Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
VBR Artes Gráficas



Torcedor Cibernetico
A Dialetica Virtual x Real

16/07/2016 | Evandro Oliveira
Torcedor Cibernético – Meritocracia Azul

Façam um favor para vocês mesmos. Parem de falar que as conquistas do Cruzeiro são por causa da torcida “exigente”. NÃO SÃO ! ...

Tem algumas situações que, definitivamente, não existe a mínima possibilidade de convergência de pensamento. Tenho pra mim que, qualquer área do conhecimento em que duas ou mais pessoas comecem a opinar, em que adjetivos e substantivos adjetivados têm significado diferente, ou as palavras estejam em glossários de mundos diferentes, não há a menor possibilidade de conclusões racionais.

Aí entram as redes sociais e a incapacidade maciça de pensar quando se escreve além de 140 caracteres. Preguiça mental pura !

Muito tempo atrás, nos primórdios quando escrevia sobre torcedores de arquibancada, cunhei a expressão “torcedor de radinho”. EU queria dizer que torcedor de radinho era aquele que ia ao estádio mas acreditava mais no que é irradiado. Mesmo que ele estivesse vendo. Aí acharam que eu estava menosprezando o torcedor que não tinha condições de ir ao estádio. Interpretação mais idiota impossível.

Aqui mesmo no Cruzeiro.Org foi lançado um dicionário do torcedor cruzeirense (de A a Z) com suas características. Alguns torcedores possuem mais de uma dúzia de características, na maioria dos casos, nada gratificantes. Mas nenhum torcedor gosta de ser (des)qualificado em algum de seus atributos.

O propósito desta coluna é arrumar, mais uma vez, “briga” com este povo teleguiado que não assume. No jogo passado, uma parcela considerável da torcida do Cruzeiro (não eram maioria mas incomodaram) vaiou MAIS DE UM jogador ao ser anunciado que ficariam no banco. Entendo que torcedores pouco afeitos ao Football Association e destes mal adestrados que acham que o time tem que ganhar tudo sempre, normalmente os que foram “criados” no que eu denomino “Geração ZZP”, tem lá seus motivos para este tipo de mau comportamento. Entendo inclusive que esses beócios têm seus interesses pessoais a ponto de ensinar uma filha(o) de 4 ou 5 anos a xingar determinado jogador (eu presenciei, ninguém me contou !), como devem receber instruções ou “incentivos” de alguém para injuriar e caluniar as pessoas como têm feito. Continuarão sendo beócios teleguiados.

Para quem leu a coluna até aqui e está formando a opinião de que eu estou querendo ensinar como torcer, sugiro parar de ler. Não tenho propensão a mestre de imbecis e tapados. Se as pessoas que tentaram te educar não conseguiram fazer com que você tivesse entendimento diferente, não sou eu que vou tentar mostrar a falta de educação de berço que demonstra os cruzeirenses que desrespeitam crianças, mulheres, terceira idade, portadores de necessidades especiais que querem somente ver o jogo, torcer pelo time, e são obrigados a suportar bandeiras impedindo a visualização, bêbados inconvenientes, gente desrespeitando lugar marcado, mal educados fumando onde não pode, pessoas em pé na frente dos outros em locais sinalizados para uso especial ou vedação de ficar em pé.

Inocência da Minas Arena com aqueles avisos non sense, narrados pela educadíssima Pollyana, em pensar que vai a educar gente que vaia jogador no próprio time no banco de reservas.

A coisa piora quando a mídia travestida de imprensa livre e democrática, aproveita-se desta vaia e procura destilar seu veneno e parcialidade. Inventaram um medidor de vaia e publicaram que um determinado jogador do Cruzeiro foi mais vaiado do que o adversário do Cruzeiro. E pior, tem cruzeirense tapado se vangloriando de ter sido a fonte inspiradora da mídia.

Aí vejo lunático dizendo que a torcida é cabulosa, que apoiou o jogo inteiro.

Um dirigente do Cruzeiro teria dito, “... esta torcida não merece o time que tem ...” no sentido de que ele tinha montado um bom time e a torcida só detonava jogadores, técnicos e dirigentes. NÃO, não estou falando dos dias de hoje, estou falando do passado.

Aí uns beócios, que nem eram nascidos ou que usavam fraldas à época, vem inverter a frase dizendo que “... este time não merece a torcida que tem ...”. Já vi isto ... chamo de atleticanização. Quando uma torcida organizada grita mais o nome da própria torcida ou quando uma começa a se achar superior ao time é porque baixou a síndrome do espelho torto. Não se enxergam! Não são, nunca foram, nunca serão maiores ou com mais merecimento do que o clube e o time. Quem pensa que a torcida é “demais” e o time é “de menos”, está torcendo pouco para o time.

Aliás, tenho dúvidas se este povinho sabe o que é torcer. Torcer quando se é campeão brasileiro dois anos seguidos, contra tudo e contra todos, é fácil bebê. Quero ver torcer ficando 5 ou 6 anos sem ganhar nem o ruralito. Sem dar uma volta olímpica sequer.

Façam um favor para vocês mesmos. Parem de falar que as conquistas do Cruzeiro são por causa da torcida “exigente”. NÃO SÃO ! Parem de falar que a torcida é tudo isto que anunciam em redes sociais. NÃO É! Parem de comparar a torcida e o clube do Cruzeiro com qualquer um outro. NÃO SOMOS ELES! Sejam mais inteligentes. Não quero que ninguém seja torcedor igual a mim, repito que aqueles que pensam assim são beócios. Quero só que pensem e sejam torcedores A FAVOR do Cruzeiro. De contra já chega a mídia galinácea e canalha.

P.S. Leiam a coluna anterior ( Observatório da Imprensa – Os cães que ladram
), antes que alguma disputa judicial a retire do ar.


Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste  | Sorocaba-Itajub� | 16-07-16 19h17min
Evandro, vivemos o mundo dos intolerantes que habitam todos os setores da sociedade. Não vejo perspectiva de mudança. A única certeza que tenho é que o Cruzeiro é grande graças ao torcedor que apóia nos momentos difíceis.
 pyxis | BHZ | 16-07-16 20h09min
Dra.Celeste, infelizmente, assim caminha a humanidade. QUando um cruzeirense chega pra mim e interpreta que eu estou intolerante por critica certos comportamentos nos torcedores que não são condizentes com torcedores e me acusam de não suportaro jeito deles torcerem, chego à intolerância com os tapados da geração ZZP e com os beócios qu fazem este tipo de defesa... Vi a intolerância na política e chamei de "fla-flu"... vamos de mal a pior, no futebol a briga vai ficar fraticida. Lamentável !
 Gabriel M Santos | Ribeirão Preto | 17-07-16 11h17min
Muito boa a coluna. Na minha opinião, infelizmente, a situação caminha para se tornar irreversível, se já não se tornou. Parece estar cada vez mais difícil encontrar pessoas que tenham capacidade de analisar uma situação (no caso uma partida de futebol) e formar uma opinião sobre isso (ou pelo menos tentar entender), sem que tenham que recorrer a "opiniões e conclusões" da mídia que, por sua vez, é de qualidade incrivelmente baixa.
 Gabriel M Santos | Ribeirão Preto | 17-07-16 11h29min
Acredito que esse comportamento, em muitos casos, seja uma extensão das práticas vigentes no atual contexto social. Está cada vez mais difícil achar gente de bem, honrada, confiável e que se preocupe com essas qualidades. O que tenho visto é que as interações sociais estão cada vez mais permeadas pela vontade de levar vantagem sobre os outros a qualquer custo e pela falta de respeito com os outros, e acho que isso está explícito também nas arquibancadas.
 Gabriel M Santos | Ribeirão Preto | 17-07-16 11h31min
Só ressalvo quanto à generalização da denominada "geração ZZP". Entendo que a maior parte desses torcedores se encaixam no perfil abordado no texto, mas sei que tem muita gente boa e nova aí torcendo de verdade pro Cruzeiro. No mais, ótimo texto.
 pyxis | BHZ | 17-07-16 18h29min
Gabriel, menos mal que a sua única restrição é sobre a citação da "Geração ZZP" enquanto "generalização". Digo que generalização, no sentido de falácia, é se eu pegasse uma dúzia de exemplos e dizesse que TODOS da Geração ZZP.... jamais falei de TODOS... mas você mesmo me ajuda a esclarecer... existem EXCEÇÕES da Geração ZZP que são diferentes... EXCEÇÕES !!!
Na minha opinião, a MAIORIA deveria ser como as exceções... e não é isto que tenho observado.
 lanza | Vitória | 18-07-16 21h33min
Coluna muito boa e proveitosa e o que vocês acham da punição em cima do Riasco ? Ou de repente que falou a verdade foi punido. Carlos Lanza Vitória ES
 pyxis | BHZ | 20-07-16 00h18min
Lanza, obrigado pelo elogio. Gostaria de ver sua opinião sobre o conteúdo todo... mesmo que discordante.
Sobre o Riascos, veja minha e outras opiniões na coluna do WIlson Flávio, no VOZ DA AQUIBANCADA do Gustavo Bueno e nas notícias...
Se quiser escrever uma coluna colocando sua posição, envie para pyxisbr@gmail.com
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
20/11 - 07h30 [0 coment.]
Zagueiro Léo lançará livro ´A Quinta Estrela` sobre a CopaBr´17 

19/11 - 12h33 [1 coment.]
Sada Cruzeiro FA vira nos minutos finais e garante-se no Brasil Bowl 

19/11 - 11h46 [1 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [1 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [1 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [1 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [1 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster