Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
Blog Páginas Heróicas Digitais



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

01/08/2013 | Voz da Arquibancada
Benvindos ao Cruzeiro !!!

por Dalai Rocha

Finalmente, poderá começar um diálogo, em Minas, sobre conquistas de títulos.

Estávamos cansados de tentar explicar as razões que levaram o Instituto de História e Estatística de Futebol - IFHHS, sediado na Alemanha e reconhecido pela FIFA, a outorgar ao Cruzeiro o título de Melhor Clube Brasileiro do Século XX.

Os adversários citadinos respondiam com o “Campeão do Gelo” (sem qualquer testemunha, nem eles sabem o que é!) e os tantos campeonatos mineiros anteriores à Era Mineirão.

Enquanto isto, nossa longa jornada serviu para acumular títulos reais: Duas Libertadores e dois VICES com muito orgulho; Quatro Copas do Brasil; Dois Brasileiros (aquele da estrelinha amarela), DUAS Supercopas da Libertadores.

Como não havia “diálogo” possível em Minas, o cruzeirense sofria apenas quando não conseguia ser campeão. Aquela dor doída, mas que logo dava lugar a novas esperanças.

Nestes dois últimos anos, porém, com a excelente equipe montada pelo rival rural ( não se sabe ainda a que custo!!!, mas não é problema nosso), nós passamos a experimentar um tipo novo de sofrimento: o sucesso do adversário. Inédito para quem tem menos de 40 anos. Dói tanto ou mais, do que as nossas próprias frustrações.

É aquele indefinido gosto de cabo de guarda-chuva na boca, como se de repente não houvesse o amanhã; enfim, a fossa esportiva que nos deprime a partir da raiz dos cabelos, que extrai a fórceps o interesse em todas as demais coisas, tudo, mas tudo mesmo, fica cinzento, sem vida. Não chegamos a ponto de falar que um troféu é melhor do que mulher, mas a dor é comparável ao momento de que perdemos o amor de uma mulher.

Há dois anos estamos sentindo na pele e na alma o que os torcedores do lado negro da lagoa vinham suportando há quarenta anos. A dor imensurável do sucesso do adversário. A gente nem se dava conta dessa dor, porque o nosso adversário só ganhava, de vez em quando, o campeonato rural. Aí, fazia buzinaço, passeata na Savassi, a gente sorria e afagava os amigos felizes, como se afaga a criança que recebeu um carrinho de plástico, que tem corda e anda sozinho... ou um brinquedo que funciona a pilha não recarregável e demora a comprar outra pilha.

Dos meus três filhos, um é atleticano. Ambiente democrático é assim. Direito dele,inalienável. Acompanha o time, em qualquer circunstância, como fez indo recentemente até Assunção-PAR. Experiência vivida por cruzeirenses muitas vezes. É um filho maravilhoso, advogado brilhante, com especialização em Lisboa e Cambridge, mas que fica inconversável nas derrotas. Sem êxito, procurava repetir-lhe aquela frase de autoajuda nestas ocasiões “o futebol é a coisa mais importante entre as coisas sem importância”. Nasceu em outubro de 1970, ou seja, com 43 anos de idade, só agora sente o gosto de comemorar, pela primeira vez, um título realmente importante. No centenário de fundação (2008) do time escolhido por ele, passaram em brancas nuvens e até então, na história deles, só duas conquistas marcantes: Campeonato Brasileiro de 1971 (título que nunca nenhum cruzeirense ignorou, ao contrário deles que ignoraram sempre todos os títulos do Cruzeiro) e o Título de Campeão da Série B em 2006 (que, inexplicavelmente, eles ignoram). Talvez ignorem porque o rebaixamento para o Grupo B em 2005 deu ao Cruzeiro outro título: Único em Minas, jamais rebaixado. E um dos cinco, no Brasil todo, na primeira divisão desde 1921. Por isto, chego achar justo, este título deles, vendo o meu filho tão feliz. É como se apenas agora ganhasse uma bicicleta de adulto, enquanto tantos os colegas já pedalavam há muito tempo. Em nosso caso, já pedalávamos nesta "bicicleta importada" desde 1976. A cada ano, nestas quatro décadas, ele sofreu com os demais atleticanos, o que nós só tivemos noção nos últimos dois anos. E como tem sido doloroso. Sabemos agora que, se eles pudessem, trocariam este título da Libertadores pelo rebaixamento do Cruzeiro em 2011. Bastava um empate, mas levaram de 6 a 1.

Agora, 37 anos depois da nossa conquista, o 6a1o, ultrapassa América, Villa Nova, Tupi, e outros, tornando-se o segundo clube de Minas Gerais a conquistar a Taça Libertadores. Esta conquista ninguém tira deles.

Na taça, que irá para a galeria de troféus da sede deles, empoeirada por não entrar um troféu lá há décadas, estão afixadas as plaquinhas de todos os campeões anteriores. E, espera-se, que a diretoria do rival, acostumada a pintar manto de santa e outros comportamento esquisitos, não mande pintar de preto duas plaquinhas azuis, com cinco estrelas... não vilipendiem uma taça que vocês demoraram mais de 100 anos para obtê-la. Quem sabe se vocês não fizerem maluquices chegam até onde já estamos há muitos anos.

Um abraço para toda a nação cruzeirense. Sejam benvindos, SOMOS CRUZEIRO!


Dalai Rocha é conselheiro do Cruzeiro Esporte Clube.

Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 02-08-13 07h40min
Parabéns Dalai. Belo texto. Agora que eles experimentaram a cereja do bôlo, que fiquem com um gosto de quero mais por longos anos.
 pyxis | BHZ | 01-08-13 13h16min
Não precisou nem escrever um livro para narrar os 92 últimos anos da história do futebol mineiro. Belíssima descrição do futebol mineiro e do comportamento dos torcedores da maior torcida de Minas e dos torcedores de seu adversário rural. Parabéns!!! Aqui é CRUZEIRO!!!
 marco | Curitiba | 01-08-13 15h51min
Parabéns pelo belíssimo texto. Descreveu como poucos o que é ser Cruzeirense.
 chiabi | Nova Lima | 01-08-13 21h24min
Mestre Dalai, Parabéns! Texto maravilhoso. Forte abraço Clemenceau
 João Duarte | Vit�ria | 02-08-13 14h34min
Mestre Dalai, Parabéns pelo maravilhoso texto. Tomei a liberdade de divulgá-lo no meu perfil do FACEBOOK. Um grande azbraço AZUL - João Duarte.
 Romeu F Madureira | Belo Horizonte | 02-08-13 21h14min
Excelente texto. Você tirou das entranhas celestes o sentimento aqui exposto. Parabéns!
 Jorge Schulman | Belo Horizonte | 05-08-13 21h29min
A meu dileto amigo de Confraria, Mestre Dalai. Ecoa ainda nas ruas essa mistura de buzinaço amargo, fel irritante, espécie de máscara irônica de tantas postergações. Acompanho seu sentimento paternal, gostinho de filho que experimenta o sabor da vitória. Eu faria e me sentiria igual. Desejo também que isso possa repercutir na vida social de maneira mais salutar, com imagens menos desgarradas e impotentes. BIENVENIDOS A CRUZEIRO. Abraço enorme - Jorge Schulman
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
23/11 - 21h14 [2 coment.]
Cruzeiro vence rival e é campeão da Supercopa Sub 20 do Brasil 

23/11 - 10h51 [7 coment.]
Blog denuncia Itair e Ângelo Pimentel por receber dinheiro de jogador 

22/11 - 20h26 [5 coment.]
Vicintin: As cobranças de conselheiros, contratações e dívida 

22/11 - 20h00 [1 coment.]
Conselheiros pedem comissão para investigar gestão de Gilvan Tavares 

21/11 - 20h54 [1 coment.]
Léo protagoniza lançamento do livro ´A Quinta Estrela` sobre CopaBr 

21/11 - 20h38 [2 coment.]
Ex-diretor diz que Gilvan sabia das negociações com Latorre 

20/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

20/11 - 18h31 [3 coment.]
Cruzeiro esbarra na trave e empata com o Vitória (BA), no Barradão,  

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster