Arquivo da Categoria ‘Olimpíadas’

Brasil olímpico: ufanismo ou realidade?

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Carlos Eduardo Marques

O resultado dos jogos olímpicos de Londres pode ser analisado de duas maneiras. Pela ótica do ufanismo, mesmo que os fatos não nos permitam afirmar que estamos melhorando no ranking, as 17 medalhas são um recorde superando as 15 previstas pelo COB. Sendo realistas, veremos que o discurso sobre a precariedade e o voluntarismo do esporte no Brasil é desmentido pelo apoio da iniciativa privada com seus patrocínios e de governos, por meio de programas, bolsas, transferências, renúncias e incentivos fiscais. (mais…)

Miss Olimpíada

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Antonija Mišura, 24, 1,81m, de Šibenik (24mai88), armadora do ŽKK Jolly e da Seleção da Croácia, que encantou na Olimpíada de Londres.

Ela, não a seleção, obviamente.

Ninguém sabe em que lugar ficou a Croácia, Antonjia, nós sabemos muito bem: foi a Miss Olimpíada.

Quem disse? O americano Bleacher Report, o argentino La Nacion e o brasileiro PHD.

Alguém contesta?

Yane Marques, bronze que vale ouro

domingo, 12 de agosto de 2012

A pernambucana de Afogados da Ingazeira, Yane Marques, conquistou a 17ª medalha brasileira em Londres, no pentatlo moderno.

Pódio: 1. Laura Azaudaskaite (Lituânia). 2. Samantha Murray (Inglaterra). 3. Yane Marques (Brasil).

  • A competição, criada pelo barão de Coubertin, combina esgrima, natação, hipismo, corrida e tiro. A medalha de ouro ficou com a lituana Laura Asadauskaite e a prata com a britânica Samantha Murray. Yane começou a competição com dois sextos lugares, no esgrima e na natação. A combinação dos dois resultados levou a brasileira à segunda colocação na classificação geral. A nona posição no hipismo a colocou na liderança da competição, ao lado da lituana. No início do evento combinado, que une a precisão do tiro e a resistência da corrida em três séries de cinco disparos e mil metros, a brasileira começou na frente. Embora tenha sido a primeira a acertar os alvos, Yane perdeu espaço para a lituana durante a segunda volta da corrida. Visivelmente cansada, Yane também foi ultrapassada pela britânica Samantha Murray, apoiada pela torcida local. (Site da revista Veja)

Vôlei masculino: o ouro que virou prata

domingo, 12 de agosto de 2012

O time brasileiro masculino de vôlei conquistou a 16ª medalha brasileira em Londres, uma prata sem brilho.

O time de Bernardinho fez dois sets a zero, teve dois match points e, mesmo assim, tomou uma virada monumental.

Como pano de fundo, uma bandeira do Caquético Mineiro. De novo.

Alguém tem de tomar a providência pra impedir esse trapo zicado de ir ao Rio em 2016.

Reportagem do site oficial da CBV:

Brasil é medalha de prata em Londres

O Brasil é vice-campeão dos Jogos Olímpicos de Londres. Sem poder contar com o oposto Leandro Vissotto, lesionado durante a competição, e após enfrentar problemas também com o ponteiro Dante, que ficou de fora no quarto set, a seleção brasileira acabou superada, neste domingo, pela Rússia por 3 sets a 2 (25/19, 25/20, 27/29, 22/25 e 9/15), em 2h09, no Earls Court. (mais…)

Esquiva Falcão (ou Faltão?), prata por um ponto

sábado, 11 de agosto de 2012

O capixaba Esquiva Falcão conquistou a 15ª medalha brasileira em Londres.

Ele perdeu para o japonês Murata por 14×13. devido a uma falta que lhe tomou 2 pontos.

Reportagem do site Band Esportes:

Esquiva Falcão perde e fica com a prata (mais…)

Vôlei feminino: garotas de ouro

sábado, 11 de agosto de 2012
.

Brasil vence os Estados Unidos e conquista o bicampeonato olímpico

Site Oficial da Confederação Brasileira de Vôlei

A seleção brasileira feminina de vôlei é bicampeã olímpica. Neste sábado, o Brasil venceu, de virada, os Estados Unidos na final dos Jogos Olímpicos de Londres por 3 sets a 1 (11/25, 25/17, 25/20 e 25/17), em 1h40 de jogo, no Earls Court, em Londres. Com a vitória, o treinador José Roberto Guimarães conquistou a terceira medalha de ouro olímpica como técnico.  (mais…)

Recebam esta fatura sem estrilar

sábado, 11 de agosto de 2012

Os sabichões que estão se regozijando com a derrota brasileira e pedindo a cabeça do Mano no post abaixo, são os mesmos que cairam de pau em cima do Dunga, dois anos atrás, na Copa da África do Sul.

Criticavam o Anão -teleguiados por comentaristas de televisão, rádio e jornais- porque Neymar e Ganso não haviam sido convocados. E a ausência dos dois teria sido, enfim, a maior causa da derrota.

Duas competições depois, com a presença de ambos nos fracassos da Copa América e da Olimpíada, a tese dos fanfarrões se mostrou furada. E agora? Quem será o primeirão a admitir o erro? Quem vai pedir desculpas ao Dunga?

Brasil 1×2 México: Mais uma prata? Sim, mais uma

sábado, 11 de agosto de 2012

Final olímpica do futebol. Outra prata? Sim, outra prata.

E foi a 13ª medalha brasileira em Londres..

A reportagem é do jornal Excelsior, do México:

México vence a Brasil y se cuelga el Oro Olímpico (mais…)

Boxe: Yamaguchi Falcão? Bronze!

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

O boxeador capixaba Yamaguchi Falcão Florentino conquistou a 12ª medalha brasileira em Londres. Foi bronze, especialidade brasileira.

A luta entre Yamaguchi e Mekhontcev, que levou o russo à final e manteve o brasileiro com o bronze, segundo o GloboEsporte.Com:

  • 18:07 Duelo entre Yamaguchi e Mekhontcev começará com 10 minutos de atraso
  • 18:10 Pugilistas entram no ringue neste momento. Yamaguchi luta no corner vermelho.
  • 18:12 Começa a luta! (mais…)

Alison e Emanuel: prata na praia

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Os voleibolistas de praia, Alison e Emanuel conquistram a 11ª medalha brasileira em Londres. Prata. Só.

Matéria do site oficial da CBV:

Alison e Emanuel conquistam a prata em Londres

O vôlei de praia brasileiro conquistou, nesta quinta-feira, sua segunda medalha nos Jogos Olímpicos de Londres. Um dia depois de Juliana e Larissa conquistarem o bronze, Alison e Emanuel garantiram a prata no torneio masculino, disputado na Horse Guards Parade. Apesar de toda luta e garra, os campeões mundiais foram superados pelos alemães Julius Brink e Jonas Reckermann por 2 sets a 1 (21/23, 21/16 e 14/16) na decisão do torneio olímpico. Esta é a primeira medalha de ouro do vôlei de praia alemão nos Jogos Olímpicos. (mais…)