Ola visitante, Clique aqui para conectar ao site

 Home   |   Blog PHD   |   Charges   |   Colunistas   |   Notícias   

PROMOÇÃO CRUZEIRO.ORG 25 anos - COPA DO BRASIL - FINAL NO MINEIRÃO
Comente no site, Compartilhe no Facebook ou Retuíte as notícias no Cruzeiro.Org e concorra a ingresso na final da Copa do Brasil
Blog Páginas Heróicas Digitais



Voz da Arquibancada
Voz da Arquibancada é o espaço de manifestação permanente do torcedor cruzeirense.

05/08/2010 | Voz da Arquibancada
Onde foi parar o “clássico”?

Por Liliam Alcântara

Clássico é clássico.

É sempre assim, o time que está mal cresce, o time que está bom se perde em campo. A barriga gelada, o coração parado, o suor frio pelo rosto e as milhares de possibilidades a cada segundo. Depois de um clássico vencido saímos de alma lavada, prontos pra enfrentar qualquer time do mundo, se o resultado for derrota nem o enterro da própria mãe consegue aumentar o abatimento que já sufoca pelo ponto máximo.

Clássico é quando não ligamos de perder o melhor amigo pra uma comemoração bem feita de um gol. Temos toda certeza do mundo que venceremos, mas no fundo resta uma possibilidade de perder. Cada confronto desses vale um título, uma grade de cerveja, uma caixa de foguetes e “um bruta abraço” no irmão da mesa ao lado.

Um domingo de clássico não é coisa normal. Acordamos cedo, colocamos o escudo sobre o peito e seguimos para a missa rezada por um juiz e seus dois coroinhas, comungamos a palavra gol, oramos por 11 heróis em campo, esquecemos todas as desavenças, perdoamos nossos irmãos – desde que torçam pelo mesmo time que nós – e “bora” cantar as odes ao clube.

Pergunte a qualquer um que acompanhou Cruzeiro, e ou, Atlético nas décadas de 60 e 70 o que é um clássico e perceberá que é algo muito maior que um título. Mas ao longo do tempo os clássicos mineiros vão perdendo seu brilho, a década de 80 foi tão monótona para os dois times que o clássico se perdeu.

Na virada para 90 o Cruzeiro resolveu reagir sozinho e trouxe inúmeros títulos pra sua sala de troféus. Mas os clássicos ainda eram clássicos. Ainda podia-se perder ou ganhar, ainda eram jogos de sufoco, com os dois times em campo a Pampulha ficava pequena e o “Gigante da Pampulha” não passava de um menininho, uma miniatura diante os lances dos jogos.

Então começa o terceiro milênio, a década de 2000 e por aí vai. A Raposa acabou com toda a emoção do clássico jantando galo 23 vezes, empatando 14 e perdendo 9. Desde 2007 sem perder com o time titular. Onde está o clássico? A rivalidade? O “igual-pra-igual”? Sorte do Gigante que tirou férias, ele não agüentava mais assistir o Cruzeiro vencendo sempre.

A incrível selegalo (1994-2010) mais uma vez ajoelhou ante à Raposa, brigas entre seus jogadores e dá-lhe pisão no adversário. Perderam a cabeça, o clássico e a esperança, mas ainda não perderam a vice-lanterna.

Do lado azul estrelado da Lagoa vem a esperança, a concretização do trabalho de reformulação. Mesmo com um time bastante desfalcado e estréia de jogadores que não agradavam muito o Cruzeiro foi consistente e venceu mais essa. Agora chega Montillo, Farías, volta Leonardo Silva, Caçapa, Gilberto e teremos um puta time e um bom banco de reservas. É escalada tabela acima, tudo pelo bi!

Lílian Alcântara é cruzeirense e escreve sobre o Cruzeiro em espaços virtuais.


Voz da Arquibancada é o espaço dedicado ao torcedor da arquibancada, geral e de toda imensa torcida espalhada pelo mundo. O Cruzeirense que se sentir motivado, inspirado e/ou indignado, escreva seu texto e envie para arquibancada@cruzeiro.org. A equipe Cruzeiro.Org terá o prazer de selecionar os textos recebidos e publicar os melhores e mais apropriados.

Leia também as colunas anteriores Voz da Arquibancada

As opiniões e declarações aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor. O Site Cruzeiro.Org não responde por nenhuma opinião assinada.

Comentários:  Clique aqui e faça seu comentário sobre a coluna

 simone castro | belo horizonte | 05-08-10 09h02min
Lílian, não temos mais rival aqui em MG. Eles mesmo sabem disso, e para conseguir vencer, usam artimanhas extra-campo, como ficar no túnel que nos pertence, vetar árbitros, barrara a China Azul, e por aí vai. Desespero total de um clube que sempre foi inferior ao Cruzeiro!
 Tibú | Realista | 05-08-10 10h43min
A grande verdade é que não podemos chamar de rival um clube sem expressão nacional como o patético. Não temos rival aqui em Minas. Rivais do Cruzeiro são Flamengo, São paulo, Boca, River...etc, ou seja, times ganhadores de títulos e que possuem grande torcida. O Patético é um time local, apenas local. Sua torcida é carente e desesperada. Este clube se tornou pequeno ha tempos...a prova maior disso, são as atitudes de sua torcida: valorizam qualquer porcaria, por menor que seja!
 Sandrinha P2 | Não definido | 05-08-10 10h49min
Espero sinceramente que o time do Atlético, após voltar da segunda divisão(rsrs), cresça e comece a atuar como um bom time, porque já está ficando muito chato ter apenas um grande time no Estado de Minas. Para crescer precisamos de um adversário à altura e assim sermos guiados rumo a outros títulos. Belíssimo texto, como sempre escrito pela mão, mas guiado pelo coração.
 Rogerio DF | Brasília e Entorno | 05-08-10 13h48min
Lilian, também a parabenizo pela belíssima coluna e principalmente, pelo "clássico" tópico abordado! Contudo, clássico e saudosismo andam juntos; (antiguidade, segundo o Houaiss).
 Celeste | Sorocaba-Itajub� | 06-08-10 20h34min
Lilian a coluna está ótima. Parabéns. Eu torço muito pelo Cruzeiro no clássico em função dos amigos virtuais que moram em BH. O atleticano é chato por natureza e deve ficar isnsuportável após uma vitória sobre o Cruzeiro. Mas, particularmente, prefiro ver meu time ganhando dos grandes da capital paulista.
 Eduardo Lima | Não definido | 05-10-10 10h52min
Eduardo Cruzeirense vende fazenda 150 hectare, 100% plana, destocada, 2 coregos com muita água,o que plantar dá. Município da SUDENE (facilita todo tipo de financiamento). Á 38KM da BR 040 de Três Marias na barra do Rio de Janeiro com Rio São Francisco. Cercas novas. Vendo barato 2.300,00 o hectare. Fone:38-37512964 , 38-99974411... Ajudem um cruzeirense a vender sua fazenda...
 webmaster | Belo Horizonte | 16-10-10 23h10min
Onde foi parar o clássico?
A coluna ainda continua atual... foi parar em Uberlândia e sem a torcida definhante.

E como tem torcedor do Cruzeiro que desrespeita a coluna e os outros comentaristas. A solução é deixar o comentário para que os outros cruzeirenses vejam o que é DESRESPEITO àqueles que trabalham em prol do Cruzeiro.
 Confraria Goiânia | Não definido | 19-10-10 12h25min
Lilian, Quero a ajuda da sua coluna e do site Cruzeiro. org para a divulgação da criação da nossa torcida aqui em Goiânia. Sempre que vamos ao Serra Dourada, vemos um grande número de torcedores, mas precisamos nos organizar e fortalecer. Quem morar em Goiânia e quiser se juntar a nós, o e-mail é confrariacruzeirense@hotmail.com. Cordial abraço e vamos firmes rumo o TRI ! SALVE ZERO!! Luciano
 Lista/Chat Cruzeiro 

Assinar Lista-Cruzeiro

 Publicidade 

 Notícias   
19/09 - 14h20 [13 coment.]
Baixo aproveitamento nos pênaltis em toda a temporada liga alerta 

19/09 - 09h13 [4 coment.]
Cruzeiro alcança terceira melhor campanha do returno do Brasileiro 

19/09 - 08h08 [3 coment.]
Mano revela por que ainda não utiliza Arrascaeta como titular 

19/09 - 07h55 [1 coment.]
Sub17 conquista a J-League Challenge Cup, em Osaka (JPN) 

19/09 - 06h48 [1 coment.]
Atletismo conquista todas as provas disputadas no fim de semana 

18/09 - 08h56 [8 coment.]
Cruzeiro vence o Bahia e consegue se manter entre os 6 melhores 

18/09 - 07h39 [4 coment.]
Eleições: Lideranças do Cruzeiro intensificam atuação na campanha 

18/09 - 07h33 [2 coment.]
Cruzeiro lutará contra o Flamengo por sua 40a conquista no Mineirão 

>> Mais noticias

Cruzeiro.Org© 1999-2017 - Site Oficial da Torcida - Contatos para Webmaster