Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
WMTI- Tecnologia da Informação



Torcedor Cibernetico
A Dialetica Virtual x Real

17/01/2014 | Evandro Oliveira
Observatório - Futebol, Uma Viagem

Ao ver o programa que falava do Japão e da Coreia do Sul, dois países que estarão na Copa no Brasil, revivi iniciativa do Cruzeiro.Org em 2003

A linha editorial das colunas que sempre escrevi, é a crítica, aos torcedores, à mídia, a quem quer que seja. Claro que não é comum, a maioria das pessoas receberem críticas ou sesentirem atingidas por alguma crítica quando se faz exatamente o que se está sendo criticado.

Normalmente, nas colunas que escrevo, não procuro obter adesões e “curtidas”. Busco elevar a massa crítica, mesmo que não concordem como que escrevo, busco que as pessoas “pensem naquilo que leem, ouvem, escutam. Que o façam de modo crítico. Na maioria das vêzes, os leitores não compreendem esta linha de ação. Preferem elogios fáceis e aplausos para platitudes e mesmices.

No Cruzeiro.Org sempre abrimos espaço para quem quer que seja, com a opinião que fosse. Na maioria dos casos, sobre o Cruzeiro. Eu tento escrever sobre o Cruzeiro, sua torcida, a mídia rural e o futebol em geral. Tem sido muito educativo ler sobre o que as pessoas pensam sobre o que escrevo.

Nesta primeira coluna do ano, vou pedir permissão (isto é um quase-eufemismo !!!), para sair um pouco da linha tradicional das minhas colunas. Vou falar da mídia, de futebol e de torcida mas não é sobre o Cruzeiro.

Ao ver uma edição do programa-documentário especial da SporTV, denominado “Futebol, Uma Viagem”, voltei 10 anos no tempo.

Particularmente, não gosto de nada que se refira a Copa do Mundo, FIFA, Seleção Brasileira, CBF e afins. Sentimentos pouco nobres são provocados quando vejo estas palavras colocadas juntas. Entretanto, recomendo, fortemente, que todos que puderem, vejam a série. Um excepcional trabalho que é a prova cabal que a TV pode ser algo de útil, mesmo falando sobre futebol, e que jornalistas rurais deviam se inspirar em coisas com este documentário para reorientar suas atividades e rever dogmas caquéticos e arcaicos.

Ao ver o programa que falava do Japão e da Coreia do Sul, dois países que estarão na Copa no Brasil, revivi uma iniciativa que o Cruzeiro.Org lançou em 2003 e a viagem que fiz à Coreia do Sul em 2004. Em 2002, acompanhei à distância, a torcida sulcoreana com seus Red Devils. Promovi a criação de uma marca e camisas, que foram usadas em 2003, denominada AZUIS e que tinha a pretensão de tentar montar uma torcida, ou pelo menos uma facção, que repetisse aqueles torcedores. Fora o fato de que a Charanga do Ivan Pinto, neto do saudoso Aldair Pinto, que retornava às arquibancadas vestiu, literalmente, a camisa AZUIS, e a venda das camisas que proporcionou receita para manutenção do site Cruzeiro.Org durante algum tempo, a ideia não vingou. Na minha viagem à Coreia, adquiri uniforme da torcida Red Devils, e eles vem aí para a Copa no Brasil.

A outra parte do programa da SporTV é que me chamou mais a atenção. O programa está levando a bola BRAZUCA por todos os países que estarão no Brasil para a Copa do Mundo. Em cada um dos países, eles buscam tradições e percepção do povo de cada país sobre o que pensam e fazem sobre futebol, oque esperam da Seleção deles na Copa do Mundo.

A parte do Japão foi reveladora. Apaixonei-me ao conhecer a tradição e respeito que eles tem por um esporte com bola, até certo ponto simples e que, mais do que regrinhas, impera o respeito. Nada destes chavões como “futebol é para fazer amigos” e outros mais aviltados ainda, que vemos a todo momento nestas mesas redondas repletas de bestas quadradas. Um senhor, considerado campeão da modalidade, dizia “... a maior preocupação em nosso esporte é passar a bola mais perfeita quanto possível, para o praticante em seguida, só assim ele terá mais facilidade para o jogo seguir adiante ...” o praticante preocupa-se com o jogo e a plateia sabe valorizar isto. Recomendo que vejam o episódio e as declarações de quem se surpreendeu com o fechamento da pauta.

Sei que posso parecer saudosista, piegas e outras coisas que, certamente, os que não entendem ou não gostam do que escrevo, me acusarão. Em tempos de violência de torcidas, em tempos de valores financeiros absurdos para futebol num país como o Brasil, em tempos de manifestações irracionais que servem para segregar cada vez mais as pessoas, tentar pensar em futebol feito para fazer amizades cheira a mofo. Mas cheira a mofo porque as pessoas que deveriam narrar fatos, deixando para quem os lê e ouve formarem o que chamo de OPINIÃO CRÍTICA, estão somente buscando enganar, trapacear, iludir, falsear, conspirar, resolver sua vida pessoal em troca de prestar serviços que nenhuma ética profissional recomendaria.

Por isso, parabenizo o canal por assinatura SporTV, e toda a equipe que está nos brindando com este excepcional documentário, destaque para Edgar Alencar, Raphael Rezende e Fred Chimelli, os "viajantes". Sugiro que profissionais da mídia que vivem de fofocas, repensem a sua responsabilidade perante os torcedores do futebol brasileiro. Não matem a galinha dos ovos de ouro que coloca o pão nas suas casas. Sejam corretos com vocês mesmos, mirem-se em programas como este. Mostrem que jornalismo não é uma profissão que basta ir ali e conseguir um diploma.

Este “Observatório” ainda vai continuar por algum tempo. Acredito que ainda terá muito assunto para mostrar a outra face para o torcedor do Cruzeiro. Não deveria ser assim, mas estaremos aqui. NÃO SE ESQUEÇAM !!!

P.S. O esporte praticado no Japão, com uma bola parecida com a de futebol (bem mais leve) chama-se Kemari - veja a interessante história deste tataravô do futebol moderno.

Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 17-01-14 16h39min
Caro Evandro, quando comecei a ler sua coluna, achei que você estava escrevendo a última e iria nos abandonar. Ainda bem que não é isso. Felizmente a TV fechada ainda nos apresenta bons programas esportivos. Vou tentar assistir esse que você indicou.O "caravana do esporte" e "Brasil da Copa do Brasil" da ESPN também são muito bons.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 17-01-14 16h45min
Sobre a imprensa doméstica, penso que eles perderam uma excelente oportunidade de evoluir junto com o Cruzeiro no ano passado. Nosso time ficou na vitrine e certamente muitos jornalistas de outras praças devem ter procurado informações do Cruzeiro na "mídia" mineira. Assim os jornalistas de BH poderiam ter mostrado um serviço compatível com a importância que nosso time adquiriu durante a competição.
 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 17-01-14 19h49min
Evandro, quando você cita:" ...as pessoas que deveriam narrar fatos,...deixando para quem os lê e ouve formarem o que chamo de OPINIÂO ..." é a mais pura verdade. Alguns narradores de jogos chegam a tentar iludir, enganar o torcedor da forma mais absurda possível. Eu, inúmeras vezes, perguntei aos outros presentes, se por acaso estávamos vendo outro jogo, pois a colocação do narrador e o comentário seguinte era um acinte. Fico indignado com tal atitude, pois é uma tentativa de manipulação.
 Aloisio Mendess | Santa Maria/ DF | 17-01-14 19h58min
O pior é que muitos acabam aceitando este tipo de comentário e sendo manipulado. Não esqueço do jogo entre Cruzeiro e Coríntians em 2010, quando Sandro Meira nos garfou um jogo na mão grande e muitos comentaristas disseram não ver nada de errado no jogo. Fomos roubados o jogo todo, pois o penalti foi apenas um detalhe. Perdemos um título por causa deste jogo. Apenas 2 comentaristas foram a favor do Cruzeiro e deram opiniões isentas : Mauro César e PVC do Canal ESPN. Saudações celestes.
 Mariana_Bh | Não definido | 18-01-14 11h35min
Evandro, O que lamento muito é o fato de muitos estudantes, hoje, não perceberem que o estudo visa, na verdade, a preparação para a lide no mundo. O que implica também pensar que o conhecimento que está sendo transmitido, discutido e desenvolvido na academia, tem de servir para contribuir para a vida da comunidade. O diploma e os títulos deveriam ser, neste caso, conseqüência. Temos funções a exercer e isto deveria ser visto com um pouco mais de seriedade.
 Mariana_Bh | Não definido | 18-01-14 11h36min
E isso vale também para os profissionais da comunicação. E seguindo nesta direção, penso que vc foi, na verdade, feliz em sua colocação, pois acredito que nunca foi tão importante pensar e discutir sobre valores como o respeito, o cuidado com o outro, e sobre a amizade. E justamente porque nossa sociedade se mostra carente destes valores, destas perspectivas. A convivência tem sido conflituosa e retomar o respeito e a paciência são questões urgentes. Abs.
 carlos_Almeida | Vitória | 18-01-14 14h14min
Evandro, é melhor propor respeito do que propor amizade no esporte, o que não quer dizer que não pode ter amigos. Você parabeniza profissionais, vou dar exemplo de profissionalismo, por coincidência,tirado de um comentário seu. Quando Pequetito narrou bem a defesa do Vítor, muito Cruzeirense chiou e você na época comentou "O cara é competente e o pessoal chia". Exemplo de mau profissionalismo é muito fácil achar, eu enumeraria vários e de bom, são poucos.
 pyxis | BHZ | 18-01-14 16h53min
Dra. Celeste, eu diria que vamos tocando, ou como diz o poeta, sofrendo e caminhando...
Com relação aos profissionais da mídia, publiquei a coluna e sai para a coletiva do GPT sobre o programa "Embaixadores SF"... TUDO que escrevi de crítica, vi reunido numa sala de menos de 30m2 com quase 30 profissionais da mídia rural e do Cruzeiro, que inclusive fez com que a minha coluna parecesse uma "água de batata"...
 pyxis | BHZ | 18-01-14 16h55min
Aloisio, a frase não é minha... é uma citação realística. O que você descreve é, pelo menos pra mim, muito triste. Algumas pessoas são direcionadas a repetir opiniões dos outros Por preguiça. E se sentem "esclarecidas" e corretas. Depois não assumem nada dos erros e incorreções que ajudaram a consolidar/reproduzir.
 pyxis | BHZ | 18-01-14 16h58min
Mariana, alguns poderão apoiar seu comentário e achar contraditório em função da forma com a qual escrevo. Enendo ser muito mais desrespeitoso textos cheios de eufemismos e analogias que permitem várias interpretações do que ser direto.
Sinceramente? Depois da coletiva de ontem, perdi completamente a esperança que a mídia esportiva rural e os que nela militem sejam, minimamente, sérios e/ou Profissionais. As exceções são mais do que raras, e facilmente, engolidas pelos vestais.
 pyxis | BHZ | 18-01-14 17h07min
Carlos_Almeida, as redes sociais e Internet, ao mesmo tempo que democratizaram de maneira excepcional e sensacional o ACESSO à INFORMAÇÃO, estão provocando alguns defeitos, desvios e efeitos colaterais indesejáveis.
Sociologicamente falando, psicopatas (para ser extremista) que tinham atuação em círculos restritos, passaram a ter O MUNDO como "palco". As pessoas confundem RESPEITAR OPINIÃO com "NÃO CONTRADITE A MINHA OPINIÃO". Todos parecem ter opinião formada e não se interessar por #FATOS.
 PHDF | Brasília | 21-01-14 13h20min
- Evandro, creio que em uma população de 8 milhões, 99,9% seja teleguiada. Será difícil fugir desta lógica, pois são poucos que possuem acesso à fonte primária, que no caso é o bastidor do mundo celeste.
- Mesmo aqueles que conseguem fazer uma leitura crítica das matérias e comentários, estão sujeitos ao erro por falta da informação original.
- Considerando que estamos no momento da geração twitter, a que só lê 140 caracteres ou a manchete ou frase de efeito, sua missão se torna quase...
 PHDF | Brasília | 21-01-14 13h32min
...impossível, porém nobre a partir do momento que consegue que alguns reflitam antes de disseminar as manchetes.
- Creio que o futebol nunca será transparente, mas já seria um avanço se a população exigisse essa prática tal como está começando a exigir na política. Se nem na Europa estão conseguindo impedir as manipulações, imagine aqui quanto tempo demoraremos.
- Será, por exemplo, que algum dia os sócios torcedores terão acesso ao balanço do clube? E se tiverem, quantos saberão ou ..
 PHDF | Brasília | 21-01-14 13h40min
analisa-lo ou terão a vontade de fazer isso? A maioria dos cidadãos nao comparece nem em reunião de condomínio.
- Em suma, creio que o futebol permanecerá sendo um mundo fértil para as manipulações e as irracionalidades, porém sempre haverá os apreciadores do jornalismo inteligente e etico. Há espaço para isso, principalmente em Minas.
 pyxis | BHZ | 27-01-14 22h37min
PH,
1. Sua lógica e seus números são furados. Premissas falsas NUNCA produzem conclusões verdadeiras (isto é lógica !!!)
2. O aumento da massa crítica NUNCA foi nocivo a qualquer evolução.
3. Existe alguma disciplina ou ramo do conhecimento "transparente"??? Acredito que não. Se o cidadão "não quer nem saber", que não saiba. Mas não se apresente em redes sociais e ambientes virtuais com opinião de quinta categoria.
4. OS SF tem acesso aos balanços, e podem MUITO MAIS. Vc verá.
 mrr | Natal | 29-01-14 08h53min
Sei que nao deveria, mas assim mesmo o farei RS.... Pyxis sabe que já estou te achando divertido!!!Qta aposta eu pagarei em um momento oportuno, da última vez que estive em BH foi um bate volta. Mas até lá continuaremos escrevendo aqui para felicidade ou infelicidade da nação RS... ;)
 pyxis | BHZ | 30-01-14 00h34min
mrr, bom que você está me achando divertido. Bom sinal... primeiro passo para deixar de usar o fígado e começar a usar os dois neurônios. RSRSRS ABS/ :-P P.S. Não me importo sobre receber ou não apostas. Aliás, prefiro não recebê-las pois poderei cobrar SEMPRE.
 PHDF | Brasília | 31-01-14 19h54min
- Os números foram apresentados de forma figurativa, para ilustrar o raciocínio. Ninguém possui este levantamento com exatidão. Mas não é necessário muito esforço para se concluir da falta de informação e de interesse da maioria em apurar e analisar os dados quando possui acesso.
- Isto por si já cria o ambiente propício para manobras. No meu ramo - área tributária - vejo diariamente isso acontecer. A maioria sabe nada sobre arrecadação tributária e sempre escreve algo a respeito.
 PHDF | Brasília | 31-01-14 20h03min
- Difícil é ver nisso uma premissa errada. Para mim parece óbvio que a consciência e análise crítica da maioria de qualquer grande grupo, além de um processo demorado, é quase sempre uma utopia, embora seja uma causa nobre que pode propiciar alguns bons resultados.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
24/09 - 20h40 [1 coment.]
Arrascaeta marca gol 900 no Campeonato Brasileiro por pontos corridos 

24/09 - 10h03 [8 coment.]
Cruzeirenses torcendo #24hnoMineirão e mostrando a sua força 

24/09 - 09h32 [0 coment.]
Alisson é liberado pelo departamento médico e confirmado na decisão 

23/09 - 23h21 [0 coment.]
Sub-14 estreia no estadual com vitória sobre o América-MG 

23/09 - 23h12 [0 coment.]
Sada Cruzeiro bate Sesc RJ e começa torneio com a mão direita 

23/09 - 23h00 [0 coment.]
Sada Cruzeiro FA confirma a 1a colocação da Conferência Sudeste 

23/09 - 22h51 [0 coment.]
Diretoria do Cruzeiro anuncia a renovação de contrato de Murilo 

22/09 - 15h29 [3 coment.]
FMF é usada para gerar renda a aliados e membros de uma família 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster