Cruzeiro 3×0 Santos: Melhor jogo do Brasileiro

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de agosto de 2014

CRUZEIRO contra Santos, pela 15ª rodada do Brasileiro 2014, no Mineirão, Belo Horizonte.

CLASSIFICAÇÃO: O Cruzeiro, com um jogo a menos que o líder, Internacional, é o 2º colocado, com 30 pontos, 9 vitórias 16 gols de saldo e aproveitamento de 71%. O Santos é o 9º, com  pontos 20 pontos, 5 vitórias, 7 gols de saldo, aproveitamento de 48%.

AUSENTES no Cruzeiro: Bruno Rodrigo (B) e Borges (A),  lesionados..

PENDURADOS no Cruzeiro: Dagoberto (A), William Farias (V) e Leo Simões (B)..

BANCO do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Ceará, Samudio, Manoel, Eurico, Tinga, Willian Farias, Alisson, Marlone, Júlio Baptista, Dagoberto e Marquinhos.

AUSENTES no Santos: Deivid Braz (B) e Alisson (V), suspensos. Jubal (B), Neto e Renato (V), lesionados, Gustavo Henrique e Diego Cardoso, em recondicionamento físico.

BANCO do Santos: Vladimir (G), Victor Ferraz, Zeca (L), Nailson (B), Leandrinho, Serginho (M), Rildo, Stéfano Yuri e Geuvânio (A).

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Robinho é muito criativo e técnico. Ele volta empolgado ao Santos, onde cresceu e se tornou ídolo. Merece toda a atenção, pela qualidade técnica, a experiência e o poder de decisão. O Cruzeiro está se preparando pra cada jogo como se fosse uma decisão pra se sustentar na 1ª colocação. Marquinhos é um jogador tático, veloz, e cumpriu bem a função nos jogos em que foi escalado, como existe a oportunidade de manter a base e rodar um ou outro jogador, entrará um atleta mais descansado, o Willian que está com vontade de atuar bem, o que é saudável para aumentar a concorrência..”

OSWALDO OLIVEIRAS, técnico do Santos: “Robinho está no nível de Neymar, Zico, Ronaldinho Gaúcho. A maneira como se porta em campo, como controla o jogo. Isso é o que o motiva. Ele passa por aqui, tem fotografia, pedalada, lembrança, ele pensa que vai arrebentar e é isso eu espero. Só lastimo não termos uma semana pra se preparar, nem tempo suficiente de recuperação, mas temos um estímulo grande: jogar contra uma equipe dessas é sempre motivador. Vamos tentar fazer um grande jogo contra o melhor time do Brasil nos últimos dois anos. É belíssimo o trabalho da direção, do Marcelo e dos jogadores do Cruzeiro. É um prazer ver Cruzeiro jogar. Tenho acompanhado não só porque é adversário, mas porque é bom ver o Cruzeiro jogar. No lugar do Alisson, jogará o Alan Santos, que vem treinando muito bem. Ele parou de frequentar a equipe titular por causa de uma contusão no tornozelo, que teve certa gravidade, e isso o tirou dos treinos e dos jogos numa fase muito importante. Suas características são diferentes das do Alison. É menos combatido, mas muito técnico, joga com cabeça em pé e faz nosso meio funcionar com mais dinamismo porque se alterna com Arouca.”

LEANDRO PEDRO VUADEN, do Rio Grande do Sul, apitou 6 partidas neste Brasileiro. Média:  2,67 amarelos,  0,33 vermelho, 0 pênalti e 32,2 faltas. Médias do Campeonato: 4,39 amarelos, 0,2 vermelho, 0,13 pênalti e 33,9 faltas.

RELEVANTE: Será a 100ª partida oficial de Marcelo Oliveira como técnico do Cruzeiro.

PÚBLICO. O Cruzeiro é o 6º clube que mais levou torcedores em jogos domésticos até a 14ª rodada do Brasileiro. A expectativa é de 40 mil torcedores, nesta partida.

ADVERSÁRIO: Fundado em 14abr12, o Santos Futebol Clube ocupa o 9º lugar no ranking da CBF, com 13.736 pontos. Conquistas: 2 mundiais de clubes (62, 63), 1 Recopa Intercontinental (68), 3 Libertadores (62, 63, 11), 1 Recopa Sulamericana (12), 1 Copa Conmebol (98), 1 Supercopa Sulamericana (68), 8 campeonatos brasileiros (61, 62, 63, 64, 65, 68, 02, 04 ), 1 Copa do Brasil (10), 5 torneios Rio-São Paulo (59, 63, 64, 66, 97), 20 campeonatos paulistas.

TRANSMISSÃO: TV Globo para MG (menos Belo Horizonte), RS (Porto Alegre), PR (Curitiba), SP, MS, MT, BA, PE e CE, com o narrador Cleber Machado, os comentaristas Casagrande e Caio Ribeiro e o comentarista de arbitragens Paulo César Oliveira. O Premiere e o PFC HD transmitirão para assinantes do paguepraver, com narração de Rogério Corrêa e comentários de Bob Faria.

O JOGO

15h55. Times em campo. Cruzeiro, com uniforme tradicional. Santos com camosas listradas verticalmente em branco e preto, calções e meias pretas.

15h57. EDU DRACENA, beque do Santos: “A expectativa é a melhor possível. Cruzeiro é um time fortíssimo, mas estamos preparados pra fazer um grande jogo.”

15h58. WILLIAN, atacante do Cruzeiro: “É uma felicidade voltar a jogar. Fazer gol é consequência do trabalho. Espero que façamos um bom jogo.”

15h59. Um minuto de silêncio pela memória de Eduardo Campos, presidenciável morto em acidente de avião durante a semana.

16h. COMEÇA a partida, Cruzeiro, à direita das tribunas, dá a saída.

01 Everton Ribeiro lança na direita, mas o bandeira para o lance marcando impedimento.

02 Santos pressiona saída do Cruzeiro.

03 Egídio cruza, defesa do Peixe cede escanteio.

03 Everton Ribeiro é parado com falta no meiocampo.

04 Everton Ribeiro cobra falta, Marcelo Moreno não alcança, Dedé vai à linha de fundo e cruza. Aranha defende.

05 Cruzeiro pressiona saída de bola do Santos.

05 Egídio cruza da esquerda, Aranha defende com segurança.

06 Santos tem dificuldade de sair jogando, devido a marcação do Cruzeiro.

07 Damião chuta a gol, após cometer falta em Egídio. Juiz para o jogo.

08 PERIGO. Após escanteio, Edu Dracena cai, mas jogo segue, e Everton Ribeiro chuta cruzado, à esquerda de Aranha, com bastante perigo.

09 EDU DRACENA volta ao time titular do Santos, após nove meses recuperando-se de lesão, e reassume a braçadeira de capitão.

10 Alan Santos derruba Willian.

11 Lucas Silva joga bola na área santista, Marcelo Moreno arremata, bola passa longe do alvo.

11 TORCIDA celeste dá show.

12 Dedé derruba Leandro Damião. Santos não encaixa jogadas de ataque.

13 Cicinho vai à linha de fundo e cruxa, Dedé corta de cabeça.

13 Egídio desarma Cicinho, mas na arrancada deixa bola sair pela lateral.

14 Santos começa a procurar mais o jogo, saindo da pressão inicial.

15′Bruno Uvini cai, após ser atingido no rosto, involuntariamente, por Goulart.

15 Robinho cruza da direita, bola faz curva, mas vai nas mãos de Fébio

17 Bruno Uvini volta a campo.

18 Éverton Ribeiro aciona Mayke pela direita, mas bola é desviada por Mena. Lateral.

18 PERDEU. Henrique  desrama Alan Santos, na saída santista, te passa a Marcelo Moreno, que troca de pé pra arrematar, mas chuta fraco. Aranha defende

19 ANULADO. Egídio cruza da esquerda, Everton Ribeiro desvia bola pra rede com a mão. Juiz vê e anula o gol.

20 AMARELO. Everton Ribeiro por meter a mão na bola no gol anulado.

21 VELOZ. Cruzeiro acelera o jogo.

22 Cicinho cruza, Damião cabeceia pra fora.

23 GOL Everton Ribeiro cobra falta, na meia direita, jogando a bola na área, Marcelo Moreno raspa de cabeça, Ricardo Goulart, impedido, tenta tocar na bola, sem sucesso, Aranha se atrapalha ao tentar conter a redonda em seu canto direito e ela ai pra rede. CRUZEIRO 1×0.

24. TRIGÉSIMO gol do Cruzeiro, 6º de Marcelo Moreno, no campeonato.

25

26

27

28 Cicinho cruza da direita, Dedé corta.

29 CANTORIA. Torcida celeste entoa seu repertóio.

30 NARRADOR do GloboEsporte: “Cruzeiro manda na Everton Ribeiro encosta em Mayke pra desenvolver as jogadas pela direita. Willian auxilia Marcelo Moreno no ataque, e Henrique e Lucas Silva dominam as bolas no meiocampo.”

31 Troca de passes do Cruzeiro mina tentativas de contrataques santistas.

32

33 SALVOU. Robinho faz boa jogada pela esquerda, toca pra Lucas Lima, que chega em velocidade. Dedé trava a jogada, na cara do gol.

34

35 Dedé lança Egídio na esquerda, Cicinho corta de cabeça pra lateral. Cruzeiro adianta o time.

36 Robinho tenta tabela com Damião, mas não consegue.

38 PRA FORA. Lucas Lima faz grande jogada e apa a Mena na esquerda. O lateral chuta forte em direção à área. Damião, sozinho na entrada da pequena área, tenta finalizar no contrapé de Fábio, mas a bola sai pela linha de fundo.

39 PERDEU. Após troca de passes, Thiago Ribeirofinaliza cruzado. Bola sai rente ao poste esquerdo, com muito perigo.

41 Robinho empurra o time santista, com deslocamentos e boas jogadas. O empate vira possibilidade concreta.

42 Leo simões desfaz outro ataque santista.

43

44 DOIS minutos de acréscimo.

45 Cruzeiro recuado. Lucas Silva limpa seu campo de defesa com um bico.

45+1. Cicinho e Lucas Lima tabelam pela direita. Egídio intercepta e cede lateral.

45+2. FIM de 1º tempo.

MARCELO MORENO, atacante do Cruzeiro: “Independentemente de fazer o gol ou não, o grupo está saindo vencedor neste 1º tempo. Vamos procurar manter este ritmo.”

GLOBOESPORTE: “Primeiro tempo fez jus às expectativas de bom jogo. Com seu toque de bola, o Cruzeiro foi amplamente superior e mereceu o 1×0. Everton Ribeiro, mais uma vez, comandou a série de toques rápidos e deslocamentos em velocidade, que confundem a defesa adversária. À direita, encontrou em Mayke um bom parceiro. Antes do polêmico gol, Egídio mostrou bastante vigor pela esquerda. No meiocampo, Lucas Silva e Henrique foram soberanos no desarme e distribuição de jogo. Dedé deu segurança à defesa. O Santos não conseguia encaixar o contrataque. Robinho tentou, mas não conseguiu tramar jogadas cinho pela direita e Mena pela esquerda. Everton Ribeiro desperdiçou um lance de perigo aos 8, Marcelo Moreno também desperdiçou boa chance ao arrematar fraco em cima de Aranha. Everton Ribeiro mandou uma bola pra rede mas tocou a mão na bola. Gol bem anulado. E foi dos pés do camisa 17 que saiu o lance polêmico e decisivo da 1ª etapa. Aos 23, ele cobrou falta, Marcelo Moreno raspou de cabeça, Ricardo Goulart, impedido, tentou tocar na bola, mas não conseguiu. Aranha falhou e a bola morreu na rede. O gol valeu, mas a polêmica promete continuar”.

INTERVALO

17h02. Times voltam a campo. Cruzeiro sem mudanças; Santos com duas alterações.

00 TROCAS. Bruno Uvini x Nailson, Leandro Damião x Rildo.

17h04. COMEÇA o 2º tempo. Santos, à direita das tribunas, dá a saída.

46 AMARELO. Mayke

47 .

48 GOL. Egídio arranca e aciona Willian, que manda de prima pra Ricardo Goulart, chutar forte, sem chance de defesa pra Aranha. CRUZEIRO 2×0.

49 Torcida vibra no Mineirão!

50 Esta foi a sexta finalização do Cruzeiro na partida. O Santos tem duas.

50 Gol no começo da segunda etapa deixa o Santos perdido.

51 Oswaldo de Oliveira, que já fez duas mexidas na equipe, fica com pouca opção para buscar reação.

52 AMARELO. Alan Santos

53 Robinho está bem marcado por Dedé e não consegue criar.

54 Henrique tenta lançar Egídio pela esquerda, mas bola sai pela lateral.

55 Thiago Ribeiro manda na área, Éverton Ribeiro corta de cabeça.

56 Em nova jogada individual, Lucas Lima arranca pela esquerda e tenta Robinho, mas Léo corta.

57 No contra-ataque, Marcelo Moreno tenta virar o jogo para Éverton Ribeiro, que não alcança a bola. Mas torcida aplaude atacante.

58 Willian tenta, mas Aranha defende..

59 Marcelo Oliveira chama Ceará e Julio Baptista.

60 ASSUSTOU. Cicinho faz boa jogada pela direita, centra, e Rildo bate com perigo! Santos quase diminuiu!

61 TROCAS. Marcelo Moreno x Júlio Baptista; Mayke x Ceará.

63 Falta para o Santos. Léo corta de cabeça.

64 No contrataque do Cruzeiro, Ricardo Goulart divide com Rildo. Jogador do Santos, caído, com dores no ombro, preocupa. Médicos socorrem.

65 Rildo volta a campo.

66 Santos adianta o time e tenta diminuir o placar.

67 Edu Dracena derruba Ricardo Goulart no meio-campo e evita contra-ataque do Cruzeiro.

68 PERDEU. Thiago Ribeiro perde grande chance de diminuir. Ganha de Léo, tenta enganar Fábio, que salva o Cruzeiro com tapa na bola e tem nome gritado pela torcida

71 ‘Torcida do Cruzeiro pede Dagoberto.

74 Ricardo Goulart para na jogada pela direita esperando falta, mas árbitro não marca.

75 Ceará joga na área, Julio Baptista sobe e cabeceia pelo alto.

76 BOB FARIA, comentarista do PFC: “Marcelo Oliveira é o treinador com maior aproveitamento da história do Cruzeiro, com 74,14%. Um belo trabalho.”

77 Dagoberto está no aquecimento.

78 Ricardo Goulart, com dores na coxa esquerda, acaba dando lugar a Dagoberto. Era Willian quem ia sair.

78 TROCA. Ricardo Goulart x Dagoberto.

79 QUE JOGADA! Robinho recebe, se livra da marcação e bate com perigo!  O Santos quase diminui!

80 TROCA. Alan Santos x Leandrinho.

81. LEANDRINHO, 24 anos, é mineiro de Espinosa.

82. Santos vai ao ataque, em busca da reação.

83 Lucas Lima toca na medida para Mena, que vai ao fundo e cruza. Mas zaga do Cruzeiro, atenta, salva mais uma.

84 De novo Lucas Lima para Mena no fundo. De novo, a zaga do Cruzeiro corta.

85 Everton Ribeiro ouxa contrataque e passa a Dagoberto, que toca pra Julio Baptista. O camisa 10, contudo, mata a bola com o braço. Falta a favor do Santos.

85 Pressão do Santos. Egídio manda a escanteio em arrancada de Cicinho.

86. PÚBLICO: 39.215 pagantes, 41.967 presentes, R$2.047.658.

87 GOL. Everton Ribeiro puxa contrataque e lança Julio Baptista, que passa por Edu Dracena, com um belo toque, e chuta forte, sem chance de defesa pra Aranha. CRUZEIRO 3×0.

88 AMARELO. Júlio Baptista, por trar a camisa na comemoração do gol.

89 BARULHAÇO. Torcida celeste faz tremenda festa.

90 DÉCIMA vitória no Cruzeiro em 15 jogos deste campeonato. São 33 pontos, 73% de aproveitamento, 19 gols de saldo.

91.

92. OLÉ! Cruzeiro troca passes, torcida grita “Olé!”

93 FIM  de jogo.

MELHOR DO JOGO, segundo comentaristas do PHD: Henrique [22], Dedé [21], Everton Ribeiro [8], Leo Simões [2], Júlio Baptista [2], Marcelo Oliveira [2], Ricardo Goulart [2].

EDU DRACENA, beque do Santos: “Momento difícil. São 3 derrotas seguidas. Temos que sair dessa situação. Tivemos chance de fazer gol, mas inelizmente não concluímos bem.”

JÚLIO BAPTISTA, atacante do Cruzeiro: “Temos uma dinâmica de jogar e sempre fazemos bons jogos. Se continuarmos ganhando dentro de casa, manteremos a vantagem.”

ROBINHO, atacante do Santos: “Difícil. Temos que apertar o ritmo.”

CRUZEIRO 3×0 SANTOS, domingo, 17ago14, 16h. TEMPO nublado temperatura 16º, vento 2 Km/h. umidade 89%. LOCAL: Mineirão (62 mil), Belo Horizonte. MOTIVO: 15ª rodada do Brasileiro 2014. TRANSMISSÃO: Globo e PFC. PÚBLICO: 39.215 pagantes, 41.967 presentes, R$2.047.658. ARBITRAGEM: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS), juiz; Rafael da Silva Alves (AspFifa/RS) e Alexandre A P Kleiniche (RS), bandeiras; Marcos Vinícius de Sá dos Santos (MG), 4º Árbitro; Diego Almeida Real (RS) e Marcos André Gomes da Penha (ES), adicionais; Paulo Jorge Alves, delegado. AMARELOS: Everton Ribeiro, Mayke e Júlio Baptista (C), Alan S

Estados Unidos 95×78 Brasil, em Chicago

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de agosto de 2014

No United Center, Chicago, amistoso entre Estados Unidos e Brasil.

Americanos fizeram 29×15, no 1º quarto. Brasil fez 22×16, no segundo e 26×23, no terceiro. No 4º quarto, USA 27×15.

Derrick Rose foi o melhor da partida. O Brasil tem média de 29 anos de idade, os Estados Unidos, 24.

Trecho da reportagem de FÁBIO LEME, do GloboEsporte:

Os primeiros minutos deram a falsa impressão de um quarto inicial parelho. A boa atuação de Splitter no garrafão era pouco diante da intensidade dos americanos, que pressionavam muito Marcelinho Huertas na armação, principalmente depois das entradas de Klay Thompson e Kyrie Irving, dois dos melhores marcadores da NBA. Os brasileiros perdiam bolas – foram sete erros no quarto – e mal conseguiam penetrar na área pintada. Quando o faziam, paravam nos tocos dos EUA – foram três em 10 minutos. Stephen Curry, com duas cestas de três e uma de dois, contribuía para o show americano, que teve como ápice a ponte-aérea de Thompson para Anthony Davis. Com 6 pontos de Splitter e 4 de Nenê, o Brasil foi para o 2º quarto perdendo por 29×15.

Magnano cobrou, e seus comandados voltaram impondo uma defesa mais forte, que passou a incomodar. O aproveitamento dos EUA nos arremessos caiu. Os contrataques surgiram para o Brasil, e a diferença diminuiu. Uma bandeja de Splitter, depois de superar Anthony Davis no um contra um, fez o Brasil ficar só 2 pontos atrás. O pivô campeão da NBA era o destaque da seleção brasileira. Coach K pediu tempo e devolveu à quadra a dupla Thompson-Irving. Os EUA cresceram novamente, e a diferença, também, terminando o 2º quarto em 8 pontos com uma linda jogada individual do “dono da festa” Derrick Rose, ídolo dos Bulls, pra cima de Guilherme Giovannoni.

O jogo coletivo do Brasil contra o individual dos EUA ficou evidente no 3º quarto. Enquanto os brasileiros faziam bem a rotação e chutavam equilibrados para três pontos –foram 4 bolas no período, duas de Raulzinho e outras duas de Hettsheimeir-, os donos da casa usavam e abusavam do um contra um. Em uma delas, Derrick Rose sambou pa cima do jovem armador brasileiro, que vinha bem no jogo, e fez um jump shot (arremesso no ar) na frente de Varejão, que levantou milhares de fãs de pé no United Center -o mesmo Rose que, no período anterior, errara feio uma enterrada completamente livre. Leandrinho se desdobrava pra se desvencilhar da marcação de Klay Thompson, mas diferentemente dos outros períodos, o brasileiro superou seu rival na maioria das vezes. A vantagem que era de 8 no intervalo caía pra cinco: 68 a 63.

Substituto do lesionado DeMarcus Cousins no garrafão americano, Anthony Davis deu show no começo do último quarto. Ele salvou bola perdida, indo parar na segunda fileira da arquibancada, deu toco sensacional em Larry Taylor, completou uma ponte-aérea sobre os pivôs brasileiros e acertou bola de três. Sua atuação nos 10 minutos finais retratou o espírito da jovem seleção americana na partida. Sem deixar o Brasil respirar e muito intensa, a equipe voltou a abrir vantagem rapidamente. Antes da metade do quarto, a diferença já era a maior de todo o duelo -o Brasil só conseguira marcar cinco pontos (84 a 67).

Mesmo com o jogo definido, os EUA não afrouxaram e continuaram a impor sua forte marcação. O Brasil se abateu. No fim, a derrota por 95 a 78 ficou pior do que se anunciava. Já o torcedor americano teve uma amostra, apenas no primeiro amistoso contra um time classificado ao Mundial, do que pode esperar da sua equipe na competição.

Detalhamento para afoitos

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de agosto de 2014

O Cruzeiro iniciou 2014 com quatro torneios a disputar: Mineiro, Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil.

Um já está no papo, o Mineiro. Outro, foi pro espaço, a Libertadores. Agora, começa a Copa do Brasil.

Se tudo der certo, o penta vem em 8 rodadas. Mas pode custar alguns tropeços no Brasileiro, pela pletora de jogos.

Enquanto isto, rola o Brasileiro, o mais complicado de todos. Tão complicado que se desdobra em três etapas.

A primeira é a classificação para o ano seguinte. Pra esta, faltam 5 vitórias. Que não devem demorar.

A segunda, uma vaga no G4 e a classificação pra Libertadores, requer mais 13 vitórias em 24 jogos. Dificuldade imensa.

Pra campeonar, 15 vitórias. Ou mais. Por ora, não dá nem pra sonhar, embora, os afoitos já estejam em contagem regressiva.

E são esses afoitos que mandarão a fatura aos derrotados, caso seus sonhos não sejam alcançados por terceiros.

Sorteio da CB: Santos ou Santa Rita?

Por Jorge Angrisano Santana | Em 15 de agosto de 2014

Nesta segunda, a partir de 11h, na sede da CBF (Rio de Janeiro) será reaizado o sorteio dos jogos das oitavas de final da Copa do Brasil 2014.

No primeiro pote estarão os clubes que disputaram a Libertadores, Cruzeiro, Grêmio, Flamengo, Botafogo, AtléticoPR e AtléticoMG, além de Corinthians e Vasco, melhores classificados no ranking da CBF entre os dez restantes.

No segundo pote, estarão Santa Rita (Alagoas), Bragantino, AméricaRN, ABC, Ceará, Coritiba, Palmeiras e Santos.

Dentro de cada pote há duplas que só se encontrarão se chegarem à final. Caso, por exemplo, de Cruzeiro e AtléticoPR.

  • Duplas do primeiro pote: Grêmio e Corinthians, Flamengo e Vasco, Cruzeiro e AtléticoPR, Botafogo e AtléticoMG.
  • Duplas do segundo pote: Santos e Palmeiras, Coritiba e Ceará, ABC e Bragantino, AméricaRN x Santa Rita.

Não haverá RapoCota nas oitavas.

Para o Cruzeiro, melhor seria jogar contra Palmeiras, Santos ou Bragantino nas oitavas, evitando uma grande viagem em meio ao Brasileiro.

E vc, caro e calculista leitor, está esfregando as mãos, à espera de um emocionante Cruzeiro x Santa Rita?

Público do Brasileiro até a 14ª rodada

Por Jorge Angrisano Santana | Em 15 de agosto de 2014

A pesquisa é do GloboEsporte.

MÉDIA de público do Brasileiro até a 14ª rodada: 14.109

PÚBLICO médio dos clubes em jogos domésticos: 1º São Paulo, 29.921 /// 2º Corinthians, 29.165 /// 3º Fluminense, 23.275 /// 4º Internacional, 19.910 /// 5º Flamengo, 19.303 /// 6º Cruzeiro, 16.417 /// 7º Grêmio, 15.852 /// 8º Sport, 14.931 /// 9º Bahia, 11.825 /// 10º Coritiba, 11.599 /// 11º Chapecoense, 11.016 /// 12º Palmeiras, 10.728 /// 13º AtléticoMG, 10.653 /// 14º Criciúma, 9.526 /// 15º Santos, 9.360 /// 16º Vitória, 7.863 /// 17º Goiás, 6.260 /// 18º Botafogo, 5.563 /// 19º Figueirense, 4.984 /// 20º AtléticoPR, 3.804

MAIORES públicos: São Paulo 1×1 Criciúma, 13ª rodada, 46.512 /// FLUMINENSE 1×2 VITÓRIA, 3ª rodada, 44.975 /// FLAMENGO 1×0 BOTAFOGO, 12ª rodada, 43.412 /// SÃO PAULO 0×1 CHAPECOENSE, 11ª rodada, 42.979 /// CORINTHIANS 1×1 BOTAFOGO, 9ª rodada, 37.119.

MENORES públicos: AtléticoPR 1×1 Chapecoense, 5ª rodada, 766 /// FIGUEIRENSE 0×2 BAHIA, 2ª rodada, 777 /// ATLÉTICO-PR 2×0 CORITIBA, 7ª rodada, 1.063 /// BOTAFOGO 1×0 CORITIBA, 11ª rodada, 1.271 /// BAHIA 0×1 FLUMINENSE, 7ª rodada, 1.345.

A média global continua muito próxima das que vêm ocorrendo nos últimos torneios.

O Cruzeiro ocupa,em média, 28% da Toca III, enquanto o AtléticoMG ocupa, em média, 46% do Campo do América.

Comparecimento médio da torcida celeste é de 57% em relação a 2013. Uma vergonha.

Bonita e inteligente, só podia ser cruzeirense

Por Jorge Angrisano Santana | Em 15 de agosto de 2014
Filha de uma cruzeirense de Beagá e um corintiano de Sampa, ela nasceu e mora no Paraná, onde todos os colegas de escolinha torcem pra times de São Paulo. Só ela foge ao padrão: é cruzeirense. E observadora. Durante a Copa, se encheu de orgulho ao ouvir o Hino Nacional e perguntou: – Pai, por que só a imagem do Cruzeiro é que resplandece? Já mandei o Raposão. Agora, vão as camisas. Rebeca é das nossas!

Futebol em Beagá e Floripa

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de agosto de 2014

A 15ª rodada do Brasileiro reserva situações extremas ao torcedor mineiro.

Em Beagá, um superclássico de todos os tempos: Cruzeiro x Santos, dois times que jamais visitaram a segundona.

Em Floripa, Figueirense x Atlético-MG, dois que, vez ou outra, vão lá no subsolo beliscar um título nacional.

Assistir ao jogo do Mineirão e, depois, xeretar o do Orlando Scarpelli será como:

  1. Ler Machado de Assis e, logo em seguida, Paulo Coelho.
  2. Ouvir palestra de FHC e, na saída, topar com um comício do Lulla.
  3. Fruir o espetáculo que será o duelo Everton Ribeiro x Robinho e, meia hora depois, aturar Nirley contra Jamerson.
  4. Terminar namoro com a Camila Pitanga e reatar com Preta Gil.
  5. Trocar uma rádio que toca Led Zeppelin por outra que ataca com Abba
  6. Tirar do player um CD de Simon & Garfunkel e enfiar outro de Cesar Menotti e Fabiano.
  7. Assistir ao Globo Rural, pela manhã, e ao Esquenta, à tarde.
  8. Dialogar com Sócrates em Atenas e, em pesadelo, ouvir Marilena Chaui berrando em Sampa.
  9. Levar o filho pra ver o Giramundo e, na saída, parar na Praça Sete pra espiar roda de capoeira.
  10. Pesquisar perfil da Miriam Leitão na Wikipedia e, quando voltar pra tirar dúvida, encontrá-lo reescrito por Dilma Rousseff.

Agora, me dêem licença. Vou ali ver o que a Gostosinha do 603 quer comigo, depois, volto pra prosear com a galera.

Fala muito, fala muito…

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de agosto de 2014

Carlos Miguel Aidar, presidente do Sumpaulo,  quer formar outro Clube dos 13, GPT, presidente do Cruzeiro, não topa.

Aidar comemora contratação de Bastos, que antes se ofereceu ao Cruzeiro, sem sucesso. GPT não passou recibo.

Aidar disse que o Cruzeiro não paga seus credores, GPT garante que o campeão brasileiro não deve nada a ninguém.

Não faz muito tempo, Aidar avisou que a Globo perdera o direito de transmitir treinos da F1, que a emissora carioca continua transmitindo normalmente. GPT nada comentou sobre o tema.

Será que pra ser presidente do Sumpaulo o sujeito tem de ser boquirroto?

Já não bastou o JuJu?

Se este é o perfil predileto dos tricolores, por que eles não entregam logo o clube ao maior de todos os boquirrotos, o maior cacarejante das Gerais?

Chamar GPT não rola, pois ele num tá a fim de prosear sobre assuntos que extrapolem os muros das tocas I, II e III.

Faltam 68 horas

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de agosto de 2014

Faltam 68 horas para o Cruzeiro x Santos que poderá manter ou surrupiar a liderança do campeão brasileiro.

TITULARES: Fábio; Mayke, Dedé, Leo Simões e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Marcelo Moreno.

RESERVAS: Alan; Ceará, Alex, Manoel e Samudio; Willian Farias e Nilton; Marquinhos, Tinga e Dagoberto; Júlio Baptista. Este foi o time do coletivo.

PÚBLICO: Até a tarde desta quinta, 35 mil cruzeirenses já garantiram presença nop clássico de domingo, às 16h, no Mineirão.

PECHINCHA: Sócios da categoria Cruzeiro Sempre têm direito à compra de dois ingressos, um deles com desconto de 30%. A compra pelo site do Sócio do Futebol pode ser feita por meio de cartões de crédito ou débito. (Site do Cruzeiro)

TESTE: Deitei na rede, fechei os olhos e meditei sobre a partida do próximo domingo e suas consequências. Encerrada a mentalização, medi a pressão. Deu 12×8, com 65 batimentos cardíacos por minuto. Perceberam meu grau de preocupação?

Saiu a escala dos que vão garfar o Cruzeiro

Por Jorge Angrisano Santana | Em 13 de agosto de 2014

CBF informa:

CRUZEIRO x SANTOS, Jogo: 146, 15ª rodada, 17ago14dom16h, Mineirão (62 mil), Belo Horizonte, Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS), juiz;  Rafael da Silva Alves (AspFifa/RS) e Alexandre A P Kleiniche (RS), bandeiras; Marcos Vinícius de Sá dos Santos (MG), 4º Árbitro;  Diego Almeida Real (RS) e Marcos André Gomes da Penha (ES), adicionais; Paulo Jorge Alves, delegado.

Caro leitor, mesmo sabendo que o Cruzeiro será roubado, vc irá ao Mineirão?