Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
WMTI -Tecnologia da Informação



Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul
Joao Duarte, engenheiro escreve periodicamente no Cruzeiro.Org

09/03/2015 | Joao Duarte
A hora de dar uma chacoalhada

"Após 10 jogos na temporada o time ainda não conseguiu atuar bem. Ou muda o sistema ou se mudam as peças"

Mundo Azul,


A hora de dar uma chacoalhada - Sinceramente após 2 jogos amistosos, 6 jogos pelo Campeonato Mineiro e 2 jogos pela Libertadores, mesmo tendo mudado demais o time do Cruzeiro, creio que está na hora de Marcelo Oliveira dar uma chacoalhada geral no elenco, mudar o time e dar oportunidade a quem pede passagem. São 10 jogos no ano, sem que em nenhum deles o Cruzeiro tenha pelo menos feito um jogo digno em termos competitivos.
Ainda não temos um time.
O sistema defensivo está com média de gols sofridos baixa (0.6 gols / jogo), mas, a qualidade dos nossos adversários sugeriria um valor ainda menor. A análise dos gols entretanto mostra que os mesmos se deveram mais a falhas individuais do que a um erro sistêmico. A repetição da escalação nos levou a sofrer apenas um gol nos últimos 5 jogos. Lembrando os gols sofridos :
♦ Londrina - tomamos um gol de falta da entrada da área
♦ Shakthar - Alex Teixeira acertou um chute cruzado e venceu Fábio, após grande jogada de Taison (mérito dos atacantes do time ucraniano, mas, também faltou atenção da defesa e volantes).
♦ Democrata-GV - Após cruzamento de Osvaldir, Rodrigão se antecipou a Léo no miolo de zaga e acertou um chute fortíssimo, indefensável, no cantinho.
♦ Caldense - Uma desatenção de Léo que meteu a mão na bola após cobrança de um lateral da direita (toque involuntário), mas, a bola sobrou para o centroavante da Caldense que chutou entre Fábio e a trave e fez o gol.
♦ Guarani-DV - Num lance de bola parada o cruzamento acha o beque Marx do Bugre dentro da área, no lado direito da nossa defesa (entre Fabiano e Léo), ele cabeceia e Fábio salva espetacularmente. Não chega ninguém no socorro, a bola é atravessada e João Carlos faz o gol do Guarani.
♦ Atlético-MG - Álisson intercepta a bola na defesa, Fábio hesita em pegar com a mão e vai isolar a bola. Mas, erra o chute que bate nas costas de Patric e se oferece para Rafael Carioca que faz o gol.

Os erros claros de posicionamento estão diminuindo, mas, não dá para aceitar numa cobrança de córner, o adversário cabecear, nosso goleiro defender e no rebote ter 3 jogadores do adversário e nenhum nosso na linha imaginária da marca do pênalti até o gol, no centro da pequena área... Isto é primário. E que se diga que Fábio salvou gol certo nesta jogada. Mas, depois cometeu erro infantil que resultou no gol atleticano ao chutar uma bola que poderia pegar com as mãos nas costas do lateral atleticano Patric.
Mayke está adotando uma postura mais contida, passando menos e isto está limitando a sua maior virtude que é o apoio ao ataque.
Mena que substitui a Egídio pode até parecer marcar melhor que seu antecessor, mas, não ajuda muito quando passa do meio para o ataque. O time tem sentido falta da eficiência das jogadas criadas pelos nossos laterais que acabava em bons passes, assistências ou mesmo combinações com os nossos volantes e meias-atacantes e que se constituía num dos diferenciais do time de 2013/2014.
A nossa zaga com Dedé e Bruno Rodrigo (Léo) que contribuiu grandemente nas jogadas de bola parada nos últimos 2 anos. Em 2015 ainda não se conseguiu nada de bom em termos ofensivos em decorrência da subida dos nossos beques.
Nem tudo piorou. A dupla Willians - Henrique tem se mostrado muito acertada na contenção com bom tempo de bola, desarmes e poucos erros de passe.
Também Damião tem feito a sua parte com boa performance seja fazendo o pivô e servindo aos colegas, seja fazendo seus gols.
Então, onde o time está deixando a desejar é no setor de criação.
Em 2013/2014 com Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Dagoberto (William) o Cruzeiro teve nestas 3 peças jogadores de destaque que foram responsáveis diretos nas boas campanhas do clube, com gols, assistências, triangulações, trocas de posição, muita consciência tática e doação para fazer o 4-2-3-1 funcionar perfeitamente.
Além disto estes jogadores e mais Egídio eram responsáveis pela maioria das cobranças de bolas paradas, uma jogada que era mais mortal com as participações de Nilton, Henrique, Dedé (Manoel, Léo), Bruno Rodrigo, Ricardo Goulart e Marcelo Moreno que criavam dificuldade de marcação para qualquer defesa adversária, porque todos os nossos jogadores eram altos e muito fortes nesta jogada.

Qual a saída para Marcelo Oliveira em minha opinião ?
A primeira coisa a fazer é esquecer o time de 2013/1014 e dar uma chacoalhada geral, mudar algumas peças e caso não se veja clara evolução nos próximos jogos, mudar também a forma de jogar.
Não dá para sonhar que teremos quem faça o que os jogadores que saíram faziam em campo. O estilo pode até ser parecido, mas, estes atletas não o farão de forma natural.
Vejo uma grita geral pedindo um outro armador para dividir a responsabilidade com De Arrascaeta.
Creio que para conseguir resultados dentro desta mesma conformação tática, Marcelo Oliveira pudesse tentar usar peças diferentes, uma vez que teoricamente entre os jogadores utilizados, apenas o uruguaio tem mais condições de ocupar a faixa central do gramado. Vejam que todos os demais Álisson, Joel, Judivan, Marquinhos, Riascos, William ou Neílton gostam de jogar pelos lados de campo.
E a meu ver Marcelo Oliveira errou novamente hoje quando tirou De Arrascaeta para colocar em campo Judivan e Álisson. Foi só marcar os lados do campo e nosso jogo literalmente sumiu. Aliás, mesmo apostando muito no talento de Judivan e de Álisson, fica difícil passar por 3 jogadores para criar a condição de servir a um companheiro.
É preciso ver como está a condição física de Gabriel Xavier, porque entendo que ele possa mudar a forma de jogar do time, fazendo o trabalho de armação da direita ou da esquerda para o centro. E fazer acontecer as triangulações pelo corredor central, fundamentais neste sistema.
Arrascaeta hoje caiu demais pelo setor direito e desta forma William ficou isolado do outro lado. Mena não sobe (ou quando sobre nunca lhe acertam o passe) e William era forçado a tentar a jogada individual e quando não perdia a bola, era parado com falta. Ou seja, o time perdeu um jogador importante que ainda não rendeu em 2015.
Marquinhos tem sido o jogador mais efetivo da linha de 3 meias. Aliás foram dos pés dele que as melhores jogadas ofensivas aconteceram. A torcida pega no pé a cada erro dele, mas, tem muito mais paciência com outros que estão rendendo muito menos.
O resultado da falta de criatividade é que a bola tem chegado muito pouco a Leandro Damião em condições de concluir a gol.

Quais as mudanças sugeridas, mantendo-se o mesmo sistema tático ?
- Formar a dupla de zaga com Paulo André e Bruno Rodrigo para trazer Paulo André mais para o meio da zaga. Manoel não começou bem o ano, mas, é o tipo do jogador que pode tranquilamente ocupar a função como beque central.
- Dar a oportunidade a Pará para jogar como lateral esquerdo, principalmente em função do 3ª cartão recebido pelo Mena. Ele passa mais e tem boa condição quanto aos cruzamentos para a área.
- Iniciar com o trio de meias com Marquinhos, Arrascaeta e Judivan que se aproximaria mais de Leandro Damião. Foi o melhor companheiro de Damião na frente até agora e merece começar os jogos.
Com Willians e Henrique, Mayke e Pará poderiam passar mais e fazer as combinações com Arrascaeta, Marquinhos e Judivan pelos lados de campo, sendo que Arrascaeta devesse jogar mais do lado esquerdo do ataque.
Se Marquinhos não estiver bem usar o Álisson, invertendo o Judivan de lado ou senão testar o Gabriel Xavier, que faria o processo ficar mais parecido com o time dos anos anteriores, porque em tese, ele é um meia que cai pelos lados do campo e não um meia-atacante que volta até o final acompanhando o lateral adversário.
O time ficaria mais equilibrado com o apoio alternado dos laterais e teria jogo por ambos os lados. Além disto, a aproximação de Arrascaeta, Judivan e Damião permitiria combinações pela faixa central do gramado.

O clássico de ontem (08/03) mostrou que o Cruzeiro ainda está muito longe do que a gente esperava após 10 jogos da atual temporada. Não gostei da forma que o time entrou em campo, como se tivesse uma superioridade sobre o adversário em função dos desfalques atleticanos... Não me agradou mesmo.
Se o sistema defensivo, mesmo com falhas individuais, já deu mostras de que rende dentro do esperado, nosso repertório de jogadas ofensivas ainda está muito aquém do nível que Marcelo Oliveira nos acostumou.
Vamos agora aguardar o bloco dos próximos 5 jogos :
Villa Nova (f) em 11/03, Mineros (f) em 19/03, América (f) em 22/03, Mamoré (c) em 25/03 e URT (f) em 29/03. Vejam que faremos 3 jogos fora de casa pelo Mineiro e um jogo fora de casa pela Libertadores.
Espera-se que o Cruzeiro consiga não só criar mais chances de gol, mas, principalmente que possa converter as chances, para que os nossos homens de meio e ataque recuperem a confiança e tudo melhore no clube.
E mais que isto, nosso time tem que se doar mais e usar o máximo o condicionamento físico. E considerando que temos 60 dias de trabalho desde o início da temporada, vejo que o time ainda não mostra a explosão necessária, para botar a bola na frente e decidir as jogadas.
Mas, caso o Cruzeiro consiga avançar de fase na Libertadores, ainda que seja sem convencer, a necessidade de trazer um grande jogador de meio & ataque vai ficar cada vez mais visível.
E creio que para ter um jogador deste quilate que se requer, o escorpião terá que abrir espaço no bolso do Dr. Gilvan.
O Cruzeiro não precisa de mais uma opção. Terá que buscar alguém que chegue ao clube para solucionar de vez o problema.

☻ Opinião : Confio na capacidade do Marcelo Oliveira de chamar os nossos jogadores na chincha e de fazer o rendimento do time melhorar. Mais que isto, esperamos que o Cruzeiro se mantenha na ponta da fase de classificação do Mineiro e que vença o seu jogo na Venezuela, acalmando o clube para a reta final do Mineiro e para o returno da Libertadores onde faremos 2 jogos em casa. "Após 10 jogos na temporada o time ainda não conseguiu atuar bem. Ou muda o sistema ou se mudam as peças". Marcelo Oliveira optou por manter o sistema, por esta razão sugeri a mudança de peças. Mas, pode ser que adotar um desenho tático ligeiramente diferente possa ajudar ao time a se estabilizar e ganhar os jogos com mais facilidade. O tempo nos dirá qual a melhor solução.

☻ E as homenagens desta coluna hoje vão para : Chiabi Jr. (sumido da área depois que virou membro do Conselho Fiscal do clube), Carlos H. C. Campos, Elias Guimarães, Marcos Mineiro, Céu, Beth Makennel, PHDF, Lúcio Sangue Azul, Seixas, Webber e Ronito.
☻ E de Conceição do Mato Dentro-MG : Pico Guimarães (que voltou aos gramados hoje para a alegria de todos os seus amigos), Marcelo Brasileiro, Otacilinho Costa Neto, Eliezer de Oliveira Mattos Jr., Cristiano Simões, Titi Lazzarini, Milton Tank e Milton Kabutê.
Cruzeiro, Cruzeiro Querido...Tão Combatido, Jamais Vencido

Joao Duarte
joaochiabi@globo.com

Leia também as colunas anteriores Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Marcos Mineiro | rio de janeiro | 09-03-15 08h35min
Sr. Duarte, obrigado e um grande abraço. Uma pergunta: por que o Cruzeiro não frequenta a área adversária? Ontem só chutões que invariavelmente caiam nas mãos do goleiro. E o gol adversário saiu porque a nossa área estava infestada por eles. Parece que o MO não gosta de ataque em massa. E a vontade de jogar e ganhar, onde ficou? ou foi embora com o Goulart? Acho que nossa vida vai ser muito mais difícil do que estamos imaginando. Por que Dagoberto foi embora?
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 09-03-15 08h46min
Grande João e amigos. Bom dia.
Eu sempre disse que não botava (e não boto)fé em resultados imediatos.
Vai requerer tempo e treinamento, muito trabalho do Marcelo em quem confio.
São 10 jogos e queremos um futebol que encanta?Longe disso.
Prefiro um time competitivo, no máximo.
Riascos (nem sei porque veio) nem sequer pisou em campo.
Damião é uma boa surpresa.
O setor defensivo vai bem e Paulo André se mostra um ótimo invetimento.
Vai melhorar, mas vai demorar...
 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 09-03-15 08h50min
João Duarte, não acredito na evolução do time sem uma boa reposição no meio. E este jogador tem que vir para assumir a titularidade. Marquinhos é muito limitado. Acredito que o futebol de Arrascaeta tende a crescer com um jogador que possa assumir a responsabilidade de criação ao lado dele. Se tem dinheiro em caixa, Gilvan irá contratar e isso já está sendo comentado. Gabriel Xavier ainda não foi escalado desde o início e me parece que não está convencendo ao MO. Vamos aguardar.
 Bad Fox | Belo Horizonte | 09-03-15 09h00min
Bom dia João. Estou rezando para o Ceará voltar a atuar na lateral, o Mayke é a maior enganação que a base já criou, até consegue passar algumas vezes mas não cruza uma certa, e gostaria de saber sua opinião sobre o episódio Dagoberto.
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 09-03-15 09h04min
Outras conclusões que podemos tirar desse início:
Seymour não tem futebol pro Cruzeiro (nem no banco ficou)
Willians parece ser o que se espera dele.
A base mostra que vai bem, já que Eurico, Bruno Edgar e Judivan tem tido um bom desempenho.
O time não pode depender do Arrascaeta somente, ele precisa de outro jogador pra compor o meio com ele.
Marquinhos corre muito, ajuda muito, mas não é o talento que precisamos.
Marcelo está certo: esqueçamos 13/14.
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 09-03-15 09h07min
Aos colegas que citaram o assunto acima:
Sou grato ao Dagoberto pelos serviços.
Mas em todos os lugares, casa, trabalho, escola, etc tem de haver uma coisa fundamental: hierarquia.
Não sei sobre os bastidores, mas se o Marcelo barrou e bancou a saída do jogador...
Não vejo o Marcelo um cara implicante ou criador de caso, já o Dagol tem histórico desfavorável.
Seja feliz no Vasco e se vire se for "peitar" Eurico Miranda.
 mrr | Natal | 09-03-15 10h20min
Bom dia! Ótima coluna com todas as visões possíveis. O que já é notório é que não se cria um time campeão de uma hora para outra, requer PLANEJAMENTO. Então exigir do time algo acima da média, principalmente no primeiro semestre, haja visto como as coisas ocorreram no início deste ano, seria de um total desconhecimento de futebol. As etapas não podem ser queimadas, quando isso ocorre vemos coisas como essas.
 mrr | Natal | 09-03-15 10h24min
Não acredito na primeira alternativa sugerida de ALTERAR JOGADORES e manter o esquema de jogo. Até por que o MO tentou fazer isso durante as partidas e não funcionou. A saída seria alterar o esquema/formação do time e parar com insistência do MO. Precisamos povoar o meio de campo com alguém fixo, nem que seja com um volante com razoável passe. Então ratifico a idéia de alterar a formação.
 mrr | Natal | 09-03-15 10h29min
Perdemos Marlone meia, Souza e Lucas Silva volantes de bom passe. Não temos na base esse volante que fecharia essa trinca no meio com Henrique e Williams? Tem também o fake Gabriel Xavier que desconheço... Mas neste caso manteria q formação que não funcionou até o momento.
 mrr | Natal | 09-03-15 10h31min
Para aqueles que defendem que falta apenas um meia, estão enganados. O Everton e Goulart funcionavam juntos como uma engrenagem, quando UM DOS DOIS SE AUSENTAVAM o time não jogava, e não só o Everton como muitos aqui afirmam.
 Talisson | Não definido | 09-03-15 10h46min
Acho que quarta o Marcelo tem uma boa chance de alterar o time, e buscar novas soluções fora isso é não perder a chance de treinar e treinar, cornetando um pouco o Marcelo poderia tentar alterar o esquema quem sabe tentar jogar no 4.1.4.1 nesse jogo de quarta, Willians parece ser duvida, Fabio, Maike, Leo, PA, Gilson, Henrique, Marquinhos, Arrascaeta, Willian e Judvan, Leandro Damião.
 Talisson | Não definido | 09-03-15 10h51min
estou achando que o time esta muito espaçado e por isso não tem triangulações e ultrapassagens tem que procurar um jeito de se jogar com jogadores mais perto um do outro procurar voltar a marcar a saída de bola adversária estou achando que estão dando muito espaço na saída de bola.
 redmosk | Uberl�ndia | 09-03-15 10h52min
Esse ano está recheado de erros,no momento o pior é Marcelo Oliveira insitir no mesmo esquema que deu certo 2 anos com jogadores totalmente diferentes,ele tem que fazer um novo de acordo com as características dos jogadores,que ele tem no momento,Henrique não é Lucas Silva,Marquinhos,Arrascaeta não são Everton e Goulart,Mena não é Egídio....... apesar de tudo acho que temos condições de ganhar qualquer campeonato que seja eliminatório,já pontos corridos hoje sem chances.
 mrr | Natal | 09-03-15 11h00min
Perfeita comparação Redmosk. Sou a favor do MO preservar a tradição do Cruzeiro, mas isso somente se houvess em peças, coisa que o GPT não garantiu.
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 09-03-15 11h08min
João, meu amigo. O Cruzeiro está CAGADO DE MEDO. Medo de assumir que hoje é hoje, e eles são Cruzeiro. Eu botaria um colchão no chão na Toca II e faria durmir a todos juntos, conversarem entre eles, ficarem amigos, terem segurança entre si. Ahh, a Comissão técnica também durmiria no chão também, porque está sonhando com o passado. Um abraço para todas as mulheres Duarte em seu dia.
 Ronito | Marilia | 09-03-15 11h35min
Obrigado João! Concordo com você. Temos tantas opções o meio para frente q da para montar dois times. Não podemos continuar errando e insistindo com as mesmas peças. Neilton, Judivan, Alison, GXavier, Joel, Riascos.... dá para fazer uma mistureba com essa turma aí
 alexaug | Belo Horizonte | 09-03-15 12h00min
JD, acho que com a bola nos pés a turma da articulação não está sabendo o que fazer e tocar de lado, sobrecarregando os laterais e facilitando a marcação (basta ver a quantidade de cruzamentos equivocados que partiram do setor de intermediária e foram muito longe dos atacantes na área). Henrique, Marquinhos e De Arrascaeta precisam reter a bola, abrir espaços em jogadas de força e velocidade e arriscar lances individuais...
 alexaug | Belo Horizonte | 09-03-15 12h09min
... é um erro acionar Mayke ou Mena a todo tempo,como vem acontecendo; eles acabam se cansando, o caminho do CEC fica previsível e falta aquele gás para ir ao fundo e cruzar com qualidade. Em vários momentos a defesa adversária está interceptando tentativas de cruzamento na linha da grande área. É preciso buscar alternativas de chegada à frente; vez por outra atacantes de área podem voltar e ajudar a armar também. Creio que Marcelo está de olho nisso.
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 09-03-15 12h56min
Todos vieram de uma baita acomodação: o melhor time dos últimos anos. Vejam o exemplo de William... um cara comprado a preço de ouro, sempre foi figurante, já aumentaram o salário do homem e jogaram uma batata quente: agora você deixou de ser coadjuvante. CAGADO DE MEDO. Ele e muitos mais. Ninguém quer jogar pelo meio, criar, ser protagonista. Pelas pontas é mais fácil, dá para se esconder melhor.
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 09-03-15 12h56min
Todos vieram de uma baita acomodação: o melhor time dos últimos anos. Vejam o exemplo de William... um cara comprado a preço de ouro, sempre foi figurante, já aumentaram o salário do homem e jogaram uma batata quente: agora você deixou de ser coadjuvante. CAGADO DE MEDO. Ele e muitos mais. Ninguém quer jogar pelo meio, criar, ser protagonista. Pelas pontas é mais fácil, dá para se esconder melhor.
 marco | Curitiba | 09-03-15 15h12min
Caro JD, realmente a situação começa a ficar preocupante. O time não está mais evoluindo. Já ficou manjado em pouco tempo pelos adversários. Alguns jogadores de quem esperávamos muitos não estão rendendo! A opção de Pará no lugar do Mena é interessante, pode dar frutos. Preocupa-me ver Marquinhos como protagonista e não coadjuvante, como no ano passado. Sinal que a coisa não vai bem. Será que Gabriel X. vai render o que se espera dele? Tomara que sim, pois estamos precisando melhorar e rápido.
 Dr.Magno | BH | 09-03-15 15h26min
Belíssima Matéria meu amigo João Duarte
Faltam muita coisa no Cruzeiro, principalmente um Diretor de Futebol, Patrocínio Master e um meia de criação, que jogue mais atrás organizando a equipe e distribuindo jogadas.
O fato é que já faz algum tempo que o time não tem padrão tático, não existe triangulação, jogadas ensaiadas, trocas de passes e posição. E depois dos investimentos feitos na equipe, não se pode aceitar esse fraco rendimento. Perder faz parte, mas não jogando desse jeito.
 Dr.Magno | BH | 09-03-15 15h52min
Considero o empate contra o time reserva do Atlético uma derrota, perdermos a oportunidade de vencermos.
Que barbaridade joga esse Jemerson, jogador de nível de Seleção, dificilmente fica mais 6 meses nas Lurdinhas como diz Pyxis, joga fácil.
João, quem seria esse diretor de futebol e o meia de criação, famoso cérebro da equipe que falta no clube e no elenco?
Os melhores diretores são, Alexandre Mattos, Rodrigo Caetano, Alexandre Farias, Eduardo Maluf e Felipe Ximenes
 joaoh | Não definido | 09-03-15 16h12min
João, meu xará, vou postar algumas impressões, vamos lá que a lista é grande. 1) O Cruzeiro está sem padrão de jogo, há um buraco no meio campo ofensivo, os jogadores estão muito distantes um do outro, impedindo-os de fazerem tabelas, o que facilita as ligações diretas. 2) A ÚNICA jogada ofensiva trabalha que temos é pelo lado direito com Mayke, e ainda por cima não é uma maravilha, vide que o Marquinhos n é o nome ideal para tabelar com o garoto.
 joaoh | Não definido | 09-03-15 16h17min
3) Nada explica a paixão do MO com o Marquinhos, é dedicado, corre muito e só. Mta transpiração para nada de Inspiração. Marquinhos como titular definitivamente não dá! 4) Mena é um jogador que é simplesmente NULO ofensivamente, comprometendo nosso lado esquerdo ofensivo, além de o mesmo ñ ter muitos recursos com a "perna boa". 5) Precisamos URGENTEMENTE de um meia experiente que saiba distribuir e cadenciar o jogo, para dividir as responsabilidade da armação com Arrascaeta (Sentiu a pressao).
 joaoh | Não definido | 09-03-15 16h21min
Sinto que o MO está perdido. Está nítido que o time ñ irá jogar na mesma formação que nos anos anteriores, visto que temos jogadores com características diferentes. Marcelo terá que treinar muito a aproximação para tabelas no setor ofensivo, todo jogo temos um vazio no meio. Alisson e Judivan terão que ser titulares e precisam se movimentar mais por outros setores do campo, estão ficando muito presos em suas posições. Acho pouco 2 jogadores dessa qualidade se restringirem as beiradas do campo.
 seixas | Belo Horizonte | 09-03-15 16h31min
Salve, salve João Duarte!!!! Obrigado pela lembrança, boa abordagem...Mudar as peças? Mudar o sitema? Eu vejo que o time vai bem de Fábio a Henrique, e daí pra frente falta ajustar as peças. Pensando comigo mesmo, entendo que o jovem Bruno Edgar poderia formar uma trinca de volantes com Willians e Henrique, dando mais liberdade p/ dois meias avançados e Damiâo no comando de ataque, podendo facilitar p/ o jogo do Mayke também, acho que logo, logo, este garotos estarão voando e pedindo passagem.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 09-03-15 16h43min
João, obrigada pela homenagem. Penso que o MO não está sabendo fazer o Arrascaeta jogar seu melhor futebol. Com o ER talvez foi mais fácil porque já haviam trabalhado juntos. No meu time o William seria reserva e o Marquinhos também. Esse último é muito esforçado e só.
 AFernando | Varginha | 09-03-15 17h41min
Olá J. Duarte, não sei se poderemos classificar o jogo de ontem como um clássico. Está mais para um jogo amistoso sem quaisquer pretensões. Clássico para mim é aquele jogo que a disputa pela bola e espaço no campo é ferrenho. O torcedor se empolga com as jogadas e o gramado fica arrepiado e isso contamina a massa criando ai todos os ingredientes para ser de fato um clássico. Sei que muitos de nossos jogadores ñ reúnem qualidades para tal, mas falta vontade, raça e determinação. Ñ só em Minas.
 zmaria | Não definido | 09-03-15 18h02min
Sr joão Duarte o presidente falou que não contratou o Cristian rodrigues porque eles não aceitavam contrato curto agora o grêmio foi la e contratou o cara por três mês,o que vc fala disso.
 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 09-03-15 18h22min
Alô mestre João. Esse negócio de BOMBA ou ROJÃO nos jogos do cruzeiro contra o patético no mineirão, já passou da hora de dar um basta nestes acontecimentos. Na minha opinião, existe uma maneira da diretoria do cruzeiro resolver esse problema. A diretoria do cruzeiro e a polícia Militar não podem ser responsabilizadas por torcedor que adentra o estádio portando BOMBAS ou ROJÕES. A culpa é única e exclusiva da administração do estádio, ou seja, a Minas Arena.
 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 09-03-15 18h23min
O nosso presidente Sr. GPT, deveria providenciar uma documentação sobre o contrato que o CEC tem com a Minas Arena, e apresenta-lo ao Ministério Público, fazendo uma denúncia, mostrando que a Minas Arena não está cumprindo com o acordo de monitorar os torcedores e impedi-los de levar Bombas e Rojões para dentro do estádio. O Ministério público de posse dessa documentação, deve estipular uma MULTA equivalente a Um milhão de Reais por cada Boletim de ocorrência feito pela Polícia Militar
 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 09-03-15 18h23min
O Ministério público de posse dessa documentação, deve estipular uma MULTA equivalente a Um milhão de Reais por cada Boletim de ocorrência feito pela Polícia Militar sobre prisões de torcedores com Bombas e Rojões. É preciso tomar uma providência em relação a esse assunto o mais rápido possível, pois o CEC corre sérios riscos com esta administração do mineirão. Grande abraço.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h29min
Grande ZMaria,
Sou contra a contratação de jogador por 3 meses. Por melhor que seja, acaba não gerando compromisso.
Imaginem se o cara acerta o time do Cruzeiro e aí nas finais da Libertadores ele não está presente ?
Respeito as opiniões contrárias, mas, creio que não gera compromisso do atleta com o clube e com o grupo.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h34min
Em resposta ao POLE = Marcos Mineiro,
Por que o Cruzeiro não frequenta a área adversária?
- O nosso problema está no setor de criação. Falta entrosamento, muitas vezes o jogador chega na zona de perigo e não sabe onde o colega vai estar.
Por exemplo : Arrascaeta se livrou do marcador na direita e meteu na área, nas costas do William.
Marquinhos recebeu na direita um bolão de Willians, olhou para a área e parou o lance, pois, tinha Damião entre 3 atleticanos...
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h38min
Há descompasso. E isto só se adquire com a repetição, com mais treino.
As jogadas do Cruzeiro eram baseadas nas combinações pelas laterais, mas, Mayke não vive bom momento e Mena está tendo dificuldades de receber a bola no lugar certo, falta o entrosamento. Falta conhecer como cada um joga.
E isto só pode melhorar à medida que os jogadores se conheçam mais, que possam trabalhar a bola como um time, dependendo menos da qualidade individual.
Um time entrosado ataca e defende com 7.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h42min
O Cruzeiro até que se defende bem, exatamente porque Mena é mais contido, porque Mayke está se segurando mais e principalmente porque Willians e Henrique tem uma capacidade de marcar muito superior às combinações de volantes que eram usadas no ano passado. O time está mais cascudo, chega junto (gostei de ver a ***** da Dona Izete sair manquitolando de campo) e ainda conta com Marquinhos que volta e ajuda demais no combate. Conseguimos com pouco tempo marcar com 7 jogadores...
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h45min
Mas, na hora de atacar a coisa está muito mais complicada. Se antes o Cruzeiro além de Moreno, Dagoberto (William), Goulart, Everton Ribeiro ainda chegava com Henrique ou Lucas Silva, com Mayke (Ceará) e com Egídio...
Aí está a diferença. Nosso time era muito mais veloz que o atual, a transição era rápida e os laterais voavam em campo. Passavam MESMO. Então, toda bola alçada na área era um azougue para os adversários, porque quem cruzava tinha várias opções. A bola era passada, diferente.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h48min
Então, grande Marcos Mineiro creio que esta falta de sintonia que é até certo ponto natural para um time remontado é, em minha opinião, a maior causa de não se conseguir chegar na área do adversário com muita gente.
Nota : o time atleticano só chegou com mais gente nas bolas paradas. No geral, se defendia com TODOS os jogadores atrás da linha da bola, pode ver o VT da partida.
Houve, sim, um erro crasso de marcação no lance que Fábio fez dupla defesa em conclusões do Jémerson.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h53min
Porque Dagoberto foi embora ?
- Além de alguns problemas disciplinares como por exemplo a recusa de ir até Chapecó, creio que o que mais pesou no caso do Dagoberto está associado a dois processos :
1 - Ele não gostava de fazer a recomposição, marcar o lateral ou ala até o fundo do campo. E para Marcelo Oliveira isto limitava o seu uso. Ele era usado quando o time estava perdendo fora de casa ou nos jogos em casa para ir para cima do adversário, entrando sempre no 2º tempo.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 18h56min
2 - Dagoberto ficou o ano inteiro reclamando de dores no púbis e ficou de fora de mais da metade dos jogos do clube.
Então, a combinação destes 3 pontos justificou a decisão do clube, segundo pude apurar.
MINHA OPINIÃO : Disciplina vem em 1º lugar, jamais abriria mão deste valor em um grupo. Mas, acho uma idiotice colocar um jogador como Dagoberto treinando em separado, desvalorizando um ativo do clube. Para mim o Cruzeiro errou na forma que conduziu o caso deste jogador.
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 19h09min
Prezado Luiz Antonio = MAIOR DE MINAS,
Creio que neste último episódio o Cruzeiro não tenha como ser responsabilizado, porque fez tudo o que preconizava o Estatuto do Torcedor, identificando e providenciando a prisão deste vândalo imbecil no ato.
Mas, já passa da hora da PMMG assumir a fiscalização dos torcedores na entrada do estádio. É um absurdo ver tanta boma entrar, sempre nos jogos entre Cruzeiro x Atlético-MG na nossa casa. E ouvi dizer que o cidadão era "infiltrado". Será?
 João Duarte | Vit�ria | 09-03-15 19h14min
Grande AlexAug,
A subida o lateral não pode ser uma obsessão senão não causa surpresa. Hoje, se marcar os lados do Cruzeiro o time desaparece, porque pelo meio nenhuma coisa boa vem acontecendo. Então, mesmo quando os laterais chegam no ponto certo para cruzarem as bolas, as opções de chegada para conclusão ainda são poucas, mas, é preciso forçar o lance, mesmo com poucos na área. Damião tem ótimo porte físico e vai decidir jogos para a gente, mas, precisa receber as bolas.
 Luizprego. | Não definido | 09-03-15 19h21min
O diagnóstico do principal problema do Cruzeiro quase todo mundo aqui tem, que é o setor de criação e a ineficiência dos laterais ofensivamente, é sabido que dos meias atacantes que vem atuando, tirando o Arrascaeta, todos os outros tem dificuldades em jogar pelo meio, só que, nenhum deles vem enchendo os olhos atuando pelas pontas também não, e já que o próprio Arrascaeta disse que joga pelas beiradas e pelo meio(acho que para agradar o Marcelo), por que não testá-lo pelo lado do campo...
 Luizprego. | Não definido | 09-03-15 19h24min
...no caso o direito, já que o MO parece querer manter o esquema dos anos anteriores, apenas substituindo as peças, e o principal armador do time em 2013-2014(ER) jogava pela direita, e o Mayke tá precisando de alguem com mais inteligencia para jogar daquele lado com ele. E no meio testaria alguem com mais vigor e porte físico e que gosta de chegar na área, como o RG fazia em 2013-2014, que no caso seria o Joel.
 PHDF | Brasília | 09-03-15 20h12min
- O maior problema do Marcelo, talvez o único, é não saber variar taticamente o time, requisito fundamental nos campeonatos do tipo Copa. Agora, quando ele não possui jogadores para jogar bem no esquema com 3 meias, provavelmente manterá esta forma de jogar, independentemente dos resultados.
- Valeu João pela lembrança.
 lelomass | Moc | 09-03-15 21h30min
Concordo JD, tb acho que o MO deva mudar o esquema pois as peças são diferentes no setor de criação, tb concordo que seja a hora de povoar o meio de campo (talvez com o Gilson que jogou bem no América nesse setor, ate melhor que na lateral). Cruzeiro trouxe muito bonde nesse ano, confirmação disso que vários não estão figurando nem no banco, perdendo assim a oportunidade de trazer ate estrangeiros com mais qualidade. Um grande abraço JD e se puder dê sua opinião sobre essa questão do Gilson.
 RoniPeterson | Não definido | 09-03-15 23h08min
JD, O time do Cruzeiro em 2013/2014 era muito ofensivo, por causa de ER, RG, LS e Egidio. O time atual e' melhor defensivamente. Mas esperar que jogadores que sempre foram coadjuvantes que deixem esta caracteristica e assuma a criacao/conducao do time nao e' facil. As vezes acontece, mas passa pelo talento e personalidade. William e Marquinhos nao sao jogadores de toque de bola (naturalmente). Jogam pelos cantos e mais na velocidade. Normalmente disputavam a msm posicao no time de 2013/14.
 RoniPeterson | Não definido | 09-03-15 23h13min
Entao, pra comecar eu acho que um deles tem que ir pro banco. Precisamos de outro jogador com dinamica, que se movimente pra abrir espacos e tocar a bola. Passando o Marquinhos pra esquerda, na direita o Pacote poderia testar um destes jogadores: Gilson, Gabril Xavier ou Bruno Edgar. Mas confesso que adoraria ver o Arrascaeta jogando com o Damiao num 3-5-2: Fabio, Mayke, PA, Bruno, Leo/Manoel, Mena/Para, Williams, Henrique/Eurico, Bruno Edgar/Gabril Xavier/Gil, Arrascaeta e Damiao.
 RoniPeterson | Não definido | 09-03-15 23h16min
O MO conseguiu utilizar o 4-2-3-1 nos ultimos anos com sucesso, nao sei se apenas por sua capacidade de ensinar ou por causa dos jogadores que se adaptaram bem a ele. Acho que foi um pouco de cada. Se este grupo nao encontra qualidade pra funcionar neste esquema, com base no melhor que tem o Pacote tem q reinventar a forma de jogar do time. Em 2013/2014 quando RG/MO nao estavam o Cruzeiro caia muito. Eles funcionavam tao bem naquele esquema que levavam o time junto.
 RoniPeterson | Não definido | 09-03-15 23h23min
Em 2013 logo no 1o jogo deu pra ver que ia dar liga. Parecia meio que natural pros caras. Este esquema ai nao parece natural pro grupo atual. Temos alguns lances de bom futebol, mas a dinamica nao parece o natural pra eles. Cruzeiro Sempre!!
 Dr.Magno | BH | 10-03-15 08h18min
João Duarte
Jogadores que não acrescenta nada no elenco
Felipe Seymour, Ariascos, Charles, Breno Lopes e Gilson. Da calos nos olhos vendo eles treinarem.
Cinco (05) atletas ocupando espaço que poderia servir para novas contratações
O Campeonato Paulista, Paranaense, Goiano e Campeonato Catarinense costumam revelar bons jogadores, olho nesses torneios.
Lucas Lima estava no Sport quando Santos contratou, Petros no Penapolense.
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 08h47min
Mestre, RIASCOS está treinando? Dá para entender a revolta da torcida com ele, mas acredito que merece uma oportunidade de mostrar alguma coisa em campo. Jogou alguns poucos minutos e foi muito criticado. Mas, ainda acho que existe espaço para uma oportunidade. Gostaria da sua opinião sincera!
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 08h49min
Sobre Dagoberto, existe outro informe importante sobre outros problemas na Toca. Mestre, pessoas próximas ao jogador Alisson, afirmaram que Dagoberto promovia um " boicote silencioso" contra a nossa jovem promessa. Marcelo Oliveira identificou a má vontade de Dagoberto com Alisson e cobrou dele. Foi uma das causas do atrito. Dagoberto não passava a bola para Alisson nem nos treinamentos. Nosso comandante não admite esse tipo de atitude dentro do grupo e cortou o mal pela raiz.
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 08h52min
Quanto ao jogo de domingo, a entrevista do goleiro franga ao final do jogo mostrou claramente o objetivo de jogar pelo empate. Cheguei a cronometrar, e ele gastava 45 segundos em cada tiro de meta. Fica fácil imaginar o tempo perdido considerando as várias reposições de bola durante o jogo. O goleiro franga se jogou no chão e ganhou tempo até após a defesa no chute de Paulo André, claramente fazendo o anti jogo. A IMPRENSA NÃO COMENTOU NADA SOBRE ISSO! Marcelo Oliveira reclamou com juiz.
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 08h56min
O mais incrível foi que as frangas tiveram a chance de gol isolada no escanteio do primeiro tempo, com FENOMENAL defesas de Fábio e o gol em uma INDECISÃO do nosso goleiro, quando ao ficar na dúvida se pegava ou não com as mãos, acabou chutando muito mal nas costas do jogador franga que já desistia do lance que sobrou para outro que também já estava retornando para a defesa. E QUAIS CHANCES MAIS? E a imprensa galinácea falando que as frangas dominaram? Não jogamos bem! E elasnãoqueriamperder.
 João Duarte | Vit�ria | 10-03-15 09h35min
Meu grande ídolo de sangue azul Carlos H. C. Campos,
Quanto ao Dagoberto você complementou bem o que escrevi acima. Creio que o tempo dele no clube acabou mesmo.
Quanto ao RIASCOS creio que ele chegou ao clube totalmente fora de forma. Agora devem estar fazendo o condicionamento físico dele. Mas, a coisa ficou complicada para ele com a subida de produção de Damião e com a chegada do Henrique CEIFADOR que faz gols mesmo. Quem sabe ele não aparece nas finais do Mineiro ?
 João Duarte | Vit�ria | 10-03-15 09h38min
Sobre o clássico :
Levir armou o time para não perder e na largura, quase que ganha o jogo. Mas, se a gente analisar as chances do jogo verá que o Cruzeiro mesmo criticado e mal, criou muito mais chances reais do que eles. Sem dúvida alguma.
Só que o nosso torcedor acha que a gente sempre joga contra cones do outro lado. E como ouvem demais certas pessoas da imprensa (que até fingem ser cruzeirenses), o julgamento é sempre negativo.
 João Duarte | Vit�ria | 10-03-15 09h39min
E não é que o SporTv conseguiu arrumar um comentarista de meia tigela chamado Henrique Tampinha... Uma cocotinha que não tem vergonha de se mostrar...
Pediu cartão vermelho para Léo e para o Damião no jogo... Doente até não mais poder...
 afelipe | Belo Horizonte | 10-03-15 10h43min
Minhas impressões do Cruzeiro 2015: 1- Defesa está indo bem e tende a melhorar. Paulo André grande jogador; Bruno Rodrigo ainda será titular (importante na bola aerea de ataque); Manoel e Léo bons reservas que dão conta do recado.E quem critica o Fabio pelo lance de domingo é um ***** de um ingrato isso sim! 2- Mayke vai subir de produção (Fabiano promissor e Ceará); Mena muito seguro e com mais entrosamento pode fazer ultrapassagens pntuais.
 afelipe | Belo Horizonte | 10-03-15 10h48min
Pará deveria ganhar mais chances no Mineiro pra mostrar seu valor. Willians e Henrique estão começando bem. Willians Farias bom reserva. Os garots da base também deveriam ter mais chances no estadual. (Eurico e Bruno Edgard). Seymour e Charles não sei nao...
 afelipe | Belo Horizonte | 10-03-15 10h54min
Marquinhos não é nenhum Gareth Bale mas não merece as críticas que vem recebendo. Cumprindo função tática e correndo como louco pelo time todo. Willian deveria disputar posição com o Marquinhos pela direito e abrir espaço para Alisson, Judivan, Gabriel Xavier, Joel e até Arrascaeta de jogarem pelo lado do campo.
 afelipe | Belo Horizonte | 10-03-15 11h02min
E agora umas dúvidas que eu tenho e talvés possam me ajudar. 1- O que Breno Lopes, depois de mais de 1 ano na Toca, sem chance alguma, ainda faz aqui? 2- Porque "garimparam" o Seymour lá a Itália se ele perde lugar no banco para o Charles?
 afelipe | Belo Horizonte | 10-03-15 11h03min
3- Charles nem comento. 4- Porque Riascos foi contratado com aquela novela toda? Cadê ele? Que posição que ele joga? Além daquele jogo contra as cocotas na LA13, alguem já viu ele jogar algo em algum lugar? 5- E por fim, como se coloca parágrafo nesses comentários? rs
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 10-03-15 13h41min
JD, boa coluna, é hora de colocar sangue nos olhos dos jogadores e ter paciência para encaixar o jogo ofensivo. Penso que com as mudanças no elenco, mesmo mantida a formação, a proposta de jogo será menos técnica e mais de força+velocidade... o difícil é os torcedores aceitarem o time ser mais de contra-ataques e menos de domínio e toque de bola. Até penso que o MO quer melhorar esse segundo elemento, mas é preciso encurtar muito o espaço para tabelas pelo meio e jogadas de talento.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 10-03-15 13h46min
O Cruzeiro perde muito porque além de estar tendo um jogador a menos (Willian) e outro em adaptação e tendo apenas lampejos (Arrascaeta), está mal nas laterais com o Mena muito limitado ofensivamente (não chega aos pés do Egídio) e o Mayke voltando muito mal de lesão (não sei se o problema é físico ou alguma suposta insatisfação com a não-transferência). Se tiramos os dois laterais, os meias pelos lados acabam abrindo demais e o meia central fica isolado. Quando duas peças não funcionam dificult
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 10-03-15 13h48min
João, não seria melhor trocar 1-2 dos laterais (Ceará com Pará ou Mayke com mais liberdade) e inverter a função dos volantes, retornando o Henrique para a posição mais recuada, onde rendeu muito mais ano passado e colocando o Willians de segundo volante como jogou no Inter? Penso que pela velocidade e arrancada que tem, o Willians poderia ser uma boa surpresa na saída para o ataque e teria capacidade de retornar ao posicionamento defensivo bem.
 Filipe Braga | Belo Horizonte | 10-03-15 13h50min
Confesso que apesar de ter sido contra a reintegração do Charles, com o resultado resolvido, gostaria que ele entrasse no fim do jogo com o objetivo único de quebrar para valer o Donizete (até porque durante o jogo ele foi um a menos errando todos os passes e fugindo dos nossos volantes... tremeu). Seria uma forma de amenizar o prejuízo pelo tempo encostado e ganhar pontos na sua despedida do clube.
 João Duarte | Vit�ria | 10-03-15 17h50min
Filipe Braga,
Quando vi o Charles relacionado para o jogo no lugar do Eurico e do Bruno Edgar pensei comigo... É hoje.
Imaginei o Cruzeiro abrindo boa vantagem e ele entrando em campo para segurar o resultado por volta dos 35' da etapa final. E depois disto vendo-o encostar no Dona Izete até fazê-lo miar de tanto medo. Mas, o jogo ficou arrastado, ele não pode entrar, mas, se alguém deu uma nele que saiu manquitolando de campo, a meu ver fingindo contusão, tem meu apoio.
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 23h30min
Grande Mestre! Discordo inteiramente da invenção de Marcelo Oliveira não saber jogar mata-mata, só pelas derrotas em finais. Mas, uma coisa eu penso: MARCELO OLIVEIRA definitivamente não coloca o time pilhado nos clássicos! Veja bem os 3 que ele ganhou: a reabertura do Mineirão era motivador por si só (estádio lotado, estréia, etc), a final do Mineiro2013 precisando ganhar de 3 e os 4 gols logo após a queda do Olímpia ( E PODIA SER 6 DE NOVO COM FACILIDADE). É uma constatação! alguma coisa ..
 Carlos Campos | Resende | 10-03-15 23h32min
Penso que nosso técnico é " muito ético" para um clássico! Clássico se ganha em superação! Suas colunas sempre mostraram isso! SE NOS IGUALARMOS EM VONTADE ganhariamos sempre!Adilson Batista deu um show histórico sobre o tema! Ele, mais do que ninguém, sabia a importância desse jogo. E COLOCAVA o time babando em campo. Lutando por um prato de comida. E por isso GOLEOU EM DUAS FINAIS SEGUIDAS! Um feito histórico que merecia um documentário! Um livro! Qualquer coisa! MAS OS DOIS 5X0 são eternos!
 zuloobas | varginha | 10-03-15 23h34min
Caro Primo, o MO é conservador em relação a mudanças. Só vai mudar com mais alguns indicativos claros de ineficiente individual ou sistêmica. Confio nele. Vai fazer o melhor com o que temos. A montagem do elenco que está se mostrando um pouco desajeitada. Vamos ver como serão os reparos. Ao longo da temporada creio que ainda viram mais uns 2 ou 3 e espero que diferenciados e pra ajeitar o time. Não podemos ser pessimistas e a estrada para sermos de novo campeões é longa.
 Carlos Campos | Resende | 11-03-15 02h28min
Mestre, 2 dias depois, com a cabeça fria acabei de assistir ao VT do jogo de domingo Hoje consegui enxergar um time mais equilibrado. Paulo André muito equilibrado na defesa. Partida soberba que merecia ser brindada com aquele lindo chute entrando. Quanto falamos que um lateral é bom na marcação é porque tem deficiencias no ataque. Mas, no caso de Mena, ele deve ser muito elogiado pelas coberturas e marcação. Foi muito bem na cobertura geral da defesa. Mas, no primeiro tempo Paulo André insistiu
 Carlos Campos | Resende | 11-03-15 02h31min
Paulo André insistiu em lançamentos longos para Mena na corrida que não deram certo em 3 oportunidades. Willians muito bem no no primeiro tempo. Aliás fomos soberamos até os 20 minutos do 2 tempo. As frangas tiveram somente a chance no lance do escanteio que Fábio defendeu 2 vezes. ALIÁS, FOI A UNICA COISA QUE VI O ZAGUEIRO GALINÁCEO FAZER! Fico impressionado com elogios que ele recebeu inclusive aqui. Nosso gol foi justamente sobre ele. NÃO VEJO NADA DEMAIS NESSE ZAGUEIRO. As frangas jogaram 6m
 Carlos Campos | Resende | 11-03-15 02h34min
O jogo teve um detalhe interessante. Quando Marcelo colocou os 2 jovens e tirou Arrascaeta, o tecnico franga acertou na mexida , colocando um volante que atacava pela direita e Maicosuel que entrou bem no jogo. Repare que entre os 20 minutos e os 26 do segundo tempo, quando fizeram o gol no descuido da nossa defesa, as frangas conseguiram 3 escanteios , com cobranças do volante que entrou e movimentação do outro jogador galináceo que entrou. O gol não saiu a toa! Mas, foi somente isso! nada mais
 Carlos Campos | Resende | 11-03-15 02h36min
Tivemos muita mais posse de bola e fomos o time que tomou a iniciativa o jogo todo. Damião fez o gol como prêmio pela sua luta, E O PECADO DO JOGO FOI A BOLA DO JUDIVAN NÃO ENTRAR. Seria uma apoteose uma virada 1 minutos depois do empate. O MINEIRÃO mereceria a festa! O juiz falhou na falta dos acrescimos tanto no primeiro, quanto no segundo tempo. Terminamos o jogo pressionando, com cruzamentos na area e dois escanteios. Mais alguns minutos, poderiamos virar. MAS, ISSO SÃO COISAS DO PASSADO.
 Miguel Tolentino | Florianópolis | 11-03-15 15h56min
João, acredito que estamos tendo uma dificuldade tremenda na criação de jogadas por n fatores. Primeiro, os laterais praticamente não apoiam, Mayke e Mena estão presos demais e quando sobem o fazem sem confiança. Segundo, não temos mais uma volante com grande saída de bola, um organizador que comande e transição ofensiva. Por fim, temos uma trinca de meias carregadora de bola, precisamos de mais um passador para fazer companhia com De Arrascaeta. Ainda sugiro a vinda de F. Mancuello.
 chiabi | Nova Lima | 12-03-15 11h00min
Joãozinho, jamais deixaria de comentar em sua coluna após essa homenagem. A viuvez do time 13/14 me incomoda muito. Não há time que funcione como um relógio suíço perdendo 6 ou 7 titulares de um ano para outro. Revendo comentários do inicio de 2013, percebe-se inúmeras reclamações e pedidos de contratação como tenho lido hoje. O time de 2013 estava pronto na pré-temporada, o atual não, está tendo que se encaixar durante os campeonatos. Tenho muita esperança que este time decole. Forte abraço
 Torcedor | N�o definido | 14-03-15 08h00min
Prezado Diretor JDUARTE

Parabéns pela visão justa e precisa do nosso time.

Gosto da opção do Gabriel Xavier, mas me questiono se nao teria lugar para Dourado e Damião no ataque e deixar os adversários pressionados em suas defesas, mesmo que seja por determinado momento e que eles pressionassem a saída de bola do outro time. O objetivo é induzir o adversário a dar balão ou cometer erro na saída de bola, alem favorecer a nossa triangulação.

Grande abraço. . .
 Rodrigo Ferrari | Pindamonhangaba | 15-03-15 12h24min
João Duarte, boatos aqui em São Paulo, Valdivia no Cruzeiro! O que vc aacha ?
 webber | Belo Horizonte | 17-03-15 15h06min
Acho que o MO ficou prisioneiro de seu próprio esquema vitorioso, mas não sabe lidar com outras variações possíveis, principalmente no que se refere a partidas no estilo mata-mata. Talvez ele até esteja usando a fase de grupos para treinar a equipe nos futuros mata-matas. Ok! Mas se assim, já deveria estar testando um 4-4-2 ou um 4-3-3. Talvez a dificuldade do time nesta fase da LA seja porque os adversários venham fechados demais.E no mata-mata o adversário é origado a atacar também. Vamos ver!
 PHDF | Brasília | 17-03-15 21h22min
Alguém tem informação sobre o atacante Cristiano da Caldense? apesar de reserva, parece que tem boa mobilidade eum chute forte.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
18/11 - 17h37 [0 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [0 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [0 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [0 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [0 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [0 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

16/11 - 17h30 [0 coment.]
Zagueiro Léo lançara livro ´A Quinta Estrela` sobre a CopaBr´17 

15/11 - 22h22 [6 coment.]
Retorno de Judivan é único motivo de comemoração contra o Avaí 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster