Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

*** ATENÇÃO - Atualize seus dados e concorra a ingressos para jogos na Toca III ***
Cruzeiro.Org - 25 anos



Torcedor Cibernetico

A Dialetica Virtual x Real
Observatorio da Imprensa
Principe Azul

02/05/2018 | Evandro Oliveira
O Príncipe Azul – Filosofando Maquiavelicamente V

Res dura, et regni novitas me talia cogunt oliri, et late fines custode tueri`
Virgílio . . .


Adoro bravateiros e boquirrotos. É divertido tratar com eles. Entretanto, quando estes servos de um Príncipe começam a agir em nome do mandatário, a coisa fica perigosa. O Amor e o Ódio são as opções.

Continuo com a máxima de que, neste espaço maquiavélico, não viemos para explicar, viemos para provocar que os cruzeirenses pensem. Não vai doer. A cada mês, no dia dois, mais um episódio.

Os ensinamentos do conselheiro dos príncipes medievais, Niccolò Machiavelli, devem ser lidos, relidos e usados para reflexão. Qualquer semelhança com fatos ou personagens reais é mera coincidência, ou carapuça enterrada até o umbigo. No caso desta trilha, cada um que dê nomes aos bois. Eu sou somente um personagem da história.

No episódio passado, falei do capítulo ´De como se deve evitar o ser desprezado e odiado`. O contexto era simples, como todo o livro. Entretanto, leitores ávidos em encontrar erros e sem noção de leitura para algumas modalidades de textos, apressam-se em ver erros de português, de digitação, vírgulas fora do lugar. Faz parte e vira diversão.

Da Crueldade e da Piedade

Este capítulo foi pinçado a partir de uma provocação que ouvi e de alguns comentários que li em redes sociais. Adoro boquirrotos, teleguiados, patetas e bravateiros. Pelo menos os que dão a cara para bater. Aqui, faz-se necessário separar os inocentes que desejam evoluir no conhecimento (são gente de bem !) dos que são covardes, se omitem, conspiram e promovem o ódio em nome de outrem (são gente do mal !).

´Da Crueldade e da Piedade – Se é melhor ser amado ou temido, não carrega, em hipótese nenhuma, a afirmação de que é melhor isto ou aquilo. Maquiavel descreve que o ideal é ser dos dois, e no capítulo ele determina que é impossível. O ´se` do título é a maior pista para compreensão de todo o texto.

Em termos !

Estamos num momento em que torcedores e agem a resultados. Escrevi aqui que estamos num ano de uma dura guerra, composta de muitas batalhas. Este mês será o mais sangrento desta campanha. E a coluna anterior se junta a esta. Aliás, o torcedor inteligente, que acompanha esta trilha do ´Príncipe Azul` deveria ler não somente o ´ser desprezado e odiado` mas toda a série. Faz mais sentido.
Uma bravata motivadora foi: ´... não existe nos dias de hoje a questão de ser amado ou temido ...` e gestores de empreendimentos pegam discursos de auto-ajuda e pregações religiosas-filosóficas para justificar seu mundinho.

A outra baboseira foi sobre o mundo em que vivemos e ´realidade`, ´verdade`, como se omundo de hoje não pudesse aprender com Maquiavel, Sun Tzu, Musashi e muitos filósofos. Tá um porre.

Regni Novitas, na frase do chamamento à coluna, foi proferida por Virgílio e usada por Maquiavel para mostrar que aos novos príncipes, do cuidado e equilíbrio em ser cruel e piedoso, determina eu reinado. Já escrevi sobre outros aspectos e nenhum deles deve ser tomado isoladamente. Quem assim o faz, está a um pequeno passo do erro abissal.

Tenho sofrido o ódio dos vassalos d´o Príncipe da vez no Cruzeiro. Entendo o rancor deles. Eles não sabem o que fazem e estão pendurados onde estão não pela competência ou capacidade cognitiva. O meu amor não é pelo Príncipe, e muito menos pelos seus vassalos, serviçais ou guerreiros. Meu amor é pelo Cruzeiro, incondicional. Meu ódio não pode ser pelo Príncipe.

Por outro lado, Maquiável diz, claramente, que o oposto de ser amado, é ser temido. E o caminho para esta posição é a crueldade ou piedade. Os exemplos dados são lapidares e encaixam-se perfeitamente ao momento do Cruzeiro.

Não me importo com a crueldade do Mano com a torcida e as partidas que o Cruzeiro tem feito. Talvez, instintivamente, como é peculiar a animais, ele esteja sendo cruel com quem precisa e fortalecendo o ´os fins justificam os meios`. Claro que a patuleia vai ao microfone da rádia pedir aos torcedores para ´... deixar o Mano trabalhar ...`.

La gente tola !

Amado ou Temido

Um Príncipe ou presidente do Cruzeiro deve ser cruel e amado.
Se quiser ser amado sem critério e somente bondoso, verá que os ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ambiciosos o trairão pois não respeitam gente fraca.

Se quiser ser temido, tem que ser cruel na medida em que defenda os interesses de seu povo, la gente cruzeirense. E não chamo de defender os interesses coletivos com tomar cerveja nas areias do Rio de Janeiro.

Ódio

Deve o Príncipe fazer-se temido. Se não conseguir ser amado, ao final de cada batalha, deve ao menos evitar ser odiado e desprezado.

Um torcedor apaixonado é como uma vítima do ódio. A paixão deste torcedor do Cruzeiro, eu me incluo, é o meu patrimônio. O torcedor, no geral, pode esquecer até a morte do pai, mas não esquece a paixão pelo Cruzeiro.

Os rapinadores mudam de camisa de acordo com o respeito e conveniência. O apaixonado não muda. Mas quando sente ódio, é pelo Príncipe. Como diz o ditado, dirigentes, vassalos, aduladores, rapinadores, oportunistas passam. E Príncipe, se não estiver bem preparado pode ser odiado eternamente por algo que não pensou ou agiu.

Uma última abordagem neste contexto de crueldade, piedade, amado ou temido. A discussão do Conselho sobre balanço, com a demonstração explícita de pouca transparência, crueldade, piedade, traição, rapinagem, mostra quão inocentes são muitos príncipes e torcedores.

Ao Príncipe, não basta ser temido ou amado por la gente. Precisa entender a história. E, principalmente, tomar cuidado com maus conselhos. O príncipe deve ser amado como seu povo quer e temido como ele quer. Serviçais são passageiros.

C.Q.D.


---
Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
08/12 - 07h36 [3 coment.]
Cruzeiro: raio-X da situação contratual do elenco 

07/12 - 17h00 [1 coment.]
Torcida do Cruzeiro rompe 1 milhão de presentes na Toca 3 em 2018 

02/12 - 06h12 [4 coment.]
Cruzeiro enfrenta Bahia no Pituaçu em ritmo de despedida 

01/12 - 19h31 [3 coment.]
Cruzeiro anuncia que recusou proposta de negociação de Romero 

30/11 - 10h19 [1 coment.]
Tríplice Coroa - 15 anos de feito histórico no futebol brasileiro 

29/11 - 18h36 [2 coment.]
Sada Cruzeiro despede-se do Mundial de Clubes com vitória 

28/11 - 19h40 [2 coment.]
Cruzeiro cede ao Palmeiras (SP), direitos sobre o lateral Mayke 

28/11 - 18h48 [1 coment.]
Da Arquibancada - Procuram-se Sombras - Gustavo Nolasco 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® 1999-2018 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster