Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
WMTI- Tecnologia da Informação



Torcedor Cibernetico
A Dialetica Virtual x Real

11/08/2007 | Evandro Oliveira
Torcedor Virtual – O Esquecido

Esqueceram do maior contingente de torcedores do Cruzeiro, esqueceram daqueles que são maioria no interior de Minas...

Desde o princípio, quando nos apresentamos para escrever sobre este torcedor-virtual, que estava mudando o perfil do torcedor com o advento da Internet, sabíamos que a compreensão e a percepção das mudanças de alguns comportamentos e olhares, seriam muito difíceis.

Às vezes, fazemos o papel de “advogado do diabo” para tentar dar um choque de cultura e, na maioria dos casos, somos incompreendidos. Somos um dos milhões de torcedores virtuais e o site Cruzeiro.Org é dedicado a este tipo de torcedor do Cruzeiro, especialmente aquele que não está na Grande BH e clama por notícias, reclama da falta de consideração, ressente-se do reconhecimento por estar fora da Grande BH e de não poder comparecer ao estádio. Estas condições nos levaram a cunhar expressões como “torcedor de radinho”, “torcedor de sofá”, “torcedor cibernético”, que não são bem aceitas por muitos, aliás alguns torcedores assíduos de arquibancada alimentam o preconceito contra este torcedor virtual de maneira até cruel. Mas nosso papel, assim como de outros espaços virtuais como comunidades no Orkut, listas de discussões, blogs, Fóruns e sites de torcidas, sempre foi de integrar este torcedor-cibernético ao torcedor tradicional "de roleta", ao torcedor que tem a visibilidade da diretoria do Cruzeiro.

Nas diversas ações que fazemos nunca distingüimos uns dos outros, até para não incorrermos nos erros que criticamos. Se nos posicionamos de maneira a criticar o comportamento do torcedor-cibernético é para elevar e qualificar melhor a forma e o conteúdo com o qual este torcedor se expressa. Se um torcedor assíduo da arquibancada xinga ou vaia um jogador, a atitude é vista como “normal” por muitos. Se um torcedor-cibernético escreve palavrões ou ofensas, pode ser processado judicialmente.

Dado este quadro, deve-se louvar a iniciativa tardia, mas acertadíssima, da “parceria” feita recentemente da diretoria de marketing com representantes de torcidas organizadas na campanha denominada “Essa torcida move o time” publicada, apoiada com destaque e defendida no site Cruzeiro.Org. Sabemos perfeitamente da força da torcida do Cruzeiro e acompanhamos o movimento de torcidas organizadas há mais de 35 anos o que nos dá a dimensão da importância do movimento feito pela diretoria do Cruzeiro. Algumas torcidas organizadas, como a FanatiCruz, cresceram e puderam mostrar toda as virtudes de um torcedor de arquibancada após utilizar-se das tecnologias e vantagens do mundo cibernético, podemos ousar dizer que o site Cruzeiro.org ajudou em muito nisso.

Mas se está tudo certo e foi uma ação extremamente elogiável, qual é a dificuldade? Qual é o problema?

É simples.

Esqueceram do torcedor-cibernético.

Esqueceram do maior contingente de torcedores do Cruzeiro, esqueceram daqueles que são maioria no interior de Minas e em alguns lugares fora de Minas Gerais protagonizam espetáculos que muita torcida cantada em verso e prosa pela mídia não consegue nem copiar.

Há muito tempo, desde os fiascos de 2004 e 2005, estamos pregando que se não houver parceria entre torcida, time e diretoria a coisa não anda. A torcida do Cruzeiro é considerada exigente e mesmo não tendo o reconhecimento por parte da mídia e diretoria, é decisiva em muitos momentos. Se vamos a algum lugar, sem parceria com a torcida não chegaremos lá.

É incompreensível que o torcedor-cibernético, virtual, de radinho, de sofá, tenha sido esquecido nesta parceria que a diretoria de marketing fez com as torcidas organizadas. Alguns poderão afirmar que a torcida virtual não foi esquecida, que vai ter seu espaço aqui e acolá no site oficial do Cruzeiro.
A pergunta que fica é: esta participação é satisfatória?
Não temos (Cruzeiro.Org) procuração de nenhum torcedor para falar em nome dele, mas certamente a nossa opinião é de muitos torcedores-cibernéticos.

De que adianta esta parceria se a mesma estará restrita aos que vão para as arquibancadas?
Onde está a evolução se o Cartão 5 Estrelas (outra iniciativa louvável de fidelização) é restrito, restringe e não amplia para o interior e outros estados?
Quando é que o torcedor-cibernético vai ser reconhecido e o que ele terá que fazer para participar e se juntar, oficialmente e reconhecidamente, ao projeto “Essa torcida move o time”?

Temos algumas respostas, temos muitas sugestões, não pedimos muito, aliás este torcedor-cibernético e o site Cruzeiro.Org, que ORGulha-se em representá-lo, pedem e recebem muito pouco, doam muito de cada um para que o Cruzeiro seja sempre grande, cresça cada vez mais, participe com responsabilidade crítica da vida do Cruzeiro, mesmo à distância. É este o nosso propósito. Já demos muitos passos nesta direção, mas ainda vemos muita timidez nas ações da diretoria para caminharmos no mesmo sentido, sem transversalidades, em direções paralelas e mais e mais próximas.

Então, esperamos que falte pouco para o torcedor-cibernético seja considerado igualmente aos demais. Queremos que todos, inclusive e principalmente a diretoria, sinta o imenso orgulho que temos de exibir uma seção como a “Cruzeirenses pelo Mundo” onde o torcedor mostra o manto azul estrelado nos mais diversos lugares do planeta, queremos mostrar o quão orgulhosos ficamos quando, por exemplo, no ano passado, conseguimos reunir mais de 100 pessoas (a maioria de fora da Grande BH), de várias partes do mundo, para vermos um jogo nas arquibancadas do Mineirão (atividade com a qual, contamos com a ajuda do marketing do Cruzeiro). Estas ações são ímpares e não devem ser isoladas. Estas ações mostram para o Brasil que a torcida do Cruzeiro não fica devendo nada para nenhuma outra. Essas ações fazem com que a torcida do Cruzeiro que era simbolizada em Brasília numa pessoa seja, atualmente, referência e paradigma para torcidas reconhecidas como muito maiores e mais “fanáticas”.

Que os torcedores de arquibancada, enganjados no excepcional Projeto “Essa torcida move o time” entendam que não estamos fazendo distinção, estamos querendo fazer a nossa parte, ser torcedor que move, apóia e leva o time aos títulos que desejamos pois estes títulos é que são eternos. Não queremos dividir nada, queremos simplesmente participar também, com responsabilidade, com poder de influência, com integração.

Não esqueçam de nós!


Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Cuné | BSB | 11-08-07 08h33min
Parabéns Evandro... ótima coluna. Concordo que não deve haver distinção entre torcedores até porque eu era um torcedor de arquibancada, desde que fui levado por meu pai pra ver o Cruzeiro de Ademir, Mario Tilico e Charles sapecar 3 no River e tornar-se campeão da Supercopa. Desde então vou a campo, mais assíduamente de 96 a 2002, qdo me mudei pra BH... quarta e domingo era de lei. Agora moro no PR e não posso mais acompanhar in loco meu time, mas continuo sendo o mesmo cruzeirense. Abraços.
 João Duarte | Vit�ria | 11-08-07 08h40min
Grande Evandrão,
A coluna toca no ponto certo. O marketing do Cruzeiro agiu certo no que se refere ao torcedor que tem condições de ir ao campo, mas, realmente faltam iniciativas para atrair e fidelizar aqueles que moram fora da RMBH. E para não falar de figuras é dizer que dos 8 Milhões de Cruzeirenses que há no Brasil, mais de 3/4 deles não tem condição de ir a campo. Ou seja, o torcedor de radinho ou de INTERNET, precisa ser levado em consideraçào no Planejamento Estratégico do Clube...
 João Duarte | Vit�ria | 11-08-07 08h44min
Por exemplo, eu moro em Vitória-ES e nos dias de jogos do Cruzeiro temos um bar onde se reúnem cruzeirenses dos 4 cantos da Grande Vitória para assistir aos jogos. E imagino que o mesmo ocorra em vários lugares do interior de Minas e no Brasil inteiro... O cruzeirense vê no seu time uma forma de ampliar o seu ciclo de amizades (e não há melhor exemplo do que temos no próprio Cruzeiro.Org). Agora, é a hora da parceria com a torcida que move o time à distância, que ora, que torce, (continua)
 João Duarte | Vit�ria | 11-08-07 08h49min
Agora é chegada a hora da parceria com a torcida que move o time à distância... são os que acordam de madrugada do outro lado do mundo para acompanhar os jogos do time pela INTERNET, são aqueles que amam o time incondicionalmente e telefonam para Minas na hora dos jogos para saberem como está o andamento das partidas, tarefa facilitada e muito com o advento da INTERNET... O Cruzeiro é uma paixão que nos une e move as cabeças de 8 Milhões de pessoas. A bola está com o Claret e Guilherme Mendes.
 André São João | Lagoa Santa | 11-08-07 10h55min
Evandro. O torcedor virtual, cibernético, de radinho, etc, é e sempre será IMENSA maioria, pois não cabem 10 milhões de pessoas no Mineirão. Mas é reconhecido que os mais fanáticos é que freqüentam o estádio. A grande maioria dos internaltas, cibernético, etc, não são tão apaixonados quanto os que vão ao Mineirão, se organizam, fazem desse ato uma religião. Por isso essa campanha visa, por enquanto, os torcedores do estádio! É lá que a TORCIDA dos 10 milhões de cruzeirenses se materializa.
 André São João | Lagoa Santa | 11-08-07 10h57min
Acho que as grandes campanhas de marketing são feitas prá quem vai ao estádio pois são estes os maiores consumidores de produtos. Pois, além de irem ao estádio, também são torcedores de internet, de rádio, de toca da rapoza, de tudo. Esses gastam mais dinheiro com o clube, participam mais do dia-a-dia. CLARO QUE EXISTEM MILHARES DE EXCESSÕES, como todos que participam deste sítio CRUZEIRO.ORG. Tenho primos em Brasília que sempre se reúnem num buteco em dia de jogo do Cruzeiro.
 André São João | Lagoa Santa | 11-08-07 10h59min
Mas, de uma forma ou outra, eles acabam fazendo disso mais uma fuga pro lazer do que a própria RELIGIÃO que os Belorizontinos fazem! NINGUÉM É MAIS CRUZEIRENSE QUE NINGUÉM, mas que o pessoal da capital acompanha mais de perto, até porque os jogos e os treinos são aqui, isso não resta dúvidas. QUANTO À CAMPANHA DE MARKETING QUE O CRUZEIRO LANÇA AGORA, sou a favor de que ele se restrinja apenas ao campo, sim. Apenas ao Mineirão, e não fora dele. A não ser que se mude o foco.
 André São João | Lagoa Santa | 11-08-07 11h02min
Todas as frases, dizeres e slogans dessa campanha estão quase que exclusivamente voltadas a atingir a torcida do nosso adversário caseiro. É PENSAR MUITO PEQUENO QUANDO SE PLANEJA FAZER OUTDOORS DIZENDO QUE SOMENTE A NOSSA TORCIDA TRANSFORMA JOGADORES EM GUERREIROS. Isso provoca a rivalidade doente, a ira dos fanáticos galináceos, e pode ter como conseqüência o efeito inverso ao desejado: AFLORAR A MÍDIA (QUE APOIA MUITO MAIS O LADO DE LÁ) PARA QUE SE INICIE UMA GUERRA DENTRO DOS ESTÁDIOS.
 André São João | Lagoa Santa | 11-08-07 11h05min
Imagina se um jogador do Atlético-MG passa por um OUTDOOR desses. Uma boa palestra de motivação no vestiário mexe com os brios adversários. Essa pode ser justamente a GASOLINA que os galináceos precisam prá não serem rebaixados neste ano. QUE FAÇAM UMA CAMPANHA DENTRO DO MINEIRÃO, QUE TRAGAM NOVAS BANDEIRAS, QUE ABAIXEM OS PREÇOS DOS INGRESSOS, QUE DISTRIBUAM CAMISAS NAS ARQUIBANCADAS, CANTEM NOVAS MÚSICAS, ETC. "NÃO FAÇAM CAMISAS OU OUTDOORS NOS COMPARANDO AOS GALINÁCEOS, POR FAVOR".
 Olecram | Poços de Caldas | 11-08-07 13h34min
Parabéns Evandro, vc tocou num ponto crucial. É necessário que o Cruzeiro volte sua atenção para os milhões de torcedores espalhados pelos 4 cantos não só de Minas, mas do Brasil e tb do exterior. Estou, desde 1993, a quase 500 km de BH e raramente tenho condições de ir ao Mineirão ver os jogos do time que amo. Até as transmissões deles fica difícil, senão quase impossível ouvir, pois aqui em Poços predominam as rádios paulistas. Mas isso não me fez menos torcedor que aqueles que moram em BH.
 Olecram | Poços de Caldas | 11-08-07 13h40min
Aliás, meu sofrimento, assim como de milhares, senão milhões de outros torcedores cibernéticos ou de radinho é maior, pelas naturais dificuldades de obter informações sobre o Cruzeiro. Este o grande mérito do cruzeiro.org: está tornando-se um ponto de encontro virtual de todos os cruzeirenses q vivem longe de BH, como no meu caso. O Depto. de Marketing deveria voltar os olhos para esse filão, inclusive oferecendo outras vantagens no Cartão 5 Estrelas p/eles, q podem contribuir muito com o clube.
 Ricardo Faria | Uberlândia | 11-08-07 15h21min
Em 2003, o primeiro título da tríplice coroa foi conquistado no interior de Minas. Eu morava em Patos de Minas e lembro-me bem da festa que a torcida local fez, surpreendendo até mesmo a delegação celeste. O Cruzeiro venceu a URT e conquistou o título mineiro, mas a maioria da torcida da URT torce também para o Cruzeiro. Grande parte do público presente no Estádio participou da carreata. A delegação do Cruzeiro seguiu no caminhão do corpo de bombeiros até o aeroporto, na maior passeata (cont.)
 Ricardo Faria | Uberlândia | 11-08-07 15h24min
e numa das maiores festas que Patos de Minas já fez. No interior de Minas, não há dúvidas da força da torcida do Cruzeiro. Aqui em Uberlândia, entre outros locais, há o Bar do Émerson, no Bairro Brasil, onde os cruzeirenses se reúnem para assistir aos jogos, torcer e comemorar. O clima é de estádio: cantamos as músicas do Cruzeiro, vibramos, como se estivéssemos na arquibancada. Infelizmente, estamos a 600 quilômetros do mineirão, mas com o nosso Cruzeiro bem perto do coração.
 rdish | Fabriciano / Belo Horizonte | 11-08-07 16h14min
Não sou muito de elogios rasgados, mas essa coluna merece todos os possíveis. Quando o Evandrão deixa a bronqueira de lado, o resultado pode ser sublime (Brincadeira, amigo !!!! Hehehehehe ...). Até tive de rever alguns conceitos depois dessa coluna. Não há reparos nem acréscimos, a verdade está nessa coluna.
Quanto ao André São João, não entendi ... Torcedor do interior não é fanático? Torcedor do interior não consome produtos? De onde você tirou isso?
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 11-08-07 17h46min
Big EVANDRO! Chutou de trivela e marcou um gol de placa! Parabéns pela coluna! Complementando o que vc diz,creio SIM, que se quizermos o depto de MARKETING/ORG poderiam lançar um caminho virtual em que com1 semana de antecedencia, um número a ser definidode ingressos seriam colocados a venda virtual disponível para pessoas COMPROVADAMENTE de fora de BH, que adquiririam os mesmo -pelo mesmo valor- porém com uma reserva antecipada, garantidno o INGRESSO, o PAGAMENTO, e a tranquilidade do visitante
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 11-08-07 17h49min
poder ver seu time. Com isso,algumas torcidas do interior poderiam até organizar escursões à capital, para ver jogos do CRUZEIRO. O que impede é só a BURROCRACIA e a FALTA DE VONTADE DE RESOLVER, jeito, com a INTERNET, tem; espaço no mineirão? Mais 2000 pessoas não vai atrapalhar nada, principalmente se viessem em onibus fretados com essa finalidade, põe 40 pessoas/onibus são 50 onibus, é possível plenamente. Outra coisa: já passou da hora de implementar a LOJA VIRTUAL do CRUZEIRO...
 eu_sô_cruzeiro_meu | BH | 11-08-07 17h54min
como disse um gringo pra mim outro dia: o BRASIL tem MUITAS CHANCES, o problema é arregaçar as mangas e trabalhar pra isso dar certo...A política de CAMBISTAS-FILAS, o sistema ATRAZADO e QUE PREVILEGIA DESORDEIROS E ATRAVESSADORES acaba com a vontade do público, e nisso inclua: ASSSALTOS, ARRASTÕES e QUEBRA-QUEBRAS que precisam ser definitivamente banidos de uma FONTE TRANQUILA DE RENDA E DE BOM DIVERTIMENTO para o TURISTA, que vem a BH, seja ele do interior ou de outra parte do BRASIL!
 Daniel Reiner | BELO HORIZONTE | 11-08-07 18h02min
Perfeito,Evandro. Você que acompanha as discussões no PHD sabe o quanto fui e ainda continuo critico em relação ao Departamento de Marketing do Cruzeiro.E alem de apontar falhas procuro,como muitos outros,apresentar sugestões. Mesmo que muitos não gostem e outros não admitam,foi a partir da pressão da torcida em espaços como o "nosso" Cruzeiro.org que os responsáveis pelo Departamento de Marketing do Cruzeiro “se mancaram” e promoveram,de ultima hora,aquele evento no ano passado em comemoração
 Daniel Reiner | BELO HORIZONTE | 11-08-07 18h02min
aos 40 anos da conquista da Taça Brasil e aos 30 da Libertadores. A partir desse feito tenho percebido maior empenho e mais interesse do clube por diversas promoções(promoções do verbo promover),interação com a torcida e por fazer valer o papel de um Dep.de Marketing.
 Daniel Reiner | BELO HORIZONTE | 11-08-07 18h03min
Muito ainda há por ser melhorado,criado,desenvolvido...Todos nós percebemos isso e acredito que os responsáveis por esse setor no Cruzeiro também teem essa consciência. O que não pode faltar são pessoas que enxerguem e apontem os erros de maneira inteligente e moderada e que acima de tudo teem, com essa postura, a intenção de ver as coisas melhorarem em beneficio do próprio torcedor e do clube.Assim como tenho certeza que foi e é sua intenção.
 Daniel Reiner | BELO HORIZONTE | 11-08-07 18h03min
Diferente do que muitos acham,criticar,apontar falhas não é torcer contra nem ser “seca pimenteira”. Repito: “Muito ainda há por ser melhorado,criado,desenvolvido...”Mas,apesar da morosidade,estamos no caminho certo.
 BETH MAKENNEL | Belo Horizonte | 12-08-07 15h02min
Puxa Evandro! è isso mesmo! Eu que sou uma torcedora que vai a campo quase sempre,e que também participo e adoro este precioso espaço virtual; Cruzeiro.org, posso dizer que são parte importante naquilo que se define como parceria ao clube administrador Cruzeiro, para engajar, unir, orientar, noticiar, e fazer a convivência virtual entre os torcedores que moram em BH, interior de Minas, Brasil afora e em outros paises. Tenho certeza que serão convidados a participar também. E vão ajudar é muitooo
 Uberaba | AracruzES | 12-08-07 15h58min
Legal o texto. Tenho 37 anos, e a lembrança mais antiga que tenho na vida é um gol do Revétria na final de 77, quando tinha 06 anos. Nasci em Uberaba. Tive poucas chances de ver o Cruzeiro ao vivo, na década de 80, antes do Uberaba cair para a 2ª. Nunca tive a oportunidade de ir ao Mineirão. Moro no ES. Não me sinto menos cruzeirense que ninguém, nunca deixei de acompanhar o time nas horas boas e ruins. Sou CRUZEIRO, bi-campeão sulamericano, bi-brasileiro, time de Niginho, Tostão, Sorin e Alex.
 André São João | Lagoa Santa | 13-08-07 08h55min
RDISH, não sei se você entendeu errado ou quer apenas causar polêmica, o que é o caso de vários usuários deste sítio. Não disse em lugar algum que o pessoal do interior não é fanático, não disse que não consomem produtos do clube. Apenas disse que os que freqüentam o Mineirão são os mais fanáticos, SIM. E ISSO ENVOLVE O PESSOAL DO INTERIOR TAMBÉM, JÁ QUE VÁRIAS E VÁRIAS PESSOAS VÊM DO INTERIOR PRÁ VER O JOGO!
 André São João | Lagoa Santa | 13-08-07 08h56min
Se você, que é do interior, gosta de fazer as tais caravanas e de vir ao Mineirão de vez em quando, VOCÊ TAMBÉM É UM DOS FANÁTICOS QUE ME REFERI, talvez até mais do que os daqui! Então, claro, uma campanha voltada ao público do Mineirão iria te alcançar também. ENTENDEU, RDISH, ou quer que desenhe?
 André São João | Lagoa Santa | 13-08-07 08h59min
Quanto à compra de ingressos por torcedores do interior, isso é mais do que lógico que NÃO SE TRATA DE CAMPANHA DE MARKETING, MAS SIM DE ORGANIZAÇÃO DO CLUBE! NÃO É PRECISO CAMPANHA ALGUMA PRÁ QUE AS CARAVANAS SEJAM MAIS BEM ATENDIDAS! E quanto ao CRUZEIRO.ORG, é o maior site de informações esportivas do Brasil! Já mostrei prá alguns conhecidos e a cada dia encontro mais gente da minha turma por aqui. MUITO BOM!
 pyxis | BHZ | 13-08-07 09h40min
André São João,
Acredito que o espírito e desejo que quis passar na coluna foi compreendido por todos e em grande parte pelo que você escreveu. Mas DISCORDO, integralmente, quando você reforça que o torcedor que vai ao Mineirão é mais fanático. Absolutamente e de jeito nenhum. Provas e mostras eu e muitos outros teríamos para te mostrar o tempo inteiro. E é exatamente isso que queremos mostrar. O fanatismo e SER CRUZEIRENSE não pode e não deve se restringir a quem vai ao estádio.
 Isaac | Guarapari | 13-08-07 12h24min
Evandro
Pra mim é muito gratificante ver que passados 35 anos que tenho o prazer em conhece-lo, principalmente atuante nas ARQUIBANCADAS e em ORGANIZADAS, agora reencontro o amigo de ARQUIBANCADA e justamente na minha diáspora e clamando por notícias do CRUZEIRO. A iniciativa do Cruzeiro.org é um passo a frente, e voce em especial, visionário do futuro, coloca a torcida do Cruzeiro de toda parte do planeta interagindo. PARABÉNS EVANDRO, VOCE É 10!
 Isaac | Guarapari | 13-08-07 12h27min
Evandro
Sabe quanto custa para um torcedor que mora ha mais de 500 km de distancia de BH uma ida a um jogo no Mineirão? Te garanto que não sai por menos de 400 reais. Ou seja quem mora longe, e se dispõe a certos gastos, não pode ser taxado de manos ou mais Cruzeirense de quem mora em BH. EXELENTE SUA COLUNA! ESPETACULAR SEU PONTO DE VISTA!
 pyxis | BHZ | 13-08-07 14h29min
Isaac,
Só para citar dois casos.
Depois que comecei a trabalhar em Brasilia conheci tres cruzeirenses especiais.
Um deles mora em Três Marias e viaja 270km para ir a BH em TODOS os jogos do Cruzeiro... vai e volta só para os jogos.
Os outros dois foram A PÉ de Brasilia a BH durante 25 dias para comemorar a conquista da Tríplice Coroa.
E ainda tem gente que acha que quem vai aos jogos em BH é mais fanático.
 pyxis | BHZ | 13-08-07 14h34min
Ah! este outro "casinho" de fanatismo eu não poderia deixar passar... É de alguns conhecidos daqui de Brasília.
Em 1999, na decisão da Copa Sul-Minas, vários torcedores viajaram de Brasília para cidades do interior de Minas como Unaí e Paracatu para verem o jogo que NAO seria transmitido pela TV para Brasilia (coisa comum!)...
Um grupo que foi a Unaí viajou mais de 200km (ida) para ver o jogo numa TV de 20' com mais 50 pessoas e voltou assim que acabou o jogo... é mole, ou quer mais???
 Isaac | Guarapari | 13-08-07 14h44min
É ISSO AÍ EVANDRO..........NADA MAIS A ACRESCENTAR!
 pyxis | BHZ | 13-08-07 14h46min
... agora ferrou. Nao sei se o ano era 1999 e nem se era mesmo decisão da Copa Sul-Minas... tenho quase certeza. Era uma dessas coisas aí. Depois algum dos caras entra aqui e esclarece.
Mas que viajar 200km de ida, depois de um dia inteiro de trabalho, mais 200km de volta, para trabalhar no dia seguinte só para ver um jogo numa TV de 20' é muito fanatismo... não tenham dúvidas.
 Isaac | Guarapari | 13-08-07 17h12min
Evandro
Pouco interessa o ano, mas a atitude destes CRUZEIRENSES validando suas promessas é louvável. Eu estou aqui no ES desde 99, e não tenho o menor interesse em voltar pra BH....minha ligação com o Cruzeiro e com Cruzeirenses passou a ser VIRTUAL...e só existe porque abnegados como voce, doam tempo pra tal. Acho que o CRUZEIRO ESPORTE CLUBE tem uma dívida impagável com voces. Um grande abraço, e obrigado pelos churrasquinhos!
 minas é azul | Araxá | 14-08-07 08h27min
Fantástico o conteúdo desta coluna. Eu me situo exatamente como cita o autor da mesma. Atualmente sou um torcedor cibernético, daqueles que só podem mesmo acompanhar o time à distância. Infelizmente não posso estar presente ao estádio para acompanhar as partidas do nosso time, por isto procuro me informar e participar da melhor maneira possível. Isto porque atualmente moro no interior (Araxá). Queria apenas dizer que apesar disto, apesar de não estar presente fisicamente nos jogos -Continua..
 minas é azul | Araxá | 14-08-07 08h31min
eu me considero um autêntico e genuíno torcedor celeste, dos mais apaixonados e fiéis. Isto porque, apesar de ter nascido no interior (mesmo tendo passado 15 anos da minha vida em B.H.), eu já nasci com o sangue azul - estou certo disto. Desde que me entendo por gente, quando se fala em futebol, só o que me vem à cabeça são as cores do nosso sagrado manto celeste. Por isto, acho extremamente louvável estas iniciativas que visam aproximar os torcedores distantes do clube. Parabéns pela coluna...
 minas é azul | Araxá | 14-08-07 08h34min
...ela sintetiza todo o sentimento que eu estou certo que não apenas eu, mas muitos torcedores do interior do estado tem em relação a isto. Espero poder comparecer novamente (se Deus quiser em breve) ao Mineirão para prestigiar ainda por várias vezes o Cruzeiro, e agradeço àqueles que - de boa vontade - tomam as iniciativas para aproximar os que estão distantes do nosso glorioso time.
 André São João | Lagoa Santa | 14-08-07 08h44min
PYXIS, gostei de TODOS os seus exemplos, inclusive os do ISAAC. Todos eles só embasam a minha teoria de quem vai ao Mineirão É MAIS FANÁTICO. Pois em todos esses exemplos, mesmo as pessoas morando quilômetros de distância, não medem esforços PRÁ IREM AO MINEIRÃO! E esses acabam sendo mais fanáticos ainda do que os que moram em BH! Mas, prá isso, eles ESTÃO VINDO AO MINEIRÃO... andando 270 km, vindo de Guarapari, do Exterior, etc.
 André São João | Lagoa Santa | 14-08-07 08h47min
Então, PELO AMOR DE DEUS, entendam o que eu quis dizer: o fanatismo está em sua GRANDE maioria dentro do MINEIRÃO, e não dentro de BELO HORIZONTE. Se o cara é do interior, de outro estado, etc, mas sempre dá um jeito de vir aqui prá ver jogos, ver treinos, etc, É TÃO OU MAIS FANÁTICO QUE O PESSOAL DAQUI! É como o Padre, que dá conselhos sobre o casamento, sobre o sexo, mas não é casado. TEM QUE TÁ LÁ DENTRO, GOZAR!
 André São João | Lagoa Santa | 14-08-07 08h49min
Então, todo mundo que discorda de mim, vem justamente contando assim: "mentira que quem mora no interior é menos fanático. Eu moro longe e ando 1 milhão de km prá ir ao Mineirão". Então, se você mora tão longe e VAI AO MINEIRÃO, é MAIS FANÁTICO AINDA! Mas VAI AO MINEIRÃO! Quem mora longe, acompanha pelo rádio, pela TV, jornais, etc, não é tão fanático quanto quem tá aqui e convive com essa atmosfera duas vezes por semana!
 André São João | Lagoa Santa | 14-08-07 08h51min
E não adianta chorar dizendo "eu sou SUPER FANÁTICO, moro nos EUA, e não vou ao Mineirão. Mas sou o MAIS FANÁTICO DO MUNDO!" porque NÃO É! Vejo gente aqui que acorda 6 da manhã prá começar a dobrar bandeira. Que empresta caminhão prá levar bandeirão. Que vai pros bares ao redor do estádio ainda de manhã, prá acompanhar a movimentação. Que vai ver treinos, que conta nas ruas quantas camisas viu à mais que dos rivais! Isso É FANATISMO! O resto é paixão moderada!
 André São João | Lagoa Santa | 14-08-07 09h08min
AGORA, ser mais fanático ou menos fanático não torna esse ou aquele MENOS Cruzeirense. A pessoa é Cruzeirense e pronto! Ser fanático é como se fosse uma religião, uma doença mesmo! Tem gente que é fã do Caetano Veloso. Tem gente que morre prá pegar na mão dele!
 pyxis | BHZ | 14-08-07 14h40min
André...
Esse papo morrer para pegar na mão do Caetano foge TOTALMENTE da minha alçada.
Voltando ao tema. Dei exemplo e acredito que você continua equivocado. Como eu disse, poderia dar exemplos de fanatismo de gente que NUNCA foi ao Mineirão. De gente que eu levei pela primeira vez quando o cara já torcia para o Cruzeiro há mais de 30 anos. De gente que nunca foi e nunca irá ao Mineirão. Essa de que "...a maioria dos fanáticos tá na arquibancada..." é furada, um dia vc vai acreditar.
 Cuné | BSB | 14-08-07 17h39min
Concordo com o Pyis e desconcordo do André São João... Morei em BH até 2003, segui todos os jogos do cruzeiro enqto morei aí, sempre duas vezes por semna, caminhando do Sagrada Família até o centro pra economzar o da cerveja e do tropeio no Mineirão. Me mudei para o Paraná onde moro hj e por isso não posso mais verjogos, apesar de q qdo fui a MG, vi Cru x Portuguesa pela Copa do brasil... nem por isso viei menos cruzeirense. Sou fanático, não sou é rico, hehe... como mtos aqui é só perguntar.
 Cuné | BSB | 14-08-07 17h43min
E se quiser uma prova cabal, hehe, basta entrar no bate papo na hora dos jogos, tô á em todos e não falto um, agora, acho que quem ta em BH tem que ir... apoiar e gritar como louco na arquibancada, é meu pensamento e o q eu fazia. Desculpem os que discordam, mas no jogo do Flu é realmente pra 50 mil... vamos mostrar nossas forças e mostrar q realmente essa torcida MOVE O TIME.
 rdish | Fabriciano / Belo Horizonte | 14-08-07 20h34min
André, perto da maioria dos freqüentadores do canal que aqui estão, meu fanatismo é IRRISÓRIO. Só não concordo em avaliar como mais fanático ou não aquele que freqüenta o estádio. Uma coisa que aprendi com o Evandro 'PYXIS' Oliveira é que generalizar é errado. Fanatismo não tem explicação ou comportamento comum. É uma ação muito particular, cada um demonstra de uma maneira. Viva a diversidade \o/
PS: PYXIS é 'Bússola' em latim, nome até de constelação ... Tudo a ver mesmo !!!
 HERMES | Divinópolis | 14-08-07 22h24min
Parabens,EVANDRO,..............NUNCA TEVE UM ENCONTRO,COMO NO ANO PASSADO,FOI DEMAIS....QUEM Não FOI PERDEU......MAS VEJO UMA DIFERENÇA ENTRE NÓS E O RELAÇÕES PUBLICA DO NOSSO CRUZEIRO,SE ELES ESCUTAREM VCS,IRÃO LONGE.SE NÃO ESCUTAREM ELES FICAREMOS LONGE................................DA-LHE ZEROôôô
 Rogerio DF | Brasília e Entorno | 14-08-07 22h35min
Quando conecto-Me aqui no site, quando faço um Pay-per-view ou quando com muita paciência sintonizo o radinho numa AM, para achar a transmissão dos jogos dos Cruzeiro, sinto-Me de corpo e alma em qualquer estádio que esteja jogando, o meu querido estrelado celeste!
 Hermes | Divinópolis | 15-08-07 00h27min
Evandro,falando-se em marketing;faça-me um favor;pergunte-me ao responsável, quando irá acabar essa palhaçada de ingresso mais barato antecipado.Será quem nós que somos a maioria(interior),somos obrigado a pagar mais caro por isso,ou será?o que é na mnha opinião,eles estão aproveitando.Avise-os que parei de pagar cartão 5 estrelas,apesar de ser lucrativo para vinha despesa,achei desonestos com os demais torcedores....prefiro pagar na bilheteria.
 Isaac | Guarapari | 15-08-07 00h51min
Evandro, vou responder a quem se acha mais torcedor dos que estão muito longe de BH.............TORCEDOR NÃO É AQUELE QUE MORA EM BH E VAI EM TODOS OS JOGOS.....MAS OS QUE TORCEM, SOFREM, VIBRAM, SE EMOCIONAM, QUE SE DISPÕE A GASTAR ATÉ MIL REAIS PRA VER UM SIMPLES JOGO DE FUTEBOL......E PRINCIPALMENTE QUE JÁ VIAJARAM O BRASIL E O MUNDO ACOMPANHANDO O CRUZEIRO......MORAR EM BH E IR AOS JOGOS É PRA MIM OBRIGAÇÃO. Afinal eu quando morava em BH ia em todos os jogos.
 Isaac | Guarapari | 15-08-07 00h54min
Se me permite Evandrão, vou contar aqui uma loucura minha.
Lembra do Jogo Cruzeiro e Bahia que o Claudio Adão fez um gol de penal? Lá pelos idos de 78 ou 79...mais ou menos? Então, tive uma semana antes uma crise de apendicite e fui operado as pressas...estava no PRONTOCOR e acredite FUJI do hospital, com a ajuda da minha saudosa mãezinha e uma enfermeira, com soro na Veia...só pra ver este jogo......e se dizem mais cruzeirense que eu!!!!!!! PORRA!!!!!!!!
 Beth Makennel | Belo Horizonte | 15-08-07 11h16min
calma companheiros azul celeste, afinal somos uma imensa NAÇÂO AZUL. Pouco importa onde mora... onde está... nossa nação é tão vasta... o importante mesmo é ter sangue azul... é ser Cruzeirense de coração e de alma. E pelo que observo neste maravilhoso espaço virtual é que todos somos um exemplo de paixão pelo maior clube de MInas. Sabe companheiros, eu sou do interior; Itabira e já morei em João Monevade, e já são 27 anos morando em BH. Também, posso demosntar aqui que nada muda no coração...
 Beth Makennel | Belo Horizonte | 15-08-07 11h22min
... do torcedor, seja morando em BH ou no interior ou em qualquer parte do mundo. Eu, quando mocinha, na minha quirida Itabira, lá pelos anos 74/75/76/77, já estudava a noite e o diretor do colégio era um padre muito dos bravos. Se o Cruzeiro ia jogar, ficava muito ansiosa de vontade de assistir o jogo pela TV ou mesmo ouvir com meus irmãos, tios e primos, pelo rádio. Mas, sob os conselhos de minha mãe, ia para o colégio, mas só ficava pensando no grande jogo ia perder. Ficava aflita e não...
 Beth Makennel | Belo Horizonte | 15-08-07 11h27min
... não conseguia prestar atenção na aula. Imagine só o que eu aprontava! Fazia a cabeça de alguns colegas e nos juntavámos a outros que também amavam o Cruzeiro como eu e pulavámos o muro do colégio, fazendo pezinho um para o outro. Era uma emoção a mais e isso certamente só fazia era aumentar minha paixão ainda que a distância pelo meu Cruzeirão. Em 1976, quando o Cruzeiro sagrou-se campeão da Libertadores das Américas, junto de familiares e amigos/vizinhos, na casa de minha vó, ficamos o ...
 Beth Makennel | Belo Horizonte | 15-08-07 11h34min
... dia inteiro preparando foguetes em uma armação horizontal em metal; feita pelo meu tio, com 30 foguetes para soltar na hora da festa maior de nossa enesquecivel conquista. Roendo as unhas que ainda me restavam, até o momento do gol matador pelo meu craque maior; Joãozinho. Foi uma festa sensacional e o foguetório vinha de todas as partes nesta cidade do interior que estava pintada de azul igualzinho BH e outras partes do mundo. Na verdade era todo o universo em sua imensidão azul celeste.
 alex | São Paulo | 15-08-07 17h32min
Caros senhores, para mostrar nossa grandeza e que somos apenas adversários e não inimigos, gostaria de propor desde já, a campanha TRI DA LIBERTADORES 2008 DO CRUZEIRO em homenagem ao patético mg que fará 100 anos ano q vem, porque o time deles ñ vai a lugar algum, então enfiariamos.... 'quer dizer' dedicaríamos a TAÇA LIBERTADORES a eles. Afinal ñ é qualquer instituição q faz 100 anos.
 pyxis | BHZ | 15-08-07 23h11min
Alex,
Dedicar uma Libertadores a eles?
FICOU DOIDO?
EU proponho fazermos uma vaquinha, arrematar o unico trofeu deles e coloca-lo numa redoma de vidro na Praça sete para que eles nao corram o risco de vê-la derretida como o trofeu de Campeao do gelo e nem penhorada e vendida como ferro velho. Vai caçar dedicar Libertadores prá eles NOUTRO LUGAR.
 André São João | Lagoa Santa | 16-08-07 10h01min
Evandro, toda exceção é burra! Por isso, vão existir alguns fanáticos que não foram ao Mineirão (será que existe mesmo? tomara...). É igual Mineiro Surfista: até tem, mas...
 André São João | Lagoa Santa | 16-08-07 10h03min
Quem já morou em BH e está morando fora agora, com certeza, mantém viva aquela chama do Fanatismo, que começou aqui ou que, em sua passagem por BH, aflorou mais. Ou se pelo menos morou perto, acompanhou os jogos no Mineirão... Quem nasceu fora, mora fora e vai continuar fora do estado de Minas Gerais, acho muito, muito difícil que seu "fanatísmo" chegue aos pés dos Belo Horizontinos.
 silvercan | Belo Horizonte | 16-08-07 12h34min
Professor Evandro: De grande valia o tema acima, principalmente, num mundo globalizado, onde é veemente a necessidade de informação. Os torcedores "vituais" não podem ser colocados à margem, uma vez que são responsáveis pela integração e expansão de nossa torcida pelo país e pelo mundo. Se o Cruzeiro tem mais de 6 mi. de torced.(segundo fontes de pesquisas),mister que se amplie e valorize o contato entre eles, investindo nos ciberespaços criados para interagir cruzeirenses pelo mundo. cont...
 silvercan | Belo Horizonte | 16-08-07 12h42min
O Cruzeiro é um time reconhecido mundialmente, e, a desconsideração ou esquecimento desta parcela de torcedores é, data venia, uma demonstração de atraso, de desconhecimento e, principalemnte, de desrespeito aos cruzeirenses espalhados pelo mundo. Não cabem 6 milhões de cruzeirenses no Mineirão. mas cabem, ao mesmo tempo, nos milhões de computadores em suas casas, onde procuram por notícias e comentários sobre o time, repita-se, num processo globalizado que interage e informa os cruzeirenses.
 silvercan | Belo Horizonte | 16-08-07 12h50min
Finalizando, vale ressaltar que, poucas instituições são tão difundidas, duradouras e estáveis como o futebol em nosso país. Entretanto, vem atravessando uma conjuntura complexa e propícia a radicais transformações, dentre elas, a interação cibernética. No cerne desta instabilidade, esperamos que a Diretoria do Cruzeiro acorde para a modernidade, repense seus investimentos e valorize o seu maior patrimônio: sua TORCIDA, que,espalhada pelo mundo, anseia por notícias, informações e interação.
 silvercan | Belo Horizonte | 16-08-07 12h56min
PARABENS pela coluna, e, principalmente, pela determinação e persistência (juntamente com outros colaboradores) em poder proporcionar aos cruzeirenses este espaço DEMOCRÁTICO, capaz de INTERAGIR e INTEGRAR cruzeirenses pelo MUNDO.
 pyxis | BHZ | 17-08-07 03h23min
Dr. SilverCan,
Obrigado pelas palavras, assim como agradeço a algumas pessoas que me comentaram pessoalmente sobre a coluna e não puderam escrever aqui.
Creio que a idéia é esta mesmo. Só teremos mais tranquilidade quando este torcedor-cibernético, especialmente o que vive fora da Grande BH, puder participar democraticamente da vida do nosso time de coração.
 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 22-08-07 16h55min
Evandro, eu não faço distinção do torcedor. Aquele que é virtual hoje, amanhã poderá ser de arquibancada, pois é questão de momento. Veja bem, quando o Cruzeiro vem jogar em Brasília e Goiânia, eu deixo de ser virtual e passo para a arquibancada e tudo se inverte, pois este passa a ser virtual.Costumo ir a BH e assim sendo, deixo de ser virtual.São questões a serem observadas pela Direção do Clube e se corrigir. Saudações Celestes.
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 28-08-07 16h02min
Meu amigo Evandro;
Espero que esse esquecimento dure pouco tempo e que o trabalho ORG, já fartamente sinalizado, reconhecido e blindado de ética, serviço e gratidão, não seja apenas visto como "fora do sistema" pelos que dirigem o nosso clube. Hesitar outra coisa seria, pelo menos da minha parte, tampar o sol com a peneira. Entretanto, não desanime. Nas diversas mesas brilham as folhas de xérox dos comentários cruzeiro-orguenses. (1)
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 28-08-07 16h03min
Nos interiores e exteriores do amado Cruzeiro reluz o pensar dos amigos que vivificam, desde as emoções e sem pretensão lucrativa, a história da grandeza azul-celeste. Pode ter certeza que é assim e assim sempre será.
Abraço irmão – Jorge Schulman
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/09 - 14h20 [13 coment.]
Baixo aproveitamento nos pênaltis em toda a temporada liga alerta 

19/09 - 09h13 [4 coment.]
Cruzeiro alcança terceira melhor campanha do returno do Brasileiro 

19/09 - 08h08 [3 coment.]
Mano revela por que ainda não utiliza Arrascaeta como titular 

19/09 - 07h55 [1 coment.]
Sub17 conquista a J-League Challenge Cup, em Osaka (JPN) 

19/09 - 06h48 [1 coment.]
Atletismo conquista todas as provas disputadas no fim de semana 

18/09 - 08h56 [8 coment.]
Cruzeiro vence o Bahia e consegue se manter entre os 6 melhores 

18/09 - 07h39 [4 coment.]
Eleições: Lideranças do Cruzeiro intensificam atuação na campanha 

18/09 - 07h33 [2 coment.]
Cruzeiro lutará contra o Flamengo por sua 40a conquista no Mineirão 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster