Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***
Cruzeiro.Org - 25 anos



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

05/10/2018 | Voz da Arquibancada
O professor de História

Por Bernardino Furtado ( CLIQUE AQUI para ler e comentar ) . . .


A lição que vem do estádio

Voltei de ônibus. De pé, junto à porta de entrada e virado para o fundo, passei a viagem até o Centro observando meus companheiros e companheiras de viagem, tão iguais na roupa azul, mas diferentes em quase todo o resto. Falavam da desclassificação, discordando sobre um ou outro lance da partida, mantendo, porém, a mesma altivez.

Não vi nem sequer uma cabeça baixa.

O meu pensamento recuou para o estádio, para aquela torcida que não parou um minuto de cantar e, no fim, aplaudiu aquele Cruzeiro que se despedia da Libertadores de 2018.

Retrocedi mais um pouco e lembrei do Neném, que as circunstâncias me levaram a conhecer naquela noite.

Cheguei cedo às imediações do Mineirão. Comprei duas fichas de cerveja e procurei com os olhos um lugar pra me sentar ou pelo menos para apoiar o latão e o copo.

O professor de História estava sozinho na borda da mesa. Perguntei se poderia ocupar uma das cadeiras vazias a seu lado. Ele concordou prontamente e, num gesto de gentileza, foi logo afastando da minha frente um punhado de pratos e talheres de plástico com restos de comida.

Começou dizendo que ia aos jogos pra tirar o estresse. Ligeiramente, referiu-se às tensões diárias de uma sala repleta de adolescentes numa escola pública da periferia. Fomos nos fazendo perguntas, respondendo e descobrindo de forma incrivelmente rápida o quanto nossas ideias e atitudes nos aproximavam.

Pudemos confirmar isso quando expressamos o mesmo desagrado à passagem do caminhão de som de um candidato a deputado. Na gravação, em altíssimo volume, o político argumentava que, por ser cruzeirense, merecia os votos de todo mundo ali.

Nos unimos também na emoção de ver, já se aproximando a hora do jogo, a massa de torcedores a entoar cânticos e agitar bandeiras, avançando em um tsunami de vibrações para as entradas do Mineirão.

Concordamos enfim, que na história de todos nós que ali estávamos, o time do coração era essa grande força mobilizadora, capaz de fundir milhares de emoções num só coro, de forma absolutamente estranha à realidade de um país em frangalhos, profundamente injusto e desigual.



Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 pyxis | BHZ | 07-10-18 05h13min
Bernardino,
precisamos de professores de história em todos os lares ... em todas as mesas de bar ... ao lado de nossa cadeira no estádio ... uma partida de futebol é muito mais e tem mais riqueza de vida e paixão do que aparenta ter.
Temos outra final ... Nos vemos logo ali !
 Celeste  | Sorocaba-Itajub� | 07-10-18 13h41min
Belo texto. Nada substitui uma boa prosa e essa é uma especialidade de nós, mineiros. Espero que vocês se reencontrem no próximo jogo e que este entre para a história.
 estrelado campeao | Ubá  | 08-10-18 16h09min
Excelente Bernardino. Mão estava no Mineirão, mas o seu sentimento traduz tudo aquilo que sentimos na noite da eliminação. Creio que muitos que estiveram sentiram o mesmo que você, o mesmo que você descreveu.
 estrelado campeao | Ubá  | 08-10-18 16h14min
E gostaria de cumprimentar o Evandro pelo comentário. Nunca precisamos tanto de professores de História. Em todos os lugares. Acertou em cheio Evandro. Casa, escolas, metrôs, etc. Depois que a embaixada alemã teve que explicar qual segmento político ideológico o nazismo defendia, depois que vi colegas debatendo sobre KKK e LutHer King, precisamos, e muito de professores de História. O mundo está dominado pela mediocridade. Fato. Que bom que temos o Cruzeiro.
 estrelado campeao | Ubá  | 08-10-18 16h14min
Corrigindo : Não estava no Mineirão.....
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
17/10 - 12h55 [4 coment.]
Cruzeiro contra tudo e contra todos na luta pelo hexa da CopaBr 

17/10 - 07h16 [2 coment.]
STJD nega efeito suspensivo, e Sassá desfalcará Cruzeiro na final 

16/10 - 18h22 [1 coment.]
Cruzeiro acerta patrocínio pontual em camisa para final da CopaBr 

15/10 - 09h28 [0 coment.]
CBF define arbitragem da finalíssima da Copa do Brasil 2018 

14/10 - 21h37 [0 coment.]
Reservas do Cruzeiro encontram dificuldades e perdem no RJ 

11/10 - 07h59 [2 coment.]
Cruzeiro vence e conquista vantagem do empate na finalíssima  

10/10 - 08h14 [4 coment.]
Cruzeiro joga sua 8a final em busca do hexa na Copa do Brasil 

05/10 - 12h17 [11 coment.]
Cruzeiro é eliminado dentro do Mineirão em atuação complicada 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster