Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Eliane Pessoa - Consultora RH



Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul
Joao Duarte, engenheiro escreve periodicamente no Cruzeiro.Org

07/06/2015 | Joao Duarte
Cruzeiro quebra tabu e está vivo no Brasileiro

"A vitória sobre o time de Vespasiano foi importante para que nossos jogadores retomassem a confiança em dias melhores"

Mundo Azul,


Atlético-MG 1 x 3 Cruzeiro - Ontem foi o dia escolhido para acabar com um monte de teorias e de dogmas. "A vitória sobre o time de Vespasiano foi importante para que nossos jogadores retomassem a confiança em dias melhores".
Ganhamos deles no horto, calamos a tal torcida mais argentina do Brasil, quebramos o tal tabu (que não completou 2 anos e nem os 12 jogos), mesmo saindo atrás no marcador, num lance de impedimento claríssimo, à frente do bandeira que nem a visão encoberta no lance pode alegar, pois, foi na frente dele. Leonardo Silva sai da figura A para a figura B, e estava a pelo menos 1 m à frente do último defensor cruzeirense.
O impressionante é que este lance foi a primeira chegada deles ao ataque. O Cruzeiro foi melhor desde o começo, marcando forte, pressionando desde a saída de bola e mais que isto, ganhando todas as divididas.
O time apático e que entrava em campo deixando o tempo passar, ficou longe. Luxemburgo posicionou bem o time em campo, soube neutralizar as melhores jogadas do time adversário. Não vi o buracão à frente dos volantes. Mandou a turma chegar junto, cobrou o tal “EYE OF THE TIGER”, preparou muito bem o time mentalmente para o clássico e fez a diferença no banco de reservas. O time jamais se acomodou. O nosso treinador tem méritos inegáveis nesta vitória e conhece demais de futebol.
O Cruzeiro chegou lá quando Willians deixou Álisson livre nas costas da defesa atleticana com um lindo lançamento, Álisson dominou e chutou colocado no canto, para grande defesa de Victor que espalmou a bola que foi na trave e saiu a córner. Luxemburgo mostrando que acompanhava as coisas do futebol mineiro sabia que eles tinham receio do Álisson, porque pega a bola e parte pra cima. E o menino foi pra cima e deixou Leandro Damião livre para cabecear da pequena área, mas, infelizmente o nosso centroavante perdeu uma chance claríssima. E mesmo atrás no placar o Cruzeiro indo para cima, não ficava exposto atrás, porque o trabalho dos volantes no meio e da volta de Marquinhos e William na recomposição nos permitia pressionar e roubar bolas. Ganhamos demais as 2as bolas no jogo e a bem da verdade, o Cruzeiro envolvia o adversário.
E o jogo ia para os descontos da etapa inicial, quando Damião ganhou no alto, Álisson deixou William na cara do gol, o Bigode chutou torto, mas, Jemerson veio na corrida e marcou contra. Atlético-MG 1 x 1 Cruzeiro, ... ufa !!! até que enfim a sorte sorrira para nós...
De imediato eu me lembrei de um gol contra de Vânder a nosso favor na final de 1967, quando Natal chutou mal, mas, o beque carijó corrigiu o caminho da bola.
Se o empate eu já considerava injusto, porque o gol deles foi ilegal, imagina virar o intervalo perdendo deles. Dos males o menor.
Ao ver que Gabriel Xavier entrara em campo, fiquei imaginando o pior, porque Álisson tinha sido uma das melhores figuras em campo na etapa inicial.
Luxa pedira que ele forçasse mais as jogadas no mais mano a mano, mas como ele sentiu desconforto muscular e estava voltando de lesão, era prudente a sua saída e assim, entrou Gabriel Xavier descansado para forçar as jogadas de velocidade nas costas de Patric. E deu certo.
Logo no 1º minuto da etapa final, Gabriel Xavier pressiona o lateral cacarejante, lhe rouba a bola, gira, chuta e vence Victor, estabelecendo Atlético-MG 1 x 2 Cruzeiro no placar.
Logo em seguida aos 2' Gabriel Xavier mete um bolão que deixa Marquinhos livre, ele domina bem, mas, conclui torto perdendo chance incrível.
O Cruzeiro com a vantagem no placar, não recuou para garantir resultado. Mas, havia nítido comprometimento dos jogadores em fechar setor.
O time cacarejante forçava as jogadas pela direita, sempre com Luan em velocidade, levando perigo como aos 9' da etapa final, lance que Fábio neutralizou muito bem.
Uma das melhores chances deles no jogo foi aos 13' da etapa final quando o Cruzeiro vacilou num lance de bola parada, que aliás não foi falta. Eles bateram rápido, a bola foi ajeitada por Carlos de cabeça e Pratto chutou forte no canto, para defesa sensacional de Fábio.
O Cruzeiro sentiu que não poderia recuar tanto, foi visível Luxa mandando o time sair de trás. Os nossos volantes voltaram a tocar a bola e a coisa foi se acalmando. Levir Culpi trocou Dátolo e Carlos, por Guilherme e Thiago Ribeiro, que já entrou chutando torto de longe.
O jogo ficou ali de intermediária a intermediária, mas, o time deles não conseguia ficar cara a cara com Fábio, sempre um defensor do Cruzeiro fazia o desarme importante e jogando simples, como aos 22' quando Pratto iria colocar na frente, mas, Bruno Rodrigo deu um totó para a linha de fundo.
Gabriel Xavier sentiu uma pancada e saiu aos 22' para entrar Allano.
Eram 26' quando Wiilians e Damião brigaram muito pela bola no lado esquerdo e Damião serviu a Marquinhos que pegou de primeira e venceu a Victor, calando a boca de muito cruzeirense ranzinza e preconceituoso. O rapaz não jogava o fino, mas, lutava barbaridade em campo. E com o gol pagou TODOS os seus erros de passe até ali (rs, rs, rs).
Damião estava muito cansado e Luxa não demorou a substituí-lo fazendo entrar Joel no posto dele aos 27'. Do outro lado Levir colocava em campo o 5º jogador com o selo azul de qualidade para ver se dava conta de reverter o resultado (Patric, Leonardo Silva, Maicossuel, Guilherme e Thiago Ribeiro). A torcida cacarejante entoava o EU ACREDITO, mas, foi sendo abafada, abafada pelo futebol em campo e pela garganta dos nossos 1300 guerreiros, que não tinham microfone na torcida para amplificar os gritos não...
E a torcida calou as frangas dentro do Magelão.
Aos 30' um lance de Guilherme chutando para fora após ajeitada de Jémerson (nestes lances Damião faz muita falta).
Este lance animou as cocotas, o Cruzeiro se retraiu mais. E numa blitze deles aos 33' Fábio faz defesa importante.
Luxa na beira do campo fz o sinal característico de tocar a bola. O Cruzeiro erra os lançamentos que deixariam nossos atacantes na cara do gol, mas, controla bem o jogo. O time atleticano ciscava, ciscava, mas, não conseguia penetrar. Pelo alto Bruno Rodrigo tirava todas. E o que não era deles Fábio defendia. Nas divididas Willians e Charles eram gigantes.
A última chance das cocotas foi aos 45' quando Mayke tirou em cima da linha e evitou gol certo.
E o Cruzeiro administrou nos 4' de descontos e vimos o Magelão caladinho, quietinho, só a torcida cruzeirense vibrando. Bom demais.
Onde Luxa foi importante ?
“Ele foi na parte psicológica, trazer ânimo, colocar na nossa cabeça que somos o Cruzeiro, que somos grandes. Luxa colocou na nossa cabeça que é clássico, mas, história de tabu não tem que entrar na nossa cabeça”, disse Gabriel Xavier, autor do segundo gol dos visitantes.
“Vanderlei sempre fala pra ter sangue nos olhos. A gente sabe que é muito difícil, e essa vitória daria conforto, mas o mais importante foi jogar agrupado. Essa formação está crescendo, e vamos ter tranquilidade pra dar continuidade”, afirmou Marquinhos, que fechou o placar com bela finalização de primeira, manteve discurso semelhante.
O mais importante não foi apenas vencer o rival, mas, começar a sair de trás na tabela de classificação, respirar, readquirir o respeito dos adversários, jogar com menos pressão e ter a confiança de que no banco do Cruzeiro temos um treinador, experiente, vencedor e que volta ao clube com ambição de conquistar títulos importantes.
Ficou provado que o nosso time não é a draga que muitos queriam taxar, mas, que reforços são necessários, para qualificar este grupo e nos permitir sonhar com vôos mais altos.

A SÚMULA DO JOGO : Atlético-MG 1 x 3 Cruzeiro
Motivo :6ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2015
Data, Local : Estádio Raimundo Sampaio, sábado, 06/06 às 18:30 h
☺ Cruzeiro (4-2-2-2) : Fábio, Mayke, Manoel, Bruno Rodrigo e Pará; Willians e Charles; Marquinhos e William; Álisson (Gabriel Xavier a 45' e depois Allano a 67') e Damião (Joel a 72').
DT: Vanderlei Luxemburgo
☻ Atlético-MG (4-1-4-1) : Victor, Patric, Leonardo Silva, Jémerson e Douglas Santos; Rafael Carioca; Luan, Giovanni Augusto (Maicossuel), Dátolo (Guilherme) e Carlos (Thiago Ribeiro): Lucas Pratto.
DT : Levir Culpi
☻ Arbitragem : Marcelo de Lima Henrique (carioca que atua sob a bandeira da federação pernambucana, com boa atuação), Clóvis Amaral da Silva (PE), Albino Andrade Albert Junior que errou um impedimento fácil de ser marcado e que resultou no gol atleticano(PE) + Emerson de Almeida Ferreira (MG), 4º árbitro e Marcio Verri Brandão (SP) que foi o delegado da partida, que felizmente terminou sem incidentes.
☻ Público Pagante : 20.092 torcedores
☻ Renda : R$ 979.435,00 (média : R$ 48)

Homenagem Especial desta coluna : minha irmã Eliana Chiabi Duarte Costa, que agora vai poder tirar sarro dos genros dela... Acabou o tabu.
Aqui do Cruzeiro.Org :Carlos H. C. Campos é o técnico do time que tem a seguinte formação : Beth Makennel, Gener Galvão, Torcedor Um, Raher e Elias Guimarães (por exigência contratual ele é o LE do time); Marco de Curitiba, Léo Gontijo e Céu de Sorocaba e Itajubá para o Mundo; Moema, Seixas (com este nome tem que ser o centrefó do time) e Força Azul.
E de Conceição do Mato Dentro-MG : Marcelo Brasileiro, Rita Silveira, Lôra Costa, Pico Guimarães e Bodão; Sessé Mascarenhas e Dênio Pires; Geraldo "Tim Tones" Reis Maia, Cristiano Titi Sá, Xiquinho do Deca e Olímpio Tiú José Ferreira na canhota...
Cruzeiro, Cruzeiro Querido...Tão Combatido, Jamais Vencido




Joao Duarte
joaochiabi@globo.com

Leia também as colunas anteriores Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/11 - 12h33 [1 coment.]
Sada Cruzeiro FA vira nos minutos finais e garante-se no Brasil Bowl 

19/11 - 11h46 [1 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [1 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [1 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [1 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [1 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [1 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster