Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***

 Atualizado em 15-10-18 05h15min  |  Fonte: Superesportes - UAI |  Qtd Leituras: 347
Mano Menezes admite jogo ruim: ´Jamais estivemos perto da vitória`


O técnico Mano Menezes reconheceu o desempenho ruim do Cruzeiro neste sábado, em Santa Catarina. Apático e sem ambição, o time celeste perdeu para a Chapecoense por 2 a 0, gols de Bruno Silva (com o braço) e Elicarlos. Sincero, Mano disse, em entrevista após o jogo, que o Cruzeiro 'jamais esteve perto de construir a vitória'.

´Primeiro, acho que o Cruzeiro não mereceu vencer e não jogou bem para vencer. É o reconhecimento que temos que fazer. Tivemos dificuldades. Fomos perdendo jogadores, perdemos Sassá, Thiago, que era uma peça importante na construção de jogadas. O time não reteve mais a bola, e a Chapecoense não quis jogar com construção de jogadas, sempre deixou três volantes e jogou por uma bola. Perdemos uma segunda bola, o que tem relação com posicionamento, Apodi foi lançado em profundidade, demoramos a acompanhar, e veio o gol irregular. Em dois jogos é o que temos. Apenas mudou o resultado para a vitória do adversário. Jamais estivemos perto de construir a vitória`, disse Mano Menezes.

Durante os 90 minutos, a Raposa não conseguiu colocar a bola no chão e fazer o seu jogo. Por isso, não mereceu um resultado melhor. O time de Chapecó também não teve ímpeto ofensivo, mas 'achou' os gols, um deles de forma irregular. ´Sofrer um gol com a mão sempre irrita`, disse Mano Menezes, referindo-se ao tento do atacante Bruno Silva, que mandou a bola para dentro do gol de Fábio com o braço. Vale lembrar que o Cruzeiro também foi prejudicado contra o Vasco. Um pênalti sobre o lateral Edílson não foi marcado.

Apesar dos erros, Mano admitiu que faltou ambição ao Cruzeiro. ´O jogo disputado de forma diferente. A gente sabia que ia ter muita marcação no meio, muita briga pela bola, o que não é característica de Thiago Neves e Robinho. Lógico quando o jogo fica assim para eles é mais difícil. O Cruzeiro precisa ter mais volume de jogo, saída de bola, são leituras que temos que saber fazer. Fomos punidos porque em determinados momentos nos faltou ambição maior para vencer o jogo ou até encontrar as solução para vencer. Na última parte, com a saída de Sassá e a entrada de Raniel, ficamos só com Marcelo para a parte ofensiva. E já falamos que não é Marcelo que tem que ter a responsabilidade de resolver os problemas`, afirmou o treinador.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 pyxis | BHZ | 11-06-18 11h00min
Entrevista canalha... feita por canalhas, para um técnico pusilânime, para torceres tapados que insistem em dizer que:
- ele nos salvou do rebaixamento
- ele nos deu o título da CopaBr
- ele nos deu o Mineiro

Como se alguém precisasse dele dar entrevista para descobrir que ´jamais estivemos perto da vitória...`
QUANTA CANALHICE E ESTUPIDEZ !!!!
 Twitter 

 Notcias   rss
11/10 - 07h59 [2 coment.]
Cruzeiro vence e conquista vantagem do empate na finalíssima  

10/10 - 08h14 [4 coment.]
Cruzeiro joga sua 8a final em busca do hexa na Copa do Brasil 

05/10 - 12h17 [11 coment.]
Cruzeiro é eliminado dentro do Mineirão em atuação complicada 

04/10 - 17h24 [4 coment.]
Cruzeiro x Boca Juniors: Duelo equilibrado de gigantes da América 

02/10 - 15h04 [4 coment.]
Ezequiel completa 50 jogos atuando pela Série A e comemora 

01/10 - 06h46 [1 coment.]
Marcelo Djian relata agressão de pessoal do Palmeiras no Pacaembu 

01/10 - 06h19 [3 coment.]
Cruzeiro perde para Palmeiras depois de 10 partidas invicto 

01/10 - 06h00 [4 coment.]
Apresentado ´novo` balanço e ´novas`notas de auditoria 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster