Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Peça uma nova senha - Todas as senhas foram alteradas - Atualize seu cadastro ***

 Atualizado em 24-02-18 09h15min  |  Fonte: Superesportes - UAI |  Qtd Leituras: 378
Cruzeiro retoma, junto à Minas Arena, termos contratuais pactuados

Depois de um longo período de troca de farpas e processos judiciais na
administração do presidente Gilvan de Pinho Tavares, o Cruzeiro voltou a pagar a taxa de operação do estádio à operadora Minas Arena.

Essa foi uma das medidas de Wagner Pires de Sá, eleito para comandar a Raposa no triênio 2018-2020. Além disso, um grupo de trabalho foi constituído para ajustar o contrato com concessionária, válido até 2037. As informações foram reveladas pelo vice de futebol do clube, Itair Machado, em entrevista ao programa Bate Bola, da ESPN.

´Em breve soltaremos uma nota sobre o Cruzeiro no que se refere ao estádio. Mas o problema do Cruzeiro com a Minas Arena, essa que é a empresa detentora do contrato do estádio, era mais de relacionamento. Hoje já está totalmente resolvido. O Cruzeiro está pagando em dia os jogos que têm feito no Mineirão`, garantiu Itair. ´Em relação aos débitos, temos um excelente relacionamento. Já estamos conversando, o presidente que está tocando, para podermos readequar o contrato. Estamos tentando encontrar uma solução boa para o Cruzeiro e o parceiro`, complementou.

O vice-presidente de futebol do Cruzeiro ainda afirmou que o custo dos jogos no Mineirão caiu em 2018. ´Realmente, um estádio como o Mineirão, o custo é elevado. Então já está, sim, iniciando as conversas (para renegociar o contrato). O custo desses jogos hoje já caiu. Temos um excelente relacionamento com a Minas Arena e a gente acredita que nesses próximos 60 dias, principalmente para o público do Brasileiro e Libertadores, vamos encontrar uma solução que seja ainda melhor para o Cruzeiro, sem prejudicar a detentora do contrato, que é a Minas Arena`, finalizou.

Procurada, a Minas Arena informou que a renegociação está em pauta e um grupo de trabalho está sendo constituído entre Mineirão e Cruzeiro para tratar a questão.

´Referente aos custos operacionais, o Cruzeiro já solicitou o fechamento das despesas de operação dos jogos realizados pelo clube no Mineirão em 2018 para pagamento`, complementou, em nota, a administração do estádio. Sobre o valor desembolsado pelo clube para pagar taxa de operação, a Minas Arena diz que, por contrato, ´a participação do clube no custeio da taxa de operação segue 70%`.

Em março de 2016, a Minas Arena acionou o Cruzeiro na Justiça para cobrar dívida referente a cláusulas contratuais. Na época, o valor exigido pela administradora do estádio era de R$9 milhões. Em 2013 e 2014, balanço financeiro da concessionária já indicava dívidas de R$1,64 milhão e R$3,89 milhões, respectivamente.

Nesta terça-feira, o Mineirão preferiu não comentar valores. A antiga administração justificava o não pagamento da taxa de operação porque a operadora concedeu a isenção dessa taxa ao Atlético na decisão da Copa Libertadores contra o Olimpia-PAR, em 2013.

/elo


Cruzeiro.Org - 25 anos

Comentários:  Clique aqui e deixe o seu comentário

Não há comentários para esta notícia.

 Twitter 

 Notícias   rss
23/02 - 10h36 [1 coment.]
Vale Tudo: Mineiro 2018 do público não pagante e dos ´fantasmas` 

21/02 - 09h38 [0 coment.]
Da Arquibancada - Sai Gasparzinho, entra La Bestia - Gustavo Nolasco 

20/02 - 11h52 [0 coment.]
Cruzeiro 'recria' marca ´La Bestia` no retorno à Libertadores 

19/02 - 11h43 [0 coment.]
Cruzeiro vende ´pacotes` para jogos da primeira fase da Lib´18 

18/02 - 11h27 [3 coment.]
Sub-20 do Cruzeiro perde a terceira e deixa Lib´18 sem pontuar 

18/02 - 11h21 [0 coment.]
Torcida ultrapassa média de 37 mil presentes no Mineiro de 2018 

17/02 - 23h48 [0 coment.]
Cruzeiro vence o Villa Nova e dispara na liderança do Mineiro´18 

17/02 - 08h44 [0 coment.]
Quando o futebol é mais do que um jogo - por Bruno Vasconcelos 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster