Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Eliane Pessoa - Consultora RH



Torcedor Cibernetico
A Dialetica Virtual x Real

30/01/2005 | Evandro Oliveira
Pelo menos começou diferente

O contrário aconteceu neste final de semana. A expectativa era menor, as contratações bombásticas ficaram para trás

A estréia do Cruzeiro em 2004 foi bastante diferente deste ano. A começar que as expectativas do torcedor estavam muito altas e o Cruzeiro estreiava no Mineiro depois de um amistoso nada convincente contra a Cabofriense-RJ. A estréia contra o Valério no ano passado teve mais estrelas, menos futebol, derrota incompreensível e pouco apoio da torcida. O contrário aconteceu neste final de semana. A expectativa era menor, as contratações bombásticas ficaram para trás (ressalta-se que a grande quantidade de contratações deste ano não significam que a qualidade seja superior e ainda vão ter que trabalhar muito para mostrar que justificam a confiança depositada neles), e a maior surpresa: A torcida compareceu e apoiou o time quase integralmente.


Sobre os jogadores que estreiaram na equipe cruzeirense até que a primeira amostragem foi positiva. Para um time totalmente reformulado, do treinador e comissão técnica até o ponta esquerda, os novatos e aqueles que não eram considerados titulares, mostraram empenho e a falta de ritmo natural num início de temporada. Ao menos do jogo de ontem o destaque que coloco é quanto ao volante Fábio Santos. Vê-lo em campo conversando e atuando como se já estivesse há muito jogando com seus companheiros foi uma agradável surprêsa. Os demais jogadores não podem ser avaliados por uma partida ou metade dela (ainda mais se considerarmos que o adversário de estréia tem setores fraquíssimos). O destaque negativo fica por conta do jogador Marcelo Batatais que comprometeu em vários lances e tem que ser orientado pelo treinador para não ficar exposto e, principalmente, para não expor seu companheiro de zaga como tem feito.


Sobre o treinador é necessário um espaço separado de avaliação. Concordamos com
o treinador de maneira irrestrita quanto à avaliação sobre o trio de arbitragem. Os caras são péssimos, e até arrisco a dizer que não são mal intencionados ou
que esteja a serviço dos adversários rurais, mas a Federação não pode continuar
com árbitros e auxiliares (estes principalmente) tão desqualificados e despreparados. O Levir tem razão, MAS (tem sempre um mas!) já de cara ir
reclamando do gramado, do vento, da chuva, dos adversários, da cor da camisa.


Levir voltou ao Cruzeiro numa condição de ter recursos de qualidade e muito
melhor do que da sua última passagem. Que não comece com essas reclamações
que mais parecem uma tentativa de esconder erros e defeitos. Compreendemos que
neste início de temporada não pode-se exigir dos jogadores, do conjunto e
do plano tático do time. Não são todos torcedores que compreendem isso, mas a
maioria compreende. Vá com calma Levir. A torcida do Cruzeiro evoluiu muito desde a sua última passagem por aqui, e esperamos que você também tenha evoluído.


A torcida surpreendeu até a diretoria.


Embora a diretoria afirme que previu uma presença máxima de 25 mil cruzeirenses, este número é duvidoso pois foram muitos os ingressos vendidos a torcedores de papel e sem a menor ligação com os ingressos plásticos e destinados exclusivamente ao jogo.


Grande parte dos torcedores entrou com a partida iniciada. Eram passados 30 minutos do segundo tempo, quando normalmente os portões se abrem para as pessoas irem embora, e ainda tinha torcedor comprando ingresso.


O curioso é que até os especialistas-palpiteiros sobre presença de público deram com os burros n'água. Erraram feio, e desta fez não tiveram como responsabilizar a torcida do Cruzeiro. Talvez a torcida do Cruzeiro esteja mais atenta e realista do que alguns que dirigem e comentam o futebol mineiro.


Adicionalmente, a torcida fez o seu papel e mesmo com jogadores que fizeram muito feio em 2004, a torcida foi compreensiva (é claro que nem todos torcedores são assim, e estamos generalizando pelo comportamente da maioria).

O curioso é que tinha torcedor que nem saber quem eram os onze que estavam jogando sabia... um deles, ao meu lado comentou que Jussiê estava com a 11, que Maldonado tinha ido embora, que o Artur fez excelente defesa e por aí vai.


Isso tudo faz parte... pelo menos começou diferente.




Saudações Celestes ETERNAMENTE CAMPEÃS


Evandro Oliveira

Belo Horizonte - MG


Escrevo periodicamente para o Cruzeiro.Org


Comente comigo este texto - Envie mensagem para pyxis@cruzeiro.org


Evandro Oliveira e cruzeirense desde a decada de 1960 e costuma ficar zangado quando ve tolices na boca de cruzeirense, mas talha o sangue quando ve a midia manipulando cruzeirenses alienados e desavisados.
pyxis@cruzeiro.org

Leia também as colunas anteriores Torcedor Cibernetico

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

Não há comentários para esta Coluna.

 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/11 - 12h33 [1 coment.]
Sada Cruzeiro FA vira nos minutos finais e garante-se no Brasil Bowl 

19/11 - 11h46 [1 coment.]
Cruzeiro prossegue no Brasileiro em busca de melhor posicionamento 

18/11 - 17h37 [1 coment.]
Líder da Superliga, Sada Cruzeiro vence clássico citadino por 3 a 0 

17/11 - 19h32 [1 coment.]
Cruzeiro assegura três dos seus cinco patrocinadores para 2018 

17/11 - 08h26 [1 coment.]
Jogadores do Cruzeiro começam a se manifestar sobre salários 

17/11 - 07h19 [1 coment.]
Sub23 faz campanha pífia e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes 

16/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

16/11 - 18h51 [1 coment.]
Zagueiro Manoel passará por tratamento o restante da temporada 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster