
Dilzon Melo (Melão) - Varginha (MG)


CURIOSIDADES

ITUIUTABA
O Cruzeiro enfrentou dez vezes o Ituiutaba Esporte Clube, equipe que antecedeu o BOA, todas elas pelo Campeonato Mineiro, com sete vitórias, dois empates, uma derrota, 26 gols marcados e 12 sofridos. O Ituiutaba mudou de nome para BOA, em alusão ao Boa Vontade Esporte Clube, nome de fundação do Ituiutaba, em 30/04/1947 e transferiu sua sede para a cidade de Varginha. A transferência para Varginha ocorreu em função da disputa do Campeonato Brasileiro da Série B em 2011, já que o estádio da Fazendinha, em Ituiutaba, não poderia ser utilizado na competição por ter menos de 10 mil lugares. O time passou a jogar no estádio Dilzon Melo, o Melão, que tem capacidade para as competições da CBF.

NO MINEIRO
Todos os dez confrontos entre Cruzeiro e BOA, assim como os dez entre Cruzeiro e Ituiutaba. foram válidos pelo Campeonato Mineiro.

NO MINEIRÃO
Cruzeiro e BOA enfrentaram-se quatro vezes no Mineirão, com quatro vitórias da Raposa, que marcou dez gols e sofreu um.

SEMIFINAIS
As duas equipes se enfrentaram três vezes pela semifinal do Campeonato Mineiro, sempre com classificação da Raposa à decisão. Nas duas primeiras o adversário era o Ituiutaba e na outra foi o Boa. Em 2008, o Cruzeiro jogou com a vantagem de dois resultados iguais e se classificou para a final da competição após empate por 4 x 4 no primeiro jogo e vitória por 3 x 1 na partida decisiva. Um ano depois, também com vantagem, o Cruzeiro ganhou os dois jogos da semifinal, o primeiro deles por 4 x 1 e o segundo por 2 x 1, garantindo vaga em mais uma decisão. Novamente em vantagem, a equipe cinco estrelas encarou o Boa em 2014, com vitórias por 1 x 0 em Varginha e 2 x 1 em Belo Horizonte.


FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 BOA

Motivo: 1ª rodada do Campeonato Mineiro

Estádio: Toca 3
Data: quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Árbitro: Ronei Cândido Alves
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Leonardo Henrique Pereira

Público Pagante: 7.774
Público Presente: 9.945

Renda: R$ 149.718,00

CRUZEIRO - Fábio; Edilson, Leo, Cacá e Rafael Santos; Jadsom (Edu, aos 12min do 2ºT) e Adriano; Maurício, Rodriguinho (Welinton, aos 37min do 2ºT) e Alexandre Jesus; Thiago (Judivan, aos 23min do 1ºT). Técnico: Adilson Batista

BOA - Renan Rocha; Chiquinho, Wesley, Fernando Fonseca e Carlinhos; Caio César, Da Silva (Denis, aos 14min do 2ºT), Cesinha (Romário, aos 30min do 2ºT) e Gindre; Jefferson e Léo Goteira (Gledson, aos 38min do 1ºT). Técnico: Nedo Xavier

Gols: Thiago, aos 18min do 1ºT; Welinton, aos 41min do 2ºT (CRU)

Cartões amarelos: Edilson, aos 17min, Jadsom, aos 42min, Maurício, aos 47min do 2ºT (CRU); Da Silva, aos 29min do 1ºT; Gledson, aos 23min do 2ºT (BOA)

* Com material de Cruzeiro Site Oficial / GloboEsporte.Com / Portal UAI

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 pyxis | BHZ | 23-01-20 15h14min
É impressionante como TODOS os jogadores da base sofrem críticas de torcedores. Vai ser difícil.
Melhor em campo: Mauricio
Pior em campo: Rafael Santos
Herói do Jogo: Thiago
Vilão do jogo: Não houve.
 pyxis | BHZ | 23-01-20 15h20min
As atuações foram bastante equilibradas, o que é surpreendente para a quantidade de novatos. Mas não foram excepcionais como alguns imaginam.
Minas Notas: Fábio(6), Edilson(5,5), Leo(6,5), Cacá(6), Rafael Santos(5), Jadsom(7), Edu(5,5), Adriano(5,5), Maurício(7,5), Rodriguinho(6,5), Welinton(6,5), Alexandre Jesus(5,5), Thiago(7) e Judivan(6,5). Adilson Batista(7).
 pyxis | BHZ | 23-01-20 15h26min
Errata: onde se lê Adriano (5,5), leia-se Adriano (6,5).
 Twitter 

 Notícias   rss
21/02 - 08h31 [1 coment.]
Cruzeiro vendeu em 45 dias camisas que projetou vender em 4 meses  

21/02 - 07h37 [1 coment.]
Sada Cruzeiro vence SESC-RJ e mantêm liderança da Superliga 

20/02 - 22h19 [2 coment.]
Cruzeiro perde a primeira partida na temporada para a Tombense (MG) 

20/02 - 17h51 [1 coment.]
Apresentação de Marcelo Moreno ganha repercussão internacional 

19/02 - 20h07 [1 coment.]
Cruzeiro apresenta mudanças no programa de fidelidade do torcedor 

19/02 - 07h29 [1 coment.]
Salomé é homenageada com prêmio no Troféu Telê Santana 

18/02 - 15h44 [3 coment.]
Marcelo Moreno é recebido por torcedores com festa no Barro Preto 

18/02 - 14h34 [1 coment.]
FMF e Rede Globo alteram horário do jogo contra rival pelo Min´2020 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster