Malafaia

Por Jorge Angrisano Santana | Em 18 de outubro de 2014

Ricardo Malafaia, careca, ao lado de alguns peagadistas. 

Ah, o cigarro…

Por Jorge Angrisano Santana | Em 18 de outubro de 2014

ARÍSIO FRANÇA

Sujeito espetacular, o Ricardo Malafaia.

Sua perspicácia, que a todos encantava nos comentários no blog, era ainda maior pessoalmente.

Tive o prazer de encontrá- lo algumas vezes em encontros do PHD e e era diversão garantida por sua elevada educação e fino senso de humor.

Num dos encontros, em um bar onde já havia a proibição de fumo, estávamos eu e ele pitando num canto quando o garçom veio dar bronca, dizendo que a fumaça estava incomodando as demais mesas.

Nervoso com o garçom, mas com sua costumeira educação, me sai o Malafaia de mesa em mesa se apresentando e perguntando se a fumaça estava mesmo atrapalhando.

Foi a umas dez mesas.

Nunca vi algo parecido. Um bar quase inteiro chorar de rir pela abordagem cômica do Malafa.

Ninguém reclamou e o garçom, coitado, saiu de fininho… Pitamos em paz.

Ah, o cigarro…

ARÍSIO FRANÇA, 38, cruzeirense, administrador e dono de restaurante, nasceu e mora em Sete Lagoas.

Adeus, Ricardo Malafaia

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de outubro de 2014

Com pesar, comunico o falecimento de Ricardo Malafaia, grande cruzeirense, comentarista aqui do blog, que alguns puderam conhecer nos encontros do pessoal. Um pessoa do bem, que infelizmente parte muito antes do combinado e vai fazer muita falta. Mauro França

28ª BR: Cruzeiro desengrenou

Por Jorge Angrisano Santana | Em 17 de outubro de 2014

28º rodada, 74% do Campeonato Brasileiro 2014, disputada em 11/12out14.

CORINTHIANS 0×1 BOTAFOGO, 11out14sab18h20, Amazônia (42 mil), Manaus, 19.989 pagantes, 21.269 presentes, R$1.782.790, média R$89, gol de Wallyson (p), 29. Vitória heróica do Botafogo, com atuação de seu goleiro Helton Leite.

GOIÁS 3×0 CORITIBA, 11out14sab18h20, Serra Dourada (45 mil), Goiânia, 1.392 pagantes, R$31.370, média R$23, gols de Jackson, 9, David, 25, Erik, 52. Coritiba criou mais oportunidades e tomou goleada. Acontece.

PALMEIRAS 1×1 GRÊMIO, 11out14sab21h, Pacaembu (38 mil), São Paulo, 26.940 pagantes, 29.353 presentes, R$647.130, média R$24, gol de Barcos (p), 54, Mouche, 67.

ATLÉTICO-MG 1×0 SÃO PAULO, 12out14sab16h, Independência (23 mil), Belo Horizonte, 15.288 pagantes, R$331.030, média R$22. Sumpaulo tá caindo pelas tabelas.

INTERNACIONAL 2×1 FLUMINENSE, 12out14sab16h, Beira-Rio (50 mil), Porto Alegre, 24.655 pagantes, 28.391 presentes, R$887.105, gols de Alex, 52, Fred, 85, Valdivia, 87. Fred sozinho não consegue fazer verão no Flu.

FLAMENGO 3×0 CRUZEIRO, 12out14sab16h, Maracanã (78 mil), Rio de Janeiro, 36.65o pagantes, 42.171 presentes, R$1.408.615, média R$38, gol de Dedé, contra, 13, Canteros, 56, Gabriel, 62. Defesa celeste jogou contra o patrimônio.

BAHIA 0×1 CHAPECOENSE, 12out14sab16h, Fonte Nova (50 mil), Salvador, 22.162 pagantes, 22.462 presentes, R$530.985, média R$24, gol de Tiago Luis, 37. Chape embalou depois dos 50 sobre o Inter.

SPORT 1×2 VITÓRIA, 12out14sab18h30, Ilha do Retiro (35 mil), Recife, 10.895 pagantes, R$208.710,média R$19, gols de Rithely, contra, 1, Dinei, 28, Diego Souza, 40. Vitória sai da zona.

ATLÉTICO-PR 3×0 FIGUEIRENSE, 12out14sab18h30, Baixada (42 mil), Curitiba, 14.185 pagantes, R$207.430, média R$15, gols de Dellatorre, 49, Bady, 68, Dellatorre, 90. CAP respira.

CRICIÚMA 3×0 SANTOS, 12out14sab18h30, Heriberto Hulse (23 mil), Criciúma, 9.076 pagantes, 9.276 presentes, R$119.875, média R$13, gols de Joilson, 16, Rodrigo Souza, 23, Lucca, 60. Baile dos carvoeiros.

ARTILHARIA. [13Marcelo Moreno (Cruzeiro) Henrique (Porco) [12] Barcos (Grêmio) [11Ricardo Goulart (Cruzeiro) Fred (Flu) [9] Pato (Bambi) Tardelli (Cocota) [8] Erik (Goiás) Cícero (Flu) Guerrero (Gambá) [7] Douglas Coutinho (Cap) Alecsandro (Fla) Ceni (Bambi) [6] Eduardo da Silva (Fla) Conca (Flu) Zeballos, Sheik (Bota) Kardec (Sumpaulo) Everaldo (Figueira) Dinei (Vitória) Dalessandro (Inter) Leandro (Chape) [5Everton Ribeiro (Cruzeiro) Kieza (Bahia) Gabriel (Peixe) Caio (Vitória) Daniel (Bota) Patric, Neto Baiano (Sport) Clayton (Figueira) Luís Fabiano (Bambi) Luciano (Gambá) Tiago Luis (Chape) Alex, Rafael Moura (Inter) [4Júlio Baptista, Marquinhos (Cruzeiro) Wagner (Flu) Dátolo, Carlos (Cocota) Alex (Coxa) Ganso (Bambi) Jadson (Gambá) Souza, Baier (Cri) Marcelo Cirino (Cap) Sasha, Aránguiz (Inter), Damião (Santos) Giovani Augusto (Figueira).

PÚBLICO: 1º Corinthians 29.328 /// 1º São Paulo 28.277 /// 3º Flamengo 27.041 /// 4º Cruzeiro 26.421 /// 5º Internacional 20.169 /// 6º Grêmio 19.108 /// 7º Fluminense 18.566 /// 8º Sport 15.419 /// 9º Palmeiras 15.385 /// 10º AtléticoMG 13.313 /// 11º Bahia 13.138 /// 12º Coritiba 11.690 /// 13º Botafogo 10.787 /// 14º AtléticoPR 10.290 /// 15º Criciúma 9.954 /// 16º Vitória 9.592 /// 17º Santos 8.973 /// 18º Chapecoense 8.660 /// /// 20º Figueirense 7.883 /// 19º Goiás 7.338. Média do Campeonato: 15.711. Ocupação: 39%.

28ª BR => LUGARES: 425.000. PUPAGANTE: 159.232. MÉDIA: 15.923. OCUPAÇÃO: 37%.

27ª BR => LUGARES: 468.000. PUPAGANTE: 132.305. MÉDIA: 13.231. OCUPAÇÃO: 28%.

15ª Est/Reg => LUGARES: 433.000. PUPAGANTE: 306.873. MÉDIA: 30.687. OCUPAÇÃO: 71%.

Carlos Campos: “Noite complexa!”

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de outubro de 2014

Pitacos de blogueiros e protagonistas acerca do ABC 3×2 CRUZEIRO, na Arena das Dunas, Natal, jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil 2014, às 22h de 15out14.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: Fizemos um bom 1º tempo. Não excelente, mas efetivo. Tivemos oportunidades e fizemos os gols. Demos duas chances pro adversário, que começou o jogo muito empolgado. Tivemos um pênalti não marcado e o deles não foi, pois havia impedimento. Mas fomos muito mal no 2º tempo, deixamos de jogar, fomos imaturos. Temos que controlar mais a partida e não dar tantas oportunidades. Apesar da classificação, foi um vestiário meio triste e de cobranças. Por tudo que o Cruzeiro está fazendo, com todo respeito ao ABC, não podemos passar um sufoco desses num jogo tão importante de Copa do Brasil. Não dá tempo pra treinar, mas fizemos um treino de posicionamento, pra jogar de forma diferente. Como os times brasileiros não treinam, pode acontecer qualquer resultado nos jogos. Não é desculpa. É uma situação vivida por todos os técnicos. Você faz mudanças por contusões ou  or convocações pra Seleção e não treina o time. Treinos são os jogos, e eu não posso parar pra acertar e orientar o time. Mas nada justifica um 2º tempo tão ruim. Se jogarmos assim contra o Vitória, teremos muitos problemas. O tempo é curto, mas vamos nos organizar melhor e ter uma entrega maior, com mais personalidade.

DEDÉ, beque do Cruzeiro: A arbitragem tem que apitar pros dois times. O árbitro queria colocar lenha na fogueira. Tivemos dois pênaltis claríssimos a favor; e no pênalti contra não sei se o cara estava impedido, mas parecia. Eu apoiei a minha mão pra frente, mas não encostei no cara, não me apoiei nem cheguei a puxar, mas o juiz deu pênalti. Parece que tem alguma coisa, não vou falar que é contra mim, é contra o Cruzeiro. Os caras estão querendo fazer com que o Cruzeiro balance, mas não vai balançar não. Jogadores, diretoria, todo mundo está muito junto, estamos blindados e vamos fazer tudo pra manter nosso foco e o futebol que vínhamos fazendo. Cometi falhas. O gol contra num jogo em que fui bem. O pênalti contra o São Paulo. Infelizmente tem coisas assim. Este pênalti num jogo em que eu estava tranquilo. Mas tenho confiança, não vou me abater pela desconfiança de torcedores, nem de imprensa. Continuarei trabalhando firme. Tenho Deus no coração, minha família é muito religiosa e, da mesma forma que têm acontecido coisas negativas, vão acontecer coisas positivas também.

MOACYR JÚNIOR, técnico do ABC: O sonho acabou de uma forma digna, com o torcedor comemorando uma vitória sobre o campeão brasileiro. Infelizmente, por ter faltado um gol na casa do adversário ou um detalhe, a gente não conseguiu. Saímos de pé, com o nome do ABC dignificado. Exalto também a torcida. Hoje conheci a força do torcedor do ABC. Exalto também os jogadores. A cobrança no intervalo foi absorvida e a virada foi sensacional. Poderíamos ter tomado um placar mais elástico, só que no futebol você tem de ter ousadia e a gente a teve no momento certo. A equipe mereceu a vitória pela ousadia, pela personalidade, por encarar o campeão brasileiro de frente. Não ficou atrás querendo perder de pouco ou empatar, e conseguiu a virada. Isto tem de servir de alento e pra aumentar a autoestima dos atleta na Série B, que é nossa realidade.

MAURO FRANÇA, no PHD: O Cruzeiro fez um 1º tempo razoável, abriu 2×0 e poderia ter feito o terceiro e até o quarto, se os pênaltis fossem marcados. E o pênalti do ABC nasceu em lance irregular. Daí em diante, o time se perdeu, mostrando que a fase é ruim, falta confiança, muitos jogadores tiveram queda brutal de rendimento, o desgaste está pesando. O time está numa descendente. O momento é o pior possível.

CARLOS CAMPOS, no PHD: Noite complexa!

Willian e Henrique se salvaram

Por Jorge Angrisano Santana | Em 16 de outubro de 2014

Atuações dos celestes e seus adversários no ABC 3×2 CRUZEIRO, na Arena das Dunas, Natal, jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil 2014, às 22h de 15out14,

Por MARIANA RESENDE.

TORCIDA CELESTE compareceu em bom número. Dava até pra escutar “Nós somos loucos…”

FÁBIO espalmou uma bola pra dentro da área que quase resultou num gol do ABC, mas não teve culpa nos gols. Não vem sendo o Fábio milagreiro de sempre, a má fase da dupla Dedé – Manoel tem resvalado nele. Partida regular.

CEARÁ, sempre bom na marcação, ontem deu espaços e permitiu algumas jogadas pelo seu lado. Regular.

DESÉ ganhou uma bola por cima, fez duas viradas de bola, abafou um chute dentro da área e cometeu um pênalti. Não se entende com Manoel, em vários momentos trombaram e se atrapalharam. Está vivendo seu pior momento, está psicologicamente abalado e seu futebol não rende. Partida ruim.

MANOEL salvou um gol certo do ABC. Ao lado do companheiro de zaga, cometeu erros de posicionamento e passe. Se estivessem tocando numa banda, Dedé estaria tocando pagode e Manoel tocando rock. Eles precisam escolher o mesmo ritmo! Partida ruim.

LEO SIMÕES entrou nos acréscimos e jogou na lateral esquerda. Pouco fez.

EGÍDIO fez o que sabe de melhor: apoiar com qualidade. Saiu dos seus pés o escanteio que originou o 1° gol e sempre tava na defesa colaborando. Boa partida.

NÍLTON quase fez um gol no comecinho da partida, mas desta vez não comemorou… Foi bem no meio de campo, teve poucos erros.

WILLIAN FARIAS esteve bem, formando um bom trio com Henrique e Nilton.

HENRIQUE fez um gol, driblou e foi eficiente como sempre, mas não foi o mesmo Henrique, aquele que é um dos melhores e mais regulares jogadores do ano. A cobrança é proporcional a sua qualidade comprovada. Partida regular.

WILLIAN, enfim saiu o gol e com ele o mundo das costas! Depois do gol foi pra frente sem medo, fez ótimas jogadas, sofreu um pênalti e voltou a sorrir. Estava com saudade do seu bom futebol. O melhor em campo.

ALISSON jogou sempre em velocidade e com a qualidade costumeira. “Quase” fez um belíssimo gol. Saiu depois de ter tomado um amarelo injusto por simulação. Boa partida.

BORGES voltou em grande estilo, dando um passe de calcanhar que originou a jogada do 2° gol. Estava muito bem na partida até sentir uma contusão. Marlone entrou em seu lugar.

Neílton jogou?

MARLONE tem sempre a chance de mostrar seu valor e nunca perde a chance de não mostrá-lo. Mais uma exibição ruim.

MARCELO OLIVEIRA colocou em campo o que podia e fez tudo pra preservar o time e vencer, mas nenhum esquema resiste a jogador em má fase.

CRUZEIRO fez um bom 1º tempo e tomou sustos na defesa, mas saiu de campo vencendo por 2×0. No segundo, caiu de produção, tentou controlar o jogo e tome mais sustos, mas mesmo assim se classificou. É um time que está em seu pior momento técnico e físico, mas está sem seus 2 melhores jogadores. Enquanto o MAS existir pra este time, estaremos a salvo.

ABC  mostrou ser bem treinado. Se tivessem um atacante melhor que o João Henrique, teriam aproveitado as 500 falhas da defesa cruzeirense e saído da Arena das Dunas ontem com a classificação. Ficaram só no “se”, e sem a vaga.

COMBO DE ARBITRAGEM cometeu erros. Um juiz com o braço daquele tamanho pode cometer erros que ninguém tem coragem de peitar o sujeito, talvez por isso seja tão saradão. Como não marcar aquele pênalti? Um dos bandeiras errou ao não dar impedimento na jogada que gerou o pênalti para o ABC. Arbitragem regular.

ABC 3×2 Cruzeiro: Não merecia, mas passou

Por Jorge Angrisano Santana | Em 15 de outubro de 2014

CRUZEIRO contra o ABC, na Arena das Dunas, Natal, jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, às 22h, de 15out14.

CLASSIFICAÇÃO. O Cruzeiro entrou na competição nas oitavas de final desclassificando o Santa Rita, com vitórias de 5×0, no Mineirão, e 2×1, em Arapiraca.

AUSENTES no Cruzeiro:  Alan (G), Marcelo Moreno (A), Tinga (V), Júlio Baptista (M), Eurico (V), Alex (B), lesionados, Marquinhos (M), que já atuou pelo Vitória nesta Copa do Brasil, e Everton Ribeiro, servindo à Seleção Brasileira.

BANCO do Cruzeiro: Rafael Monteiro (G), Mayke (L), Bruno Rodrigo (B), Leo Simões (B), Lucas Silva (V), Marlone (M), Neilton (A).

CEARÁ, lateral direito do Cruzeiro: “Treinamos pênaltis porque a decisão poderá ser feita nas penalidades e temos que nos preparar, mas fa deremos tudo pra conseguir a classificação sem precisar passar por isso. Teremos de nos esforçar muito, pois o adversário está bem preparado e contará com o apoio da sua torcida pra nos pressionar.”

AUSENTES no ABC: Dênis Marques (A), lesionado; Michel (V) e Marcel (V), Ronaldo Mendes (M) e Zambi (A),  ficam fora por terem jogado a competição por outro clube.

BANCO do ABC: Camilo (G), Diego Jussani (B), Renan Silva (B), Robson (B), Luciano Amaral (L), Somália (V), Liel (V), João Henrique (A), Beto (A), Alvinho (A).

MOACYR JÚNIOR, técnico do ABC: “Vamos trabalhar e focar no importante jogo contra o Cruzeiro. Será complicado, uma decisão que pode nos dar uma classificação e histórica e vamos buscar isso. Vamos dar o nosso melhor e contar com nossa torcida pra essa grande batalha.”

TRAJETÓRIAS: O Cruzeiro já chegou às semifinais da Copa do Brasil em 1993, 1996, 1998, 2000, 2003 e 2005. Foi campeão 4 vezes, ficou em 2º uma e só foi desclassificado em 2005, pelo Paulista, no Mineirão.  O ABC esá disputando as quartas de final pela 1ª vez.

CONFRONTOS entre Cruzeiro e ABC: Em 08nov72, Brasileiro, ABC 0×2 Cruzeiro, em 11dez77, Brasileiro, ABC 2×2 Cruzeiro, em 16abr78, Brasileiro, ABC 1×2 Cruzeiro, em 14fev91, Copa do Brasil (1ª fase), ABC 1×1 Cruzeiro, em 21fev91, Copa do Brasil (1ª fase), Cruzeiro 4×0 ABC, em em 01out14, CB (quartas de final), Cruzeiro 1×0 ABC.

TRANSMISSÃO: Fox, canal pago, com narração de João Guilherme, comentários de Mário Sérgio e reportagens de Vitorino Chermont.

O JOGO

21h50. TIMES em campo. Cruzeiro, todo de azul. ABC, todo de branco.

22h55. MOSAICO com a frase “unidos somos fortes” foi exibido nas cadeiras da Arena das Dunas.

22h. COMEÇA o jogo. Cruzeiro, à esquerda das tribunas.

00 Moacir Júnior, técnico do ABC, gesticula à beira do gramado. Quer máxima atenção de seus atletas.

01 Falta a favor do Cruzeiro.

02 Egídio cobra falta lançando a bola na área abecedista. Manoel e Nilton vão na bola, que passa por cima do arco defendido por Gilvan.

02 BARULHAÇO da torcida do ABC atrás do arco defendido por Fábio.

03 Madson ataca pela direita, Dedé recupera a bola pro Cruzeiro.

04 Alisson tenta armar jogada de ataque, Marlon despacha a bola pra longe.

05 Xuxa aciona Rodrigo Silva, que está impedido.

06 Alisson cruza da esquerda, Patrick afasta de cabeça, pra escanteio.

07 BALIZA. Alisson cobra escanteio pela esquerda, Nilton cabeceia, bola acerta o travessão. Goleiro Gilvan nem viu o que aconteceu.

08 CHUTAÇO. Rodrigo Silva chuta da intermediária, com força e bem colocado. Fábio espalma pra corner.

09 Na cobrança de escanteio, Marlon cabeceia pra fora.

10 ABC aposta na pressão, Cruzeiro nos contrataques.

11 Alisson, na entrada da área, rola pra Borges, que acerta um belo chute de direita. Bola passa rente ao travessão.

12 Xuxa cobra escanteio, que dá em nada.

13 PERSEGUIÇÃO IMPLACÁVEL. Polícia Militar do Rio Grande do Norte proibiu entradas da Máfia Azul e da Pavilhão Independente na Arena das Dunas.

14 João Paulo ataca pela esquerda, dribla Ceará e aciona Rodrigo Silva, que desperdiça o lance.

15 KLÊNYO GALVÃO, do GloboEsporte: “Ao menor vacilo do ABC, Cruzeiro toma a bola e scontrataca com velocidade. ABC está desatento.”

16 Após rcelamação do volante Nilton, que pdeiu mais calma ao time, os jogadores do Cruzeiro passam a

16 Borges deixa o braço no rosto de Suéliton. Anderson Daronco marca a falta.

17 João Paulo cai fora de campo e preocupa o médico do ABC.

18 Cruzeiro troca passes, ABC rouba a bola.

19 João Paulo, de volta a campo, tenta um passe pra Xuxa, mas Dedé afasta a bola pra longe.

20 Dividida entre Samuel e William, que leva a pior e fica caído.

21 João Paulo pede substituição. João Henrique vem aí.

22 Patrick cobra falta, Fábio fica com a bola.

23 BALÃO. Nilton recebe bom passe na entrada da área e chuta forte. Bola ganha altura e cai na arquibancada, atrás do arco de Gilvan.

24 João Paulo voltou a sentir uma lesão no pé direito, que já o havia tirado do jogo contra o Náutico, pela Série B.

24 TROCA. João Paulo x João Henrique

25 Patrick, ataca pela direita, Manoel corta pra escanteio.

26 BATERREBATE na área celeste, Rodrigo Silva se prepara pra marcar, mas Fábio é mais esperto, dá um leve toque na bola e fica com ela.

27. Dupla Madson e Patrick armam as melhores jogadas do ABC, pela direita.

28 Até agora, jogo equilibrado.

29  ASSÉDIO MORAL. Garotos de uma escolinha do Cruzeiro, de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal, que entraram com o time no gramado, tiveram de muar de roupa pra assistirem ao jogo nas cadeiras.

30 GOL. Egídio cobra escanteio pela esquerda, Xuxa corta de cabeça, Willian fica com o rebote e chuta no ângulo esquerdo, sem chance pra Gilvan: CRUZEIRO 1×0.

31 FIM DE JEJUM. O último gol de William em jogos oficiais aconteceu em 25mai14, nos 3×1 sobre o Internacional, em Caxias do Sul, pela 7ª rodada do Brasileiro. O último gol foi em 06jul14, no amistoso contra o Chivas, em El Paso, Texas, Estados Unidos.

32 DEFESAÇA. João Henrique recebe bola ajeitada por Rodrigo Silva e chuta forte. Fábio defende parcialmente, João Henrique tenta chutar novamente, porém Manoel aparece pra ceder escanteio.

33 ABC se manda pro ataque.

34 Novo esquema do Cruzeiro, com três volantes, está funcionando bem. Nílton e Henrique se revezam nas subidas ao ataque, William Farias protege a bequeira.

35 ABC já desclassificou, nesta CB 2014, Desportiva Ferroviária, Atlético Goianiense, Novo Hamburgo e Vasco da Gama.

36 Moacyr Júnior, técnico do ABC, não se conforma com o gol desperdiçado e tem um ataque de nervos no banco de reservas.

37 ABC continua jogando preferencialmente pala direita. Egídio tem muito trabalho pra conter Patrick e Madson.

38 CANTORIA da torcida do Cruzeiro predomina na Arena das Dunas.

39 Fábio sai do gol e não consegue cortar cruzamento de Xuxa, bola fica com João Henrique. Atacante fica com o gol aberto, mas chuta fraco e dá tempo a Manoel de limpar a área celeste.

40 Marcelo Oliveira reclama com Anderson Daronco. Os dois discutem, mas logo o jogo trcomeça.

41 GOL. Contrataque fulminante do Cruzeiro pela esquerda. Borges recebe a bola na esquerda do ataque e dá um toque de calcanhar pra Willian, que lança Alisson, na área do ABC. O meia leva a bola pra esquerda, puxa o goleiro Gilvan e o beque e chuta de curva pro gol. Henrique aparece , em cima da risca, pra cabecear pra rede. CRUZEIRO 2×0.

42. Décimo gol do Cruzeiro na Copa do Brasil, 1º de Henrique.

43 TROCA Borges x Marlone. Borges sentiu dores musculares.

44 Dois minutos de acréscimo.

45 Fábio Bahia chuta forte, de fora da área. Bola passa perto do poste esquerdo do arco celeste.

46 VAIA. João Henrique é vaiado quando pega na bola. Torcida do ABC não o perdoa pelas duas chances desperdiçadas.

47 FIM do 1º tempo.Cruzeiro aproveitou suas boas jogadas e fez dois gols. ABC também criou, mas desperdiçou.

MARIANA RESENDE, no PHD: “Se o ABC tivesse um atacante decente teria empatado e até virado em dois lances que evidenciaram, de novo, a má fase da defesa celeste. Dedé e Manoel estão pilhados demais, Dedé principalmente.”

GABRIEL, no PHD: “Bom 1º tempo do Cruzeiro. O ABC abriu desde o início, aí é fatal mesmo!”

INTERVALO

22h05. COMEÇA o 2º tempo.

46 Cruzeiro voltou pressionando o ABC.

47 Falta para o ABC. Patrick cobra, nada acontece.

48 Marlone tenta passar por Sueliton, defesa alvinegra despacha bola pra lateral.

49 Pra se classificar, o ABC tem de fazer 4 gols nos próximos 40 minutos.

50 ABC não consegue trocar passes e sofre com ataques celestes pelas laterais.

51. OLÉ! Torcida celeste provoca a alvinegra.

52. AMARELO. Xuxa, por toque de mão.

53 Gramado perfeito e temperatura de 25º favorecem o espetáculo.

54 William dispara pela esquerda, entra na área, cai e pede pênalti. Daronco não o atende.

55 Lucas Silva, Mayke, Everton Ribeiro e Marcelo Mreno, poupados hoje, voltam contra o Vitória pelo Campeonato Brasileiro.

56 AMARELO. Alisson, por simular pênalti.

57 PERTINHO Daniel Amora faz boa jogada individual e passa a João Henrique, que chuta. Bola passa por cima do travessão.

58. GOL. Madson cruza da direita, Rodrigo Silva salta entre Manoel e Dedé e cabeceia, Bola entra no canto esquerdo. Fábio não tem chance de defesa. ABC 1×2.

59 PÚBLICO. 20.596 presentes, 18.530 pagantes. Renda de R$ 772.565.

60 DECEPÇÃO. Diretoria do ABC esperava público 50% maior.

61 TROCA Alisson 
x Neilton

62 RENDA. Acordo entre o ABC e o ex-jogador Ricardo Oliveira, nesta quarta, na 6ª vara de Natal, garantiu pagamento de uma dívida trabalhista R$158 mil evitando bloqueio da renda do jogo contra o Cruzeiro. O ABC havia sido condenado por ter assinado a carteira de trabalho do atleta com salário mensal de R$1.000, enquanto pagava, de fato, R$23.500.

63 PÊNALTI. Patrick cobra falta na meiadireita jogando a bola na área celeste. Marlon, impedido, chega antes da bequeira celeste e é empurrado por Dedé. Anderson Daranco marca sem pestanejar.

64 AMARELO. Dedé, pela falta em Marlon.

65 GOL. Xuxa cobra com chute colocado, à esquerda de Fábio, que salta para o outro lado. ABC 2×2.

66  MATHEUS CHAVES, no PHD: “Se, depois desses dois gols, o Dedé não sentar no banco, adeus viola.”

67 MOEMA FOX, no PHD: “Oremos… Mariana Resende, pede sua mãe pra intensificar a reza!!!”

68 Nilton chama o time na responsabilidade pedindo que se troque passes ao invés de isolar a bola.

69 ABC parte pro “tudo ou nada” em busca do terceiro gol. Cruzeiro se safa com chutões.

70. EU ACREDITO! Torcida do ABC grita alto.

71 ONZE cruzeirenses em seu campo de defesa.

72 Neilton vence disputa com Madson,entra na área e chuta na saída do goleiro. Bequeira potiguar tira a bola.

73 Moacyr Júnior pede que seu time pressione a saída de bola do Cruzeiro.

74 Torcida abecedista joga com seu time. Empolgação geral na Arena das Dunas.

75 AMARELO. Nilton, por falta dura em Daniel Amora.

76 Xuxa lança João Henrique, mas Fábio é mais esperto e fica com a bola.

77 EDENÍLSON MARRA, no PHD: “Marlone está muito preguiçosa.”

78. TROCA. Patrick x Alvinho

79 ONZE cruzeirenses no campo de defesa. ABC parte em busca da virada.

80 ROSAN AMARAL, no PHD: “O pessoal da Fox foi unânime ao afirmar que o árbitro interferiu no resultado ao não marcar dois pênaltis a favor do Cruzeiro e marcar um inexistente contra (antes da falta do Dedé, o jogador do ABC estava impedido). Ora, com aquele pênalti não marcado em Willian estaria 3×0 e o ABC não teria forças pra buscar reação.”

81 Ceará sai de campo no carromaca.

82 MARIANA RESENDE, no PHD: “Desisti do Marlone, pode emprestar.”

83 Falta de Marlon em Willian.

84 TROCA: João Henrique x Beto.

85 GOL. Bola sobre a área celeste, Alvinho, cercado por Egídio, mata no peito e acerta uma bomba, de virada. Fábio não tem a menor chance de defesa. ABC 3×2.

86 LOUCURA. Torcida abecedista explode de emoção.

87 TROCA. Egídio x Leo Simões

88 Samuel taela com Beto, que passa a Rodrigo Silva. O atacante se enrola com a bola, defesa celeste cede lateral.

89 Rodrigo Silva aerta o poste com uma cabeçada, mas Anderson Daronco marca falta do atacante.

90 Dois minutos de acréscimo.

91 ABC aposta nos chutões pra tentar mais um gol, o da classificação.

92 CARLOS CAMPOS,comentarista do PHD sobre a vitória do AtléticoMG por 4×1 contra o Corinthians e a derrota do Cruzeiro: “Noite complexa!”

93 AMARELO. Fábio, por fazer cera.

49 FIM de jogo.

CARLOS ARTHUR DA CRUZ, do GloboEsporte: “Apesar da eliminação, ABC fez história na Copa do Brasil. Torcedor reconheceu isto e aplaudiu o time, no fim do jogo.”

MELHOR DO JOGO, segundo comentaristas do PHD: Willian [9] Henrique [7], Ceará [3], Daronco [3], Alisson [2], Dedé [1], Nílton [1], Willian Farias [1].

ABC 3×2 CRUZEIRO, quarta-feira, 15out14, 19h30. TEMPO bom, temperatura 25º, vento 19 km/h, umidade 74%. LOCAL: Arena das Dunas (42 mil), Natal. MOTIVO: jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil 2014. TRANSMISSÃO: Fox. PÚBLICO: 18.530 pagantes, 20.596 presentes, R$772.565, média R$42. ARBITRAGEM: Anderson Daronco (RS/Asp-Fifa), juiz; Fabricio Vilarinho da Silva (GO-Fifa) e Fabio Pereira (TO-Fifa), bandeiras; Italo Medeiros de Azevedo (RN), 4º A; Manoel Nunes Lopo Garrido (BA) e Flavio Feijo de Omena (AL), adicionais; Salmo Valentim da Silva (PE), delegado. AMARELOS: Fábio, Dedé, Nílton, Alisson (C), Xuxa (A). GOLS: Willian, 30, Henrique, 41, Rodrigo Silva, 59, Xuxa (p), 65, Alvinho, 85. CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Manoel e Egídio (Leo Simões); Willian Farias, Nilton e Henrique; Willian e Alisson (Neilton); Borges (Marlone). T: Marcelo Oliveira. ABC: Gilson; Madson, Sueliton, Marlon e Samuel; Daniel Amora, Fábio Bahia, Patrick (Alvinho), Xuxa, João Paulo (João Henrique, depois, Beto) e Rodrigo Silva. T: Moacyr Junior. HISTÓRICO: Foi o 7º Cruzeiro x ABC, 4 vitórias do Cruzeiro, 2 empates e 1 vitória do ABC. O Maior de Minas marcou 14 gols e sofreu 7.

Semana 41: Semaninha sem vergonha…

Por Jorge Angrisano Santana | Em 15 de outubro de 2014

Notícias do Cruzeiro na SEMANA 41 de 2014, por MAURO FRANÇA.

SEGUNDA, 06out14. Reapresentação do elenco, à tarde. Jogadores que atuaram contra o Internacional fizeram atividades regenerativas. Os demais, incluindo ALISSON, liberado pelo DM, participaram de treino técnico em campo reduzido. /// PEDRO PAULO, atacante de 20 anos, foi emprestado ao AtléticoPR até mai15. /// Clube foi notificado pelo STJD da perda de um mando de campo e multa de R$50mil, pelos incidentes do clássico. Advogado Teotônio Chermont informou que o clube entraria com recurso e pedido de efeito suspensivo.

TERÇA, 07out14. Treino recreativo fechou preparação pro jogo contra o Corinthians. MARCELO OLIVEIRA relacionou 22 jogadores pra concentração: Fábio, Rafael, Ceará, Mayke, Egídio, Bruno Rodrigo, Léo, Manoel, Henrique, Lucas Silva, Nilton, Willian Farias, Alisson, Marlone, Borges, Dagoberto, Judivan, Hugo Ragelli, Marcelo Moreno, Marquinhos, Neilton e Willian. BRUNO RODRIGO foi relacionado pela primeira vez desde a cirurgia que fez em junho. /// Pelo Estadual de Vôlei Masculino, no Ginásio Chico Neto, Montes Claros, SADA CRUZEIRO 3×1 MONTES CLAROS (25/19, 25/18, 24/26, 25/20).

QUARTA, 08out14. CRUZEIRO 0×1 CORINTHIANS. Mineirão, Belo Horizonte, 27ª rodada Brasileiro, 32.958 pagantes, 34.668 presentes, R$1.509.747. Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS/Fifa), juiz; Alessandro Rocha de Matos (BA/Fifa) e Kleber Lucio Gil (SC/Fifa), bandeiras. Amarelos: Henrique (Cru); Anderson Martins, Cássio (Cor). Gol: Luciano, 72. CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Leo Simões e Egídio (Ceará); HenriqueLucas Silva; Marquinhos, Marlone (Dagoberto) e Willian (Alisson); Marcelo Moreno. T. Marcelo Oliveira. CORINTHIANS: Cássio; Fagner, FelipeAnderson Martins e Fábio Santos; Guilherme Andrade (Fewrrugem), Bruno Henrique (Danilo), Petros e Renato Augusto; Malcom e Ángel Romero (Luciano). T: Mano Menezes. /// MARCELO OLIVEIRA: “O Corinthians marcou muito os laterais, o seu último homem marcou os volantes e isso criou dificuldades pro Cruzeiro, que teve bom volume. Tanto no 1º tempo quanto no 2º, tivemos mais posse de bola no campo do adversário. O Corinthians faz muito isso, joga por uma bola parada ou por um erro do rival e acabou fazendo o gol dessa forma. Insistimos muito, tentamos pelos lados do campo, modificamos o time e não foi suficiente. Faltou uma jogada individual, um lance pra entrar na defesa com tabela curta, que pudesse abrir o espaço. No 2º tempo alçamos muitas bolas na área, facilitando pro adversário”. /// MARCONE BARBOSA, sobre material esportivo: “Estamos entre Olimpykus e Penalty e a decisão precisa ser tomada com urgência. Até o final do mês, sairá a resposta. A falta de materiais nas lojas gerou perda de receita. A Vulcabras, responsável pela Olimpykus, terceirizou o serviço no ano passado, quando tivemos muitos problemas. Melhorou este ano, mas continua ineficaz e isto será colocado na balança, quando definirmos”. /// ESTADUAL Sub20, jogo adiado da 3ª rodada do hexagonal final, estádio Manoel Vieira, Florestal, CRUZEIRO 3×0 AMDH. Gols: João Gabriel, Wendel e Murilo. CRUZEIRO: Alencar; Manoel (Dione), Fabrício, Bruno Viana e Bruno Levandoski; Sávio, Gabriel Moura, Igor (Wendel) e João Gabriel (Murilo), Bruno Campos (Daniel Gonçalves) e Gabriel Louzada (Gabriel Pelozo). T.: Paulo Ricardo. Cruzeiro assumiu a liderança, com 11PG, 5J, 3V e 2E.

QUINTA, 09out14. Elenco se reapresentou à tarde. Titulares fizeram atividades regenerativas na academia. Os demais fizeram treino técnico. EGÍDIO, com dores lombares, foi poupado e fez exames. /// Em solenidade na sede do Barro Preto, GILVAN DE PINHO TAVARES foi reeleito por aclamação para o triênio 2015-17. /// Luiz Fabiano Rodrigues, agente de FRANCISCO EVERTON, emprestado ao Joinville, declarou que o jogador não recebe salário há dois meses. Diretoria informou que “os salários dos jogadores do Cruzeiro estão rigorosamente em dia. Assuntos referentes a jogadores de outros clubes e questões externas não serão comentados”. /// STJD concedeu efeito suspensivo e suspendeu a perda de mando de campo até o julgamento do recurso impetrado pelo clube.

SEXTA, 10out14. Pela manhã, titulares fizeram atividades na academia. Demais, incluindo DEDÉ, treinaram com bola. Exame de EGÍDIO não constatou lesão na região lombar. /// Na coletiva após o treino, HENRIQUE e MARCELO OLIVEIRA revelaram que as suas renovações de contrato estão em andamento. /// GILVAN DE PINHO TAVARES, sobre os contratos de patrocínio: “Estamos próximos do acerto com o novo fornecedor, mas não está nada definido. A expectativa é de que os fabricantes de camisa enxerguem que a marca do Cruzeiro está cada vez mais valorizada, é a que está mais em evidência hoje no Brasil. Esperamos propostas mais vantajosas. Temos conversado com o BMG, parceiro Itaú, mas ainda não há definição. Procuraremos outros parceiros se não houver renovação com o BMG”. /// Lançada nova categoria do Sócio do Futebol, a Nação Azul, para torcedores do interior de Minas e de outros estados, com mensalidade de R$12 e direito a descontos e participações nas promoções do Movimento por um Futebol Melhor, sem ingresso garantido e nem preferência na compra pela internet.

SÁBADO, 11out14. Pela manhã, jogadores fizeram recreativo. À tarde, delegação embarcou pro Rio de Janeiro com 21 jogadores: Fábio, Rafael, Ceará, Mayke, Egídio, Bruno Rodrigo, Dedé, Leo Simões, Manoel, Henrique, Lucas Silva, Nilton, Willian Farias, Alisson, Marlone, Borges, Judivan, Marcelo Moreno, Marquinhos, Neilton e Willian. /// ESTADUAL Sub20, 6ª rodada, hexagonal final, estádio José Porfírio de Oliveira, Pará de Minas, CRUZEIRO 2×1 AMÉRICA. Gols: Hugo Ragelli, Igor. CRUZEIRO: Alencar, Dione, Fabrício, Daniel Gonçalves e Daniel Vançan (Bruno Levandoski); Sávio, Bruno Viana (Murilo) e Gabriel Moura (Douglas Brenner); Hugo Ragelli, Gabriel Louzada (Igor) e Wendel (Batista). T.: Paulo Ricardo. /// ESTADUAL Sub17, jogo de ida das quartas de final, estádio Manoel Vieira, Florestal, CRUZEIRO 3×2 AMDH. Gols: Gabriel Mendes (2), Rhainer. CRUZEIRO: João Victor, Rafael (Cerqueira), Ronaldo, Thiago e Gabriel Luiz; Victor, João Luiz (Rick Sena), Rafael e Higor (Rhainer); Gabriel Mendes (Lucas) e Pará (Murilo). /// ESTADUAL Sub15, jogo de ida das quartas de final, campo do Santa Cruz, BH, CRUZEIRO 5×0 RIACHINHO (Contagem). Gols: César (2), Zé Francisco (2) e Paulinho. CRUZEIRO: João Pedro (Ponte Nova); Gabriel Ribeiro (Vitor); Arthur (Mateus), Rhômulo e Emerson Samuel; Nathan (Cacá), César, Paulinho e João Diogo (Thiago), João Luiz; Guilherme (Zé Francisco).

DOMINGO, 12out14. FLAMENGO 3×0 CRUZEIRO. Maracanã, Rio de Janeiro, 28ª rodada Brasileiro, 36.645 pagantes, 42.171 presentes, R$1.408.615. Arbitragem: Francisco Carlos do Nascimento (AL/Fifa), juiz; Fabricio Vilarinho da Silva (GO/Fifa) e Fabio Pereira (TO/FIFA), bandeiras. Amarelos: Marquinhos, Nílton (C), Cáceres, Marcelo (F). GOLS: Dedé, contra, 13, Canteros, 56, Gabriel, 62. CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Dedé, Manoel e Egídio; HenriqueNílton (Willian) e Lucas Silva; Marquinhos (Marlone) e Alisson; Marcelo Moreno (Borges). T: Marcelo Oliveira. FLAMENGO: Paulo Victor, Leo MouraMarcelo, Wallace (Chicão) e Aderson Pico; CáceresCanteros e Márcio Araújo (Muralha); Everton; Eduardo da Silva (Gabriel) e Alecsandro. T: Vanderlei Luxemburgo. /// MARCELO OLIVEIRA: “Seria difícil de qualquer maneira, pois o Flamengo vem crescendo, tem um time rápido, que compete muito e estava muito mobilizado pra este jogo, mas o que fez a diferença foram os gols que doamos e isso precisa ser corrigido. Faz muita diferença porque nesta fase os jogos do Brasileiro são decisivos. O Flamengo tem mérito porque lutou muito e buscou a vitória. Mas temos que cuidar mais da liderança e da diferença de pontos, pois tudo o que construímos até agora foi com muito sacrifício”. /// Antes do jogo, RAUL PLASMANN foi homenageado pelas diretorias de Cruzeiro e Flamengo pelo seu aniversário de 70 anos. /// ESPN noticiou que o Cruzeiro perdeu ação movida por Thiago Ribeiro, no valor de R$1,5 milhão referente aos direitos de arena no período 2008-11. A sentença foi proferida pelo TRT-MG e cabe recurso. /// ATLETISMO: Ainda no sábado, Justino Pedro da Silva venceu a 9ª Etapa do Circuito Caixa, disputada em Ribeirão Preto, com 31:19. Edson Amaro dos Santos foi o 5º, com 31:55. Giomar Pereira da Silva foi o 6º, com 31:59. Em Recife, Marcos Antônio Pereira foi o vencedor dos 5 km da 3ª Corrida Vida e Saúde, com 14:40. José Márcio Leão da Silva foi o 1º nos 10 km, com 29:23. Daniel Henrique Alves Sabino venceu a 2ª Corrida Gunga de Roteiro/AL, com 30:58. Em Mariana, Johannes Max Boamorte Araújo venceu a 2ª Corrida de Ouro Preto a Mariana, com 38:03 (12 km). Pablo Fagundes da Costa fez sua reestreia na equipe vencendo a 3ª Corrida da Criança de Rio Verde/GO, com 14:40. Sueli Pereira Silva venceu a prova feminina, com 17:33. No povoado de Corumbá, próximo a Cláudio, André Aparecido venceu a 6ª Corrida de Corumbá, com 19:52 (6 km), seguido por Ivamar de Oliveira, com 20:10. Outra dobradinha veio na 9ª Minimaratona FESP de Passos, com João da Bota em 1º com 31:18 e Ivanildo Pereira dos Anjos em 2º, com 31:22. Iury Bonari venceu a prova dos 5 km, com 18:22. Mércio Silva Ferreira foi o 4º na 3ª Corrida da APCEF, disputada na orla da Lagoa da Pampulha. Altobeli Santos da Silva foi o 6º na prova dos 5.000 metros rasos do Troféu Brasil de Atletismo, disputado no Ibirapuera, São Paulo.

Marcelo Oliveira: “Gols doados fizeram a diferença”

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de outubro de 2014

Pitacos de blogueiros e protagonistas acerca do FLAMENGO 3×0 CRUZEIRO, no Maracanã, Rio de Janeiro, pela 28ª rodada do Brasileiro 2014, às 16h de 12out14:

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: O jogo seria difícil de qualquer maneira, pois o Flamengo vem crescendo, tem um time rápido, que compete muito e estava muito mobilizado pra este jogo, mas o que fez a diferença no meu entender foram às doações. Doamos os gols e isso precisa ser corrigido. Faz muita diferença porque nesta fase os jogos do Brasileiro são decisivos. O Flamengo tem mérito porque lutou muito e buscou a vitória. Mas temos que cuidar mais da liderança e da diferença de pontos, pois tudo o que construímos até agora foi com muito sacrifício.

HENRIQUE, volante do Cruzeiro: Não jogamos bem, aceitamos o Flamengo jogar, erramos muitos gols e tomamos um gol muito cedo que desestruturou nosso esquema de jogo. O campeonato é difícil e bastante nivelado. Temos que reagir o mais rápido possível pra não deixar as outras equipes se aproximarem.

CARLOS ALBERTO TORRES, comentarista do SporTV: O Cruzeiro sentiu muito a falta de Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Juntos eles são o cérebro do time. No primeiro gol, houve infelicidade do Dedé. No segundo, o que se viu é o medo que o jogador brasileiro tem de atrasar a bola pro goleiro. Numa jogada antes, Manoel poderia ter atrasado, mas chutou pra lateral. No gol, quando deveria chutar pra lateral, não fez nem isto, nem atrasou.

RICARDO ROCHA, comentarista do SporTV: Lance igual ao do segundo gol já aconteceu comigo também. Tem momentos do jogo em que o zagueiro tem que dar um bicão, tem que zagueirar. Se há dúvida, chuta pra lateral. Quando Fábio saiu do gol, o jogador do Flamengo estava mais próximo da bola do que ele e consegue fazer o gol. No terceiro gol também houve falha numa bola perdida no meio de campo.

CARLOS CAMPOS, no PHD: Marcelo Oliveira assumiu um grande risco! Escalar três volantes demonstrou que ele não confia mais em Willian e Marlone. Mas o esquema foi por terra com a falha grotesca de Dedé. Falha muito grave, pois a jogada não tinha risco. Apesar da falta de criatividade, o Cruzeiro teve chance em cabeçadas de Moreno, Nilton e Manoel. A saída de Nilton pelo cartão amarelo e pela necessidade do empate era substituição certa, mas o velho esquema também não resistiu a outra falha grotesca, desta vez, de comunicação na defesa.

MAURO FRANÇA, no PHD: Na mesma época no ano passado, o time perdeu 3 em 4 partidas. Não teve muito problema porque a diferença para os perseguidores se manteve. E não havia maratona nem desfalques de dois dos melhores jogadores. É claro que a queda de rendimento preocupa, mas o time já mostrou que pode reagir. Por mais dura que seja a derrota, mesmo nesse momento crítico não é o caso de jogar todo o trabalho no lixo e deixar de acreditar.

Brasil 4×0 Japão: Everton Ribeiro treinou

Por Jorge Angrisano Santana | Em 14 de outubro de 2014

BRASIL contra Japã0, amistoso em Singapura, às 07h45, horário de Brasíla, de 14out14;

O site da CBF conta como foi:

O amistoso começou com o Japão apertando a saída de bola da Seleção Brasileira. Sem conseguir armar muito, o Brasil tentou as jogadas individuais, com Neymar no ataque, Oscar pelo meio, e Danilo pela lateral direita. No entanto, a equipe japonesa conseguiu bons desarmes. E foi numa  jogada de bola parada, muito treinada por Dunga, que o Brasil quase abriu o placar. Aos 16, Neymar bateu uma falta com capricho e acertou o travessão. Um minuto depois, mostrando o bom entrosamento do ataque brasileiro, Tardelli aproveitou falha da zaga japonesa e deu passe pra Neymar, que passou pelo goleiro Kawashima e marcou Brasil 1×0. O camisa 10 ainda teve outras chances de ampliar a vantagem, como num cruzamento de Luiz Gustavo, quando passou por três marcadores, mas chutou para fora.

No 2º tempo, como prometido, Dunga fez as seis alterações permitidas no jogo. No início, Mário Fernandes, Everton Ribeiro e Philippe Coutinho entraram nos lugares de Danilo, Willian e Oscar, respectivamente. As mudanças surtiram efeito e logo aos 48, após bom lançamento de Philippe Coutinho, Neymar ficou na cara do gol e marcou: Brasil 2×0.

Aos 75, a torcida vibrou com a entrada de Kaká no lugar de Elias. Antes, Tardelli e Luiz Gustavo já tinham sido substituídos por Robinho e Souza. Novamente, alterações positivas. Aos 76, após troca de passes perfeita entre Kaká e Robinho, Coutinho chutou a gol, Kawashima rebateu e Neymar aproveitou a sobra pra fazer Brasil 3×0. Finalmente, aos 80, Kaká tabelou com Robinho, e mandou na cabeça de Neymar, que fechou o placar: Brasil 4×0.

BRASIL 4×0 JAPÃO, terça-feira, 14out14, 07h45 (Brasília). TEMPO nublado, temperatura 27º, sem vento, umidade 94%. LOCAL: Estádio Nacional de Cingapura. MOTIVO: Amistoso. TRANSMISSÃO: Globo e SporTV. PÚBLICO: 51.577. ARBITRAGEM: Ahmad A’Qashah, Lim Kok Heng e Ong Chai Lee, trio de Singapura. AMARELOS: Nenhum. GOLS: Neymar 17, 49, 76 e 80. BRASIL: Jefferson, Danilo (Mário Fernandes, intervalo), Gil, Miranda e Filipe Luís; Luiz Gustavo (Souza, 71) e Elias (Kaká, 75); Oscar (Philippe Coutinho, intervalo) e Willian (Everton Ribeiro, intervalo); Neymar e Diego Tardelli (Robinho, 64) . T: Dunga. JAPÃO: Kawashima, Sakai, Shiotani e Kosuke Ota; Morishige, Morioka (Honda, intervalo), Shibasaki (Suzuki, 83), Tanaka (Hosogai, 70) e Taguchi; Okazaki e Kobayashi (Muto, 51). T: Javier Aguirre.