Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home | Noticias | Blog PHD | Charges | Colunistas | Competicoes | Especiais | 

Cruzeirenses pelo Mundo | Torcedor do Futuro | Servicos | Quem Somos 

*** AVISO - PODCASTs, NOTÍCIAS E COLUNAS DE OPINIÃO ESTARÃO, a partir de 26 de JULHO de 2020 no Blog PHD ***
Cruzeiro.Org - 25 anos



Retrovisor Celeste

08/03/2012 | Lílian Alcântara
Ao dia das mulheres

Um pouco mais de respeito!

Evito narrar a história da data e sua importância, acredito que já estão todos cientes. Felizmente um dos espaços historicamente machistas que as mulheres vêm conquistando com êxito é o futebol.

Presidente de clubes, bandeirinhas, valorização ao futebol feminino e artigos esportivos para mulheres. Porém algumas destas conquistas são muitas vezes ridicularizadas. Se a presidente faz um mal negócio é porque é mulher, se a bandeirinha erra o impedimento, também é culpa de seus cromossomos xx.

Junto à estas intolerâncias vem a homofobia. Um time não pode ter um estádio com nome de mulher ou "Brinco da Princesa" porque é "gay" e pior, "gay" é pejorativo no mundo do futebol, como se fosse ter uma vergonha ter gays na torcida ou no time. Como se fosse uma vergonha ter uma grande torcida feminina também. "Porque futebol é coisa de macho!"

Muito me entristece ver a data de hoje ser utilizada para atiçar fúrias de torcedores com imagens de torcedores gays e legenda "parabéns pelo dia da mulher" em tom altamente pejorativo.

Os mais informados devem ter lido as inúmeras reportagens sobre "a revolução masculina", porque as mulheres aprenderam a abotoar a calça jeans e enfrentaram os preconceitos para podê-la usar e os homens ainda não vestiram suas saias para fugir do verão (explicação ilustrativa, busquem mais informações sobre o tema). E a falta dessa "revolução masculina" afeta as revoluções homossexual e feminista.

Aos que nunca responderam um tópico de alguma blogueira com ideais distintas a sua com "que absurdo, você não entende nada de futebol, volta pra cozinha", ou que acham engraçado artigos femininos dos clubes alheios e chamam as outras equipes PEJORATIVAMENTE de "elas" está aqui meu repúdio. É nojento o que vocês fazem.

Feliz dia das mulheres não só às mulheres cruzeirenses, mas à todas. As que insistem em lutar pelo seu espaço no mundo machista do futebol, força e muita luta. Ainda seremos realmente respeitadas.

Lílian Alcântara
lilian_alcantara92@yahoo.com.br

Leia também as colunas anteriores Retrovisor Celeste

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 08-03-12 18h11min
Lilian, parabéns pela coluna e pelo nosso dia.Eu gosto do Cruzeiro, mas entendo pouco de futebol. Não tenho paciência com esquemas táticos e coisas afins. Aqui nesse espaço sempre fui bem tratada, salvo raríssimas excessões. O torcedor excede no palavreado muitas vêzes. Mas a situação fica restrita ao momento do jogo. Eu, quando assisto jogos do cruzeiro, principalmente no ano passado, esgoto meu estoque de palavrões.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 08-03-12 18h17min
Não podemos negar que temos visto muitas provocações que têm extrapolado o bom senso ultimamente. Acredito que não devemos associar isso ao torcedor comum. O que vivemos hoje é uma crise moral sem precedentes. O torcedor que extrapola na arquibancada é o mesmo que dirige alcoolizado, rouba banco ou dá trotes violentos na faculdade. Muitas pessoas hoje não temem as consequências do seus atos. O momento ruim não está só no futebol.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 08-03-12 18h22min
Tenho 50 anos de idade. Quando começei à torcer pelo Cruzeiro, ouvia futebol pelo rádio escondido de minha avó.Isso há uns 35 anos atrás. Hoje frequento esses espaço, uso a camisa do clube e não raro deixo algum compromisso familiar para ver um jogo do Cruzeiro. Meu esposo e minhas filhas, às vêzes me acompanham e torcem junto. Se um dia eu falar que desisti do Cruzeiro vão ficar preocupados.
 lilianalcantara | Foz do Iguaçu | 08-03-12 18h53min
Agradeço a você... é por pessoas como você que conseguimos chegar onde estamos. Só que a briga não acabou... seguiremos buscando respeito total, isso tem que ser corriqueiro, não temos que lutar para sermos respeitadas, este respeito devia vir naturalmente. Fiquei realmente feliz com seu comentário Ceu, abraço especial pra você neste dia!
 pyxis | BHZ | 09-03-12 22h24min
Lilian, discordo de muita coisa que vc escreveu. A começar pelo tal dia internacional da mulher. Nem vou entrar na polêmica mas se precisa ter dia comemorativo é porque alguma migalha foi concedida... dia do trabalhador, dia da abolição da escravatura, dia disto e daquilo.
Com relação ao respeito, concordo com várias Passagens mas discordo de uma. As mulheres podem falar, escrever e muito mais sobre o futebol, embora eu tenha severas críticas a algumas (muitas!) mulheres que habitam... cont
 pyxis | BHZ | 09-03-12 22h25min
... as chamadas mesas redondas. Acho que elas próprias não se dão ao respeito. Outra discordância é sobre o futebol feminino. Discordo completamente que as regras do futebol feminino sejam as mesmas que o masculino. Um grande erro e falta de respeito, mas se as mulheres insistem... vamos continuar sem futebol feminino no Brasil.
 lilianalcantara | Foz do Iguaçu | 11-03-12 15h46min
pra mim dizer que elas que não se dão ao respeito é uma comparação tão medíocre como dizer "bermudinha? tá pedindo pra ser estuprada". Mas vamos por ordem... quanto a data também sou contra algumas datas, mas esta tem um motivo, não é uma data comercial, existe um motivo pra ela ser OITO E MARÇO. E ainda havendo uma luta em função dos direitos das mulheres uma data para canalizar isso é importante para a luta e para não morrer essa memória do mundo machista, historica e politicamente falando
 lilianalcantara | Foz do Iguaçu | 11-03-12 15h49min
Eu tenho críticas a vários blogueiros e blogueiras. Mas não são melhores ou piores por seu gênero. O que discuto é isso. E quando discordo das palavras de uma blogueira/jornalista não a acuso de atrapalhar o movimento da inserção das mulheres neste mundo. E voltando ao "não se dar ao respeito" então que os programas escolham mulheres mais qualificadas. Mulheres só são aceitas pra falar de futebol quando são "gostosas" ou muito superior a qualquer apresentador homem. Quanto ao futebol feminino
 lilianalcantara | Foz do Iguaçu | 11-03-12 15h51min
não vou contestar porque não entendi bem quais regras vc quis dizer. Mas o que defendo é que uma mulher esportista (não só futebolista) não deve ser acusada de homossexualismo por ter um corpo musculoso. Músculo não é só pra homem e delicadeza não é só para mulher. A questão é essa.
 Gattuso_LaBestia | Papagaio | 13-03-12 13h09min
Não me importo com quem está fazendo o comentário de um jogo, desde que tenha conhecimento (somente para comparação). Acho que a coluna foi um pouco ofensiva, mas, cada um com seus pensamentos. Há comentarista pior que o Neto?!?! Não, não há! E o que eu faço?! Não assisto! Hoje tem mulher apresentando programa de MMA, e eu gosto bastante! Esse tal "machismo" não cabe mais em esporte nem em lugar algum!
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
26/07 - 07h00 [1 coment.]
Cruzeiro.Org muda o foco de seu conteúdo e serviços 

10/07 - 11h07 [2 coment.]
COLAPSO: ´Má Gestão x Má Fé` por Sérgio Santos Rodrigues 

10/07 - 07h07 [0 coment.]
CENTENÁRIO: CBF marca jogo contra o Cuiabá (MT) dia 2 de janeiro 

10/07 - 06h49 [1 coment.]
COLAPSO: Aumento das despesas de salários em 50% com Wagner Pires 

09/07 - 19h34 [0 coment.]
CENTENÁRIO: Vinte anos do TRI na Copa do Brasil na Toca 3 

09/07 - 19h17 [0 coment.]
COVID-19: CBF define calendário. Série B encerrará em 30 de janeiro 

08/07 - 12h42 [0 coment.]
COVID-19: Cruzeiro prioriza Toca 3 mas avalia sede no interior 

07/07 - 19h29 [0 coment.]
COVID-19: FMF define retorno do Mineiro 2020 para 26 de julho 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org® Desde 1999 - Site Oficial da Torcida - ANO 21 - Contatos para Webmaster