Arquivo da Categoria ‘Mídia’

Mudança na “rádia” sinaliza o quê?

domingo, 6 de abril de 2014

Alguns dias após demitir seu principal comentarista de futebol, Lélio Gustavo, a Rádio Itatiaia, contratou Leo Figueiredo, da TV Globo.

Jovem, gordodescendente, 33 anos, Leonardo Figueiredo foi revelado pela própria emissora do Bonfim e vinha brilhando nas transmissões do SporTV e do PFC, com estilo enxuto, técnico e sem os rompantes de apresentador de programa mundo-cão do demitido Lélio.

Será que a troca sinaliza um aggiornamento da Itatiaia, adequando-a aos tempos do politicamente correto em que é preciso cuidar do delicado ouvido do consumidor com palavras ternas mais do que com gritaria, como se fazia no rádio mineiro desde os tempos de Osvaldo Faria?

Ou seria um gesto de boa vontade com a torcida do Cruzeiro a troca de um atleticano apaixonado por outro racional, da linha Mário Marra?

Emanuel contra Baptista

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Tomo conhecimento, pela internet, de que Emanuel Carneiro, dono da Rádio Itatiaia, criticou Júlio Baptista por não justificar, em campo, o salário de R$1 milhão.

Como está vivendo um período de euforia, a torcida celeste repudiou o comentário. Ao qual faria coro se o time estivesse mal.

O jornalista tem direito de criticar o jogador, pelo seu desempenho. Ponto pacífico. Tem também o direito de criticar a direção do clube pelo salário que paga ao atleta.

Posto isto, exponho minhas críticas às críticas de Seu Mané:

  • Não creio que JB receba o maior salário do futebol brasileiro. Se recebe, é caso de impeachment do presidente GPT.
  • JB não tem como mostrar seu futebol, pelo simples motivo de que não tem lugar no time.
  • Só neste ano, JB poderá se ajustar ao padrão físico, tático e técnico do time, por ter feito a pré-temporada com os colegas.

Como Seu Mané é o jornalista mais bem informado de Minas, acredito que seria oportuno ele voltar o tema.

Ele banca mesmo a informação sobre o salário? Será que ele acha mesmo que JB pode mostrar futebol sem jogar?

Finalmente, ele deve nos contar:

  • JB não está jogando por treinar mal?
  • Ou porque o time encaixou de tal forma, que é impossível encontrar nele uma vaga disponível?

Com a palavra, Seu Mané. E também os doutos comentaristas do PHD.

Canelada mal sucedida

domingo, 29 de dezembro de 2013

Terminou mal, muito mal, a revanche concedida por Chris Weidman a Anderson Silva, no UFC.

No 1º assalto, o americano levou a luta pro solo e obteve nítida vantagem.

No início do 2º, Anderson desferiu uma canelada, que acertou um pouco abaixo do joelho de Chris.

O impacto resultou em fratura exposta de tíbia e perônio do brasileiro, que saiu do octógono diretamente pro hospital.

Aos 38 anos, dificilmente, ele poderá voltar a competir, o que significa o fim a uma carreira brilhante.

Leitura obrigatória pra adoradores do Boitatá

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

GUSTAVO POLI, em seu blog, no G1, 23dez13

Os fatos, esses chatos

Nós adoramos um boitatá. Mesmo diante de evidências evidentes, da afeição tupiniquim pela lambança como método, e de todas as disposições em contrário… o brasileiro prefere acreditar em forças obscuras. Não há como negar: nutrimos especial apreço pela Mula-sem-cabeça, pela Cuca, pelo Saci-pererê. Queremos discos voadores, duendes travessos e personagens afins.  Vejam a semana do futebol. O caso Héverton cuspiu um Arquivo X por dia. A cada instante, numa rede social ou celular perto de você, surgia uma conspiração diferente. (mais…)

O novo comentarista da galera

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Lauro Jardim, em sua coluna Radar Online:

  • A Globo quer renovar o seu time de comentaristas para 2014, hoje composto por Casagrande, Junior, Caio e Ronaldo Fenômeno (este exclusivamente para a Copa). O primeiro alvo é Roger Flores, ex-jogador do Fluminense que atualmente tem contrato com o Sportv. Ao mesmo tempo que agrada a Globo e audiência, Roger tem incomodado jogadores com seus comentários. Este ano, por exemplo, chegou a dizer que o volante Edinho, do Fluminense, “precisaria de um (revólver calibre) 38 para matar uma bola”.

Decisão acertada. Roger Galera Flores foi o melhor comentarista de jogo de futebol em 2013.

Quem eu li e ouvi em 2013

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Eu me informei com estes caras, em 2013:

  1. Ari Aguiar, Paulo Antunes, Paulo Mancha, Eduardo Agra, Everaldo Marques e André Kfouri. Esportes americanos, na ESPN.
  2. Tostão. Futebol, n’ O Tempo.
  3. Bruno Furtado e Gilmar Laignier. Futebol, no Superesportes.
  4. Tiago Reis. Reportagens, na Itatiaia
  5. Renato Maurício Prado. Entrevistas, na Fox.
  6. Roger Galera, Muller. Comentários de jogos, no SporTV
  7. Paulo Calçade. Comentários de jogos, na ESPN
  8. Mílton Leite. Narração de futebol, no SporTV
  9. Dr. Genibaldo Lucena, Mauro França, Victor Pimentel, Wilson Flávio, AC Rossi, Mariana Resende, João Duarte, Alexandre Simões, Henrique Ribeiro. Comentários de futebol na internet
  10. Pequetito, Albertinhos (Rodrigues e Lombriga), Milton Naves. Narração no rádio, desde que não compartilhada com jogo da Cocota.

E vc, caro leitor, a quem deu ouvidos em 2013?

Rachel Sheherazade

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Rachel: Covardia em falta, intrepidez ao extremo

Rachel Sheherezade, âncora do SBT Brasil

A ESPN se curvou ao cartola

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Ismail Salles

Nesta segunda-feira causou surpresa a decisão da ESPN Brasil, que demitiu Flávio Gomes e suspendeu Arnaldo Ribeiro,  motivada por publicações que esses dois jornalistas veicularam no Twitter acerca do controvertido pênalti marcado em favor no Grêmio no jogo contra a Portuguesa, realizado no último sábado. (mais…)

Eu apoio o Criança Esperança

sábado, 31 de agosto de 2013

Eu apoio o Criança Esperança.

As políticas compensatórias dos governos municipais estaduais e federal não dão conta de oferecer esperança a todas as crianças pobres.

A iniciativa da Globo, em parceria com a Unesco (antes era com a Unicef), embora nem de longe dê conta de todos os problemas, é espetacular em seus resultados.

E só faz mal, mesmo, aos cérebros de galinha dos politiqueiros tarados.

Inconfidência, Guarani, Itatiaia

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

José Carlos Damasceno

Acompanho futebol desde 1963, época em que a Rádio Inconfidência, comanda pelo narrador atleticano, Jairo Anatólio Lima, dominava a audiência.

A partir da inauguração do Mineirão, com Jota Júnior, um locutor excepcional, torcedor do Cruzeiro, a Guarani tomou o 1º lugar, que era da emissora estatal.

Nesa época, Aldair Pinto, que apresentava programas de auditório na Guarani, ajudou a torcida do Cruzeiro a crescer muito. Algo de que pouco nesse fala nos dias que correm.

No decorrer dos 70, a Itatiaia pegou o timão e não o largou mais.

Inovou com narradores e repórteres específicos pra cada time: Alberto Rodrigues e Carlos César Pinguim, do Cruzeiro, Vilibaldo Alves e Roberto Abras, do Atlético.

Osvaldo Faria, o principal comentarista, mantinha certa isenção, embora muita gente dissesse que ele era americano.

Esse arranjo tem garantido a liderança da emissora fundada por Januário Carneiro nas últimas quatro décadas.

Mesmo vivendo longe de Beagá desde 1987, reconheço que Mário Henrique Caixa e Roberto Abras têm desempenho superiores aos de Alberto Rodrigues e Artur Morais.

Quanto aos comentaristas, são todos bem fraquinhos.

Mas a verdade é que tenho escutado pouco a Itatiaia e nem conheço as demais emissoras da minha cidade.

De qualquer forma, acredito que a Itatiaia procura ser fiel no relato dos acontecimentos, elogiando e criticando as personagens do futebol mineiro.

E, ao final do jogo, o Seu Nome Seu Bairro, dá a palavra ao torcedor, que elogia ou desce o cacete nessas mesmas personagens, conforme lhe dê na telha.

José Carlos Damasceno, o Velho Damas, 62, emplumado, economista, advogado, nasceu em Belo Horizonte e mora em Goiânia.