Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
WMTI -Tecnologia da Informação



Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul
Joao Duarte, engenheiro escreve periodicamente no Cruzeiro.Org

01/08/2014 | Joao Duarte
Uma escola de futebol chamada Cruzeiro

"Não precisamos de referências externas, é tempo de reverenciar os grandes times e a volta às origens"

Mundo Azul,


Uma escola de futebol chamada Cruzeiro - Em 2011 o Cruzeiro começou o ano jogando muito bem na Copa Libertadores da América, aplicou uma goleada de 5 x 0 no Estudiantes de La Plata do Verón aqui em Sete Lagoas e depois meteu 3 x 0 neles lá na Argentina e alguns jornalistas colocaram no time a alcunha de Barcelona das Américas, aliás, coisa que não foi dita por ninguém de dentro do Cruzeiro. Mas, bastou a eliminação ante ao Once Caldas que a crônica mineira e os atleticanos deitaram falação e sarro.
O Cruzeiro de Marcelo Oliveira foi campeão brasileiro de 2013 com 11 pontos de vantagem sobre o vice e desde sempre vem jogando um futebol competitivo, às vezes vistoso e de novo tentaram emplacar uma comparação com o futebol campeão do mundo demonstrado pela Alemanha. Gostei demais das respostas do Ricardo Goulart à ESPN
discordando que o futebol azul tenha um toque gringo, e assegurando que a equipe mineira tem um estilo próprio de jogar.
Goulart disse assim : "Não acho que somos europeus. Nós jogamos o futebol do Cruzeiro, de características próprias. Desde o ano passado, a gente já vem jogando em alto nível. O que a gente joga é o futebol cruzeirense", bradou o jogador, refutando também as comparações de seu futebol ao do alemão Thomas Müller, outro atleta que vai bem em várias posições no ataque.
"Ele é ótimo jogador, mas eu sou eu, ele é ele", afirmou Goulart, que lidera o ranking da "Bola de Ouro" do Brasileirão, feito pela ESPN em parceria com a revista Placar.
Pois bem, quero dizer que fico duplamente satisfeito pela resposta dada mostrando pés no chão, que ainda não ganhamos nada e que ele está começando a carreira enquanto o alemão já é jogador consagrado, mas, que ele também tem luz própria.
De fato, Não precisamos de referências externas, é tempo de reverenciar os grandes times e a volta às origens.
Não gosto de chamar o estilo de jogar bola do Cruzeiro de ACADEMIA, porque, esta expressão pertence ao Palmeiras de Dudú, Ademir da Guia, Leivinha, Servílio, Tupãzinho, Leão, Luiz Pereira, César, Nei, Madurga e tantos outros craques que desfilaram a sua categoria nos anos 60 e 70 a serviço do Palestra Paulista.
Para mim é o futebol de Cruzeiro, nossa escola de jogar bola. Toque de bola em progressão, velocidade, tabelas, aproximação, triangulação, criatividade, versatilidade. E isto esteve presente no Cruzeiro de Tostão, Natal e Dirceu Lopes na 2ª metade dos anos 60, também estava presente no time fortíssimo Campeão da Libertadores e de grandes campanhas no Brasileiro nos anos 70 sob a batuta de Palhinha, Jairzinho (Roberto Batata) e Joãozinho. Também pode ser visto naquele Cruzeiro que brilhou na Copa União e no final dos anos 80 que tinha Careca, Hamilton e Édson. Foi marca registrada do Cruzeiro bicampeão da Supercopa com a classe de Boiadeiro, Betinho, Renato & Roberto Gaúcho. A mesma inteligência do craque Palhinha II que junto com Marcelo Ramos e Roberto Gaúcho trouxe as taças para a Toca da Raposa nos anos 90. E não deixaria de fora o Cruzeiro campeão da tríplice Coroa em 2003 sob a liderança de Alex10, Deivid e Aristizabal. O Cruzeiro de Marcelo Oliveira continua a beber na mesma fonte, que fez do nosso futebol o melhor do mundo e que muitos tentaram violentar, tentaram nos europeizar, como se o esquema tático fosse a coisa mais importante dentro de um campo de futebol. Claro que não é.
O Cruzeiro sempre que foi grande jogou o futebol aderente à nossa escola. Marcelo Oliveira nos trouxe de volta o prazer de ir a campo e torcer, fazendo o simples, sem inventar, sem puxar para si todos os méritos. O Cruzeiro não tem um herói, nada disto. Todos ali são importantes para o time, para a forma de jogar. A gente sente que os nossos atletas compraram a ideia do treinador e tudo tem conspirado a favor. Podem analisar que em 2013 os gols do time foram marcados por 23 jogadores diferentes no Brasileiro. E este ano, com 12 partidas disputadas já foram 12 jogadores diferentes a visitar as redes adversárias. Claro que a gente tem que citar Dagoberto, Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro, mas, não dá para esquecer de Fábio, Dedé, Bruno Rodrigo, Lucas Silva, Nilton ou Henrique para explicar a boa fase do time celeste.
Que este espírito de time permaneça, os resultados continuem a acontecer e que o nosso Cruzeiro continue na liderança, jogando um futebol com a nossa cara e ao final do campeonato mais uma taça vá parar na Toca da Raposa II.

E a homenagem desta coluna hoje vai para a VELHA GUARDA CRUZEIRENSE, que comenta aqui, no blog do Jorge Santana PHD, no blog do torcedor do Cruzeiro na Globo Esporte, no blog do Benny Gesmundo, lá no Zirlei Pereira, no Guerreiro dos Gramados, no Baú do Cruzeiro, enfim em todos os espaços onde o Cruzeiro é repercutido...
E de Conceição do Mato Dentro-MG : Carlos Tomazzi, Sebastião Costa Filho, Bento Luiz Silva, Anderson Silva e Silva, Sávio Luiz Ferreira de Oliveira, Celso Barros, José Renato de Rezende, Joaquim Luiz de Araújo Costa, Flávio Martini Ribeiro, Milton "Kabutê" Antônio Dias e o Prof. Geraldo Machado...afinal a turma de 1973 marcou época na história do Ginásio São Francisco, batia um bolão.
Cruzeiro, Cruzeiro Querido...Tão Combatido, Jamais Vencido


Joao Duarte
joaochiabi@globo.com

Leia também as colunas anteriores Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Marcos Mineiro | rio de janeiro | 01-08-14 10h47min
Senhor Duarte, cada vez melhor!!!! Parabéns. Entretanto, ouso discordar um pouquinho: quando, nos idos de 1966 em diante, o apelido de ACADEMIA DO BARRO PRETO deveu-se, fundamentalmente, a meu sentir, à primorosa formação de atletas novos que a cada dia apareciam, temporada após temporada. O termo Academia, no Cruzeiro, surgiu a partir da formação de excelentes atletas da base. Depois isso foi passando e agora, estão surgindo ótimos valores. De novo, graças a Deus!!!!
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 01-08-14 11h20min
Caro João, parabéns pela coluna. Assino tudo que você escreveu. Toda vez que o Cruzeiro joga como Cruzeiro, a colheita é farta. Temos que tomar cuidado com a imprensa esportiva. Ela gosta de rotular clubes e jogadores. O MO tem se mostrado um grande "gestor" de elenco. Que essa boa fase não tenha data para terminar. Um final de semana azul para todos nós.
 pyxis | BHZ | 01-08-14 11h21min
JDuarte, se me permite, uma pequena correção, até em homenagem a um bastião em defesa das cousas do Cruzeiro.
ACADEMIA foi uma expressão cunhada por JA Ferrari, ainda no ano de 1965, muito antes do Palestra Paulista ser conhecido pela mídia como "academia"...
Aqui é CRUZEIRO, A Academia, desde 1965.
 João Duarte | Vit�ria | 01-08-14 12h15min
Evandro,
Você tem razão quando diz que nós podemos usar sem medo de sermos felizes o termo ACADEMIA. A música feita para homenagear o título de 1966 prova a sua tese. Então, para celebrar aí vai... http://youtu.be/ZXcukbpsOzU Curta aí... Vou deixar o texto como está, mas, farei o reparo mais à frente, ok ?
 carlos_Almeida | Vitória | 01-08-14 12h49min
JD, você fez uma viagem no tempo lembrando grandes conquistas e craques do Cruzeiro da década de 60 para cá. Tenho orgulho de lembrar de craques como Tostão II, Mauro, Roberto César, Carlinhos Sabiá que viveram num Cruzeiro sem grandes conquistas, mas que jogaram muita bola e deixaram boas lembranças. Infelizmente faltou o carimbo.
 João Duarte | Vit�ria | 01-08-14 13h24min
Carlos Almeida,
Aquele time treinado pelo Hilton Chaves em 79 também jogava um lindo futebol, pena que ficou em 5º no Brasileiro e também perdeu o título mineiro do ano.
Lembrando : Luiz Antônio, Nelinho, Zezinho Figueiroa, Ozires (Marquinhos) e Mariano (Luiz Cosme); Nélio, Alexandre e Mauro Madureira; Eduardo Rabo de Vaca (Carlinhos Sabiá), Roberto César (Tião) e Joãozinho.
Um dos maiores jogos do ano foi a derrota para o Inter de Falcão por 3 x 2 em pleno Mineirão, decisiva.
 estrelado campeão | Ubá  | 01-08-14 13h33min
Parabéns pela coluna e pelo momento inspirado. Com certeza o R Goulart definiu bem nossa maneira de jogar. Jogamos no estilo Cruzeiro, estilo próprio, bem a nosso modo. Nas vezes em que abandoanamos esse estilo quase sempre nos demos mal. Por isso que prefiro sempre treinadores com mentalidade que coaduna com o nosso estilo. Aqui é Cruzeiro, foi que isso que RG falou e devemos repetir sempre.
 estrelado campeão | Ubá  | 01-08-14 13h40min
E para deixá-lo mais inspirado, em tempos de enfrentarmos o Glorioso da Estrela Solitária, permita-me lembrar um frase do botafoguense Armando Nogueira extremamente repleta de poesia, filosofia e outras coisas mais : "Se Shakespeare fosse brasileiro e gostasse de futebol, não teria lançado a criatura humana na atroz perplexidade do ser ou não ser. Diria, de cara : sejamos Cruzeiro e está resolvida a questão" Armando Nogueira.
 estrelado campeão | Ubá  | 01-08-14 13h45min
Vai outra : "Se tem torcedor que vê futebol como guerra, o cruzeirense, pra mim, é o cara que o vê o Cruzeiro como uma cachaça artesanal, daquelas envelhecidas em boa madeira, para saborear devagar. Algo que desce sem esforço. Que faz sorrir e não sofrer." André Rizek. Como é verdadeiro e gostoso o nosso atual momento, não acha João Duarte?
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 01-08-14 15h03min
Olá João e amigos.
João, que bela coluna.
Sintetizou muito bem o nosso contexto atual.
E chamando a atenção pra o que disse o nosso atleta de maior evidência no momento, parece que o Cruzeiro conseguiu mentalizar, entender e por em prática duas coisas fundamentais no futebol (e na vida):
COLETIVIDADE E COMPROMETIMENTO.

Isso parece ser a chave do nosso sucesso.
O colega acima muito bem lembrou a frase do jornalista André Rizek.
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 01-08-14 15h06min
O futebol não é guerra, é esporte. É a nossa cachaça que desce macio, sem agredir ao paladar.
Muito bom mesmo o nosso momento, e que já dura muitos meses.
Somos o típico mineiro:
Sem alarde, caladinhos, trabalhando muito e sério, sem oba-oba.
E vamos colhendo os frutos.
Como dizem os antigos, o mineiro vende queijos, mas constrói bancos.
O mineiro come calado, por isso come dobrado!
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 01-08-14 15h10min
E neste cenário, vamos pegar um time à beira do colapso financeiro e técnico que é o Botafogo.
Vejo poucas esperanças para eles e uma possibilidade muito boa pra nós.
Se fizermos mais 3 pontos, podemos abrir 6 ou 7 de vantagem.
Temos pelo menos 2 boas opções pra cada posição.
Muita qualidade e nosso aspecto físico muito bom.
Temos tudo pra vencermos.
Meu palpite: 3x1, sem muitos sustos.
 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 01-08-14 16h07min
Alô mestre João Duarte. Beleza de coluna. Bacana essa música do campeão cruzeiro. João,quem foi o campeão mineiro em 1971? Existe alguma explicação para aquela derrota do cruzeiro de Levir para o Curíntia em 1998? Grande abraço.
 João Duarte | Vit�ria | 01-08-14 20h16min
Grande Luiz Antônio = MAIOR DE MINAS,
O Campeão Mineiro de 1971 foi o América-MG de Spencer, Pedro Omar e Juca Show. O Cruzeiro jogou o clássico precisando ganhar para não depender de outros resultados, mas, perdeu o jogo final e o título, num jogo em que foi tungado pela arbitragem que anulou um gol legal de Tostão.
O time codorniz jogou estimulado pela mala branca do América, que arrecadou grana e o presidente americano não escondeu que pagou bicho para as cocotas.
 João Duarte | Vit�ria | 01-08-14 20h21min
Prezado Marcos Mineiro,
Neste elenco atual além do Vinícius Araújo que gerou 3.5 M Euros e Wallace que gerou 6.0 M Euros para os cofres celestes, ainda temos Mayke e Lucas Silva no time.
No grupo ainda temos os goleiros reservas (Rafael, Élisson e Allan), o beque Alex, o volante Eurico, o meia Álisson + Élber e Anselmo Ramon que estão emprestados. E para subir temos Bruno Edgar, Bruno Lamas, Emerson Carioca, Judivam, Pedro Paulo, Hugo Ragelli, o lateral Antônio Carlos e Rodrigo Dias...
 João Duarte | Vit�ria | 01-08-14 20h23min
Vamos acompanhar o jogo amanhã e depois vou repercutir o clássico do Maracanã aqui neste espaço com os amigos...
Quem se habilita ?
 giovanie | marialva | 01-08-14 21h21min
olá João, sou leitor assíduo daqui, há algum tempo queria escrever, querendo parabenizar-lo pela sua belas colunas e faz tempo que eu esperava em sua coluna uma homenagem ou citação ao Boiadeiro, me tornei cruzeirense admirando a forma como ele jogava.
 alexaug | Belo Horizonte | 01-08-14 22h42min
O estilo de jogar do CEC atual foi acertado por MO depois da partida de ida na final do Min2013, perdida para o CAM. Nilton e Guerreiro correram como loucos naquela derrota e o resto, em sua maioria, só olhando. Depois dali o time passou a jogar mais compacto e o clube abriu mão dos pouco competitivos, como Diego Souza.
 Carlos Campos | Resende | 02-08-14 11h39min
E Viva a velha guarda! Mestre, " a guarda morreu, mas não se rende " . Assim deve ser o espírito do torcedor Cruzeirense . O espírito de otimismo total , não dando espaço para os carniceiros de plantão. A SUA COLUNA REGISTRA A CONSTATAÇÃO HISTÓRICA DE UM ESTILO e não podemos negar, pois são dados históricos ! E o Dr Gilvan , certamente, foi o grande mentor desse momento como um tradicional Cruzeirense. Escolheu Marcelo Oliveira a dedo e apostou tudo nele! E deu certo !
 Carlos Campos | Resende | 02-08-14 11h42min
Mestre, foi uma pena Valdo, Muller, Djair, Fabio Junior não ficarem eternizados ! Depois daquele gol de falta do Valdo, fazendo 2 a zero no primeiro jogo da final, achei que ficariamos! Mas, temos que reconhecer que o adversário tinha um time qualificado também. NÃO SABIA OS DETALHES DO MINEIRO DE 71 ! Alguma coisa de dinheiro deve ter rolado então. UM VELHO CONHECIDO ME DIZIA: " o que você não entender no futebol pode saber que a explicação é dinheiro envolvido"..rs..rs
 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 02-08-14 12h52min
João Duarte, concordo com Marcos Mineiro e com Evandro, o termo Academia vem desde o tempo de Tostão e Dirceu Lopes, ano 1965. Logo, Palmeiras simplesmente copiou do Cruzeiro. Quanto ao jogo no Maracanã, meu placar é 3 X 1 para nós, mas como já disse antes, torço para ser uma goleada e se possível acima de 6. Estão em crise e não temos nada com isso. Não esqueço que fomos garfados em 1995, numa semifinal. Saudações celestes.
 santos | Belo Horizonte | 02-08-14 20h36min
Acabou o jogo agora. 1 x 1. Sendo fora de casa é bom resultado, mas, contra Botafogo!? Ficou aquele sentimento de que poderíamos ter vencido até com um placar maior. Tá bom né! Fazer o que? Apenas uma observação: O Everton Ribeiro precisa chutar ou soltar mais a bola, tá com excesso de preciosismo.
 carlos_Almeida | Vitória | 02-08-14 20h51min
JD, as vezes o futebol é ingrato, o Cruzeiro jogou o futebol arte contra o Botafogo e a bola não entrou. Foi um empate com gosto de derrota.
 Força-Azul | Santos | 02-08-14 21h26min
Acabo de ver o jogo no sport TV. Nosso time foi muito superior e uma pena que não traduziu em gols essa superioridade. Penso que faltou mais capricho nas finalizações. Outro fato a lamentar foi o escorregão do fábio, que se não tivesse escorregado o Bota não teria feito nenhum gol. Força Cruzeiro!
 Força-Azul | Santos | 02-08-14 21h33min
Minhas notas: Fábio 4 - escorregou no gol do Bota. Maike - 5 pode melhorar no ataque usando sua velocidade; Dedé 6 também não marcou o jogador na hora do gol, no resto do jogo não comprometeu e ajudou na armação do gol do Cruzeiro; Leo 8 - Gol e não comprometeu na defesa. Egídio 6 - teve boa participação, pena que perdeu o primeiro gol no primeiro tempo. Lucas Silva 6 precisa ficar mais atento e roubar mais bolas. Hentique 7 - bom no desarme e foi ao ataque como deve ser um elemento surpresa.
 Força-Azul | Santos | 02-08-14 21h37min
Ricardo goulard - 6 - não repetiu a atuaçao de gala de jogos passados, talvez estejamos acostumados a exibições muito convincentes. Everton Ribeiro - 6 - particularmente gosto muito do jogador, dos dribles e das arrancadas. hoje não redundou em passe para gol. Marquinhos - 4 - jogou muito no meio campo penso que o melhor local para ele é cair pelas pontas. Moreno 4 - precisa ter mais velocidade. Errou um gol que sobrou para ele no primeiro tempo. Centro avante precisa antecipar ás jogadas.
 Força-Azul | Santos | 02-08-14 21h39min
Dagoberto 6 - Muito melhor que Marquinhos. Willian 5 - o tempo parado resulta em passos não tão precisos. foi bom o chute na trave. Nilton: 5 - cumpriu bem a composição no meio campo. Pode render muito mais.
 Força-Azul | Santos | 02-08-14 21h42min
João Duarte, a Coluna foi, mais uma vez, muito boa. Fez relembrar bons momentos do Cruzeiro. Penso que a música traduz o espírito cruzeirense: Rápido e rasteiro como a linha do Cruzeiro. Vamos buscar este título brasileiro. mais atenção e capricho nas finalizações.
 Marcos Mineiro | rio de janeiro | 02-08-14 22h32min
É IMPRESSIONANTE COMO UM JUIZ PREJUDICA QUANDO QUER, E NENHUM COMENTARISTA DE ARBITRAGEM DIZ ISSO: O JUIZ ATRAPALHOU O TEMPO TODO, TORNOU O JOGO LENTO, PERMITIU A CERA, MOVEU-SE NO CAMPO LENTA E PREGUIÇOSAMENTE, SEMPRE PARA BENEFICIAR O BOTAFOGO. É ISSO QUE NOSSAA DIRETORIA NÃO QUER PERCEBER. E SERÁ ASSIM QUE VÃO GARFAR O CRUZEIRO. ANALISANDO A ATUAÇAO DO JUIIZ, PERCEBE-SE SUA INÉPCIA E SUA MÁ VONTADE COM O CRUZEIRO.
 carlos_Almeida | Vitória | 02-08-14 22h54min
Minhas notas para o futebol excluindo o placar: Fábio 6,5; Mayke 7; Dedé 7; Leo 7; Egídio 7; Henrique 7,5; LSilva 7,5; ERibeiro 8,5; RGoulart 8; Marquinhos 7; MMoreno 7; Nilton 7,5; Willian 8; Dagoberto 8; MO 9. Foi uma boa apresentação, MO tem a responsabilidade de transformar esta boa apresentação em vitória no próximo jogo.
 mrr | Natal | 03-08-14 09h06min
O placar não correspondeu o que foi o jogo. Assim como o Cruzeiro não correspondeu o predomínio no tempo de bola na partida. Eu contei quantas jogadas fizemos com calma, e se eu não estiver enganado foram 4 jogadas. O gol que fizemos surgiu em dos poucos lances que o Cruzeiro jogou coletivamente, onde o Dedé(parabéns) tocou para o melhor colocado para fazer o gol. Esse lance ter que ser mostrado na toca para o RG e ER aprenderem que futebol é isso aíii, coletivo!
 Dr.Magno | BH | 03-08-14 09h35min
O que falta no time do Cruzeiro
É um Jefferson no gol Celeste
Muito melhor que o inseguro Fabio, que vêm acumulando erros em alguns jogos, vide Corinthians, Botafogo e outros jogos.
O ótimo goleiro César Bernardo reserva do Flamengo, está dando sopa no mercado. Chega dessas falhas em jogos cruciais do Fabio. Todo jogo sofre gols.
 redmosk | Uberl�ndia | 03-08-14 20h36min
Gente Fabio escorregou foi azar,quem falhou feio no lance diretamente foi Egidio e Dede.Ele está gordo a muito tempo não é de agora,quando salvo o cruzeiro contra palmeiras não vi ninguém reclamar ...... o grande defeito dele sempre foi cobrança de falta é maior chama gol do brasil,mas está longe de comprometer o time nesse brasileiro temos que ser justos.
 mrr | Natal | 03-08-14 22h44min
Temos que ver que Fabio já ganhou alguns títulos, não tem mais espaço na seleção, a barriguinha fica mais proeminente a cada falha ou escorregão. A pergunta que deve ser feita é: o Fábio ainda esta motivado?
 mrr | Natal | 03-08-14 22h49min
Olha para quem disse que o time não tem vaidade, acredito que após assistir o ultimo jogo, deve ter mudado de ideia. O RG só reclamava e esbravejava, se achando o ultimo copo de água no deserto. O ER compre uma bola só para ele. O Egídio??? Nem vou comentar, Samudio volte logo por favor. E Dedé apesar de otimo apoiador nos escanteios, com as bolas nos pés fico com coração na mão.
 PHDF | Brasília | 03-08-14 23h50min
- Ontem faltou também um pouco de sorte. Foram várias finalizações que quase entraram.
- Dedé precisa parar de ficar sobre a bola e querer dar o passe. Quando ele faz isso, quase sempre o passe sai imperfeito.
- Ainda acho que ninguém no Cruzeiro merece a convocação para a seleção. O bom é o conjunto.
 webber | Belo Horizonte | 04-08-14 09h49min
Assino embaixo esta coluna. Como eu sempre afirmei neste site, o Cruzeiro busca, por si, ser mais que apenas um ótimo time, mas uma referência como clube e a gestão do dr. Gilvan mostra isso. Pelo lado do time, esta referência anda à boca solta e não custa lembrar que também afirmei que o time que irá incomodar o Cruzeiro é aquele que adotou a mesma filosofia de mesclar juventude com experiência, talento dentro e fora de campo. Falo do Fluminense, que tem em seu comando um treinador que sempre..
 webber | Belo Horizonte | 04-08-14 09h53min
... sempre admirei: o Cristóvão Borges. Desde os seus tempos de Vasco. O mesmo perfil do MO... novo como técnico, outra cabeça, outra concepção de futebol. Valorização da base e respeito aos experientes. E coerência. Escala quem melhor estiver. Repito: o time a disputar palmo a palmo com o Cruzeiro é o Fluminense. Temos que manter a seriedade e o coletivo em alto nível. E isso nosso time vem fazendo com muito empenho. Isso só alegra e enche de orgulho os cruzeirenses.
 Marcelo Brasileiro | Vespasiano | 04-08-14 11h00min
Meu caro amigo João; mais uma excelente coluna. Relembrar estes times do Cruzeiro foi o máximo. Belos times, que nos deram muitas alegrias, momentos maravilhosos que nós acompanhamos e jamais iremos esquecer. Estou aqui fazendo umas despedidas para o Lucas, que sábado próximo, estará viajando para San Diego, EUA, para um períoodo de 04 meses de estudo e claro, levando na bagagem camisas do manto sagrado celeste. Forte abraço.
 estrelado campeão | Ubá  | 05-08-14 13h44min
Concordo com o Weber e já tinha comentado sobre o Crstóvão. O time a disputar o título com o Cruzeiro é o Tapetense. Tem elenco bom e sistema de jogo que privilegia o ataque, importante diferencial. O Gambá não apresenta, até o momento campanha com perfil de campeão,embora tenha apenas uma derrota. Em campeonatos de pontos corridos a vitória faz todo o diferencial. E é bom o Cruzeiro abrir o olho, pois no último jogo do turno, enfrentaremos o Flu no Rio e com desfalques causados pelo Dunga.
 Nelsao | Brasilia | 05-08-14 22h04min
João Duarte entra no portal celeste.com.br/ que vc vai ver q o 9 a 2 nunca existiu, para vc ter uma ideia da montagem dos fatos
 lambertucci | Vitoria | 06-08-14 12h39min
ESTIVE NO MARACANA BOTAFOGO X CRUZEIRO. A MASSA CELESTE INVADIU O ESTADIO OCUPANDO TODO O SETOR NORTE. ESPERAVA QUE A TELEVISAO MOSTRASSE MAIS A TORCIDA. QUE PENA QUE JOGAMOS 2 PONTOS NO LIXO, POIS PRECISAMOS MELHORAR A FINALIZAÇÃO E O PASSE FINAL, ESTAMOS PECANDO MUITO NISSO.
 mrr | Natal | 07-08-14 21h44min
João Duarte sobre essa tal escola que todos pregam do Cruzeiro de toque de bola, pergunto se será eficiente na Copa do Brasil. Esta minha indagação deve-se aos sucessivos fracassos recentes do times em mata-mata, como também ao verificar os times do Cruzeiro que ganharam edições anteriores desta copa. Salvo ao menos dois títulos de Copa do Brasil o Cruzeiro tinha um time com uma marcação muito forte, o foco não era nosso ataque, ou estou enganado???
 mrr | Natal | 07-08-14 21h48min
Não para por aí. Se olharmos os outros times campeões anteriores, com pouquíssimas ressalvas, a característica principal desses times era a marcação forte, jogando no contra ataque. O próprio Flamengo nos eliminou assim, com forte marcação e contra ataque, jogando por uma bola.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/11 - 11h46 [0 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [0 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [0 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [0 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [0 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [0 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [0 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

16/11 - 17h30 [0 coment.]
Zagueiro Léo lançará livro ´A Quinta Estrela` sobre a CopaBr´17 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster