Cruzeiro, bicampeão da Taça Minas Gerais

Por Jorge Angrisano Santana | Em 10 de dezembro de 2012

Cruzeiro, bicampeão da Taça Minas Gerais, em 1982.

  • DemocrataGV 1×1 Cruzeiro, terça feira, 12out82, 16h, Estádio Mammud Abbas, Governador Valadares, 21ª rodada da Taça Minas Gerais 1982 (1º turno do Campeonato Mineiro). Público: 13.463. Renda: CR$5.106.100,00. Juiz: Aldenir Vieira Matos (MG). Gols: Sávio, 43, Giba 87. DemocrataGV: Zé Murício, Marreta, Cedenir, Pagani e Carlos Alberto; Remi, Naves e Jairo; Edvaldo, Tião (Dudu) e Giba. Tec: Mirim. / Cruzeiro Luiz Antônio, Celso Roberto, Zezinho Figueroa (Eugênio), Ozires e Luiz Cosme; Douglas, Mauro Madureira e Tostão II; Ricardo, Sávio (Eudes) e Jésum. Tec: Yustrich.

  • 1. Campanha do campeão: Cruzeiro 2×2 DemocrataSL, Cruzeiro 2×1 DemocrataGV, Uberlândia 0×0 Cruzeiro, Cruzeiro 0×0 GuaraniDV, Cruzeiro 1×0 Uberaba, Tupi 1×2 Cruzeiro, Caldense 0×2 Cruzeiro, Cruzeiro 1×0 Valeriodoce, Cruzeiro 0×0 AtléticoMG, Villa Nova 0×0 Cruzeiro, Cruzeiro 2×1 AméricaMG, Valeriodoce 1×1 Cruzeiro, Cruzeiro 4×0 Tupi, Cruzeiro 1×0 Villa Nova, DemocrataSL 1×1 Cruzeiro, Cruzeiro 3×0 Caldense, Cruzeiro 2×2 Uberlândia, GuaraniDV 0×2 Cruzeiro, Uberaba 1×1 Cruzeiro, Cruzeiro 2×1 AméricaMG, DemocrataGV 1×1 Cruzeiro, Cruzeiro 1×2 AtléticoMG.
  • 2. O Cruzeiro perdeu a invencibilidade de 28 partidas ao ser derrotado pelo AtléticoMG, na última rodada do torneio.
  • 3. O AtléticoMG venceu a segunda fase do campeonato e também o jogo-extra, por 2×1, de virada, conquistando o pentacampeonato estadual.
  • 4. Entre as vitórias sobre a Caldense (2×0) e Valeriodoce (1×0), o Cruzeiro fez 5 amistosos. Venceu o Alfenense (1×0) e, depois, em excursão pela Espanha, o Ujpest Dosza, da Hungria (4×1), o Racing Santander (2×0), conquistando o Troféu Ciudad de Santander, o Salamanca (2×0) e o Real Valladolid (5×0), conquistando o Ciudad de Valladolid, e o Real Zaragoza (1×0), conquistando o Ciudad de Zaragoza.
  • 5. O presidente Felício Brandi impediu Yustrich de escalar um time misto na vitória de 2×1 sobre o América, pois sonhara que Celso Roberto (lateral direito contratado ao Uberaba) marcaria o gol da vitória, com um chute de fora da área, no fim do jogo. Exatamente o que ocorreu.

Vamos em frente?

35 comentários para “Cruzeiro, bicampeão da Taça Minas Gerais”

  1. Carlos Campos disse:

    Lembro do gol do Celso Roberto aos 45 de segundo tempo, em um jogo realizado quarta a noite no Mineirão !

  2. S@muel disse:

    Pra quem não viveu essa época, é difícil até imaginar. Quando li “Cruzeiro 2×2 DemocrataSL (…) Uberlândia 0×0 Cruzeiro, Cruzeiro 0×0 GuaraniDV (…) Valeriodoce 1×1 Cruzeiro (…), etc.”, pensei: O que é isso?!!!!!!!

  3. Celeste disse:

    Jorge, gosto desse tipo de post. Obrigada por nos conceder esse privilégio. Algumas dúvidas: Esse goleiro do Democrata parece que depois foi para o América e o Remi para o Cruzeiro. Certo ou errado? Quem são Ricardo e Sávio do Cruzeiro. Não me lembro deles.

  4. Ernesto Araújo disse:

    Vamos em frente ? Enquanto o Cruzeiro for campeão, vamos. Revendo os últimos posts, gostei do levantamento das histórias de Toby, Bendelack e Dedé de Dora. É importante para nós, que não somos daquele tempo, conhecermos a realidade e as lendas que acabam fazendo parte da “cultura cruzeirense”. O Toby falou uma verdade: Despejaram todas as críticas nele mas tinham uns jogadores importantes naquela época que parecem tambémnão ter dado conta do recado…

    • Ernesto Araújo disse:

      … porém foram poupados pela torcida. Acredito que tudo isso foi reflexo do péssimo fim de anos 70 e início de anos 80, no qual o Cruzeiro viveu uma difícil fase de transição.

      • Esse negócio de Toby e Bendelack surgiu como piada e virou conversa séria. Agora, não adianta tentar consertar. Cabeça de torcedor não é muito arejada. Ele repetirá a história pro resto da vida. Que nem o pretenso tapa de Obdulio Varela em Bigode na final de 1950, no Maracanã. Torcedor é mula empacada.

  5. Ernesto Araújo disse:

    E já que estamos resgatando história, segue o link a seguir http://migre.me/cjRq5 Vejam a parte que fala do Mineirão.

  6. Kabrunco disse:

    O Sávio veio do Goiás, se não me engano. Teve um início muito bom no Cruzeiro, até quebrar a perna. O Ricardo era um ponta esquerda? Um dos dois teve a perna quebrada pelo Nelinho, que à época jogava no rival citadino (o time zicado), se bem me lembo. Um lance desleal.

    • Carlos Campos disse:

      O centroavante Sávio foi eleito revelação da Taça de Ouro de 1982, pelo Anapolina de Goiás, quando marcou 16 gols. O Cruzeiro contratou e ele teve bons momentos.

    • Bruno F disse:

      Posso afirmar que foi o Ricardo que quebrou a perna.

  7. Magno Antunes Dos Santos disse:

    OT: O Grêmio foi punido com um jogo, por ter promovido uma baderna em campo e a torcida ter atirado uma BOMBA no banco adversário… quantos jogos tomou o Cruzeiro por causa dos copos??? O futebol ainda vai ser levado a sério no Brasil, pena eu não estar mais aqui!!!

    • rafa_pena disse:

      Estou sem entender essa punição também, os dois foram enquadrados no artigo 213, mas a diferença foi enorme.

  8. Magno Antunes Dos Santos disse:

    Sobre o periodo turbulento do Cruzeiro, eu estava começando a acompanhar futebol. Mas paixão é paixão, principalmente pra quem tem História! Quem não tem tenta destruir a dos outros em vez de construir a própria!!!

    • Celeste disse:

      Magno, você falou tudo. A história é importante e faz a camisa ser mais forte. Naquele jogo contra o Bahia, na reta final do Brasileirão, decisivo, meu esposo torcedor do Santos me disse que o Cruzeiro iria virar o jogo. Argumentou que em momentos decisivos o passado, a camisa a história e etc.. fazem a diferença. O Martinucccio tratou de confirmar o que ele disse.

  9. kmp disse:

    Lembro do Jésum, ponta esquerda de bigodinho, jogando no Bahia e sempre dando uma canseira no Nelinho. Era bom de bola, mas vou confessar que essa época ai não me dá nenhuma saudade. Futebolisticamente falando não foi das melhores fases do clube. Já em 84 a coisa deu uma melhorada com aqueles 4×0 tendo o Seixas como protagonista.

    • Jésum foi revelado pelo Villa. Era um driblador. Foi contratado pelo SPFC e, logo que recebeu o dinheiro das luvas, entrou numa concessionária e comprou um carrão. Com o troco, comprou um aparelho de som de alta potência e uma pilha de discos. Quando soube da maluquice, Telê, emputecido, colocou-o na geladeira.

  10. Carlos Campos disse:

    E o Mixirica??? Pq será que esses e outros “craques”das frangas NAO VIRARAM PIADA? Certamente, depois de anos e anos de SUPREMACIA AZUL, a imprensa mineira, no final dos anos 70 e inicio 80, NAO PERDEU A OPORTUNIDADE DE ESTIGMATIZAR UMA FASE DO NOSSO TIME.

  11. Arreguy poderia contar o que é feito do os jogadores do time valadarense.

  12. Mauro Franca disse:

    Douglas, Mauro Madureira e Tostão – Grande meio de campo.

  13. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Em 1982 eu esta morando em Vila Velha – ES, conheci poucos jogadores do time do Demo. Pagani era da minha época, foi excelente zagueiro, jogou no santos, no futebol carioca e depois fez sucesso em Portugal, onde, se não me engano, mora até hoje.

  14. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Jairo jogou muito tempo no Democrata e no valério, era muito conhecido na região. Centro avante nato (apesar da escalação do Jorge), fazia gols pra caramba chegou a ser pretendido pelo atlético-MG.

  15. Reportagem recente sobre os folclóricos Tobi e Bendelack no SE… http://migre.me/ckklt

  16. Eduardo Arreguy Campos disse:

    Por ser feriado, estava em GV e assisti ao jogo que abre o post. O Demo empatou no finalzinho, quando começou a cair uma tempestade que alagou a cidade.

  17. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    É isso aí. Alimentar-se do passado, já que no presente a coisa tá feia. Quem tem GPT e MO no comando não tem como aspirar muita coisa pra 2013.

    • Eduardo Arreguy Campos disse:

      Daniel, um abraço para seu novo treinador, o…, o…, como é mesmo o nome do novo treinador do inter?

  18. Daniel Carvalho - Porto Alegre disse:

    100.000 Sócios. Estádio novo. Dinheiro em caixa. Dunga e Paulo Paixão serão confirmados nesta quarta-feira como técnico e preparador-físico do colorado. Dátolo, Bolatti, Nei… serão negociados – olhá aí, jogadores que reforçariam o Maior de Minas. A base do Inter(Sub-17) foi campeã sobre o arquirival.