Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO - Solicitamos que todos os usuários alterem suas senhas - Cliquem em ESQUECI minha senha e aguardem o recebimento de uma nova senha - #ForçaCHAPE
Blog Páginas Heróicas Digitais



Uma Palavra sobre Marketing Es
escreve regularmente

13/02/2005 | George Leal Jamil
Uma Palavra sobre Marketing Esportivo



Muito se fala sobre Marketing esportivo, a aplicação das idéias do marketing para o esporte. No momento em que se tenta regulamentar os clube-empresas em todo o mundo, bem como vamos verificando o alcance do esporte num mundo globalizado, o marketing realmente tem de vir ao campo das discussões.


Temos o marketing como sendo um campo vasto de conhecimentos que se destina a possibilitar produzir ou oferecer algo que atenda às expectativas de clientes-alvo, permitindo inclusive a evolução deste relacionamento, tornando-os fiéis da marca, do produto ou serviço. O amigo cruzeirense que lê esta coluna provavelmente tem sua preferência por um tipo de bebida, alimento, revista, marca de automóvel, operadora de telefonia, provedor Internet, etc. Pense num momento que aquele produto ou serviço foi desenhado especificamente para lhe atender num certo momento e que lhe avisaram (através de propaganda, ou de disseminação de conhecimentos pelos seus amigos, por exemplo) sobre o que havia de bom naquele produto lhe esperando. Isso é um aspecto do marketing.


O marketing esportivo se estende muito além da logomarca numa camisa, ou do mural de entrevistas com várias marcas. Pretende-se que um projeto de marketing torne um clube, uma modalidade esportiva ou mesmo uma competição algo que atenda às expectativas dos interessados, torcedores e praticantes. Para fazer isto temos de ter não ações isoladas, mas um projeto de marketing que conheça o público, determine quem vai ser atendido e, a partir daí seja montado um produto ou serviço com estas informações. Oferecido o bem, acompanhamos a venda ou oferta e determinamos correções que sejam necessárias.


Atualmente existem algumas bandeiras no Brasil que valem a pena serem alvo de um bom projeto de marketing. Que tal pensarmos num projeto para a natação brasileira, para o judô ou para algumas competições internas como a fórmula Stock car? Será que decolam? Existem outras modalidades? Um bom estudo para compor um projeto seria interessante (estamos até trabalhando num deles, neste momento).


Claro, não estaria escrevendo aqui se não fosse para falar do Cruzeiro. Sou testemunha – tenho 45 anos – da ascensão do nosso clube ao primeiro escalão do futebol mundial, tendo presenciado eventos gloriosos da nossa história. Estive no Mineirão nos 6 a 2 contra a sumidade santista em 1966, nos 4 a 1 contra o River na Libertadores 76, entre vários dos muitos momentos que nossas cores nos proporcionam. Alguma idéia sobre o marketing para nosso clube? Felizmente muitas idéias, muitas propostas!


Uma bandeira fiel encontra pontos bons e problemáticos para o desenvolvimento como produto. Se é adotada por um grupo, a paixão pode complicar a real apreciação dos negócios sendo realizados. Por exemplo, a compreensão de quem são os rivais (insisto freqüentemente que a praça mineira se tornou acanhada para comparação há muito tempo, nivelando por baixo – é uma opinião particular). Mas aqui tentaremos dar início a um destes esforços: vamos trazer a documentação de nossa história, conversando sobre as principais decisões que nos trouxeram as indeléveis estrelas de títulos da camisa e outros eventos em que o Cruzeiro apareceu no seu nível, de primeira grandeza.


Considerando apenas o período que nos traz à ponta do universo da bola no mundo, tomando somente os últimos quarenta anos de sucesso, que continua vivo, ensejamos que nesse espaço, ao dialogar com os companheiros de torcida, fortaleçamos nossa história, ponto indiscutível de reforço da marca de primeira linha do Cruzeiro. Espero que, atendendo ao convite dos nossos coordenadores, possamos abrir um espaço valioso de manutenção produtiva da nossa história – não apenas olhando para o passado, mas valorizando-o para projetar o futuro.


Vamos falar sobre dois brasileiros, duas Libertadores, quatro Copas do Brasil, duas Supercopas, duas Sul-Minas, alguns estaduais (quando ainda era um torneio de nível) e várias outras oportunidades em que a estrelada azul e branca ocupou seu devido lugar.


Convido a todos que colaborem com nosso espaço. Assim começa uma boa idéia de marketing.


George Leal Jamil


Comente comigo este texto. Escreva para gljamil@terra.com.br

George Leal Jamil

Leia também as colunas anteriores Uma Palavra sobre Marketing Es

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
26/04 - 13h28 [2 coment.]
Cruzeiro repudia, oficialmente, declarações de presidente da FMF 

26/04 - 13h23 [1 coment.]
Zezé Perrella aproveita oportunidade e critica atual diretoria 

26/04 - 12h13 [1 coment.]
Cruzeiro fará apelo à PM e dispara contra parcialidade da FMF 

26/04 - 11h03 [1 coment.]
Diretoria garante que defenderá os direitos do torcedor na final 

25/04 - 19h11 [1 coment.]
Cruzeiro emprestará volante Willians ao Goiás até o fim do ano 

25/04 - 19h03 [1 coment.]
Vinte e três jogadores lutam pelo primeiro título estadual em Minas 

25/04 - 18h47 [1 coment.]
Os números em decisões do Mineiro nas duas últimas décadas 

25/04 - 18h34 [1 coment.]
Atletismo celeste comemora muitas vitórias no feriado de Tiradentes 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster