Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
Banda Help



Cruzeirense de Arquibancada
Fernandão escreve preferencialmente após as apresentações do celeste cinco estrelas

20/06/2017 | Fernandão
3 gols para cada lado, apenas um ponto

Cruzeiro tem atuação ofensiva destacada em grande partida de futebol, mas não o suficiente para vencer o Grêmio

Um belo jogo aconteceu ontem à noite no Mineirão, sem dúvidas. Como torcedor, os ingredientes de uma noite ótima. Reencontro de velhos amigos, o chopp da Backer em um bar da esplanada antes do jogo, e comemorar três gols de um time que falhou menos nas conclusões quando a bola rondou a área adversária. Além disso, um time em campo com colhões, mesmo que às vezes com pouca inteligência. Faltou mesmo, somente a vitória. Não consigo, nem tenho a intenção de fazer um relato isento de qualquer paixão. Sou cruzeirense e pitaqueiro, por isso escrevo. Mas além de vibrar com jogo, procurei também identificar os aspectos positivos e negativos do que vi.

A torcida

Definitivamente essa palavra abstrata é a mais banalizada do futebol brasileiro. E mais injustamente usada. Uns 25 animais em Curitiba pisotearam a cabeça de um corintiano. Manchetes de jornal: ``Briga de torcida no entorno do estádio´´. Uma penca de idiotas ``interage´´ com os bam-bam-bans da Itatiaia no Twitter ou outra rede social. O comentarista vem e diz que ``pelo sentimento da torcida...´´.

Dentro do estádio não há a mínima uniformidade de pensamentos. E o comportamento da torcida que interessa, a que vai ao estádio, é completamente diferente do comportamento dos guerreiros dos teclados, que comentam todas as notícias do Superesportes, xingando o time do Cruzeiro.
Não se ouviram vaias na escalação do time, nem um grito de burro quando o Grêmio abriu 2x0. A apreensão e o incentivo foram naturais, pelo que foi o jogo, pelo que o time jogou. Não se tratava de um jogo de um time em crise, como a imprensa mineira sugere desde que perdemos a final do Mineiro. Acontecia um jogo de futebol e meço isso pelo comportamento da maioria das pessoas no estádio.

O Mano

Existem diversas ressalvas ao trabalho do treinador celeste. Cada um tem a sua, na verdade. Uma delas, imagino, é unânime: Implicância com o Ramón Ábila. Pois o técnico seguiu suas convicções e manteve o argentino no banco de reservas. Foi premiado com a noite mais produtiva do time do meio pra frente, em relação à profusão de oportunidades criadas.

As outras ressalvas são de grupos. Alguns querem Fábio ou Léo ou Henrique fora do time. Não é uma exigência da torcida, ou algo parecido. Na maioria das vezes são preferências pessoais. Tenho as minhas também. Escrevi em coluna no início do ano que não teria renovado o contrato do Léo. Preferia que o Fabrício Bruno ou Grolli (ou ambos) tivessem uma chance efetiva de compor o elenco celeste, sem ser a última opção. Prefiro o Fábio ao Rafael. Não abriria mão do Henrique no time titular.

Isso é mais uma maneira de enxergar o jogo. Jamais pediria a cabeça do treinador por conta desse tipo de discordância. O que ele tem de fazer é manter o controle do grupo, e criar alternativas de jogo. Nesse ponto, criar alternativas de jogo, reside a minha maior insatisfação com o Mano. Penso que o trabalho dele esse ano é fraco, principalmente pelo fato de que o Mineiro não foi aproveitado de forma adequada para desenvolver variações táticas para o time.

Mas, recentemente, nosso treinador vem encontrando outros caminhos, em contraposição ao jogo reativo que era utilizado até então. Não é coincidência o retorno do Robinho, que agrega alguma coisa em termos criativos ao meio de campo. Nesse jogo, 3x3, Mano é um dos vencedores.

O adversário

Quando esse time do Cruzeiro crescer ele vai querer ser esse time do Grêmio. Impressionaram a mim:

- A tranquilidade do time com a posse de bola no campo de ataque.
- A velocidade de transição do time da defesa para o ataque.
- A categoria do Luan.

O Grêmio esteve sempre mais perto de vencer o jogo do que o Cruzeiro, apesar de que os dois primeiros gols saíram em jogadas casuais de bolas na área. O que digo é que o Grêmio sempre soube mais o que fazer com a bola. O Cruzeiro igualou o jogo na base do brio e da bravura. Até por isso faltaram pernas no final, enquanto o Grêmio ainda tinha fôlego.

Ainda pontuo que:

1. Naquele jogo contra a Chape escrevi: O futebol do Barbosa era uma ilusão. Talvez eu tenha pegado pesado demais. Talvez não. Mas o homem tá uma íngua. Conheço alguns cruzeirenses que não querem ver o Fabrício nem pintado de ouro, como o Turquim e o Evandrão aqui do site. Mas acho que o Mano deveria pensar nisso, talvez como solução temporária.

2. Isso poderia contribuir para ajudar a resolver outro problema do Cruzeiro. A estatura. Não sei se há relação direta de o time estar jogando com a estatura tão baixa. Mas bola cruzada na área do Cruzeiro é um terror. Caicedo, Romero e Sóbis são relativamente baixos para as posições que jogam.

3. Romero é um case. Já tivemos outros, como Williams, por exemplo. Entra naquele caso de torcida. Explica pra mim como é que a torcida gosta de jogo propositivo se adora um volante capinador? É paradoxal, pra dizer pouco.

4. Particularmente, acho que o Romero fez por merecer um lugar no time, e devia ser mantido por enquanto. Mas precisa se policiar (ou ser policiado) para sair menos e não arriscar tantos passes. Ele tem um problema de timing, o time roda a bola até cair no pé dele, que acelera na hora errada. Nesse jogo, em particular, ele recuperou várias bolas de carrinho, para devolvê-la em sequência ao adversário. Não vi motivos para ele ser tão exaltado. Aliás, como podemos destacar a volância em um jogo em que o adversário rodou tanto a bola em nossa intermediária?

5. Caicedo me dá arrepios. Principalmente cabeceando as bolas pra cima. Mas inegavelmente é disposição pura.

6. Thiago Neves, um dos destaques do jogo, continua em curva ascendente, e vem no seu melhor momento desde que chegou.

7. Alisson, o melhor em campo na minha opinião, cortou e recuperou várias bolas no meio, além de ser o cara mais perigoso do time.

8. Pensando mais pra frente, as coisas podem se inverter no returno. Depois da janela, provavelmente teremos Grêmio sem Luan e Cruzeiro com Arrascaeta. Espero que os líderes ainda estejam ao alcance.

9. Contra a Ponte teremos uma desvantagem física imensa. A Macaca jogou sábado, nós jogamos segunda. Imagino que a proposta de jogo deva ser outra, dosando um pouco mais e deixando pra ganhar o jogo no segundo tempo. Talvez segurando o Alisson e promovendo o retorno do Henrique.

10. 3x3 foi bom, deu moral, mostrou que nosso ataque não é de riso e etc. Mas precisamos mesmo é de três pontos, aliás, seis nos próximos dois jogos. Já temos um quarto do campeonato e estamos no rebolo, descolados dos líderes.

Saudações Celestes


Gestor público, que faz suas observações após cada partida do Cruzeiro, de forma pouco espalhafatosa e totalmente despretensiosa.
fernandao@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Cruzeirense de Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 pyxis | BHZ | 20-06-17 13h35min
Realmente, esta torcida (ou grande parte dela), tá phoda...entra tarde no estádio (após 10min de jogo), fica conversando ou tocando dedinho em zapzap, fica batendo papo, nem sabe quem é o time titular, e vem encher o saco quando o Aisson perde gol.
Caicedo recebe avaliações de 0(ZERO) a 8(OITO)...
E NINGUÉM comenta o que EU escrevi sobre o time MELHORAR com a saída do Henrique.
Cada um torce, SOMENTE, para a própria opinião.
 pyxis | BHZ | 20-06-17 13h37min
P.S. - Não me fundamento em UMA partida, seja de derrota,empate ou vitória, para fundamentar e defender minhas opiniões... Tudo é um LONGO PROCESSO.
 pyxis | BHZ | 21-06-17 14h34min
Bom... escrevi um longo comentário e o perdi.
Eu NÃO DISSE que o Henrique faz mal... disse que o time melhora quando o Henrique não está...
Se você vê diferença entre o que EU escrevi e o que VOCÊ quis entender, vamos avançar... se não vê diferença, nem tentarei reproduzir o comentário perdido.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
18/09 - 08h56 [7 coment.]
Cruzeiro vence o Bahia e consegue se manter entre os 6 melhores 

18/09 - 07h39 [4 coment.]
Eleições: Lideranças do Cruzeiro intensificam atuação na campanha 

18/09 - 07h33 [2 coment.]
Cruzeiro lutará contra o Flamengo por sua 40a conquista no Mineirão 

18/09 - 07h31 [2 coment.]
Carga de ingressos adicional para Sócios do Futebol esgotada 

17/09 - 09h13 [9 coment.]
Cruzeiro busca evolução na classificação diante do perigoso Bahia 

17/09 - 08h16 [2 coment.]
Sub20 vence América-MG e se posiciona na vice-liderança do estadual 

16/09 - 09h02 [1 coment.]
Sada Cruzeiro bate Minas no Riachão e lidera estadual de vôlei 

15/09 - 19h54 [1 coment.]
Torcedores esgotam carga de bilhetes da Minas Arena para final 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster