Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***

 Atualizado em 19-10-18 19h12min  |  Fonte: Cruzeiro.Org (*) |  Qtd Leituras: 377
Cruzeiro x Boca Juniors: Duelo equilibrado de gigantes da América


Se passar pelo Boca Juniors, da Argentina, nesta quinta-feira (4), a partir das 21h45, no Mineirão, e alcançar as semifinais da Copa Libertadores, o Cruzeiro estará decretando a maior virada da sua história.

Reversões de placares já aconteceram na trajetória cruzeirense, e a primeira grande taça do clube, a Taça Brasil de 1966, veio assim, com um 3 a 2 no jogo de volta sobre o poderoso Santos de Pelé, após perder o primeiro tempo por 2 a 0.

Na decisão da Supercopa de 1991, diante do maior rival do Boca Juniors, o River Plate, o Cruzeiro perdeu a ida, em Buenos Aires, por 2 a 0, e fez 3 a 0 na volta, no Mineirão, ganhando uma taça que poucos acreditavam.

Neste ano mesmo, na decisão do Campeonato Mineiro, diante do Atlético, precisava de dois gols de diferença para recuperar uma taça que não levantava há três temporadas, e fez 2 a 0.

´O mais importante é o desempenho. É escolher uma maneira de jogar e executá-la bem. Construir uma estratégia todos juntos, acreditar nela e fazer as coisas aconteceram dentro do campo`

Mano Menezes

Mas em nenhum desses momentos havia um universo tão negativo, tanta coisa contrária, como acontece agora nesta partida de volta das quartas de final da Copa Libertadores.

Contexto

Apesar de propagar a marca de ´La Bestia`, denominação dada pelos chilenos, na Copa Libertadores, contra os argentinos, o Cruzeiro é na verdade o freguês. Em seis confrontos de mata-mata anteriores, venceu apenas o primeiro, a decisão de 1976, diante do River Plate.

Depois perdeu a final de 1977, para o Boca Juniors, carrasco novamente nas oitavas de 2008, quando foi aberta a série de fracassos cruzeirenses recentes diante de argentinos dentro do Gigante da Pampulha.

Em 2009, perdeu a final para o Estudiantes. Em 2014 e 2015, caiu nas quartas de final, a mesma fase deste momento, diante de San Lorenzo e River Plate, respectivamente.

Gols

Além do histórico ruim contra argentinos, em mata-matas de Libertadores, há ainda a dificuldade recente do time de Mano Menezes em marcar gols.

Hoje, o Cruzeiro precisa vencer pelo menos por 2 a 0 para levar a decisão da vaga nas semifinais para os pênaltis. Como mandante, a última vez que a Raposa conseguiu este placar foi em 13 de maio, contra o Sport.

Vitória por três ou mais gols de vantagem, a última foi em 24 de abril, os 7 a 0 sobre a Universidad de Chile pela fase de grupos da Copa Libertadores.

Em casa

Há ainda um outro aspecto atual. O jogo contra o Boca Juniors será o quinto confronto de mata-mata do Cruzeiro, no Mineirão, pelas duas copas em que briga pela taça. E o time não venceu os quatro confrontos anteriores.

Perdeu para Santos (2 a 1) e Flamengo (1 a 0), pelas quartas da Copa do Brasil e oitavas da Libertadores, respectivamente. E diante de Atlético-PR e Palmeiras, pelas oitavas e semifinais da Copa do Brasil, ficou no 1 a 1 com os dois adversários.

Se conseguir o 2 a 0, o Cruzeiro leva a decisão da vaga para os pênaltis. O Boca já viveu isso quatro vezes em mata-matas de Libertadores contra brasileiros, a primeira na final de 1977, contra a própria Raposa, e venceu todas.

Contra fatos não há argumentos. Se o Cruzeiro chegar às semifinais da Copa Libertadores de 2018 terá alcançado a maior virada da sua história.

Times

A grande aposta de Mano Menezes na busca pela virada é o uruguaio Arrascaeta, recuperado de lesão muscular e que não participou do jogo em Buenos Aires. O zagueiro Dedé, que foi expulso lá, teve a suspensão anulada pela Conmebol, que considerou o cartão vermelho um erro do árbitro paraguaio Eber Aquino.

No lance da expulsão de Dedé, o goleiro Andrada sofreu fratura no maxilar e fica pelo menos mais um mês afastado dos gramados. Rossi entra em seu lugar. O atacante Benedetto, machucado, não veio a Belo Horizonte, e Zárate jogará improvisado no comando do ataque.


ESTATÍSTICAS DO CONFRONTO

Jogos: 15

Vitórias: 6
Empates: 3
Derrotas: 6

Saldo: 0

Gols marcados: 16
Gols sofridos: 16
Saldo: 0

Partida mais recente (Jogo 15)
Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro - 19/09/2018
Libertadores
La Bombonera - Buenos Aires (ARG)


CURIOSIDADES

O Adversário

O Boca Juniors foi o time que o Cruzeiro mais vezes enfrentou pela Copa Libertadores da América. Foram oito partidas, com três vitórias do Cruzeiro, quatro do Boca Juniors e um empate. A Raposa marcou sete gols e sofreu nove.

Na Libertadores

Duas das equipes mais tradicionais e vitoriosas do futebol sul-americano, Cruzeiro e Boca Juniors se cruzaram em outras três edições da Copa Libertadores da América. Os adversários se enfrentaram anteriormente nas competições de 1977, 1994 e 2008.
Em 77, o time argentino foi campeão pela primeira vez do torneio ao bater o Cruzeiro na decisão por pênaltis, por 5 x 4, em Montevidéu, Uruguai, depois de 0 x 0 no tempo regulamentar da partida extra, já que os dois jogos anteriores foram vencidos pelo time da casa, por 1 x 0.
Em 1994, a equipe cinco estrelas ganhou as duas partidas por 2 x 1, pela fase de grupos, e se classificou para as oitavas de final em segundo lugar do Grupo 2 enquanto o Boca Juniors ficou na lanterna e foi eliminado.
Já em 2008, pelas oitavas de final, o Boca Juniors levou a melhor, com vitórias por 2 x 1, e se classificou para as quartas de final.

No Mineirão

Cruzeiro e Boca Juniors se enfrentaram sete vezes no Brasil, sempre em Belo Horizonte, no estádio Mineirão, com cinco vitórias da Raposa, um empate e um triunfo do time argentino. O Cruzeiro marcou 12 gols e sofreu sete. No Mineirão, pela Libertadores, houve três confrontos, com duas vitórias do Cruzeiro e uma do Boca Juniors. A Raposa marcou quatro gols e sofreu três.

Artilheiros contra o Boca Juniors

2 gols: Evaldo
1 gol: Edson, Fabrício, Gélson, Luís Fernando Flores, Marcelo Ramos, Mirandinha, Nelinho, Paulinho McLaren, Paulo Roberto Costa, Roberto Gaúcho, Ronaldinho, Tostão, Tostão (1985) e Wagner


FICHA TÉCNICA

Cruzeiro X Boca Juniors

Competição: Libertadores da América
Local: Toca 3, em Belo Horizonte (MG)
Data: 04/10/18 - 21h45 (de Brasília)
Local: Toca 3 ( Mineirão ), em Belo Horizonte

Arbitragem: Andrés Cunha, auxiliado por Nicolás Tarán e Mauricio Espinosa (Uruguai)

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Hernán Barcos. Técnico: Mano Menezes

Boca Juniors: Rossi; Buffarini, Izquierdoz, Magallán e Mas; Wilmar Barrios, Nández e Pablo Pérez; Villa, Zárate e Pavón. Técnico: Guillermo Barrios Schelotto

Transmissão: Fox Sports


(*) Com conteúdo de Cruzeiro Site Oficial / Hoje em Dia


/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

 mrr | Natal | 04-10-18 16h02min
Só nos resta esperar que hoje à noite o Cruzeiro apresente tudo diferente do que já foi visto, ou seja, inversão de posições, movimentação e intensidade, e o mais importante gols!
 pyxis | BHZ | 05-10-18 08h26min
Pois é...
Mais uma noite daquelas onde milhões torcem esperando que aconteça algo de diferente do que estamos (pelo menos eu), vi durante a temporada.
Mais uma noite daquelas em que dormir é impossível. Não me preocupo com adversários que podem fazer zoação. Aliás, eles me respeitam MUITO MAIS do que alguns otários cruzeirenses que se acham mais torcedores e conhecedores de futebol.
Como disse o narrador: TAÍ O QUE VOCÊS QUERIAM!!!
já ´virei` a chave, agora é outra GUERRA FINAL.
 pyxis | BHZ | 05-10-18 08h29min
P.S.
Estava indicado que a ´anistia` ao Dedé teria um preço. A arbitragem foi encomendada? SIM. Entretanto, é verdade que o time tá jogando muito para a arquibancada e muitos torcedores de rede social (INFLUENCIADORES) - alguns muito bem remunerados e que são verdadeiros ANALFABETOS FUNCIONAIS, estão conseguindo praticar o diversionismo. CUIDADO... nem todo mundo é teleguiado ou PATETA.
 pyxis | BHZ | 05-10-18 08h35min
P.S. E estou assustadíssimo com os defensores do ´mito` que ignoram os arroubos do jogador ... Isto é preocupante.
 Twitter 

 Notícias   rss
17/10 - 12h55 [4 coment.]
Cruzeiro contra tudo e contra todos na luta pelo hexa da CopaBr 

17/10 - 07h16 [2 coment.]
STJD nega efeito suspensivo, e Sassá desfalcará Cruzeiro na final 

16/10 - 18h22 [1 coment.]
Cruzeiro acerta patrocínio pontual em camisa para final da CopaBr 

15/10 - 09h28 [0 coment.]
CBF define arbitragem da finalíssima da Copa do Brasil 2018 

14/10 - 21h37 [0 coment.]
Reservas do Cruzeiro encontram dificuldades e perdem no RJ 

11/10 - 07h59 [2 coment.]
Cruzeiro vence e conquista vantagem do empate na finalíssima  

10/10 - 08h14 [4 coment.]
Cruzeiro joga sua 8a final em busca do hexa na Copa do Brasil 

05/10 - 12h17 [11 coment.]
Cruzeiro é eliminado dentro do Mineirão em atuação complicada 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster