Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home | Blog | Charges | Colunistas | Competições | Especiais | Fórum | No Mundo | Notícias | Quem Somos | Serviços | Torcedor do Futuro 

*** AVISO - PODCASTs, NOTÍCIAS E COLUNAS DE OPINIÃO ESTARÃO, a partir de 26 de JULHO de 2020 no Blog PHD ***
Cruzeiro.Org - 25 anos

08-02-06 22h58min  | Competições
Mineiro 2006 - Cruzeiro 2 x 0 Villa Nova-MG

A vitória por dois gols de diferença colocou o Cruzeiro mais próximo da liderança.

Cruzeiro faz o dever de casa ante o Leão

Por Pelé.Net

A vitória do Ituiutaba sobre a URT, por 1 x 0, na abertura da quinta rodada do Mineiro, fez com que o Cruzeiro entrasse em campo para pegar o Villa Nova sabendo que não teria chance de acabar a noite desta quarta-feira na liderança do certame. Essa situação não desanimou o time celeste, que fez a sua parte e confirmou seu favoritismo, diante do Leão do Bonfim, derrotando-o por 2 x 0.

A vitória cruzeirense foi construída no segundo tempo, depois que o técnico Paulo César Gusmão fez duas alterações no intervalo, colocando em campo Júlio César e Francismar nas vagas de Anderson e Wagner, respectivamente. Os dois jogadores entraram bem e melhoraram o rendimento ofensivo do Cruzeiro. Mas a partida, mesmo após o gol celeste, continuou difícil para a Raposa, que não conseguia superar a forte marcação do Leão.

As dificuldades estiveram presentes desde o primeiro tempo, quando o Cruzeiro teve maior posse de bola, criou oportunidades, mas falhou na finalização. O Villa Nova, jogou desde os 25min da etapa inicial, sem as orientações do seu técnico Wagner Oliveira, do banco, pois ele foi expulso pelo árbitro Cléver Assunção Gonçalves.

No segundo tempo, quando chegou à vitória, o Cruzeiro teve uma perda importante: o atacante Araújo, deixou o gramado contundido, aos 14min, por causa de uma torção no joelho direito. O time celeste sentiu a saída do jogador, substituído por Diego, e o Villa Nova tentou se aproveitar dessa situação para complicar ainda mais a partida.

A apertada vitória, no entanto, levou o time de Paulo César Gusmão aos 11 pontos em 15 disputados, um a menos que o líder Ituiutaba. A Raposa manteve, dessa forma, sua invencibilidade no Campeonato Mineiro, com três vitórias e dois empates. O próximo compromisso celeste será no próximo sábado, às 16h, diante do Guarani, em Divinópolis.

A situação do Villa Nova, com a sua terceira derrota em seis jogos, se complicou em relação à busca por uma vaga entre os quatro semifinalistas. O Leão do Bonfim já disputou 18 pontos, três a mais que a maioria dos participantes, conseguindo apenas uma vitória e dois empates, totalizando cinco pontos. No domingo que vem o Villa recebe o Democrata-SL, às 16h, para tentar sua reabilitação na competição.


O jogo

O Cruzeiro começou a partida analisando o adversário, tocando a bola no meio-campo sem tentar arriscar uma chegada mais rápida. O primeiro lance de perigo para a Raposa ocorreu aos 3min. Alecsandro conseguiu chegar na ponta direita e cruzou para a cabeçada de Gil para fora. O time celeste conseguia bons lances pela esquerda, lado forte do ataque da Raposa, mas a conclusão das jogadas deixava a desejar.

O Villa Nova veio a campo bem fechado, explorando os contra-ataques. E foi assim que Clodoaldo desperdiçou a primeira grande chance do Leão, que recebeu cruzamento do lateral-direito Geison, mas o único atacante especialista dos visitantes não conseguiu colocar a bola na rede de Fábio.

O Cruzeiro seguia pressionando o adversário. Aos 7min, Alecsandro entrou driblando dois marcadores pelo canto direito, mas, quando foi bater para o gol, o chute saiu fraco e para fora. "Olhei para o goleiro e tentei tirar a bola, mas, infelizmente, desperdicei uma boa chance para marcar", justificou o atacante.

A Raposa voltou a ter uma boa chance aos 13min, quando Anderson bateu falta para uma bonita defesa do goleiro Marcelo Bezerra. Aos 18min, o Cruzeiro teve nova chance em bola parada. Desta vez, o zagueiro Edu Dracena bateu colocado e a bola passou perto da trave esquerda do Villa Nova.

Logo depois, o Leão do Bonfim subiu rapidamente no contra-ataque e conquistou o escanteio em jogada de Raniery pela esquerda. Márcio Guerreiro cobrou para o zagueiro Bill que cabeceou para uma boa defesa de Fábio. Aos 25min, uma confusão começou na área técnica do Villa Nova. Por reclamar da arbitragem, o treinador do Leão do Bonfim, Wagner Oliveira, foi expulso pelo árbitro Cléver Assunção Gonçalves.

Sem o treinador no banco, o Villa Nova começou a se soltar na partida, arriscando mais subidas ao ataque. Aos 27min, Jackson entrou pela esquerda e chutou raspando na trave do goleiro Fábio. Em seguida, foi a vez do Cruzeiro levar perigo. O volante Diogo subiu ao ataque, chutou de longe e a bola passou perto do gol de Marcelo Bezerra.

A Raposa acordou para o jogo e começou a pressionar o Leão do Bonfim com os atacantes Araújo, Alecsandro e Gil procurando se movimentar bastante no setor ofensivo, mas o time de Nova Lima estava bem fechado na defesa, evitando a entrada dos atacantes com faltas. "É sempre assim. Contra nós todas as equipes jogam fechadas e usando o contra-ataque", avaliou o goleiro Fábio.

O fim do primeiro tempo foi marcado pelo domínio do Villa Nova, que conseguiu manter a posse de bola no campo do adversário. "Nosso time tentou sair só no contra-ataque. Vamos tentar ganhar no segundo temppo, porque a vitória é muito importante para a gente", ressaltou Márcio Guerreiro.

O Villa Nova voltou para o segundo tempo com os mesmos jogadores, enquanto o Cruzeiro retornou com duas modificações. O meia Wagner, mais uma vez vaiado e criticado pela torcida celeste, foi trocado por Francismar, outro ex-americano. Na lateral esquerda, Paulo César Gusmão tirou Anderson e colocou Júlio César.

As mudanças do treinador cruzeirense deram resultado. Aos 6min, o Cruzeiro abriu o placar. Araújo recuperou uma bola, passou a Júlio César, que cruzou para Francismar chutar forte de perna esquerda, vencendo o goleiro Marcelo Bezerra e tranqüilizando a torcida da Raposa, no Independência. O gol mudou o panorama do jogo, pois o Villa tentou se abrir e passou a dar espaços aos habilidosos atacantes do time da capital.

Aos 14min, o atacante Araújo, sofreu uma torção no joelho direito, e deixou o campo. "Foi uma torção forte e ele não teve condições de continuar e será avaliado", explicou o médico Sérgio Freire. O jovem Diego o substituiu, mas foi o Villa Nova que quase marcou, aos 18min, quando Fábio fez grande defesa, evitando o empate com Clodoaldo.

O time visitante começou a acreditar na possibilidade de empatar e Wagner Oliveira escalou um atacante a mais, colocando Robertinho na vaga do meia Donizete Amorim. Mas o Cruzeiro, comprovou sua superioridade, e chegou aos 2 x 0, com o gol marcado por Diego, após bom passe do camisa 10 Gil, que continua perseguindo o primeiro gol pela Raposa. O Villa acabou o jogo com nove jogadores, após as expulsões de Márcio Guerreiro e Micão.


CRUZEIRO 2 X 0 VILLA NOVA


Cruzeiro - Fábio, Jonathan, Edu Dracena, Moisés e Anderson; Diogo, Jonílson e Wagner; Gil, Alecsandro e Araújo (Diego). Técnico: Paulo César Gusmão


Villa Nova - Marcelo Bezerra, Geison, Micão, Bill e Raniery; Magrão, Terceirinho, Donizete Amorim (Robertinho) e Márcio Guerreiro; Jackson e Clodoaldo (Araújo). Técnico: Wagner Oliveira


Data: 8/1/2006 (quarta-feira)

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

Público: 8.387 pagantes

Renda: R$ 67.320

Árbitro: Cléver Assunção Gonçalves

Cartões amarelos: Jonilson, Moisés (Cruzeiro); Donizete Amorim, Raniery, Magrão, Geison (Villa Nova)

Cartões vermelhos: Wagner Oliveira (técnico do Villa Nova), Márcio Guerreiro e Micão

Gols:Francismar, aos 6min e Diego, aos 32min do segundo tempo.


Classificação da Rodada

Aqui você fica sabendo como ficou a classificação da competiçao após a rodada.



Arquivo Cruzeiro.org

Se você não acompanhou a transmissão ao Vivo pelo Cruzeiro.org ou quer rever como foi mais esta partida do Cruzeiro.
Clique no link abaixo e relembre cada lance da partida, de acordo com a narração exclusiva Cruzeiro.Org. Somente Cruzeiro.Org leva para a Maior Torcida de Minas Gerais.Arquivo ao vivo

  Colunas 
10/06/2020 | Evandro Oliveira
Torcedor Cibernético - Lanterna Azul

06/06/2020 | Walisson Ferreira
Gol Importante

27/05/2020 | Voz da Arquibancada
Luz no fim do túnel

02/05/2020 | Evandro Oliveira
Torcedor Cibernético - Walk Alone Azul

 Últimas notícias 
26/07 - 07h00 [1 coment.]
Cruzeiro.Org muda o foco de seu conteúdo e serviços 

10/07 - 11h07 [0 coment.]
COLAPSO: ´Má Gestão x Má Fé` por Sérgio Santos Rodrigues 

10/07 - 07h07 [0 coment.]
CENTENÁRIO: CBF marca jogo contra o Cuiabá (MT) dia 2 de janeiro 

10/07 - 06h49 [0 coment.]
COLAPSO: Aumento das despesas de salários em 50% com Wagner Pires 

09/07 - 19h34 [0 coment.]
CENTENÁRIO: Vinte anos do TRI na Copa do Brasil na Toca 3 

 Você Sabia? 



()


Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster