Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Eliane Pessoa - Consultora RH



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

26/06/2008 | Voz da Arquibancada
Rodízio bom é de carne ou pizza

Por Alex Sandro Abreu

Em 1985 iniciei minha vida profissional cursando Senai pela Linhas Corrente. Um ano e meio depois fui para a fábrica estagiar e trabalhar como Torneiro Mecânico. O clube de esportes da empresa ficava nesta mesma planta com um ótimo campo de futebol onde o próprio Corinthians já treinou, o clube promovia um campeonato de futebol de campo anual muito tradicional. Porém, na mecânica de manutenção onde eu trabalhava não tinha mais time havia um bom tempo, eu que naquela época comia, bebia e dormia futebol comecei a questionar com os companheiros a não formação do nosso time para participar do campeonato. Foi então que eu, Cebola, Nilson e Jorjão decidimos formar nossa equipe. Fomos então em busca de jogadores e perguntavamos um a um dos colegas de setor se queriam participar do time e disputar o campeonato. De um grupo de mais ou menos trinta pessoas, conseguimos quinze, elaboramos metas e seguimos adiante.

Começamos a disputar amistosos quando conseguiamos marcar, pois éramos desconhecidos. Só derrota, jogávamos mal e alguns de nós ficavam desconfiados do nosso futuro como time, mas persistimos e um grupo entre nós se firmou e fomos adiante até que chegou a hora do tão sonhado campeonato. Eu era ponta esquerda. Começa o campeonato, três jogos, três derrotas, mal começou o sonho e já terminara. Ficamos desolados ,desanimados, decepcionados, mas nada como um dia após o outro. Continuávamos a nos reunir, a conversar e a treinar principalmente e o time continuou. Fomos melhorando individualmente e coletivamente, sendo o mesmo grupo de jogadores.

No ano seguinte, passamos a treinar semanalmente e eu fui para o meio de campo. O grupo se unia cada vez mais, marcamos jogos com times bem fracos e nossas vitórias começaram a aparecer. Os outros jogadores tambem iam mudando de posição até acharem o seu ideal, mudávamos de posição mas não mudávamos de jogadores, o futebol começou a aparecer e já mostrávamos força em campo, preparo físico, entrosamento, toque de bola preciso, posicionamento e padrão de jogo, estávamos virando uma equipe. Entramos no segundo campeonato daquele mesmo elenco, três jogos, duas vitórias e um empate, fomos adiante, passamos pelo primeiro mata-mata mas fomos eliminados no seguinte, fim de sonhos novamente, porém a campanha entusiasmou a todos e o setor todo na empresa começou a participar de uma forma ou outra do time formando uma grande equipe dentro e fora de campo.

Na nossa terceira temporada começamos com tudo, fizemos nosso próprio fardamento, treinamos mais ainda e eu fui para a quarta zaga, nos amistosos não perdiamos mais, sequer empatávamos, fazíamos muito gols e todos queriam jogar no nosso time, mas não mexemos na nossa formação, tornamos imbatíveis e nos apelidaram de MECÂNICA MORTÍFERA e no terceiro campeonato fomos campeões jogando muito bonito, além disto não aceitávamos mais as derrotas devido ao potencial adquirido.

Onde entra o CRUZEIRO nisso?

O que eu questiono no Cruzeiro hoje é o rodízio de jogadores, mal chegam e já saem, ficam por lá uns cinco meses, não formam uma equipe muito menos uma família, não pegam aquele espirito de revanche.

Entramos na Libertadores com uma equipe jovem e inexperiente, jogaram, ganharam, perderam e foram eliminados, mas ganharam experiência. Estarão lá ano que vem agora que conhecem o caminho das pedras??? NÃO, porque o negócio do CRUZEIRO hoje é contratar jogador de 22 anos para vender daqui seis meses.
Penso que um planejamento para ser campeão leve três anos, pois experiência é fundamental. Nosso Cruzeiro de hoje seria campeão da Libertadores em 2010 desde que se mantenha o elenco buscando sempre uma melhora e não apenas dim-dim.

Alex Sandro Abreu

Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 manicure | Serro | 26-06-08 18h11min
Seu Alex, finalmente um pouco de bom senso por aqui. Sou pouco entendido de butebol, e fico aprendendo com os colunistas. Mas acho que entender pouco as vezes é até bom, porque os especialistas ficam embevecidos com os detalhes, veem as árvores e se esquecem nao enxergam a floresta. Tenho verdadeira ojeriza por toda essa fixação com tecnicos de futebol, que agora sao mais importantes do que os jogadores. Não ha coluninsta que deixa de dedicar linhas e linhas sobre Adilson Batista. (segue)
 manicure | Serro | 26-06-08 18h14min
Devíamos estar falando dos verdadeiros protagonistas, que são os jogadores. É como diz o meu tio Orlando, com quem moro aqui em Diamantina. A função do tecnico é escolher os onze melhores jogadores, organizar um esquema tático respeitando as características desses jogadores, e dar-lhes a responsabilidade de ganhar os jogos. É como o seu time la da Mecanica, escolhe os jogadores, põe cada um na posição onde melhor se adaptam, e vamos trabalhar. (segue)
 manicure | Serro | 26-06-08 18h18min
Fico contente que voce trouxe a tona o que é fundamental, o respeito às características de cada jogador, e o conjunto como razão do sucesso. Essas coisas fundamentais estão sendo colocadas em segundo plano em detrimento de malabarismos táticos. E aí, os holofotes de deslocam dos protagonistas, os jogadores, para os coadjuvantes, o técnico. Parabéns por sua coluna, que mostra com sabedoria o que importa realmente.
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 29-06-08 09h56min
ALEX- belo texto, e EU vivi um pouco disso que vc apresentou tb. Comecei a jogar futebol de campo com mais de 25, e somente uns 3 a 4 anos depois jogando com o pessoal, coisas simples comoposicionamento, como interceptar antecipando uma jogada, como ser driblado mas não ser batido, permanecendo na jogada, como cortar para lateral ou corner sem fazer falta, são coisas que vc pega como no transito, são a maldades, sãoa experiência, a tentativa e erro, e a vontade de se superar.
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 29-06-08 10h00min
(Cont1) No meu caso essa superação, como a de outros, e provavelmente a sua tb, veio não só com as derrotas, com o mal resultado, mas a palavra dos mais experientes, com as dicas, com o sucesso de outros no grupo, com os xingamentos e cobranças... EU recebi um premio na minha vida valiosíssimo! EU sou ambidestro, mas ganhei um xingameto de pé-torto pois NÃO conseguia chutar reto de ESQUERDA! Realmente, aceitei com humildade que "meu pé era torto na ESQUERDA" e o que fazer então?
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 29-06-08 10h03min
(Cont2) Passei a chutar torto na direção certa!!! Matava muito beque, defensor e goleiro adversário de raiva, todo mundo pensava que EU ia cruzar e EU chutava TORTO direto no gol, o goleiro esperava um cruzamento que ia TORTO direto pras redes!!!Era o caos! Então digo que tb precisa o jogador conhecer melhor o seu corpo, as suas características, e se adaptar as melhores posições. Isso demanda tempo, e futebol hoje é OPORTUNISMO e qualidade ficou esquecida. O rodízio se torna inevitável.
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 29-06-08 10h06min
(Cont4) E se vc ficar 6 meses fora e retornar, talvez vc não reconheça o CRUZEIRO.Temos um excelente time (base) e se fez uma péssima administração do caso DOMINGUES, queimou-se 2 potenciais jogadores por muuuuuito pouco (MORENO, pela rapidez da venda, APODI), e não sei o futuro de SANDRO e LEO. Porém, se não vende como é que faz com as contas? Domingo passado 9000 foram ver o jogo de um time que está lider do campeonato em pontos...Complicado! ABS/ART
 pyxis | BHZ | 30-06-08 23h26min
A mesma lenga-lenga...
Tá faltando espaço e assunto para o mesmo tema, o mesmo rosário de argumentos (?) fantasiados de metáforas e analogias sem sentido. TAlvez a decepção tenha sido grande pois o "rodizio" de jogadores ganhou o ruralito de forma magnífica... e olha que eu sou um que desprezo o ruralito (desde que as galinhas não ganhem!)
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
15/11 - 22h22 [5 coment.]
Retorno de Judivan é único motivo de comemoração contra o Avaí 

15/11 - 12h51 [2 coment.]
Cruzeiro pode decretar o rebaixamento do Avaí na 36a rodada do Br´17 

15/11 - 07h46 [13 coment.]
Diogo Barbosa pode atuar pelo Palestra Paulista em 2018 

14/11 - 07h39 [4 coment.]
Ronaldo Granata, vice de Wagner Pires, registra chapa de conselheiros 

13/11 - 07h16 [1 coment.]
Cruzeiro vence Fluminense (RJ), de virada, e fica em quinto lugar 

12/11 - 12h16 [4 coment.]
De olho em 2018, Cruzeiro enfrenta Fluminense, no Mineirão 

12/11 - 10h03 [1 coment.]
Alex10 apoia projeto que vai contar a história do ´Seu Lúcio` 

11/11 - 23h03 [2 coment.]
Cruzeiro perde e vê classificação ameaçada no Br´17 de Aspirantes 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster