Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home | Blog | Charges | Colunistas | Competições | Especiais | Fórum | No Mundo | Notícias | Quem Somos | Serviços | Torcedor do Futuro 

*** AVISO - PODCASTs, NOTÍCIAS E COLUNAS DE OPINIÃO ESTARÃO, a partir de 26 de JULHO de 2020 no Blog PHD ***
Cruzeiro.Org - 25 anos

15-03-06 12h24min  | Competições
Mineiro 2006 - Cruzeiro 2 x 0 URT

Sem convencer, Raposa fez 2 x 0 no lanterna, no Mineirão, e agora enfrenta o rival nas semifinais do Mineiro.

Cruzeiro vence URT e decide com o Atlético-MG

Por Pelé.Net

O Cruzeiro conseguiu uma vitória pouco convincente sobre a URT, neste domingo, no Mineirão, por 2 x 0, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro, e os três pontos não valeram a liderança da competição, já que o Ipatinga venceu o Guarani por 4 x 3. A Raposa não recuperou o primeiro lugar e enfrenta o Atlético-MG nas semifinais.

O Cruzeiro acreditava na possibilidade de terminar a fase inicial do Estadual em primeiro lugar, colocação que ocupou em grande parte da competição. O time celeste também entrou em campo para apagar a derrota do último domingo diante do Ituiutaba, a primeira neste ano, que acabou desencadeando uma crise no clube, com duras críticas do vice-presidente Zezé Perrella.

A tarefa da Raposa foi facilitada pelo fato de que a URT já estava rebaixada para o Módulo II do Campeonato Mineiro. O time de Patos de Minas terminou sua campanha no Estadual na lanterna da competição, com apenas cinco pontos. Apesar da fragilidade do adversário, o Cruzeiro não conseguiu imprimir seu ritmo durante a partida.

O time celeste só conquistou os três pontos por causa de um gol de Élber logo aos 8min, e uma falta cobrada no segundo tempo por Anderson. O atacante celeste marcou pela sexta vez e entrou na briga pela artilharia com boas chances.

A equipe celeste foi a 24 pontos e terminou a primeira fase com um aproveitamento de 72,72% dos 33 pontos disputados. Nos 11 jogos disputados, a Raposa teve sete vitórias, três empates e apenas uma derrota. O ataque foi um dos mais positivos, com 19 gols e a defesa a melhor, com apenas cinco gols tomados.

O Cruzeiro enfrenta o grande rival Atlético na semifinal, jogo que nesta primeira fase terminou em empate em 1 x 1. O Galo terminou na terceira posição, já que ficou apenas empatou em 2 x 2 contra o rebaixado Uberlândia, neste domingo, no Triângulo Mineiro.

O jogo

O Cruzeiro começou dominando a posse de bola, mostrando que não queria esperar muito para abrir o placar contra o lanterna. Com muitos toques pelo meio-campo, o time celeste tentava penetrar na defesa da URT pelo lado esquerdo, sempre com Francismar e Júlio César, até que aos 5min, saiu o cruzamento do lateral para uma cabeçada para fora de Alecsandro.

A pressão cruzeirense teve resultado aos 8min. O time celeste teve escanteio pelo lado esquerdo e o meia Francismar cobrou em jogada ensaiada. O zagueiro Moisés estava na primeira trave e escorou para trás. A bola picou no gramado e sobrou livre para a cabeçada de Élber, que marcou o seu sexto gol no Campeonato Mineiro.

Depois do gol, o Cruzeiro diminuiu o ritmo, tocando a bola sem agredir o adversário. O time celeste continuou tentando entrar pela esquerda do ataque, com Gil arriscando algumas jogadas individuais sem sucesso. Élber e Alecsandro seguravam a bola pelo meio, procurando opções de jogadas, mas não encontravam.

Em jogada individual, Alecsandro dominou a bola na intermediária da URT e chutou forte. O goleiro adversário tentou chegar na bola, mas ela explodiu na trave. A URT começou a sair um pouco para o jogo, principalmente nos contra-ataques. Pelos lados do campo, a equipe de Patos de Minas tentou alguns cruzamentos para a área do goleiro Fábio.

O único lance de perigo da URT no primeiro tempo começou com um cruzamento da direita. Carioca escorou e a bola bateu na trave. Na volta, outro chute da equipe de Patos de Minas na trave. O Cruzeiro continuava a atacar pelo lado esquerdo. Aos 38min, Francismar chutou de fora da área para a boa defesa de Zé Humberto.

Dois minutos depois, o Cruzeiro teve escanteio pela esquerda. Francismar cobrou e a bola sobrou para o zagueiro Edu Dracena, que chutou para fora. A equipe celeste começou a pressionar a URT novamente. Aos 41min, Élber dominou dentro da área e de virada chutou para fora, desperdiçando a oportunidade de ampliar o placar.

O segundo tempo também começou morno, sem grandes chances de gol de ambos os times. O Cruzeiro continuava caindo mais pela esquerda e Francismar errando muito passes. A torcida celeste gritou o nome do jovem Kerlon. O técnico Paulo César Gusmão concordou com a dica das arquibancadas e colocou em campo o "Foquinha".

O garoto entrou bem na partida. Logo nos seus primeiros minutos dentro de campo, entrou driblando pela defesa da URT e chutou perigosamente, mas a bola foi para fora. O Cruzeiro manteve o ritmo lento e chegou ao segundo gol com o lateral-esquerdo Anderson, que entrou no lugar de Júlio César. Ele cobrou falta, a bola fez uma curva e entrou no ângulo direito.

A Raposa ainda teve a oportunidade de ampliar o marcador poucos minutos depois com o atacante Gil. Ele entrou na área adversário com a bola dominada, driblou o goleiro Zé Humberto, mas perdeu a chance clara de gol. Depois disso, a equipe celeste não teve mais chances.

CRUZEIRO 2 X 0 URT

Cruzeiro - Fábio; Jonathan, Edu Dracena, Moisés e Júlio César (Anderson); Jonílson, Fábio Santos e Francismar (Kerlon); Gil, Élber e Alecsandro (Diego). Técnico: Paulo César Gusmão

URT - Zé Humberto; Adriano, Germano, Bráulio e Ivan; Valdemir, Rodrigo, Mantena e Thiago; Carioca e Saulo (Luiz Carlos). Técnico: Souza

Data : 12/3/2006 (domingo)
Local : Mineirão, em Belo Horizonte
Público : 6.534 pagantes
Renda : R$ 28.065
Árbitro : Rogério Pereira Costa
Cartões amarelos : Rodrigo, Valdemir, Mantena, Zé Humberto (URT); Moisés (Cruzeiro)
Gols : Élber, aos 8min do primeiro tempo, e Anderson, aos 34min do segundo tempo


Classificação da Rodada

Aqui você fica sabendo como ficou a classificação da competiçao após a rodada.



Arquivo Cruzeiro.org

Se você não acompanhou a transmissão ao Vivo pelo Cruzeiro.org ou quer rever como foi mais esta partida do Cruzeiro.
Clique no link abaixo e relembre cada lance da partida, de acordo com a narração exclusiva Cruzeiro.Org. Somente Cruzeiro.Org leva para a Maior Torcida de Minas Gerais.Arquivo ao vivo

  Colunas 
10/06/2020 | Evandro Oliveira
Torcedor Cibernético - Lanterna Azul

06/06/2020 | Walisson Ferreira
Gol Importante

27/05/2020 | Voz da Arquibancada
Luz no fim do túnel

02/05/2020 | Evandro Oliveira
Torcedor Cibernético - Walk Alone Azul

 Últimas notícias 
26/07 - 07h00 [1 coment.]
Cruzeiro.Org muda o foco de seu conteúdo e serviços 

10/07 - 11h07 [0 coment.]
COLAPSO: ´Má Gestão x Má Fé` por Sérgio Santos Rodrigues 

10/07 - 07h07 [0 coment.]
CENTENÁRIO: CBF marca jogo contra o Cuiabá (MT) dia 2 de janeiro 

10/07 - 06h49 [0 coment.]
COLAPSO: Aumento das despesas de salários em 50% com Wagner Pires 

09/07 - 19h34 [0 coment.]
CENTENÁRIO: Vinte anos do TRI na Copa do Brasil na Toca 3 

09/07 - 19h17 [0 coment.]
COVID-19: CBF define calendário. Série B encerrará em 30 de janeiro 

08/07 - 12h42 [0 coment.]
COVID-19: Cruzeiro prioriza Toca 3 mas avalia sede no interior 

07/07 - 19h29 [0 coment.]
COVID-19: FMF define retorno do Mineiro 2020 para 26 de julho 

 Você Sabia? 

Mineiro - A Maior Goleada

A Maior Goleada do Campeonato Mineiro: 14 a 0
Atualmente, quatro recordes estabelecidos pelo Cruzeiro no Campeonato Mineiro ainda permanecem intactos após 80 anos.
Estas marcas aconteceram no Campeonato de 1928, quando o Cruzeiro aplicou a maior goleada da história da competição ao bater o Alves Nogueira, de Sabará, pelo placar de 14 a 0, a maior goleada da competição desde a sua criação em 1915.
No entanto, este recorde vem sendo dividido com o América, que também bateu o Palmeiras, de Belo Horizonte, pelo mesmo score no mesmo Campeonato de 1928.

(Cruzeiro Esporte Clube)


Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster