Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
Eliane Pessoa - Consultora RH



Cruzeirense de Arquibancada
Fernandão escreve preferencialmente após as apresentações do celeste cinco estrelas

08/06/2017 | Fernandão
Calma, Amigos Cruzeirenses

Novo colunista do Cruzeiro.Org se apresenta, fala sobre o passado e o presente

Olá amigos

Inicialmente, gostaria de me apresentar. Sou Fernandão, e a partir de hoje passo a integrar o time de colunistas do Cruzeiro.Org, com muito orgulho. Com 30 e poucos anos, já vivi diversos momentos em relação à minha paixão com o Cruzeiro. Estive sempre no Mineirão, desde meados década de 90, graças ao meu pai, que até os dias de hoje é meu companheiro preferencial nos jogos. Perdi um único jogo em 2003, me lembro bem. O jogo do título, infelizmente. Caiu no dia do vestibular da UFMG. Meu pai, um companheirasso, perdeu o jogo comigo e assistimos na Savassi. Sócios-torcedores cativos, esse ano e nos últimos, estivemos em todas.

Vi uma parte da história de glórias do Cruzeiro passar diante dos olhos. Desde Ronaldinho, Nonato, Dida, Marcelo Ramos, Cleisson passando por Valdo, Djair, Muller e Fábio Júnior. Como não lembrar de Alex, Cris, Gomes, Mota, Ari e Maurinho? Mesmo os que alguns rejeitam, faço questão de citar, como Ramires, Adílson, Marquinhos Paraná e Kléber. Encerro o parágrafo nostalgia com nossa última geração gloriosa, dos ases Ribeiro e Goulart, que ainda tem representantes no time atual.

O passado e o presente

Na ideia de me apresentar, sem querer convoquei o passado. O passado e o futuro nos parecem sempre melhores. Essa frase é do Shakespeare, ou de alguém bem capcioso menos famoso. É a nossa realidade atual. Infelizmente. Vivemos dias estranhos, de desconfiança e Mineirão vazio. Há certa divisão de opiniões entre os cruzeirenses. Muitos exigindo a substituição do treinador, como se isso resolvesse algo. Mas todos em alguma medida insatisfeitos.

Vou repetir o que já disse em algum momento no blog anterior em que escrevia: Não acredito em trocas de treinadores ao longo do ano. Cito, para justificar o argumento, que nos últimos 20 anos, o Cruzeiro começou e terminou a temporada com o mesmo treinador em 6 oportunidades. Foram os anos de 98 (Levir), 2003 (Luxa), 2008-2009 (Adílson) e 2013-2014 (Seu Marcelo). Não preciso escrever muito para falar que foram temporadas melhores que a média. O ano de 2013 é a exceção que confirma a regra, até porque nos despedimos do campeonato mineiro batendo o rival em casa, uma vitória insuficiente. Mas todas as outras cinco temporadas começaram com títulos mineiros.

Intuo então que, por mais que a torcida esnobe o Campeonato, o Mineiro é um poderoso fator de desestabilização para as temporadas. Mesmo Adílson em 2010 e Seu Marcelo em 2015 que faziam trabalhos longos, para os padrões brasileiros, caíram após perderem os estaduais, mais ou menos nessa época do ano.

Mano, na minha avaliação pessoal, cometeu erros em série esse ano. O time no Mineiro, foi meio que na ‘banguela no morro’. Ante resultados magrinhos, o treinador não demonstrou inquietude para achar a formação ideal. Os jogadores entravam no time por causa das contusões dos antigos titulares. Faziam jogos bons contra times que não exigiam nada e eram mantidos. Terminamos o campeonato com um time estranho. Henrique e Hudson, dois volantes sem saída pro jogo. Rafinha e Sóbis, dois ‘pontas’ de então sem nenhuma agressividade. Ábila e Alisson fora do time.

Já para o jogo contra o São Paulo, pelo Brasileiro, Mano começou a mexer no time para buscar uma formação ideal. E parecia que ele tinha achado coisa boa logo na terceira rodada do campeonato, contra o Santos, principalmente no segundo tempo. Por razões insondáveis, no jogo seguinte, com seu mando, contra a Chape, o time esteve mal. Aliás mal demais. E a pressão, em stand by desde o fim do Mineiro, ampliada pela queda na Sul americana, volta a atormentar o treinador.

Mano tem mais trabalhos bons do que ruins na carreira. Estava na bica de ganhar o Brasileiro de 2010 pelo Corinthians, quando atendeu o chamado da seleção brasileira. De volta ao time paulista em 2014 fez um segundo turno até melhor que o campeão Cruzeiro. Veio como nosso redentor em 2015 e em 2016. Depois de ter salvado, por essas bandas, o trabalho dos outros, creio que merece a chance de salvar seu próprio trabalho.

Bahia e Cruzeiro

N�o h� um �nico cruzeirense, hoje, que defenda a escala��o do Mano de ontem, com o Henrique na zaga. Tamb�m julgo que ele errou, ali�s, isso ficou cristalino nas primeiras estocadas do Bahia. Apenas relativizo a escolha dele. Antes da rodada o Bahia detinha o melhor ataque do campeonato. Era esperada muita velocidade e din�mica do meio pra frente. E a equipe alinhou com Z� Rafael 23, Allione 22, Vinicius 26 e Edgar J�nio 26 anos. Talvez a ideia do Mano fosse preservar o garoto de uma estreia t�o complicada, contra jogadores jovens e r�pidos. Conceitualmente, n�o � nenhum absurdo. Henrique tem bom posicionamento, ele preferiu o Romero ao Hudson, para ter mais velocidade nas persegui��es na cabe�a da �rea. Imagino que se as coisas sa�ssem ao seu feitio, com o Cruzeiro abrindo o placar, no segundo tempo Mano teria promovido a estreia do Murilo em jogos oficiais no lugar de um meia, tirando o Henrique do miolo da zaga.

Sinceramente, vi mais coisas boas do que ruins no jogo de ontem. Principalmente depois que a cabe�a esfriou um pouquinho e pude refletir sobre o jogo.

1. Houve entrega, muita, de todo o elenco. Isso sepulta (ou pelo menos adia) os boatos de que ´Mano perdeu o grupo`, ´h� boicote` e outras imbecilidades que ficam � espreita para aparecer em m�-fase.

2. Neves e Robinho fizeram bom jogo, dentro das respectivas limita��es f�sicas. Infelizmente a bola do Thiago n�o entrou. N�o d� nem pra falar que ele finalizou errado, era o que dava pra fazer.

3. Barbosa fez o seu melhor jogo considerados os �ltimos dez, desde quando a bola dele tinha dado uma ca�da.

4. Vimos o Rafael Marques sentadinho no banco por 90 minutos. N�o digo que ele n�o ser� �til ao longo do ano. Mas definitivamente ele precisa primeiro mostrar alguma coisa, vindo do banco para merecer a sua chance.

Temos agora um jogo domingo de vit�ria obrigat�ria, contra um time que ontem parece ter ressurgido das cinzas. Caso o Cruzeiro n�o ven�a, acho que o Mano cai. Temos de vencer para entrar no campeonato. Isso n�o pode ficar para depois, sob o risco de mais um ano perdido. A vit�ria nos dar� a possibilidade de ter uma pontua��o interessante, 10 pontos em 6 jogos. N�o � aproveitamento de campe�o, mas � o suficiente para almejar alguma coisa. Com sorte e paci�ncia, podemos chegar a algum lugar. Assim espero.

Sauda��es Celestes

Gestor público, que faz suas observações após cada partida do Cruzeiro, de forma pouco espalhafatosa e totalmente despretensiosa.
fernandao@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Cruzeirense de Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
18/09 - 08h56 [7 coment.]
Cruzeiro vence o Bahia e consegue se manter entre os 6 melhores 

18/09 - 07h39 [4 coment.]
Eleições: Lideranças do Cruzeiro intensificam atuação na campanha 

18/09 - 07h33 [2 coment.]
Cruzeiro lutará contra o Flamengo por sua 40a conquista no Mineirão 

18/09 - 07h31 [2 coment.]
Carga de ingressos adicional para Sócios do Futebol esgotada 

17/09 - 09h13 [9 coment.]
Cruzeiro busca evolução na classificação diante do perigoso Bahia 

17/09 - 08h16 [2 coment.]
Sub20 vence América-MG e se posiciona na vice-liderança do estadual 

16/09 - 09h02 [1 coment.]
Sada Cruzeiro bate Minas no Riachão e lidera estadual de vôlei 

15/09 - 19h54 [1 coment.]
Torcedores esgotam carga de bilhetes da Minas Arena para final 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster