Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
Eliane Pessoa - Consultora RH



Torcedor Cibernetico
A Dialetica Virtual x Real

13/08/2016 | Evandro Oliveira
Observatório da Imprensa – Imobilidade consentida

A blindagem sobre os problemas do estádio Independência impressiona. Erros, falhas e descaso naquele estádio e a mídia se cala ...


O caso da blindagem sobre os problemas, mandos e desmandos do estádio Independência beiram a caso de polícia. É impressionante como tantos erros, falhas e descaso ocorrem naquele estádio e a mídia se cala.

Existe até dublê de deputado estadual, que frequenta aquele espaço narrando jogos e não emite um posicionamento sequer sobre os descalabros que ali ocorrem. Estarão estes deputados e vereadores da mídia a serviço de quem os elegeu ou dos seus donos, barões de concessões PÚBLICAS midiáticas?

Espero que algum dia, um destes jornalistas ou repórteres entenda o juramento profissional que fizeram e resgatem toda a história do Estádio Independência, desde quando era “Campo do Sete”. Os belo-horizontinos merecem saber como se fabricam salsichas. E alguém da mídia deve ter coragem e independência para desvendar estes mistérios. Ou estarão mortos todos os corajosos e independentes da mídia?

Minha indignação vem desde a enrolação para reforma (na verdade vem desde a TUNGA que governantes de plantão e o América Mineiro fizeram com um patrimônio PÚBLICO). Ao frequentar o estádio, na sua reabertura, ainda não tinha nenhuma necessidade de mobilidade mas alertei para problemas de acesso e visibilidade sob diversas condições. Posicionamento de torcida visitante, acesso a portadores de necessidade especiais, visibilidade de mais da metade dos torcedores. O que era para ser um estádio público de qualidade para jogos de pequeno público foi alçado à condição de cemitério ou abatedouro, com fariseus e audiência aplaudindo. O apelido de Magelão, embora denote um pouco de humor negro, nunca foi tão apropriado e tão omitido criminosamente pela mídia.

Ainda hoje não resolveram nada. E, neste momento, em que vejo vários movimentos reclamando por igualdade e etc. Não vejo ninguém lutando por melhorias de condições do Estádio Independência. Torcedores teleguiados topam e exigem ver o jogo em pé, não se importam se alguém ao seu lado não consegue ver o jogo inteiro em pé. Bandeiras enormes são agitadas durante o jogo como se o imbecil que a agita imagina que alguma câmera de TV vai mostrar abandeira durante o jogo. Funcionários e terceirizados do estádio ficam vendo o jogo e não mexem uma palha para ajudar qualquer um em dificuldade (quando se trata de “incomodar” quem incomoda durante atos imbecis) - existem raras e honrosas exceções.

Desrespeito é pouco. No meu caso, começa quando, na condição de Sócio do Futebol, vou trocar meu direito de ingresso cativo (desde 2009) por um ingresso comum. Afila para troca é comandada por gente estúpida de empresa terceirizada. Meu calvário prossegue tendo que ir cedo ao estádio para arrumar lugar para estacionar perto (relativamente) do portão que sou guiado a entrar (e contando com a estupidez de agentes da BHTrans e PM) que deveriam estar ali para orientar e facilitar. Na sequência as dificuldades de acesso com a boa vontade mas inoperância de alguns atendentes. Aí, no Independência, os lugares reservados para portadores de necessidades especiais de mobilidade e acessibilidade, estão ocupados por folgados ou não é possível ver nada do gramado. Nem é possível chamar de hipocrisia, mas fácil desqualificar como imbecilidade humana com patrocínio da mídia.

Definitivamente, torcedor de futebol brasileiro ainda tem que evoluir muito para ser classificado como cidadão. E não é reduzindo preços dos ingressos que veremos chão limpo após os jogos, torcedores respeitando o direito dos outros que pagam até mais caro pelo ingresso.

Por esta e por outras, serei oposição a oportunistas que pegam uma ou outra bandeira relacionada ao torcedor de futebol para se eleger ou reeleger. Sou contra campanhas sectárias que focam em “ingresso mais barato” e tratam outras necessidades do torcedor como secundárias. Sou contra repórteres que ficam fazendo perguntas tolas para torcedores orelhudos responderem como fígado. E sou visceralmente contra todos, da mídia ou não, que não abrem espaço para este debate sobre comportamento mínimo do torcedor e as condições que estas empresas que se locupletam do nosso dinheiro oferecem. Minas Arena, BWA et caterva NUNCA são questionadas de maneira séria e profissional pela mídia de massa. Pelo contrário, se prestam a papéis de inibir a manifestação de quem vai ao estádio se tiver explícito esta ou aquela mídia. Uma concessionária de serviço público, como são rádios e TVs deveria ser ao menos mais honesta com sua audiência. Mas, sabendo quem são seus ouvintes e telespectadores, fazem o que fazem, com a conivência criminosa de profissionais que juraram uma coisa e preocupam-se somente com o “leitinho das crianças”.

No Mineirão, poucos avançam nas denúncias e nem o desfalque anunciado da Minas Arena, terá resultados benéficos para o torcedor que continua bancando esta farra. E com ingressos mais baratos, a farra aumentará.

Não é caso de baixar ou aumentar ingressos e produtos vendidos nos estádios (que já são abusivos) é caso de Polícia (de verdade, com P maiúsculo!) e Ministério Público (se o uniforme do time por baixo do terno!). Só não sei se estarei vivo para presenciar a mídia dando as caras e noticiando prisão de corruptos e corruptores.


Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 14-08-16 13h27min
O torcedor é tratado como estorvo e jamais como consumidor...Esquecem que time que não tem torcida não sobrevive.
 pyxis | BHZ | 17-08-16 20h33min
Dra. Celeste, o buraco é mais embaixo. Neste domingoepetiram-se cenas lamentáveis. E parte destes torcedores "tradados como estorvo", levaram bandeiras com seus candidatos a vereador, ofenderam quem reclamava das bandeiras tampando a visão, sob os olhares condescendentes do MKT do Cruzeiro, da PM e da segurança da MInas Arena... e PIOR...alguns deles AMEAÇARAM os torcedores que reclamavam, na próxima partida no MNIneirão... qualquer hora vira BO.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
24/09 - 20h40 [1 coment.]
Arrascaeta marca gol 900 no Campeonato Brasileiro por pontos corridos 

24/09 - 10h03 [8 coment.]
Cruzeirenses torcendo #24hnoMineirão e mostrando a sua força 

24/09 - 09h32 [0 coment.]
Alisson é liberado pelo departamento médico e confirmado na decisão 

23/09 - 23h21 [0 coment.]
Sub-14 estreia no estadual com vitória sobre o América-MG 

23/09 - 23h12 [0 coment.]
Sada Cruzeiro bate Sesc RJ e começa torneio com a mão direita 

23/09 - 23h00 [0 coment.]
Sada Cruzeiro FA confirma a 1a colocação da Conferência Sudeste 

23/09 - 22h51 [0 coment.]
Diretoria do Cruzeiro anuncia a renovação de contrato de Murilo 

22/09 - 15h29 [3 coment.]
FMF é usada para gerar renda a aliados e membros de uma família 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster