Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

ATENÇÃO COM SUA SENHA
Caso você tenha dificuldade com sua senha, peça uma NOVA. Se não receber uma nova, nos avise.
De Jure - Coworking



Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul
Joao Duarte, engenheiro escreve periodicamente no Cruzeiro.Org

03/09/2010 | Joao Duarte
As Fontes de Arrecadação e a Estratégia

Muitos criticam o que os Perrelas fazem à frente do Cruzeiro, mas, o fato é que temos sido copiados por quem faz sucesso

Mundo Azul,


As Fontes de Arrecadação e a Estratégia dos Clubes mais Eficazes do Brasil - Muitos criticam o que os Perrelas fazem à frente do Cruzeiro, mas, o fato é que temos sido copiados por quem faz sucesso. Analisando os balanços das vendas dos clubes o Cruzeiro é o 3° clube que mais arrecadou nos últimos 5 anos, atrás apenas de São Paulo e do Internacional.
Veja neste link http://ow.ly/2ziyr o que fala o vice-presidente de futebol do Inter (Fernando Carvalho, que é um dos caras que reputo mais conhecem de futebol entre os dirigentes do futebol brasileiro da atualidade) que elenca as razões pelas quais uma de suas estratégias mais importante é projetar o clube com base na venda de 1 a 2 jogadores por ano, desde 2002.

☻ Com o dinheiro arrecadado são contratados jogadores para as posições carentes do elenco.
☻ Com a saída de jogadores se abre espaço para que novos talentos apareçam

☻ Ao revelar jogadores que saem e prosperam o clube consegue firmar seu nome no mercado como revelador de talentos.

O que não concordo com os Perrelas é tentar firmar o clube como VITRINE, pois, isto acaba por criar uma ligação fraca dos profissionais com o clube, coisa que a gente muitas vezes não vê em outros clubes, como o Inter, por exemplo.

Mas, se os Perrelas foram os primeiros a interpretarem bem as regras da Lei do Passe e com isto saíram na frente, ao contrário de outros como o nosso ex-rival citadino (agora são de Vespasiano, para tristeza do meu grande amigo Marcelo Brasileiro) que acabaram micando com vários jogadores adquiridos a preço elevado exatamente antes da mudança da lei (Ramon, Cleisson, Guilherme, Valdir Bigode, Célio Silva, entre estes exemplos).
Um dos clubes que também viu que esta era uma boa estratégia foi o Inter exatamente sob a gestão do Fernando Carvalho, que foi quem tirou o colorado do cenário de grandes dívidas, falta de crédito e o transformou financeiramente e também futebolísticamente, porque nos últimos 5 anos o Inter conquistou 2 Libertadores, Mundial Interclubes, Copa Sul-Americana finalmente se transformando em time internacional (era a chacota dos gremistas).

Mas, não foi só isto que o Inter fez.

O clube inovou ao criar o ouvidor / ombusdsman para fazer a comunicação objetiva com a torcida. Inovou também na confecção do programa de sócio torcedor que tem, segundo consta, o maior n° de associados em todo o Brasil. E se tem algo que os gaúchos aprenderam a fazer bem foi saber explorar o lado positivo da rivalidade GRE x NAL, para exatamente incrementar as vendas / licenciamento de novos produtos. Estes são pontos que o Cruzeiro ainda mostra necessidade premente de implementação e evolução.
E no campo do futebol ?

♣ Criaram centros de captação e representantes em vários estados. Para se ter uma base o Ramon, lateral esquerdo que agora está no Vasco, foi captado no Espírito Santo. O foco é nos estados do sul, obviamente. O Cruzeiro tinha parceria forte na Bahia de onde vieram Guilherme, Alecsandro, Jajá, Leandro Domingues, Marcelo Ramos, Dida entre outros.

♣ Observação de jovens jogadores em outros centros levando para o Inter jogadores como Márcio Mossoró (Paulista de Jundiaí), Alexandre Pato, Sandro (aliás é mineiro), Giuliano (destaque no Paraná Clube) entre outros. Foi pelo fato de ter olheiros em Santa Catarina que Ramires (Joinville) e Maicon (Criciúma) vieram parar no Cruzeiro, por exemplo.

♣ Planejamento de quem poderá ter venda preferencial - Citar por exemplo a venda de Tayson porque o clube já tem vários outros que podem ocupar este espaço sem que o clube perca tecnicamente. Este ponto muitas vezes não é observado nas vendas do Cruzeiro. É preciso um melhor tratamento e uma análise de potenciais compradores, para orientar a venda. Saber quem são os empresários com trânsito nos grandes clubes dos grandes centros e saber oferecer o jogador, é totalmente diferente de aguardar as sondagens ao clube.

As outras fontes de arrecadação do clube podem ser melhor exploradas ?
- Creio que sim. Por exemplo, mesmo tendo sido o melhor patrocínio da história do clube e julgando que dinheiro não leva desaforo prá casa, creio que a forma como foi feita a negociação com o BMG, não foi a mais satisfatória. O layout da exposição da marca na camisa provocou em muitos torcedores um efeito negativo e muitas camisas deixaram de serem vendidas.
- Sendo o time que tem mais torcedores dentro do estado de Minas Gerais, creio que o Cruzeiro começou a trabalhar muito tarde o patrocínio do clube e chegou a ficarnos últimos tempos longos intervalos em patrocínio master.
- Tudo bem que o nosso mercado não seja comparável com Rio e São Paulo, mas, não com todos os times dos grandes centros. Temos potencial de venda muito maior que Botafogo, Fluminense, Santos, Vasco e Palmeiras por exemplo e recebemos menor remuneração que eles. O Cruzeiro é um dos times campeões de vendas dos PPV da Globo e creio que isto precisa ser melhor explorado.
- CruzeiroMania, Licenciamentos, Cotas dos Clubes Sociais são tópicos que ainda acrescentam pouco ao portfólio de venda do clube.
- Bilheteria : O Cruzeiro formou um time competitivo em 2010, entretanto não temos disponibilidade de estádio em BH. Creio que o Cruzeiro não se antecipou aos fatos e a venda do programa do Sócio do Futebol, foi em momento inoportuno, exatamente porque o clube não verificou o processo de atraso do Independência. Como justificar ter um título, cujo benefício maior era permitir a entrada gratuita no estádio, programa traçado com base no Mineirão, que todos sabiam que seria fechado em 2010, para as reformas visando Copa das Cofederações (2013) e Copa do Mundo (2014). Mas, porque ninguém acompanhou o que se passava no Independência e as consequências que o atraso provocaria ? Agora, as coisas se explicam, mas, a perda é inexplicável.

Muitos criticam os Perrelas sem reconhecer que a gestão deles foi de sucesso, porque mesmo estes clubes que arrecadam muito mais que o Cruzeiro, tem parceiros fortíssimos (caso da UNIMED com o Fluminense por exemplo) com injeção de vultosas somas de dinheiro, não alcançaram o mesmo númeroo de título que os Perrelas e muito menos mostraram gestão mais competente, uma vez que o Cruzeiro é entre os ditos grandes clubes do Brasil o que menos deve e um dos poucos que não tem problemas graves de causas trabalhistas. Isto nunca é reconhecido pelos que são desafetos dos Perrelas, o que não é justo.
O Cruzeiro tem grande potencial e caberá não só a esta gestão, mas, também às futuras catapultar as nossas arrecadações, de forma a se permitir que o Cruzeiro venha a competir em alto nível entre os 5 maiores clubes do país.

E a homenagem desta coluna hoje vai para : Anísio Ciscotto, Alberto Rodrigues, Evandro Oliveira (reclama que eu não o homenageio... taí, o que você queria), RDish (que ainda não está convencido que o Mineirão deveria ter sido reformado... rs, rs, rs), Elias Guimarães, Camaleão (que fez mais uma charge inesquecível dias atrás), Manicure do Serro (que sumiu de novo), Rapoza Matreira( parece que tomou outra surra no campeonato brasileiro de Vale Tudo), Azul Celeste BH, Bruno Barros, Céu, Jacigatty, Beth Makennel, Nádia2007 + Nando, Marcinha e Moema-FOX direto de Chicago...em nome de todo o mundo azul.

E de Conceição do Mato Dentro : Chiabi Jr., Eliezer Mattos, Léo Mattos, Otacilinho, JB Lazarinni, Tiú e os grandes Kabutê e Bigode filhos da inesquecível D. Maria do Milton, só gente boa da minha terra natal.

Cruzeiro, Cruzeiro Querido... Tão Combatido, Jamais Vencido



Joao Duarte
joaochiabi@globo.com

Leia também as colunas anteriores Joao Duarte, uma Voz da Velha Guarda Azul

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 04-09-10 08h05min
Alô mestre João. É bom acompanhar notícias do nosso cruzeirão através de pessoas que sabem o que falam. Gostei desse resumo que você fez sobre arrecadação e concordo sim com esse ponto que vc diz que o clube precisa saber a hora certa de negociar. Por exemplo, aquela do Ramires foi drurys. Aqui no sul de Minas nós ficamos um pouco longe dos acontecimentos de BH e não acompanhamos de perto o dia a dia do clube. Mas sou Perrela até de baixo d'água, pois sei o quanto o clube cresceu na
 MAIOR DE MINAS | Pouso Alegre | 04-09-10 08h10min
na administração deles. Temos que continuar crescendo e com certeza o futuro do cruzeiro não será sombrio como querem os anti cruzeirenses. A sacudida dada no clube pelo ZZPerrela foi uma tacada de mestre. (de quem entende). Nosso time acertou nas mãos do CUCA e vamos sim brigar com as chamadas potências financeiramente falando e comendo pela beirada acredito que se fatores extra campo não influenciar, seremos líderes do brasileirão na 1ª quinzena de Novembro. Grande Abraço!
 pyxis | BHZ | 04-09-10 08h13min
JDuarte,
1) Admiro a sua paciência em explicar, revisar, reexplicar, esclarecer, etc etc etc para certos torcedores que falam sem conhecimento de causa e ainda são repetitivos nos equívocos. Parabéns! Jó ficaria com inveja.
2) RDish até hoje não acredita que a Copa de 2014 será no Brasil, quanto mais acreditar que a reforma do Mineirão era, é e será a MELHOR OPÇÃO para o futebol mineiro.
3) Eu não reclamo pelos "abraços"... você sabe disso ;-)
 pyxis | BHZ | 04-09-10 08h15min
4) Vc não fez um "rescaldo" da Loteca na semana passada... Mas conforme escrevi, fiz os 10 pontos previstos... errei em dois sêcos favoritos e dois resultados que eu apostei na surpresa.
Esta semana, pelas filas da Mega, desisti de jogar...
 pyxis | BHZ | 04-09-10 08h18min
Em relação à coluna, é MAIS OU MENOS o que você imagina. Não existe paradigma a ser seguido pois cada realidade é diferente de time para time. Discordo do modo "Cruzeiro de prateleira" implementado no Cruzeiro (equiparando o Cruzeiro a uma prateleira de supermercado para Europeus e exterior) mas não creio que modelos de Outros times possam ser aplicados no Barro Preto. ainda temos muito para evoluir.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h03min
Evandro,
Eu sou contra ou melhor radicalmente contra o negócio de ser VITRINE, onde marcas são expostas e pagou levou.
Ainda carrego comigo muito do amadorismo de torcedor, que acha que valorizar a camisa que veste seja mesmo importante. Independentemente da tal política de perseguir a ascenção na carreira a qualquer custo, obedecendo à máxima de Maquiavel de que os fins justificam os meios. Nem tanto ao mar e nem tanto à terra, mas, nenhum salário paga um bom ambiente de trabalho.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h08min
Talvez seja por esta razão que a cada dia mais admiro pessoas como o nosso Alex10 ouFelipão, quando declaram que jamais jogariam ou treinariam clubes que são rivais daqueles clubes com os quais se identificaram. Alex10 declarou que tem amor pelo Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe. Não conseguiu criar o mesmo sentimento pelo Flamengo, clube pelo qual também jogou. Felipão recusou proposta maiúscula do Inter.Mas, entendo que uma proposta de independência financeira tenha que ser respeitada
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h11min
Creio ainda que é possível combinar o profissionalismo que o mundo do futebol dos dias de hoje exige, com a geração de compromisso com as cores que se defende. E isto vale para todos os tipos de profissão... Não é uma proposta de x níqueis a mais que tem que nos fazer mudar de ares. O problema é que os procuradores dos jogadores e os empresários acabam por governar a vida dos atletas e os forçam muitas vezes a se mudarem para o ostracismo, por uns trocados a mais...
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h14min
E as VITRINES são o caminho mais fácil para não se criar raízes. O caso do Fábio com o Cruzeiro de completar 6 anos no clubes, Cenni no São Paulo 20 anos, Marcos no Palmeiras já uns 15 anos, são raros para jogadores de linha. Talvez pelo fato de que os arqueiros não sejam devidamente valorizados, que tenha permitido que isto acontecesse. Mas, este grupo atual do Cruzeiro está mostrando uma raça, uma união que não tem tamanho, tá dando gosto de ver.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h17min
O fato de ninguém aparentemente ter forçado a barra prá sair, denota um bom ambiente de trabalho. E o fato de Cuca ser um técnico que não é criador de arestas, muito antes pelo contrário, inibiu o movimento de criação de marolas... aliás, neste capítulo creio que os caras estejam mais do que vacinados no Cruzeiro. Estamos buscando a estabilidade. Se a gente ganhar do Palmeiras em São Paulo e depois do Inter em Minas, chegaremos a 34 pontos em 20 jogos, campanha de classificado à Libertadores...
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h21min
E ao meu grande amigo de sangue azul Evandrão,
É uma honra para mim poder homenageá-lo e receber os seus comentários no espaço. Fiz um jogo da Loteca esta semana, muito interessante : - 3 palpites secos. - Grupo A com 3 jogos, com 2 duplos e um triplo, tendo que acertar 2 palpites básicos.
- Grupo B com 3 jogos, com 3 triplos e tendo que acertar 1 palpite básico... Pega zebra.
- Grupo C com 5 jogos, 4 triplos e 1 duplo tendo que acertar 3 palpites básicos - Obrigação fechar 1 grupo.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 14h23min
O custo normal de 1 jogo com 8 triplos e 3 duplos seria de mais de R$ 26 mil que fica por pouco mais de R$ 350, ou seja uma redução de ± 98% no custo do jogo. Não quis publicar na coluna porque iria ficar grande demais. Estou para te sugerir para a gente criar uma seção específica para este tema. Tem sido um barato jogar de novo na LOTECA...
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 04-09-10 15h28min
João obrigada pela homenagem. E, reforçando o que disse o Evandro, o Mineirão é a casa do Cruzeiro. Não tenho o hábito de elogiar a grama do vizinho. Mas me parece que o trabalho na base do Santos é melhor que o do Cruzeiro. O Santos voltou ao cenário do futebol nacional em 2002 com vários pratas. E continua assim até hoje. Já ouvi dizer que tem muito garoto empresariado no Cruzeiro. Mas acredito que o clube, se quizer, pode proibir.
 Marcio-SP | Não definido | 04-09-10 18h32min
Caro JD, muito boa a análise crítica sobre a situação econômico/financeira da equipe. Adquirimos estatura nacional e internacional, enquanto nosso maior rival 9nem sei mais se o é) ficou mais regional do que nunca. O clube precisa realmente aumentar as receitas e concordo contigo que o Sócio Torcedor focou muito na entrada aos estádios, o que beneficia sobremaneira a população de BH e das cidades vizinhas. Mas o clube tem alcance nacional, portanto, poderia ter apresentado uma proposta a China
 Marcio-SP | Não definido | 04-09-10 18h34min
cont... Azul que está distribuída por todo o país. Aliás como bem fez o Inter. Com a perda de receita com a bilheteria e o Sócio Torcedor o setor responsável terá que ser muito criativo.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 19h42min
As pessoas falam muito da receita de bilheteria, mas, não é bem assim.
Imaginemos que o Cruzeiro faça como Local : - 7 jogos na fase de classificação do Mineiro
- 5 jogos na fase final do Mineiro - 20 jogos como local ou neutro no Brasileiro
- 7 jogos como local na Libertadores ou em caso de Copa do Brasil + SulAmericana. Vamos arredondar a conta para 40 jogos em casa / ano.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 19h49min
40 jogos / ano, se considerando que o clube fosse chegar às finais das competições eliminatórias, é bom que se diga e considerando que os jogos contra Atlético e AméricaMG o clube teria arrecadação normal.
Bem, se a gente colocar o preço médio do ingresso a R$ 25 e um público pagante de 20 mil torcedores / jogo (altíssima) e que o valor líquido recebido pelo clube seja 60% (alto também porque as despesas são elevadas), o clube apuraria anualmente algo como R$ 12 Milhões, sendo otimista.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 19h50min
Vejam que os tais R$ 12 milhões seriam arrecadados na bilheria caso o clube mantivesse uma temporada irretocável. Não é fácil não. Fica claro que nos dias atuais o clube não pode depender apenas de bilheteria...
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 19h53min
Uma grande sacada seria criar categorias de sócio torcedor, dentre as quais uma que desse direito de frequentar os clubes sociais, ter acesso a todos os jogos do clube como LOCAL e votar nas eleições. Até as mais simples que dariam ao torcedor apenas o direito de reserva de ingressos e de visitar a Toca da Raposa II, mediante agendamento e apresentação da carteirinha. Para os sócios de outros estados, descontos na loja virtual, receber a revista do Cruzeiro, visitar a Toca e reserva de ingresso.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 19h57min
O Cruzeiro poderia aumentar muito o n° de sócios. Desde os mais simples pagando R$ 10 / mês, com direito a ter a sua carteirinha de identidade de torcedor do Cruzeiro, até os mais gabaritados que teriam todas as regalias, dentre elas o direito de frequentar os clubes sociais e de votar na eleição do clube pagando um valor mensal de R$ 100,00. Se a gente projetar 200 mil sócios pagando um valor médio de R$ 40 / mês, o clube chegaria fácil a R$ 96 Milhões / mês.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 20h00min
Destes R$ 96 Milhões / ano teriamos que debitar a parte da arrecadação das rendas que seria destes SÓCIOS DO FUTEBOL. Se a gente tirar 50% daqueles R$ 12 Milhões, o clube teria uns R$ 90 Milhões / ano e poderia estar entre os maiores do Brasil. Mas, é preciso se fazer um bom lançamento e fazer com que cada cruzeirense tenha pelo menos a sua identidade.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 20h07min
Creio que fui muito ousado ao colocar os R$ 40 de média.
Estimando melhor :
- 120 mil torcedores pagando R$ 10
- 20 mil tocedores pagando R$ 20
- 50 mil torcedores pagando R$ 50
- 5 mil torcedores pagando R$ 70
- 5 mil torcedores pagando R$ 100
O valor médio seria de R$ 30. A projeção cai de R$ 90 Milhões / ano para algo como R$ 60 Milhões. A criação das mesmas poderia custar R$ 6 M / ano. Mas, com um bom plano de marketing seria possível emplacar estas categorias.
 João Duarte | Vit�ria | 04-09-10 20h10min
O Importante seria fazer com quem os cruzeirenses de todo o Brasil pudessem se associar e de alguma forma contribuírem com o clube. A criação dos cônsules estaduais, representantes legais do clube, para fomentar a associação ao programa e um marketing agressivo, focado e de resultados. Isto nos fará dar um salto de modernidade e alavancar verdadeiramente a receita do clube. Por hora é só um sonho, mas, isto eu gostaria de ver implementado no clube...
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 05-09-10 10h46min
João concordo com esse seu último comentário. É peciso um programa para torcedoras (es) distantes do clube como eu e tantos outros. E, completando o que eu quis dizer ontem, é que temos que fazer a categoria de base dar lucro ou então que se feche a Toca I.
 João Duarte | Vit�ria | 05-09-10 12h54min
Céu,
Creio que há muita, mas, muita possibilidade mesmo de ter associados em outro estado pagando uma taxa mensal mínima que seja (tipo R$ 10,00 mensais com desconto em conta corrente por exemplo), mas, com o direito de orgulhosamente ostentar a carteirinha de associado do clube.
Quem quisesse ter direito de visitar a Toca I x vezes por ano, agendado com prioridade pagaria um pouco mais.
Quem quisesse prioridade na reserva de ingressos mais ainda.
 João Duarte | Vit�ria | 05-09-10 12h57min
Quem quisesse além disto receber a Revista do Cruzeiro e ter desconto nas Lojas Oficias do Cruzeiro, como a CruzeiroMania, pagaria uma taxa maior
Quem quisesse a garantia de presença em todos os jogos do clube pagaria uma taxa mais ainda.
Quem quisesse além de todas estas coisaso direito de frequentar os clubes sociais pagaria uma taxa maior.
E quem quisesse além de todos estes direitos, também o direito de votar nas eleições do clube pagaria a maior taxa.
Será que é tão difícil?
 João Duarte | Vit�ria | 05-09-10 12h59min
Seria o caso de criar as diversas categorias de Sócio Torcedor para o período que ficaremos impossibilitados de usar o Mineirão. Com a volta do Mineirão, seria feita a divisão das torcidas por faixa e inseridas nas classes com direito a ingresso ou reserva prioritária de ingressos.
O ideal seria lançar agora e quando a coisa acontecesse tudo já tivesse sido divulgado, regras bem discutidas, ajustes feitos e ninguém iria se sentir leasdo no direito de ser sócio do futebol ou Sócio do Cruzeiro
 João Duarte | Vit�ria | 05-09-10 13h02min
Outra coisa seria o título de Sócio do Futebol. Seria o Cruzeiro criar as cotas para cada jogador no início do ano, arbitrando um valor. E os torcedores poderia comprar partes dos dieritso econômicos e esperar a valorização para a venda, com uma cotação feita semestralmente. E realização dos lucros uando da venda dos direitos econômicos... Seria interessante analisar uma possibilidade destas. Ao invés de parceria com empresários, parceria com a TORCIDA. Inovativo ? E aí será que daria pega ???
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 05-09-10 15h09min
É isso João. Existe várias maneiras de se fazer esse programa.
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 05-09-10 15h09min
É isso João. Existe várias maneiras de se fazer esse programa.
 mfox | Chicago | 06-09-10 00h02min
Obrigada pela lembrança, João! Quanto ao tema da ótima coluna, eu acredito que o clube deva ter um plano de metas de receita para o ano, divididos em 6 categorias: 1. Patrocínios 2. Cotas TV 3. Placas e licenciamento de produtos 4.Bilheteria 5. Programas SF 6. Vendas de jogadores. E eu adicionaria uma 7a fonte, que pode ajudar nas demais: excursões com um time "expressinho". Nesse caso, o objetivo maior não é puramente gerar receita, mas gerar condições futuras de receita. Como?
 mfox | Chicago | 06-09-10 00h07min
Aproximando-se do torcedor do interior, outros estados e até mesmo do exterior, o Cruzeiro divulga sua marca e cativa torcedores, principalmente os mirins. Jogadores que não estão sendo aproveitados / retornando de contusão podem ganhar ritmo. Venda de produtos licenciados durante as exibições.
 mfox | Chicago | 06-09-10 00h12min
Mas é preciso também saber controlar os custos... E o maior custo é a folha salarial. É preciso que essa área seja muito bem gerenciada, pois como em qualquer empresa de sucesso, é preciso atrair e reter talentos, mas também saber identificar e lidar com aqueles que pesam na folha salarial sem trazer o benefício esperado. Saber pesar o número de "apostas" e negócios de ocasião. Saber gastar bem também é uma estratégia que deve ser bem pensada.
 mfox | Chicago | 06-09-10 00h20min
Infelizmente não há receita de bola para se conquistar títulos, mas eles devem ser um dos objetivos quando da definição de todas as estratégias do clube. Incutir essa mentalidade de ganhar títulos como forma de afirmação individual e coletiva do grupo, de gerar mais receita e sustentar projetos futuros. Saber identificar quando é necessário fazer um investimento maior a fim de tentar aumentar as chances de um título.
 tacao furtado | Belo Horizonte | 06-09-10 12h19min
ALÒ JD: Com todo o respeito, não houve "olheiros" nos casos do Maicon e Ramires. Maicon foi contratado(perto de seus 20 anos), a partir de uma copa-BH, quando jogava pelo Crisciuma. Ramires(então com 20 anos), veio PARA UM PERIODO DE TESTES, intermediado E POR INICIATIVA de seu empresário da época, Wilson Gottardo.
 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 06-09-10 23h48min
Boa noite João Duarte.
Bem não sei se entendi bem a essência do seu texto, mas em se tratando de finanças Inter e SPFC podem até ter copiado o Cruzeiro.
Porém, a competência em transformar a solidez finaceira em resultado em campo foi muito diferente.

 Léo Gontijo | Patos de Minas - MG | 06-09-10 23h52min
A verdade é que de 2001 a 2005 diversas forças se revezaram no Brasil, a destacar: Cruzeiro, Santos, até o Atlético Paranense e São Caetano despontaram.

Mas de 2005 pra cá, SPFC e Inter dominaram completamente e de forma avassaladora o cenário do futebol nacional.
 PHDF | Brasília | 10-09-10 09h00min
Vai aí uma dica ara aumentar a arrecadação do clube. Sócio torcedor com direito a desconto para assistir jogos pelo Pay-Per-View. A empresa detentora dos direitos da transmissão ganharia com o crescimento das vendas e o Cruzeiro no número de sócios torcedores.
Nesta época de falta de definição de estádio, essa opção é ainda mais interessante.
 Contragalo | Santos | 10-09-10 22h12min
João Duarte O Tema Fontes de Arrecadação e estratégia são por demais importantes para um time do porte do Cruzeiro Esporte Clube. Penso que a Diretoria do Cruzeito precisa ousar mais nas estratégias de fontes de arrecadação e você colocou nos comentários acima muitas alternativas. Será que a Diretoria não vê oportunidade nestas estratégias ? Pelas estatísticas somos oito milhões de cruzeirenses. Seria pensar muito em plano para sócio que ousase chegar no longo prazo à 5% ? Seve par a Diretoria.
 Contragalo | Santos | 10-09-10 22h15min
Em momentos de baixa de arrecadação como a que estamos vivendo com o Mineirão em reforma é preciso ousar em outras alternativas. Leve suas propostas para a Diretoria. Particularmente eu e meus filhos gostaríamos de ser sócio do Cruzeiro porém não há alternativa atual: moramos no Litoral norte paulista. As suas já antevejo que irei me tornar sócio torcedor.
 João Duarte | Vit�ria | 11-09-10 11h52min
Meu prezado Contragalo,
Moro no ES há 27 anos. Sempre procurei estar conectado ao que se passa com o Cruzeiro. Não é fácil. Com o advento da TV a Cabo a coisa melhoro um pouco, mas, melhorar mesmo foi com a INTERNET. Mas, gostaria de participar mais do vida do clube, dar sugestões, contribuir de forma definitiva, mas, à distância é difícil. Coloco nas colunas aquilo que penso. Infelizmente, não sei se eles lêem o que escrevo aqui. Mas, como a idéia é contribuir, creio que tá valendo.
 João Duarte | Vit�ria | 11-09-10 11h56min
Tacão Furtado,
Wilson Gottardo foi capitão do Cruzeiro na Libertadores 97 e mantém boa ligação com a nossa diretoria desde então. Foi ele quem indicou o Ramires, que recebeu o aval de outro craque cruzeirense que atua na região, Roberto Gaúcho, que aliás foi quem indicou o Maicon ao Cruzeiro. Foi desta forma que fiquei sabendo estes 2 craques chegaram ao Cruzeiro. Uma 3ª figura seria Ruy Guimarães, nosso treinador campeão mineiro em 1987.
 tacao furtado | Belo Horizonte | 11-09-10 21h02min
ALÔ JD: Sem Romantismo!!! Gottardo era empresário do Ramires e atuou com pragmatismo. Maicon não foi indicado por ninguém. Disputou uma copa bh pelo criciúma e foi visto por milhares de pessoas. Por oportuno, essa coisa de indicado por alguém beira amadorismo. Pertence a outro milênio.
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
23/11 - 21h14 [1 coment.]
Cruzeiro vence rival e é campeão da Supercopa Sub 20 do Brasil 

23/11 - 10h51 [1 coment.]
Blog denuncia Itair e Ângelo Pimentel por receber dinheiro de jogador 

22/11 - 20h26 [1 coment.]
Vicintin: As cobranças de conselheiros, contratações e dívida 

22/11 - 20h00 [1 coment.]
Conselheiros pedem comissão para investigar gestão de Gilvan Tavares 

21/11 - 20h54 [1 coment.]
Léo protagoniza lançamento do livro ´A Quinta Estrela` sobre CopaBr 

21/11 - 20h38 [1 coment.]
Ex-diretor diz que Gilvan sabia das negociações com Latorre 

20/11 - 19h02 [1 coment.]
FMF demonstra toda a sua parcialidade na tabela do Mineiro´18 

20/11 - 18h31 [2 coment.]
Cruzeiro esbarra na trave e empata com o Vitória (BA), no Barradão,  

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster