Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notcias   

ATENÇÃO - Solicitamos que todos os usuários alterem suas senhas - Cliquem em ESQUECI minha senha e aguardem o recebimento de uma nova senha - #ForçaCHAPE

 Atualizado em 27-04-17 13h55min  |  Fonte: Superesportes/UAI |  Qtd Leituras: 569
Manutenção da base e busca por conquistas é a esperança para 2017

O ano de 2017 será o último da ´era` Gilvan de Pinho Tavares no Cruzeiro. Por isso, o presidente trabalha junto de outros integrantes da alta cúpula celeste para montar um time que quebre o jejum de duas temporadas sem títulos e dê alegrias semelhantes às de 2013 e 2014, em que a Raposa ganhou edições do Campeonato Brasileiro.

Abaixo, o Superesportes enumera os principais pontos que podem encher o torcedor cruzeirense de esperança pela retomada das conquistas neste ano.

Reforços pontuais

Diferentemente de 2016, quando contratou oito jogadores no início da temporada, o Cruzeiro anunciou até o momento três reforços: o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o zagueiro Luis Caicedo e o volante Hudson. Há ainda a possibilidade de mais dois nomes serem confirmados. Um deles é o do boliviano Marcelo Moreno, maior artilheiro estrangeiro do clube, com 45 gols em 93 jogos.

O discurso da diretoria celeste é de buscar apenas reforços para posições em que a comissão técnica perceba necessidade. Desta vez não ocorrerá o clássico ´pacotão de contratações`, uma vez que o técnico Mano Menezes avaliou de maneira positiva as ações do grupo da temporada anterior.

Manutenção de base

Mesmo o Cruzeiro não tendo conquistado título em 2016, a perspectiva de colheita de bons frutos é boa para 2017. No ano passado, o clube investiu pesado nas contratações de jogadores como Rafael Sóbis e Ramón Ábila, atacantes de renome internacional. Como os dois chegaram somente no meio do ano, eles tiveram que se adaptar às convicções do clube num curto espaço de tempo.

Em 2017, tanto Ábila quanto Sobis terão a oportunidade de iniciar a pré-temporada com o clube. Sem dúvidas, as perspectivas serão melhores. O mesmo vale para o lateral-esquerdo Edimar, o lateral-direito Ezequiel e os armadores Robinho e Rafinha, que também se transferiram para o Cruzeiro no decorrer de 2016.

Dos jogadores que atuavam com regularidade, somente o zagueiro Bruno Rodrigo deixou o clube. Portanto, a manutenção de uma base que deu bons frutos no returno do Campeonato Brasileiro (quinta melhor campanha, com 32 pontos) é esperança de títulos em 2017.

Sintonia entre Mano Menezes e diretoria

Outro ponto importante é a continuidade do trabalho de Mano Menezes à frente da equipe. O treinador costuma conseguir bons resultados quando inicia um ano por um clube. Foi assim no Grêmio, entre 2005 e 2007, e no Corinthians, de 2010 a 2012 e em 2014. Nesses anos, o gaúcho conquistou duas edições da Série B, dois Campeonatos Gaúchos e uma Copa do Brasil, além de alcançar uma final de Copa Libertadores e encerrar duas edições do Brasileiro entre os quatro melhores.

Conhecedor de cada jogador do elenco cruzeirense, Mano Menezes poderá colocar em prática sua filosofia de trabalho no início de uma temporada. Para isso, ele contará com o auxílio de duas pessoas de sua confiança: os assistentes técnicos Sidnei Lobo e James Freitas.

O ´time fora de campo` do Cruzeiro ainda será reforçado pelo ex-jogador Tinga, escolhido para ser o gerente de futebol do clube. Bastante querido pelos atletas que até há poucos anos eram seus colegas de elenco, o antigo camisa 7 da Raposa será um elo entre a comissão técnica e a alta cúpula celeste.

Sede de conquistas

A falta de títulos incomoda e muito a torcida. Depois do bicampeonato brasileiro (2013 e 2014), o Cruzeiro simplesmente ´parou no tempo` e virou coadjuvante nas competições. O mais longe que chegou foi à semifinal da Copa do Brasil de 2016, na qual foi presa fácil para o campeão Grêmio. Na Série A, o time terminou em oitavo em 2015 e em 12º no ano passado. Pouco para quem já abriu 10 pontos ou mais sobre o segundo colocado em edições anteriores.

Mas a promessa da comissão técnica e dos próprios jogadores é de um 2017 diferente. O Cruzeiro quer voltar a ser campeão. O clube terá pela frente as disputas do Campeonato Mineiro, da Primeira Liga, da Copa do Brasil, da Copa Sul-Americana e do Brasileiro.

No Campeonato Mineiro, os principais adversários serão Atlético e América, que também disputarão a Primeira Liga. Na Copa do Brasil, a missão é complicada: 80 clubes brigarão por cinco vagas nas oitavas de final. Os classificados se juntarão aos oito representantes do país na Copa Libertadores (Palmeiras, Flamengo, Santos, Atlético, Botafogo, Atlético-PR, Grêmio e Chapecoense) e aos campeões da Copa Verde (Paysandu), Copa do Nordeste (Santa Cruz) e Série B (Atlético-GO). Assim, é possível que algum dos grandes fiquem pelo caminho, mas o Cruzeiro aposta na tradição de tetracampeão da competição para tentar o troféu.

A Copa Sul-Americana também pode ser um grande atrativo para o clube celeste, que voltará a disputá-la depois de 11 anos. As participações anteriores foram ruins - o time chegou somente às oitavas de final, em 2005 -, mas o retrospecto em outros torneios internacionais serve de inspiração. O Cruzeiro tem em sua sala de troféus duas Libertadores (1976 e 1997), duas Supercopas (1991 e 1992), uma Recopa (1998), uma Copa Ouro e uma Copa Master (ambas em 1995).

Já no Campeonato Brasileiro, a Raposa sempre foi forte nos pontos corridos. Além dos títulos de 2003, 2013 e 2014, a equipe alcançou o vice-campeonato, em 2010, e conseguiu vagas na Libertadores em 2007 (5º), 2008 (3º) e 2009 (4º). Se o caneco não vier em 2017, os comandados de Mano Menezes pretendem no mínimo alcançar uma colocação de respeito.

/elo

Comentrios:  Clique aqui e deixe o seu comentrio

 Cleberzito | Belo Horizonte | 02-01-17 08h11min
As coisas que acontecem dentro da toca vai além do futebol. Infelizmente o mundo não existe sem um suborno, favorecimento e atos ilícitos.
 pyxis | BHZ | 04-01-17 08h56min
TUDO, em todos os lugares (AS COISAS)vão muito além do que imaginamos ou do que conseguimos imaginar.
 Twitter 

 Notcias   rss
26/04 - 13h28 [2 coment.]
Cruzeiro repudia, oficialmente, declarações de presidente da FMF 

26/04 - 13h23 [1 coment.]
Zezé Perrella aproveita oportunidade e critica atual diretoria 

26/04 - 12h13 [1 coment.]
Cruzeiro fará apelo à PM e dispara contra parcialidade da FMF 

26/04 - 11h03 [1 coment.]
Diretoria garante que defenderá os direitos do torcedor na final 

25/04 - 19h11 [1 coment.]
Cruzeiro emprestará volante Willians ao Goiás até o fim do ano 

25/04 - 19h03 [1 coment.]
Vinte e três jogadores lutam pelo primeiro título estadual em Minas 

25/04 - 18h47 [1 coment.]
Os números em decisões do Mineiro nas duas últimas décadas 

25/04 - 18h34 [1 coment.]
Atletismo celeste comemora muitas vitórias no feriado de Tiradentes 

>> Mais noticias
 Publicidade 


Cruzeiro.Org 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster